Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de novembro 2008

Tá no hino

30 de novembro de 2008 9

Prezado Cacau Menezes,

A confirmar suas palavras na coluna de hoje (domingo). Veja parte final em negrito.

Abraço,
Delegado Senna 

Hino do Estado de Santa Catarina

Letra: Horácio Nunes
Música: José Brazilício de Souza

Sagremos num hino de estrelas e flores
Num canto sublime de glórias e luz,
As festas que os livres frementes de ardores,
Celebram nas terras gigantes da cruz.
Quebram-se férreas cadeias,
Rojam algemas no chão;
Do povo nas epopéias
Fulge a luz da redenção.

No céu peregrino da Pátria gigante
Que é berço de glórias e berço de heróis
Levanta-se em ondas de luz deslumbrante,
O sol, Liberdade cercada de sóis.
Pela força do Direito
Pela força da razão,
Cai por terra o preconceito
Levanta-se uma Nação.

Não mais diferenças de sangues e raças
Não mais regalias sem termos fatais,
A força está toda do povo nas massas,
Irmãos somos todos e todos iguais.
Da liberdade adorada.
No deslumbrante clarão
Banha o povo a fronte ousada
E avigora o coração.

O povo que é grande mas não vingativo
Que nunca a justiça e o Direito calou,
Com flores e festas deu vida ao cativo,
Com festas e flores o trono esmagou.
Quebrou-se a algema do escravo
E nesta grande Nação
É cada homem um bravo
Cada bravo um cidadão.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Assunto do ano

29 de novembro de 2008 2

Tá todo mundo vendo a CNN. Os atentados terroristas em Mumbai, na India, com o dobro de mortes das enchentes em Santa Catarina, com imagens de quase todas as cinematográficas ações de grupos de jovens e bem treinados terroristas, do começo ao fim, dispostos a matar e morrer, impressionam, tal qual os atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. É o fato do ano no mundo. Os terroristas sitiaram um grande hotel e fizeram hóspedes reféns, matando quase todos. Seqüestraram viaturas policiais, abriram fogo em praças públicas, barbarizaram. Os grandes líderes políticos tiveram que trocar seus uísques on the rocks no final de semana de descanso por plantões, entrevistas coletivas e novas medidas de segurança.

Os terroristas não desistem. Fecharam questão contra o mundo capitalista, a burguesia, as grandes nacões, os Estados Unidos. É guerra para o resto da vida. O alvo são os inocentes. Salve-se quem puder.

Estou em Santo Amaro da Imperatriz vendo as coisas pela tevê. Impressionado. Todos os passos de terroristas foram filmados, ou por câmeras de rua, ou por cinegrafistas amadores ou por celulares ou fotos de turistas. Passo a passo. Hoje, a imprensa transmite. Mas quem está na rua fotografando e filmando, documentando, a testemunha, é o povo. Nada mais fica sem registro. Põe na tela, Amarelo!

Postado por Cacau Menezes – Floripa

O Sul brilhará outra vez

29 de novembro de 2008 3

No começo era apenas uma chuvinha chata, intermitente, que atrapalhava o trânsito, incomodava os colégios, frustrava a praia. Mas foi ficando, engrossando, encharcando o solo, formando lagoas, o barro virando lama, os morros desmoronando. Uma estradinha intransitável ali, um pontilhão que se foi, um rio que transbordou, uma rodovia rompida no meio, como uma fera estropiada, esfaqueada, eviscerada, esvaindo-se no sangue.

E então a tragédia se fez. Rochas com toneladas de peso foram descendo e levando até árvores de raízes profundas. Casas dependuradas nos morros, economia paralisada. Povoados isolados, vilas abandonadas à própria sorte por falta de acesso, cidades sitiadas.

A fome, a sede, o choro de crianças: o desespero leva ao saque em busca da sobrevivência. Dentro das casas cada objeto tinha uma história, uma lembrança, um significado: tudo desapareceu. Uma casa perdida não tem reavaliação. A orfandade de uma criança não tem preço.

E aí, no meio do caos, aquele sobrevivente dá o tom: gente, vamos recomeçar! Falta luz, falta água, falta leite, falta gás, falta telefone, só não falta a velha fibra dessa brava gente: o Sul brilhará outra vez.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Espelho

29 de novembro de 2008 5

Pesquisas recentes produzidas em Santa Catarina indicam que está ocorrendo uma mudança nos padrões climáticos do Estado. Desde 2006, os levantamentos mostravam evidências de aumento das chuvas torrenciais e dos períodos de seca.

Os efeitos em Santa Catarina são compatíveis com o aquecimento global, somados a outros dois fatores, já comprovados: crescimento urbano desordenado e desmatamento.

— O que vemos em Santa Catarina é um espelho do futuro das nossas cidades. As indicações são de extremos de chuvas torrenciais e grandes secas — disse o cientista Carlos Nobre, do Instituto de Pesquisas Aeroespaciais (Inpe), coordenador dos estudos sobre mudanças climáticas no país.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Pois agora?

