Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Deu samba

30 de janeiro de 2009 16

Cacau,

Comediando o que o secretário de Turismo, Mário Cavallazzi, falou, que os turistas dão trabalho, eu escrevi uma modesta marchinha, que será lançada na sua Feijoada.

Um abraço,

André Calibrina

 

 VENHAM TURISTAS

AQUI PODES ENTRAR

NÃO LIGUEM PRO QUE O “TANSO”         BIS

FOR FALAR

ILHA DA MAGIA

AQUI VOÇÊS VÃO ENCONTRAR

HOSPITALIDADE CULTURA E TRADIÇÕES

E OS MANEZINHOS

COM MUITO AMOR NOS CORAÇÕES

SEJAM BEM VINDOS E PODEM CHEGAR

DE CARROÇA NAVIO OU AVIÃO

DOICHLAND , I LOVE YOU, ARIVEDETTE,  AU REVOIR

VOCÊS AQUI NÃO VÃO ATRAPALHAR

Autor: André Calibrina

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Comentários (16)

  • jose diz: 30 de janeiro de 2009

    Vocês com cedilha é complicado. Andasse faltando as aulas de português hein?

  • Ernesto São Thiago diz: 30 de janeiro de 2009

    Ô Calibrina! Filma um ensaio da marchinha e manda o vídeo para o Cacau postar aqui no blog… Estamos curiosos para ver como ficou com a música! Se “couber” no ritmo troca “navio” por “cruzeiro”, valeu? E não deixa pra lançar só na Feijoada, não!!! Lança já uma semana antes, no Berbigão do Boca, não tem? ;-)

  • Márcio diz: 30 de janeiro de 2009

    Desculpe Cacau, mas C cedilha antes de “E” é coisa de ignorante. E na segunda linha, para ter sentido, tem que ser “para o que o tanso DIZ, e não Bis.

  • Jair Silva diz: 30 de janeiro de 2009

    Bem que acertasse a marchinha, vem de carroça, navio ou avião, só que de taxi não dá não… né que deu rima ô.

  • Aline diz: 30 de janeiro de 2009

    Nada contra a marchinha; o problema é o português sofrível (“voçê” dói nos olhos!!!) e o termo “arivedette”… Não seria “arrivederci”, que significa “até logo” em italiano?

  • Ernesto São Thiago diz: 2 de fevereiro de 2009

    Duas são as causas da falta de trapiches, marinas, etc. em Florianópolis: 1 – falta do Plano Municipal do Gerenciamento Costeiro, o que inclui o Zoneamento Ecológico Econômico Costeiro, que define o que pode ou não ser construído ao longo da orla; 2 – falta de projetos de elevado rigor técnico à falta do PMGC e do ZEEC, pois, quando existem, os trapiches e marinas saem do papel, como é o caso da ampliação o Iate Clube Veleiros da Ilha, por exemplo.
    O MPF apenas desincumbe-se de seu dever.

  • ana lirye diz: 1 de fevereiro de 2009

    Olá, quem fez a marchinha, além de analfabeto, está totalmente equivocado ao que realmente acontece, não estão de braços abertos par nós turista, com muito amor, mas somente em nosso dinheiro.
    E tem mais, investidores que procuram a ilha para inovar o que exite aqui, apanham muito até conseguirem seus alvarás de funcionamento, por causa das associações de vizinhos manés que são totalmente contra o progresso da região.
    Infelizmente Florianópolis vende a imagem lá fora que não existe.

  • Ernesto São Thiago diz: 31 de janeiro de 2009

    Por justiça, diante do que foi comentado neste post, é forçoso reconhecer que o Secretário de Turismo sempre foi favorável à vinda dos cruzeiros à Florianópolis. Almoçou à bordo de um navio em cruzeiro de cabotagem na companhia do prefeito; prometeu há três anos um novo píer em Canasvieiras; reconheceu que os turistas preferem fazer escalas aqui do que em outros pontos do litoral de SC; sugeriu inclusive um pier na Av. Beira Mar Norte! Por quê a repentina mudança de posição se ia tão bem antes?

