Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de novembro 2010

Vitória

30 de novembro de 2010 4

Diretor do Procon de Florianópolis, Tiago Silva obteve importante vitória na Justiça contra o gigante Santander. A instituição bancária, já autuada 42 vezes por descumprir o limite do tempo de espera para atendimento dos clientes, que é de 20 minutos, ingressou com mandado de segurança preventivo para tentar evitar o fechamento de suas agências na Capital. O juiz Luiz Antônio Fornerolli, da Unidade da Fazenda Pública, negou o pedido do banco.

Volta, Marquinhos!

30 de novembro de 2010 7

Louco pelo Avaí, ao ponto de não jogar domingo e de chorar no gol da virada, nosso craque Marquinhos Santos está sendo massacrado por uma parte de insensíveis torcedores do Santos.

Cacau, aproveita, então, o momento para lançar uma campanha: volta (já) Marquinhos!

Em alta

30 de novembro de 2010 4

Depois da operação da polícia no Rio, uma coisa é certa para os usuários de drogas daquela cidade. O preço da maconha e cocaína vai aumentar muito. E traficante que ainda tem o produto vai lucrar ainda mais.

Diria então aquele velho gaudério lá do seu galpão: “Bem feito, droga não é coisa para pobre”.

Marquinhos Santos

30 de novembro de 2010 8

 

Cacau compartilha com  o que escreveu o jornalista Cosme Rimoli sobre nosso Marquinhos Santos. Poucos têm esse privilégio.

“Nesses tempos de profissionalismo levado ao extremo…
Com jogadores não se importando em beijar escudo do time preto, verde, vermelho, azul…
O que aconteceu no estádio da Ressacada no domingo foi emocionante demais.
De cair o queixo. Marquinhos é um jogador rodado. E taxado entre os empresários como um atleta para time médio. Que não consegue se firmar em clube grande. Teve passagens fracassadas no Flamengo, no São Paulo e no Atlético Mineiro. Bastava falhar em um clube e corria para buscar o carinho onde nasceu para o futebol:o Avaí. Além de ter surgido para o futebol por lá, passou três vezes pela equipe de Santa Catarina. Contudido, ele não poderia atuar pelo Santos e enfrentar sua ex-equipe. Mas, mesmo assim, fez questão de ir para a Ressacada. Viu o Avaí conseguir uma surpreendente virada.
Perdia por 2 a 0, mas ganhou a partida por 3 a 2. Por respeito aos companheiros e ao clube que lhe paga, Marquinhos se conteve.
Mas, assim que a partida acabou, ele desabou em um choro contagiante.
Ele estava emocionado de verdade.Chorava de alegria pela permanência do seu amado Avaí na Série A do Brasileiro.A cena é impressionante. Foi o que mais se falou ontem à tarde na Vila Belmiro.
Mas ele foi perdoado.

Quem é de Santa Catarina sabe a enorme ligação afetiva que ele cultiva com o Avaí.
Já se comprometeu, inclusive, a encerrar a carreira lá.
Enquanto isso, torce com paixão. Um paixão rara em jogador de futebol.
A maioria vira as costas para o clube que o lançou no futebol.
Mas Marquinhos não é assim.
Tem coração e amor ao Avaí.
E não teve vergonha nenhuma de mostrar.
Não é um dos maiores ídolos da história do clube por acaso…
Um exemplo inesperado e raro.
Não há como não encarar Marquinhos de outra maneira daqui por diante…”

(Cosme Rimoli:Trabalhou 22 anos no Jornal da Tarde. Começou com o blog no Uol, no início de 2009. Em sete meses, teve mais de 11 milhões de acessos. Cobriu as últimas cinco Copas do Mundo, cinco Eliminatórias para a Copa, quatro Copas América e dezenas de finais entre Libertadores, Brasileiros e Campeonatos Paulistas. Ganhou o Prêmio Aceesp por seis vezes, como o melhor repórter esportivo de jornais e revistas de São Paulo nos anos 2000, 2001, 2005, 2006, 2007 e 2008).

RESSUSCITANDO O SEIXAS

30 de novembro de 2010 1

 
Manchete lida na Folha de S. Paulo :”Schumacher deve parar de correr depois de 2011, diz Seixas”.

 Os ilhéus, daqueles de antigamente, vão perguntar: será que o Seixas Neto está vivo e agora faz previsão do tempo de atividade de piloto? 

Reage, Rio!

30 de novembro de 2010 4

                    Alô Cacau, é grave!
 