29 de novembro de 2008 10

O leitor Marcelo Duarte de Oliveira é novo na cidade, mas desde que chegou nunca deixou de ler este jornal, começando, como todos, por trás. O que motivou sua carta é que ele nunca viu na coluna de cartas, dos leitores, Sobre o DC, nada sobre o meu trabalho, a minha coluna, os meus erros e acertos. Vê elogios quase sempre para os mesmos, das mesmas pessoas. E pergunta se não sou funcionário do jornal? Sou sim, o primeiro deles, estou aqui desde o primeiro dia, lutando feito um cavalo para ser reconhecido. Talvez seja por isso.

Jornalista Cyro Martins chegou para mudar esse quadro. É questão de dias.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Dá-lhe, Fogo!

29 de novembro de 2008 2

O Botafogo doará 10 toneladas de alimentos para vítimas da enchente aqui em Santa Catarina e ainda pretende arrecadar mais com a venda das camisas, chuteiras e materiais diversos dos jogadores que serão leiloadas. Se o Figueirense cair nas mãos do Botafogo, muitos avaianos comprariam as camisas dos botafoguenses, rsrs.

Parabéns pelo gesto!!!

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Coisa de louco

28 de novembro de 2008 3

Prezado Cacau,

Com tanta desgraça ocorrendo em nosso Estado, acho como diria alguém que não me lembro: “Coisa de louco”…

Pensando que tudo isto parece coisa de louco (só poderia ser imaginado por louco), penso que uma outra loucura poderia amenizar ou ajudar amenizar a situação… Como tenho em conta vc como “um autêntico e grande louco”, tal como me rotulo, cuja tradução é pensar as coisas de forma diferente e produtiva (feijoada no verão e à beira-mar, por exemplo, é ou não é coisa de louco)…

Acho que vc pode contribuir com no mínimo 300 toneladas de alimentos colocando 30 mil loucos torcedores (avaianos e figueirenses) torcendo em paz por um combinado AVA-GUEIRA enfrentando em partida amistosa um combinado CORINTHIANS/PALMEIRAS…

Com certeza até o Guga vai até torcer pros avaianos comparecerem em maior número. Tudo em nome da paz e da solidariedade… catarinenses unidos, nem importa se o Figueira cair ou ficar na 1ª.

O que importa é fazer algo diferente, que ninguém nem tem coragem de sugerir, coisa de louco… Tenho certeza que só vc seria capaz… assim como ser louco de trazer Tim Maia e tantas outras que já fizeram história.

Então… conto com vc e acho que muito mais que eu, contam aqueles que nada mais tem e nem tem onde ou a quem buscar… Destino da arrecadação… bom se vc for louco de conseguir, será tb capaz de escolher a quem. Esta é a idéia… implementá-la é sua competência. Apoio vc terá.

Ah, e se não for o combinado paulista, pode ser gaúcho, será mais loucura ainda. Diferente daquela noticiada hoje. Guerra de torcidas. Mas mantenha a união dos catarinenses. Acho que o exemplo da união das torcidas poderá comover até o coração mais duro…

Abraços fraternos
Guido Caçador Neto

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Dramas da enchente

28 de novembro de 2008 13

São tantas as tragédias que emergem dos escombros de água e lama que se abateu sobre várias cidades catarinenses, que é difícil saber como essas pessoas farão para suportá-las. Um desses casos doeu demais no coração dos brasileiros. No Bom Dia Brasil desta sexta-feira, um jovem, em Gaspar, contava chorando a perda da esposa grávida e uma pequena filha, encontradas abraçadas. Esse jovem, que contava chorando que já tinham escolhido até mesmo um nome masculino e outro feminino porque ainda não sabiam o sexo da criança que iria nascer, disse que achou melhor enterrar a mãe e a filha no mesmo caixão, para não separar nunca mais aquele abraço. Três num mesmo caixão. É dor demais para uma pessoa, agora sem a sua família.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Gracinha

28 de novembro de 2008 45

Divulgação
Cachorrinho gaúcho é assim, anda a caráter.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Dia sem compras

28 de novembro de 2008 5

Os comerciantes não vão gostar nada dessa idéia. Mas o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) está divulgando no Brasil a idéia de um “dia sem compras”, que neste ano cai neste 29 de novembro.

O objetivo é que, nesta data, além de não comprar nada, todos façam uma reflexão sobre os impactos sociais e ambientais dos nossos hábitos de consumo.

Os atuais padrões de consumo são insustentáveis do ponto de vista ambiental e injustos socialmente, já que a grande maioria da população é privada do acesso a bens e serviços essenciais para uma vida digna, afirma a campanha.

Criado em 1993 pela organização canadense Adbusters (www.adbusters.org/campaigns/bnd — em inglês), o evento, atualmente, mobiliza pessoas em dezenas de países no mundo todo.

O chamado “Buy Nothing Day”, em inglês, também é realizado para apoiar a reflexão sobre o verdadeiro significado de uma celebração anual fortemente marcada pelo consumismo: o Natal. O “Dia Sem Compras” não propõe o regresso à Idade da Pedra nem que todos os dias sejam dias sem consumo. Mas quer uma reflexão sobre os atuais padrões de consumo.

Por isso estabelece como tarefas urgentes:

1) consumir menos;
2) informar-se sobre a origem dos produtos – como e por quem foram produzidos;
3) fazer a separação dos materiais recicláveis e levá-los para os postos de coleta seletiva;
4) pressionar as grandes empresas a co-responsabilizarem-se pelos impactos provocados.

Postado por Cacau Menezes – Floripa