Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de julho 2010

Noite de quinta-feira em qualquer lugar do mundo...

29 de julho de 2010 8

Para dormir melhor, rapeize: My Sweet Lord de George Harrison com um grupo de excelentes músicos, todos amigos de George num concerto em sua homenagem, dois anos depois de sua morte, lembrando The Concert of Bangladesh. Na guitarra acústica, Eric Clapton, na guitarra elétrica, o filho de George Harrison, ao piano, Paul McCartney, na primera bateria, Ringo Starr, na segunda bateria, Phill Collins, e na segunda guitarra elétrica, Tom Petty, ao órgão e interpretando a primeira voz, o incrível Billy Preston. Entre as vocalistas do coro está Linda Eastman, esposa de Paul McCartney. Também estavam presentes nesse concerto: Bob Dylan, Ravi Shankar, Jethro Tull e um número enorme de amigos e colegas dos Beatles, assim como todo grupo The Cream, de Eric Clapton. Todos um pouco gordos e enrugados, mas encarnando o melhor do melhor, representativo dos anos 70. Billy Preston chegou a ser conhecido como o quinto Beatle; foi ele que sempre tocou o piano e o órgão em todas as gravacões dos Beatles. Maravilhoso!! E tenham uma boa noite!

Começou a polêmica!

29 de julho de 2010 6

Cacau,

Tua acreditas mesmo que, se viabilizar a vinda de uma seleção para Floripa na Copa de 2014 e, hospedá-la no Costão do Santinho, vai contribuir para o turismo e a economia ? Já que lá também seria construído um campo de futebol — nas dunas. Seria melhor com certeza tentar viabilizar pensando no turismo e economia, instalando-a (s) em um hotel na Beira-Mar, utilizando a Ressacada e/ou Scarpelli para treinamento.

André de Abreu

Top 10

29 de julho de 2010 8
O linguista estadunidense Noam Chomsky elaborou a lista das “10 estratégias de manipulação” através da mídia:

1- A ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO

O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir ao público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais (citação do texto ‘Armas silenciosas para guerras tranqüilas’)”.

2- CRIAR PROBLEMAS, DEPOIS OFERECER SOLUÇÕES

Este método também é chamado “problema-reação-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” prevista para causar certa reação no público, a fim de que este seja o mandante das medidas que se deseja fazer aceitar. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou se intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o mandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para fazer aceitar como um mal necessário o retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços públicos.

 3- A ESTRATÉGIA DA GRADAÇÃO

Para fazer com que se aceite uma medida inaceitável, basta aplicá-la gradativamente, a conta-gotas, por anos consecutivos. É dessa maneira que condições socioeconômicas radicalmente novas (neoliberalismo) foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990: Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que haveriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.

 

4- A ESTRATÉGIA DO DEFERIDO

Outra maneira de se fazer aceitar uma decisão impopular é a de apresentá-la como sendo “dolorosa e necessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Em seguida, porque o público, a massa, tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isto dá mais tempo ao público para acostumar-se com a idéia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

 

5- DIRIGIR-SE AO PÚBLICO COMO CRIANÇAS DE BAIXA IDADE

A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse um menino de baixa idade ou um deficiente mental. Quanto mais se intente buscar enganar ao espectador, mais se tende a adotar um tom infantilizante. Por quê?“Se você se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestionabilidade, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade (ver “Armas silenciosas para guerras tranqüilas”)”.

 

6- UTILIZAR O ASPECTO EMOCIONAL MUITO MAIS DO QUE A REFLEXÃO

Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional, e por fim ao sentido critico dos indivíduos. Além do mais, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar idéias, desejos, medos e temores, compulsões, ou induzir comportamentos…

 

7- MANTER O PÚBLICO NA IGNORÂNCIA E NA MEDIOCRIDADE

Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. “A qualidade da educação dada às classes sociais inferiores deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que paira entre as classes inferiores às classes sociais superiores seja e permaneça impossíveis para o alcance das classes inferiores (ver ‘Armas silenciosas para guerras tranqüilas’)”.

 

8- ESTIMULAR O PÚBLICO A SER COMPLACENTE NA MEDIOCRIDADE

Promover ao público a achar que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto…

 

9- REFORÇAR A REVOLTA PELA AUTOCULPABILIDADE

Fazer o indivíduo acreditar que é somente ele o culpado pela sua própria desgraça, por causa da insuficiência de sua inteligência, de suas capacidades, ou de seus esforços. Assim, ao invés de rebelar-se contra o sistema econômico, o individuo se auto-desvalida e culpa-se, o que gera um estado depressivo do qual um dos seus efeitos é a inibição da sua ação. E, sem ação, não há revolução!

 

10- CONHECER MELHOR OS INDIVÍDUOS DO QUE ELES MESMOS SE CONHECEM

No transcorrer dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência têm gerado crescente brecha entre os conhecimentos do público e aquelas possuídas e utilizadas pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto de forma física como psicologicamente. O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele mesmo conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos do que os indivíduos a si mesmos.  

Fala, fanática!

