Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Esquerda x Direita

29 de fevereiro de 2008 5

Caro Cacau,

Escrevo desde Lisboa, Portugal, onde atualmente moro. Venho acompanhando diuturnamente sua coluna e sou testemunha que ela reflete a conjuntura sócio-política-cultural do Estado (daí sua qualidade como veículo de comunicação!). Parabéns, então.

Procuro manifestar-me contidamente quanto aos assuntos abordados, mas, com respeito, o Dr. Aderbal (não sei se é o Tico, ou o Terror, acho que é o Terror — ambos são meus amigos e os prezo, tenha certeza disto!) equivoca-se, e muito, com a pergunta estampada no tópico %22E eles?%22 da sua
coluna de hoje. Sem negar a inadmissibilidade e irracionalidade humana inserta nas explosões atômicas em território japonês, comparar este triste episódio de guerra com as perseguições e execuções políticas em Cuba impostas por Fidel Castro é o mesmo que não se conformar pelo Flamengo (abstenha, por favor, o de Forquilhinha!) jamais ter sido campeão catarinense!!!

Mas, de fato, as contas do professor Colle não estão erradas, mas sim subestimadas… foram muito mais as mortes ocasionadas por Fidel Castro. Para tanto, remeto seus leitores a assistir o
Archivo Cuba – Los Muertos de Castro (vídeo abaixo), trabalho do prefessor Armando Lago. Pereba que o professor Lago, em respeito a ética jornalística apresentar a informação somente depois de comprovada por duas fontes independentes.

Por final, é necessário escrever que o acesso a esse trabalho científico responsável foi obra do incansável filósofo brasileiro Olavo de Carvalho.

Um abraço,
Stephan Klaus Radloff

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Comentários (5)

  • Ernani Antonio Pozza Filho diz: 3 de março de 2008

    Olavo de Carvalho? Esse cara tem tanta credibilidade quanto o Roberto Jefferson e é tão imparcial quanto a Veja…

  • Berloque Gomes diz: 1 de março de 2008

    O “incansável filósofo brasileiro Olavo de Carvalho” é chato pa carvalho, ô. Filósofo? Há controvérsias! É verdade que o professo Sérgio Collera é um fã do Olavo (ô tombém lavo, mas só o meu carvalho, seu istepô!). Eles são incansáveis. A raça é que cansou deles. Mas, se alguém quisé sabê mais sobre o Olavo de Carvalho (em inglês, “I wash of the pvenis”), é só dá uma olhadinha nessa página aqui, ó:

    http://desciclo.pedia.ws/wiki/Olavo_de_Carvalho

  • Maria Aparecida Nery diz: 3 de março de 2008

    Tá, mas e aí? Malhar Olavo de Carvalho é tudo o que vocês têm a dizer sobre as afirmações do leitor e sobre o vídeo postado? Assim não tem graça…

  • Stephan Klaus Radloff diz: 12 de março de 2008

    Quanto aos comentários insertos no Blog, tenho a dizer que atacar a credibilidade ou não do Olavo não faz desaparecer as verdades contidas no vídeo do Prof. Lago.
    Quanto ao tal Berloque, com esse nome não há muito o quê falar, senão lamentar a existência de mais um apedeuta que teima em diminuir os ilhéus usando, equivocada e erroneamente, uma forma característica de manifestação cultural!!
    Maria Aparecida Nery… mantenha-se firme!!!

  • Maria Aparecida Nery diz: 1 de março de 2008

    Ué? Cadê a Al Qaeda eletrônica petralha?

Envie seu Comentário