Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Celesc quer 11,53% de reajuste na luz

30 de julho de 2010 10

Um absurdo o que a Celesc está pretendendo. Já não chega a Casan ter aumentado a taxa de esgoto que era de 80% do consumo de água para 100% e vem agora a Celesc com essa afronta? Onde estão os políticos que nada fazem em favor do povo? Cobrar 11,53% de reajuste quando a inflação prevista é de 5,39% é uma gatunagem sem tamanho. Mais uma vez o povo irá pagar pelos altos salários da empresa, seus planos de demissão incentivada, suas mordomias. Depois reclamam quando muitos defendem a privatização. ISSO TEM QUE ACABAR!

Admir Marques da Silva

Aposentado

Comentários (10)

  • Jorge H. Bernardes diz: 30 de julho de 2010

    A empresa esta “quebrada” e precisa de dinheiro de qualquer forma. Adivinhe quem vai financiar…

  • Jacques H diz: 30 de julho de 2010

    É que tem que pagar os que se aposentaram com incentivos ( demissões voluntárias milionárias ) e voltaram a ativa para se aposentarem novamente……….

  • Carlos diz: 30 de julho de 2010

    Cacau, tem uma enorme palmeira com uns 8 metros de altura e quase um metro de diâmetro na base que está em adiantado estado de decomposição, correndo o risco de cair a qualquer momento.
    Fica no começo da Rua Newton Ramos (bem na esquina, na calçada) e se cair pode matar alguém, já que é um local bem movimentado (próximo ao Hipo Supermercado, no Centro).
    Está até meio curva e se encontra seca há pelo menos dois anos.
    Sempre que passo ali mudo de calçada.
    Incrível como ninguém ainda não tomou uma providência.

  • Marcel diz: 31 de julho de 2010

    A questão não é privatizar ou não.
    a telefonia foi privatiza. Os serviços são péssimos e a tarifa uma das mais altas do mundo.
    O problema é que os governates não tem capacidade mínima para administrar serviços de interesse público.
    Ai privatizadando ou não, quem paga a conta é sempre o coitado do consumidor final.

  • Luiz Carlos Rodrigues diz: 1 de agosto de 2010

    Cacau, olha como essa raça viaja pra caramba…quase R$ 4 bilhões em diárias, como se o país não tivesse tantas prioridades, além de turismo internacional e nacional, pois nenhum efeito prático resulta dessas viagens:
    “GOVERNO LULA TORROU R$ 3,83 BILHÕES EM DIÁRIAS
    Desde o primeiro ano de governo até agora, a administração chefiada pelo presidente Lula já gastou R$ 3,83 bilhões no pagamento de diárias a assessores e funcionários em supostas “viagens de serviço”.
    O recorde foi o ano de 2009, com R$ 791 milhões pagos a título de diárias para viagens, mas o ano de 2010 segue no mesmo padrão: nos seis primeiros meses deste ano já fora torrados R$ 347,1 milhões” – Folha On Line 01/08/2010.

  • Nevio Fernandes Filho diz: 1 de agosto de 2010

    Meu caro Luiz Carlos Rodrigues se você fosse um cara mediamente informado iria perceber que neste governo de nosso fagueiro Estado de Santa Catarina, existe também um grande trem da alegria e festivais de diárias por parte de governadores, cargos comissionados e seus apaniguados. Somos um povo recalcado, nós os catarinenses, temos exemplos ao nosso lado e não queremos perceber isso. É mais fácil sempre colocar a culpa em Lula, do que admitimos que votamos erradamente aqui. Estas aposentadorias vergonhosas de governadores, candidatos cavalgando em eventos em Lages, uma coisa que nunca fizeram na vida, mas a cata de votos impõe se fazer isso. Você não precisa recorrer a exemplos do Estado, mas fite em Florianópolis e verá os descalabros que aqui acontecem, mas para a polulação é normal, contanto que Avaí e Figueirense estejam ganhando. Por isso este provincianismo daqui, que virou moda e que deixa quem é de fora completamente embasbacado.

