Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bola fora

30 de junho de 2010 3

Que o futebol está cheio de “corneteiros” e “secadores” todos os jogadores e torcedores sabem. Mas essa foi demais. O jornal Folha de São Paulo publicou na terça-feira, dia 29 de junho, anúncio do Extra Hipermercados em que apresenta uma mensagem de despedida para a Seleção, como se o Brasil tivesse perdido a partida contra o Chile. E o pior é que o supermercado, do grupo Pão de Açúcar, é patrocinador oficial do time de Dunga. O grupo Pão de Açúcar divulgou comunicado afirmando que a Folha de São Paulo irá se retratar pela publicação incorreta e garantindo que, como patrocinador, o Extra torce muito pelo sucesso do Brasil.

Então tá! Com uma torcida assim, quem precisa de inimigo?

Comentários (3)

  • Berloque Gomes diz: 30 de junho de 2010

    A culpa foi toda da Folha, e não do Extra. Afinal, é comum os patrocinadores fazerem mensagens publicitárias prevendo os dois cenários possíveis (vitória ou derrota), porque não dá tempo de esperar o resultado do jogo pra fazer a mensagem publicitária. É óbvio que os outros patrocinadores também prepararam mensagens para o caso de derrota. O problema (pro Extra) é que a Folha divulgou a mensagem errada.

  • Dracma diz: 30 de junho de 2010

    Aliás não é tão diferente daqui. Vide Pavan, Berger, etc.

  • Rutger Hauer diz: 30 de junho de 2010

    Tudo isso aconteceu “coincidentemente” logo após o Abílio Diniz, dono do Extra e Pão de Açucar, ter dado um jantar para Dilma Roussef. E até o reino mineral sabe que a Folha apóia o Serra.

Envie seu Comentário