Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Ataque ao bolso

31 de agosto de 2009 8

Diante da queda nos repasses federais, especialmente do Fundo de Participação dos Municipios (FPM) e estaduais (principalmente do ICMS), o presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e prefeito de Palhoça, Ronério Heiderscheidt, acha que o caminho para as prefeituras é um só: fortalecer as receitas próprias. Como? Aumentando o IPTU e ISS, ele sugere.

Como sempre, a melhor e mais fácil solução não é conter gastos públicos, mas sim saquear o bolso do contribuinte.

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Comentários (8)

  • lucio diz: 1 de setembro de 2009

    Cacau, pergunta se o prefeito da Palhoça quer tirar a praça de pedágio de seu município??? Ele quer apenas que a praça fique mais em direção a divisa com Paulo Lopes. Mais que permaneça dentro do município que governa. Óbvio$$$$$$$$$$$. Não adianta político no Brasil é tudo igual mesmo . Nivelados por baixo.

  • Ricardo diz: 1 de setembro de 2009

    Lucio,
    Em troca da liberação do pedágio para os moradores de Palhoça que se cadastraram, a Prefeitura de Palhoça está abrindo mão do ISS que a Praça recolheria.

    Bem ou mal..acho que o Ronerio está fazendo seu papel. Implantando uma Unidade de Pronto Atendimento, e em 2010 dando início as obras de construção de um Hospital no Bairro Bela Vista.

  • Lucio diz: 3 de setembro de 2009

    Ricardo, ele só esta fazendo média com a população. Volto a repetir. Já que ele quer a praça mais prx. da divisa. Pergunta se ele não aceita transferir a praça, uma vez que vai ficar na divisa pro municipio de Paulo Lopes?? Ai a arrecadação do iss ficara para este outro munícipio. Isso com ctza ele não quer. A receita todos querem.

  • márcio blasius diz: 1 de setembro de 2009

    Prefeito competente é outra coisa.
    Se fosse em um país sério, já tinha passeata e pedido do cassação desse demagogo.
    Cadê a transparência nos gastos municipais??

  • valquiria guimarães diz: 31 de agosto de 2009

    Cacau, querido, só para esclarecer que o presidente da FECAM, prefeito de Palhoça, Ronério Heiderscheidt, está aconselhando os prefeitos catarinenses a aumentar a eficiência administrativa, propagando a justiça fiscal na administração.Para ele, o caminho não é criar e nem aumentar impostos mas sim saber bem aplicá-los.
    Beijos
    Valquiria Guimarães – Assessora de Comunicação – Prefeito de Palhoça e Presidente da Fecam, Ronério Heiderscheidt

  • Daniel Santos diz: 31 de agosto de 2009

    Cacau, essa lógica não é só do Prefeito de Palhoça, mas de TODOS os administradores públicos, a começar do Governo Federal quer ensaia a volta da CPMF II.
    E não existe opção para nós, eleitores, pois TODOS são iguais.
    Não lembras dos petistas que sempre eram contra aumento de tarifas, impostos e, principalmente, implantação de pedágios?
    Agora inovaram com a criação de pedágios até em rodovias que ainda não foram concluídas.
    Estamos ou não ferrados?

  • nelson xavier diz: 31 de agosto de 2009

    Esta é a vigança! Não conseguiu a “contribuição” desejadao com a praça de pedagio,então só resta sugar o ignorante povo que tudo assiste e diz amém à tudo.

  • lucio diz: 31 de agosto de 2009

    Olha o único que não podia reclamar é esse prefeitinho da Palhoça. Só a arrecadação que está entrando via iss do pedágio em sua cidade da pra encher um caminhão de dinheiro por dia.

Envie seu Comentário