Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

É ela!

31 de dezembro de 2009 8

Nossa geração foi a primeira no século XX a perder a vergonha em algumas coisas: as meninas começaram a não ter vergonha de mostrar os corpos quase nus nas praias, os meninos deixaram os cabelos crescerem como os delas, muitos beijavam-se na boca em público, transavam nas areias das praias sob o luar do verão, fumavam um baseado nas tardes de primavera, e as relações humanas, em geral, iniciaram uma distensão no que se refere à autoridade e à hierarquia…

Os políticos, dirigentes das nações, deveriam ser as referências morais para a juventude, ávida pelo conhecimento e afirmação…

Cazuza pediu cantando para o Brasil mostrar sua cara.

Neste ano de 2009, faltou vergonha para alguns: para o governador do DF, o Arruda do DEM e seus colaboradores sedentos pela propina, para a senadora Ideli Salvati do PT que defendeu o Sarney melhor do que muitos advogados, para o vice-governador de SC, Leonel Pavan do PSDB, indiciado por crime de corrupção, para o prefeito Dário Berger do PMDB de Floripa e sua equipe, com a absurda árvore de Natal…

Por outro lado, sobrou vergonha e merecem nosso aplauso o procurador geral Gercino Gomes Neto, o delegado da PF Carlos Korff e sua equipe, o vereador João Amin, que representou seu eleitor e questionou a maracutaia natalina na Ilha, e muitos outros anônimos catarinenses que cumpriram seus deveres cívicos no exercício da cidadania…

Por isto e muito mais, Cacau escolhe a Dona Vergonha como a mulher do ano…

Postado por Cacau Menezes – Floripa

Comentários (8)

  • jurandir machado diz: 1 de janeiro de 2010

    Dá-lhe, Cacau. Esse é o colunista velho de guerra que conheço. Sem rabo preso. Sem medo de dizer o que é correto. Sem medo de ser feliz. Parabéns e grande 2010.

  • Velci Nunes diz: 1 de janeiro de 2010

    ô Daniel, o que nós não merecemos é um governador como o Luiz Henrique e um prefeito como o Dário Berger… O país no comando do Lula vai bem melhor… como o estado administrado pelo Amin e o municipio pela Ângela estavam muito melhores do que agora… Feliz Ano Novo!

  • CARUDO diz: 1 de janeiro de 2010

    Daniel, as 2 já se aliaram? Eu não sabia, engraçado, o LHS pode fazer um ajuntamento sem tamanho e prejuízo para SC, os Amins nunca podem fazer nada né? LHS na primeira campanha xingava os Bornhausen no horário político, chamava eles de filhotes da ditadura, hoje estão juntos, espero mesmo que a Angela se una ao PT, que os Esperiadião diga que é PT desde a época que tinha cabelo do que aturar mais uma vez o tríplice amontoamento espalhando o caos por toda SC…

  • Galega diz: 31 de dezembro de 2009

    Parabéns Cacau pela sua bela escolha, digna de um oscar.
    Feliz ano novo!!!!

  • Veronica diz: 4 de janeiro de 2010

    Concordo que a Dona Vergonha precise passar mais tempo em Santa Catarina, mas parabenizar o João Amin é exagero…. se o interesse real e objetivo fosse proteger os cofres públicos, poderia ter feito algo há bastante tempo, não esperando que a árvore fosse montada para então correr atrás do prejuízo. Mas se tivesse feito antes, como poderia chamar a atenção e ganhar votos? Quando o santo é “santo” demais, os mais informados desconfiam…. Abraços e Feliz 2010.

  • Daniel Santos diz: 31 de dezembro de 2009

    Cacau, faltou citar a dobradinha Ideli-Angela Amim que vivia se xingando e agora estão bem unidas em prol do “bem estar” de Santa Catarina.
    Nós merecemos…
    Só falta o Esperidião declarar amor eterno ao PT.
    Nós merecemos…
    E o Lula vir por aqui para abençoar tão sincero “casamento”.
    Nós merecemos…

  • caco diz: 31 de dezembro de 2009

    ” Conratulations Big brodher !!!!!!!!!!!!!

    e nois …… vamos fazer nosso trabalho de mudar esse pais

    beijo

  • CARUDO diz: 1 de janeiro de 2010

    parabéns Cacau, estava faltando o teu pronunciamento com relação ao escândalo da árvore, por um momento fiquei apreensivo achando que vc não iria se posicionar, meus parabéns novamente e feliz 2010, que você continue fazendo parte de nossas vidas.

Envie seu Comentário