Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de abril 2008

Repassando

30 de abril de 2008 5

Postado por Cacau Menezes

Arquivo

30 de abril de 2008 3

Para homenagear a imensa torcida do Flamengo, que pode ser campeão carioca no domingo, Cacau programou para amanhã, aqui no seu blog, uma entrevista feita na década de 1980 com o maior ídolo do clube em todos os tempos, Artur Antunes Coimbra, o Zico, feita lá mesmo, na fonte, no estádio da Gávea, no gramado, depois de um treino coletivo do Flamengo, com direito a bate-bola entre entrevistado e entrevistador.

Zico era, naquela oportunidade, não só o Galinho de Quintino do Flamengo, como o jogador mais admirado no Brasil e no mundo. Pela humildade, pela cordialidade, pelo carisma e, fundamentalmente, pelo talento. Ah, que saudade da Era Zico!

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Barbaridade

30 de abril de 2008 8

Inacreditável: a drag queen Selma Light, uma das organizadores da Parada da Diversidade, foi convidada, anteontem, para falar sobre o evento de Floripa no programa Estúdio 36, da TVCOM. Eram quatro blocos. O primeiro seria com ela. Os outros blocos eram assuntos diferentes. Mesmo assim, um advogado, de Curitiba, que iria participar do último bloco, quando viu a drag, se levantou, esbravejou e foi-se embora, soltando o bicho para cima da turma, sentindo ofendido por estar no meio %22daquela gente%22. Cruzes, que homem careta! Que preconceituoso. Está onde, essa jóia?

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Sem som

30 de abril de 2008 8

Até agora, os avaianos só tiveram um grande momento este ano, a vitória no clássico contra o seu rival alvinegro. Pois teve torcedor que fez um revival dos azzurras dando surra nos alvinegros no final de semana passado. Como? Assistindo pela TV a todas as passagens de gols da rodada da primeira partida da final do campeonato mineiro. Lá, o Cruzeiro aplicou humilhantes 5 a 0 no Atlético. Detalhe: sem áudio, só as imagens. Esses avaianos…

Postado por Cacau Menezes – Floripa

É um fenômeno

30 de abril de 2008 13

O homem é mesmo um fenômeno político. O presidente Lula subiu, mais uma vez, nas pesquisas que avaliaram a satisfação da população com o seu governo. Parece que quanto mais a oposição bate – e a mídia também – mais cresce a popularidade do presidente. É caso para ficar na história e ser estudado.

Mas, ao mesmo tempo, Lula deixa a certeza de que não é preciso ser doutor para ocupar cargos de comando. Até porque conhecimento não é exclusividade da escola formal, acadêmica. A escola da vida também ensina muito. E a prova está aí, para quem quiser ver e abandonar preconceitos.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Condutas

30 de abril de 2008 4

Não sei como funciona isso, se é conduta diferenciada de Estado para Estado, ou se existe uma lei ou código de ética sobre o mesmo assunto. No caso do assassinato da menina Isabella, em São Paulo, a polícia em nenhum momento acusou o pai e a madrasta da menina pelo crime. Investigou, apenas, junto com os peritos. Quem falava, e muito bem, era o promotor Francisco Cembranelli, que já sabe quem são os assassinos, deu dicas, defendeu seu ponto de vista, mas também não acusou ninguém. Hoje a polícia entregou o inquérito ao promotor, agora já colocando o pai e a madrasta como autores do bárbaro crime. O promotor vai decidir se pede ou não ao juiz a prisão do casal.

Aqui já é diferente. No Rio já é diferente. Em Floripa, há uma semana estou escutando o delegado Renato Hendges, pela imprensa, acusar o finlândes que está preso como o assassino da stripper do Bokarra, cujo corpo ainda não foi encontrado. Ele nega o crime.

No Rio, o delegado que cuidou do escândalo sexual envolvendo o Ronaldo Nazário parece advogado do jogador. Defende-o com unhas e dentes de qualquer responsabilidade. Para o delegado, Ronaldo naquela noite não fez nada. Foi vítima de um bandido. O travesti confirma sempre a mesma versão. Saiu para comprar cocaína para o jogador e não recebeu seu pagamento. O delegado não está sendo isento. Toma partido. Ronaldo pode até ser a vítima nessa história. Mas é melhor investigar antes de falar. E se for pra falar, que seja a pessoa certa. Impressão que fica é que o delegado está querendo ser amigo de qualquer jeito do jogador. Ou é muito seu fã.

Quanto aqui, e se não for o finlandês? Quanto vai custar tudo isso?

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Indiscrição

30 de abril de 2008 3

A jornalista Glória Maria comentou esta semana na TV que %22idade é uma coisa que não interessa a ninguém%22. Mas tem uma revista, de ricos e famosos, que pensa diferente, e pergunta a idade de todos os personagens de suas matérias.
Para algumas entrevistadas, vira um verdadeiro pesadelo. Algumas, mais caras-de-pau, mentem descaradamente, e depois as amigas ficam comentando…

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Feira da Esperança

30 de abril de 2008 0

Dezenove mil reais foi o valor arrecadado para a Apae Florianópolis no ano passado pela Carioca Calçados durante a Feira da Esperança. Neste ano, a empresa repete a ação, doando mais de mil pares de sapatos e a estrutura para a comercialização dos mesmos na feira, com toda a renda revertida para a Apae. Agora é a vez da população da Grande Florianópolis visitar a feira e colaborar com os mais de 400 atendimentos que a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Florianópolis realiza. Colaborar com a sociedade num todo e, principalmente para com os excluídos, é antes de tudo uma atitude ética e cidadã, que acaba por ser revertida em benefício da coletividade.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

O que dá certo

30 de abril de 2008 0

Temos bons exemplos de trabalho social feito sem assistencialismo que dá ótimos resultados. O projeto de inclusão social Pescar – Educando Jovens para a Cidadania promoveu encontro de apresentação de desempenho em 2007 na sede da Aemflo/CDL-SJ reunindo entidades e empresas participantes de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. O programa trabalha em 11 Estados brasileiros e tem 173 unidades. Para que se tenha uma idéia da importância do projeto, um adolescente cursando a capacitação do Projeto Pescar custa por mês R$ 300. Se por um acaso este adolescente fosse infrator, sob a custódia correcional do Estado, ele custaria R$ 4,5 mil por mês. Só no ano passado 1.782 jovens foram resgatados de uma situação de risco social através do programa. Poderiam ter se transformado em marginais e infratores mas estão hoje no mercado de trabalho e vivendo com dignidade e objetivos. Pensando bem, não é tão difícil assim. Falta mais mobilização da sociedade e mais cobrança dos governos sobre o que é feito e como é feito com o que se arrecada com os impostos.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

São José by night

30 de abril de 2008 0

A véspera de feriado em São José tem excelentes opções para esta quarta-feira. Pode começar já na happy hour, com um show da banda D.O.C. na praça de eventos do Shopping Itaguaçu, que festeja 26 anos. A banda é formada por músicos que lencionam no Espaço Sol da Terra da Lagoa e selecionou um set com 26 músicas que foram sucesso neste período de 26 anos, uma por ano. A apresentação é gratuita e aberta ao público. A esticada pode ser ali ao lado, 14 andares acima, na cobertura do Terra Firme onde funciona o Kabutz, o mais novo point da vida noturna do Continente . Vai ter noite estrelada e muita azaração porque o que mais tem lá é mulher bonita.

Postado por Cacau Menezes – Floripa