  • Denis diz: 2 de fevereiro de 2009

    Meu Deus, pelo que voces escrevem esse secretário de turismo é “ótimo”….vive fazendo turismo..

  • Luiz Saulo Lückmann diz: 31 de janeiro de 2009

    O secretário do turismo da cidade não está passando a temporada em Bombinhas? Estive no dia 30.01 em Itajaí para encontrar um amigo que está trabalhando em navio de turismo (Zenith), ocupado por maioria de turistas brasileiros, mas o que vi de movimento em restaurantes, lojas, cafés, etc foi uma grandeza. E só ficou no porto por 3/4 horas. O secretário poderia ir a Itajaí no dia 13.02, quando o navio fará nova escala na cidade. Basta ficar em frente ao pier, para ver o movimento.

  • Osni Dutra diz: 30 de janeiro de 2009

    Sr. Mário Cavallazzi, acredito que o Sr. Não seja “tanso” nem “burro”, mas, por sua resposta, estás mais para organizador de concurso de auditório do que para Secretário de Turismo.
    E, se não me engano, não foi o Sr. que há uns tempos atrás brigou e trouxe uma âncora da PETROBRAS para ser instalada na Baía Norte, para atender aos návios e “jurou de pés juntos” que seria paliativo, pois o “ramo de cruzeiros marítimos” interessava e muito ao Estado?
    Sr. Secretário, Sr. Secretário..

  • Mario Cavallazzi diz: 30 de janeiro de 2009

    Em resposta a marcha do maestro, quero falar que posso ser “Tanso” mas não burro.
    Para o maestro ganhar premios de R$ 30.000,00
    hoje precisa vencer 15 anos consecutivos o conconcurso de marcinhas da cidade.Que alias esta com as inscriçoes abertas ate o dia 06/02

    Abraço

    Mario Cavallazzi

  • adelia rosa diz: 1 de fevereiro de 2009

    Perguntei a Dana Ana Lúcia procuradora federal na Ilha por que ela tem tanta perseguição com acidade e não deixa o poder constituido contruir trapiches e marinas??Ela é que tem que se pronunciar e argumentar o porque da sua negação e istimulo ao atraso!

  • Ernesto São Thiago diz: 31 de janeiro de 2009

    Sugiro a leitura da coluna de Moacir Pereira em “A Notícia” publicada na data de 27.01.2007, clipada pelo Governo do Estado.
    http://www.sc.gov.br/clipping_governo/coluna_int.asp?str_modo=alterar&cd_coluna_desc=452&str_data=25/01/2007

  • Ernesto São Thiago diz: 31 de janeiro de 2009

    “No almoço oferecido pela Island Cruise ao prefeito Dário Berger e ao Secretário de Turismo Mário Cavallazzi, o comandante do… Island Star, com mais de 1800 hóspedes desembarcando… foi enfático ao pedir um píer para a Ilha… Só assim os navios de cruzeiro podem ancorar com mais segurança… no receptivo terrestre aos hóspedes. A reivindicação levou dezenas de agentes de viagens a bordo a fazer coro: Ma-ri-naaaaa! Ma-ri-naaaaa!. Berro junto. Ancoradouro já!” – Ricardinho Machado em 2006.

  • Ernesto São Thiago diz: 31 de janeiro de 2009

    “Domingo chega à Ilha mais um navio de cruzeiro. O Blue Dream tem 150 toneladas. O Island Star, que ancorou sábado passado na baía de Canasvieiras, tem 50 toneladas, portanto, três vezes maior. Infelizmente ainda não podemos fazer aquele receptivo terrestre para seus mais de dois mil hóspedes. Embora haja promessa de um ancoradouro no Norte da Ilha feita pelo Secretário de Turismo, Mário Cavallazzi.” – colunista Ricardinho Machado, em janeiro de 2006.

Envie seu Comentário