  • Pedro diz: 1 de agosto de 2010

    Infelizmente não tenho a fonta onde se abasteceu o leitor. Então, não há como saber de que “raça” ele efetivamente estaria falando. Pode ser que a notícia abranja apenas o alto escalão executivo. Pode ser que abranja o governo federal como um todo, ou seja, todos os poderes: executivo, legislativo e judiciário. Então, teríamos as viagens dos diversos escalões de todos os órgãos e estatais, aí incluídas, pelo visto, as viagens dos membros do Itamaraty, por exemplo. Assim, creio, a notícia veio apenas para confundir a cabeça dos leitores, pois, desinforma. Mesmo que entendamos alta a quantia total, vê-se que em seus desdobramentos é plenamente factível, pois, dividindo-se o valor pelos 2.700 dias do atual governo (considerando-se como limite a data de 30.06.2010), entre passagens, diárias e ajudas de custo, teríamos em média cerca de 1.500 funcionários em viagem de trabalho diariamente. Se estiver incluída na “conta” – como penso – toda a estrutura federal, perfeitamente compreensível. Portanto a notícia seria apenas mais um dos tantos factóides eleitoreiros e politiqueiros. Lastimável.

  • Luiz Carlos Rodrigues diz: 2 de agosto de 2010

    Meu caro Névio Fernandes, se você não se achasse o único brasileiro medianamente informado, entenderia que se pode citar exemplos de outros Estados ou até do país, visto que os daqui já são – ou deveriam ser – muito bem conhecidos de quem procura se informar, nem que seja medianamente.
    Em outros comentários já fiz menção ao abuso de diárias por secretários e seus apadrinhados em SC, como na Secretaria de Educação, onde técnicos (quem realmente trabalha) não pode viajar por falta de verba para diárias, mas para assessores políticos não falta a mesma verba e com valores muito superiores.
    Quanto a aposentadorias vitalícias de ex-governadores é um mal nacional e ainda as prefiro do que constatar empresários travestidos de políticos misturando dinheiro público com privado.
    Já imaginou quando algumas figuras da política catarinense chegarem aos 40 anos de vida pública do LHS? Estarão tão ricos que se darão ao luxo de “abrir mão” em praça pública de suas aposentadorias e os eleitores bobos os acharão mais honestos.
    Finalmente, gostaria de lembrá-lo que se pode se indignar com os descalabros (para usar uma palavra sua) nacionais, sem se descuidar dos estaduais, municipais, mesmo que se saiba que a maioria prefere ser enganada e focar seu olhar crítico para a sua província, esquecendo que o que acontece aqui é apenas um reflexo do que vem de Brasília.
    Abraço!

  • Névio Fernandes Filho diz: 2 de agosto de 2010

    Meu amigo Luiz Carlos, muito obrigado pelo seu comentário. As vezes para se fazer o leitor expor toda a sua crítica temos que fustigá-lo ou mexer com o seu brio. Os blogs possuem esta missão social de grande valia. De certa forma é muiito fácil jogar toda a culpa de nossos infortúnios no Lula do que em personagens que conhecemos aqui, por isso ratifico o provincianismo aqui reinante. trabalho em uma autarquia estadual e presencio tammbém todas as formas espúrias que negam uma boa administração pública. Faço críticas, mas meus colegas acham normal o que acontece, talvez fruto de vários anos de clientelismo político que cega e anestyesia as pessoas. Que bom que não somos desse tipo e ainda possuímos forças para continuarmos na crítica. Abraços.

  • Sérgio diz: 3 de agosto de 2010

    Névio, se você trabalha em uma autarquia estadual, suponho que às 16h54 deveria estar trabalhando, né. Deixe para seu horário livre os debates em blogs.

Envie seu Comentário