                   Eu defendo as UPPs, reconheço a complexidade das megaoperações em superfavelas cariocas, aplaudo a apreensão de quase 50 TONELADAS de maconha pelas “forças de coalizão Lula-Cabral”, desde que vão tudo para o forno da CSN em Volta Redonda é claro; vejo com bons olhos, aliás ótimos olhos a libertação desta população sofrida que vive desasistida nas favelas cariocas, enxerguei até o roteiro do Tropa de Elite 3 na invasão da Vila Cruzeiro! Porém, NÂO POSSO ACREDITAR que, por 2 vezes, eu disse, DUAS vezes, mais de 200 ou 300 ou 400 traficantes fortemente armados conseguem desaparecer, da primeira vez na cara de 190 milhões de brasileiros que assistem telejornais em uma fuga estilo estoura boiada estrada abaixo e novamente pela segunda vez com um TUNEL NO FIM DA LUZ! E olha que saíram a 300 metros da retaguarda das tropas na entrada do Alemão! Ahhh, não, se fosse guerra pra valer…  Buraco, galerias construídas pelo PAC? A pedido dos traficantes? A inteligência da polícia carioca não sabia disso? Olha, de agora em diante, eu que sou BURRO, acredito em papai noel, coelho da páscoa e o América do Rio será o próximo campeão carioca 2011!
 
                 Fuieeeeeeeeeeee
 
 
P.s.  Nada mais a declarar…
 
       Abraços,
 
       Márcio Costa
 

Começou

30 de novembro de 2010 7

Diante da notícia que a família Amin não vai disputar a prefeitura de Florianópolis em 2012, o radialista Roberto Salum, do mesmo partido, o PP, lembra que é candidato a sucessão de Dário Berger e que antes de Ceaar Sousa Júnior, o inteligente seria apostar em Angela Albino. Se tu dix…

DEFINIÇÃO

30 de novembro de 2010 2

Florianópolis na opinião do escritor Olsen Jr., que acaba de lançar Memórias de um Fingidor: “São 42 praias a procura de uma cidade”.

.

30 de novembro de 2010 3
Boa tarde, Cacau.
 Te confesso, sem qualquer tipo de frescura, que fiquei realmente muito emocionado ao ler tua nota de abertura de hoje, falando sobre minha trajetória profissional. relembrei vários fatos que se passaram há 25 anos, quando iniciei como boy na redação do Santa. é bom, vez por outra, olhar para trás e ver quão longo e proveitoso foi o caminho que trilhamos. obrigado pela belíssima lembrança.
 é preciso registrar, também, que teu ‘ibope’ é altíssimo, inclusive aqui em Blumenau. meu nome tem sido citado há algum tempo nas colunas políticas, sem muito alarde entre meus amigos. hoje, porém, tudo foi diferente e o telefone não parou de tocar o dia inteiro. prova que tens realmente uma legião de fiéis seguidores. parabéns. Nos conhecemos muito pouco, do breve período em que atuei na TV aí em Floripa. mas a tua fonte, que não faço idéia de quem seja, certamente me conhece muito melhor. e foi muitíssimo fiel na narrativa dos fatos. assim como você o foi na concisa e fidedigna descrição. obrigado mais uma vez.
 abraço, Nelson Santiago
 

A nota:

Menino prodígio

Seja ou não seja nomeado secretário de Comunicação de Raimundo Colombo – o mais provável é que seja – o ‘garoto’ Nelson Santiago já provou, se é que precisa provar: é um menino prodígio. Na década de 1980, conta um jornalista amigo seu, era office-boy da redação do Santa, em Blumenau. Levava e trazia cafezinho, alertava os editores para as reuniões de pauta das 14 e das 18 horas e, pasmem, fazia a previsão do tempo. Isso mesmo: pegava a foto do satélite, que chegava por telefoto naquela época, decifrava tudo e acertava em cheio se estaria chovendo ou fazendo sol no dia seguinte. Quando não tinha nada para fazer, “copydescava” os telex que chegavam das sucursais ou dava um trato em algum texto de algum repórter, naquele época registrado em uma lauda de 60 toques e 20 linhas. Encerrava a noite, lá pelas 23 h 30 min, sozinho na redação, esperando a coluna Painel, da Folha. Corrigia e mandava para a montagem, onde as impressoras já estavam esperando. Completou idade, foi para a RBS TV Blumenau. Depois para a assessoria de comunicação da Associação Comercial e Industrial. Não demorou, estava nos braços do prefeito Kleinubing, onde começou assessor de imprensa, foi para a Administração e acabou o cara do gabinete. Agora vai substituir ninguém mais, ninguém menos que Derly Anunciação. Atenção “mitiê”: a comunicação social de Colombo não poderia ficar em melhores mãos.

RECORDANDO

30 de novembro de 2010 1

 
Quando o Terminal Rita Maria estava sendo edificado, e isso já decorreu longo tempo, Beto Stodieck, como que fazendo uma previsão, alertou: o peso das enormes telhas vai fazer com que a rodoviária afunde. Construido sobre o aterro em local que no passado foi mar, a preocupação do Beto não foi levada à sério, é claro. O tempo passou, a previsão feita não aconteceu em tempo curto, e a verdade é que o colunista, que faleceu em 1990, tinha lá suas razões para o que escreveu. E, todos sabem, o que afunda, prejudica…