29 de julho de 2010 4
Oi Cacau,
Segue o texto que falei. Escrevi de coração. Vou ficar aqui torcendo que você goste.
Obrigado por mais essa oportunidade de mostrar o meu amor pelo nosso time.
Abraço, Camilla Lessa
Queria aproveitar o momento da convocação do NOSSO goleiro, que chamou a atenção pelas boas defesas, pela determinação e capacidade e que é a sensação do momento em todo o estado, e dizer … Parabéns Renan, você merece.
Mas não posso deixar de falar um pouquinho sobre o resto do time.
Falar dos nossos zagueiros, da garra do Gabriel, da agilidade do Patrick e da superação e força do Emerson.
Falar do Rodney e do Caio, antes criticados e agora tão elogiados, da habilidade do Rivaldo e do Marcinho que é Guerreiro até no nome e que a cada jogo que passa prova que merece ser o capitão do time.
Falar das trocas de passe do Robinho e das arrancadas do Roberto que acabam deixando nossos adversários pra trás.
Falar do nosso técnico, o famoso delegado que vem impondo respeito e mostrando a que veio perante nossos adversários.
Sem esquecer os nossos jogadores que estão no banco de reservas esperando uma oportunidade para mostrar seu futebol e dizer, calma, a hora de vocês vai chegar. Dizer volta Sávio e dar boas vindas ao Rafael.
Falar da nossa torcida, o 12° jogador do time, eleita a maior torcida do Estado, que não deixa de ir a Ressacada nem abaixo de chuva. Eu e a minha irmã estamos sempre lá, sentadas nas nossas cadeiras que hoje carregam os nossos nomes.
Somos um time de guerreiros em todos os sentidos. Falar o quanto eu tenho orgulho de ser Avaiana, o quanto tenho orgulho do meu time.
Falar das cores do meu time são Azul e branco como o céu, e são essas cores que carrego no peito, são as cores da minha camisa.
Parabéns e obrigado a todo o time pela garra, pela determinação, pela força de vontade.
E antes que a nação Alvinegra fale ou escreva comentários desnecessários, queria falar que cada um pode e tem o direito de escolher o time que quer torcer e eu escolhi o meu.

A frase do dia

29 de julho de 2010 6

Jogar papel no chão não  tem nada a ver com votar no Serra.

Comentário do Eduardo, no blog. 

A imaginação da turma não tem limites.  

Apareceu a margarida!

29 de julho de 2010 30

Líder de comentários e críticas entre os leitores do blog, quase que uma unanimidade negativa, aqui está a foto da Mariana mostrando a motorista do Audi que abusou ao errar, provocar e revelar sua falta de educação e de bom senso, fazendo do seu carro e da sua cidade um chiqueiro. O post original está aqui

Cinquenta anos

29 de julho de 2010 0

Fenelon Damiani, que comemorou ontem à noite no Teatro Pedro Ivo Campos 50 anos de carreira, com Moacir Pereira, Salomão Ribas Júnior e Luiz Mario Machado.

Quem vêm

29 de julho de 2010 0

Nesta sexta-feira, 30, o coordenador da campanha de José Serra, Xico Graziano, vem conhecer de perto as demandas do Estado para o governo federal. O objetivo é incluir no plano de governo do candidato tucano. A melhoria da infraestrutura em Santa Catarina será a principal solicitação dos coordenadores da campanha de Raimundo Colombo, que vão ciceronear Graziano. Para Florianópolis, os investimentos mais urgentes são um novo aeroporto internacional, a ampliação da Via Expressa e uma nova ligação entre a Ilha e o Continente, criando uma nova conexão direta com a BR-101. Para o Estado, a conclusão da duplicação da BR-101 Sul e duplicação da BR-470 no Vale do Itajaí.

Mais grana

29 de julho de 2010 4

Nilson Zunino, do Avaí, e João Antonio e Rafael Pulcinelli da Ambev.A Ambev reforça sua participação no futebol catarinense renovando e ampliando sua parceria com o Avaí e com o Figueirense.

Nos próximos quatro anos, a Brahma vai estampar as placas do campo de treinamento do azurra, as mídias do time e os materiais em pontos de venda, além de manter um camarote no estádio da Ressacada.

Já a Pepsi será responsável pela reforma dos bares do estádio e também estará presente nas ações do clube com a imprensa.

 

A Ambev também estendeu pelos próximos dois anos seu vínculo com o alvinegro. Para dar continuidade ao trabalho desenvolvido com o clube desde 2006, a marca Brahma estará presente nos espaços publicitários do estádio Orlando Scarpelli, nas placas no centro de treinamento da Palhoça, no site do clube e nos backdrops, entre outros suportes.

 

“Tanto Avaí quanto Figueirense são grandes parceiros, não apenas porque são grandes clubes, donos de torcidas apaixonadas, mas porque representam Santa Catarina com orgulho e determinação, valores que a Brahma também tem no seu DNA. Nosso objeto com a parceria é incentivar o esporte e a paixão pelo futebol, a paixão que o torcedor tem pela camisa garantindo benefícios para os torcedores e o clube”, diz Rafael Pulcinelli, gerente da plataforma futebol da Ambev.

Transparência

29 de julho de 2010 1

O Sistema Integrado de Controle de Obras Públicas (Sicop) do governo do Estado foi considerado pelo portal Contas Abertas, uma espécie de vigilante das contas públicas do país, um dos três melhores do Brasil na transparência das informações de obras. O destaque foi dado nesta quinta-feira em uma reportagem publicada no site www.indicedetransparencia.org.br. Outras unidades da federação citadas no texto são Espírito Santo e Ceará.