Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Transparência?

30 de setembro de 2012 12

Caro amigo Cacau,

Estou te enviando com exclusividade.

Há pouco tempo a mídia estourou nas páginas impressas e nas telas a questão das aposentadorias e também o caso de funcionários fantasmas da Assembléia Legislativa, mas ao que parece, o discurso demagógico do presidente Gelson Merísio e do primeiro secretário Jailson Lima, que anunciaram providências em nome da transparência, não passou de um engodo. Falo isso ao descobrir que, os políticos abrigam sob seu manto uma série de irregularidades. Exemplo disso é o caso da servidora comissionada, lotada na liderança do governo,  Angélia Maria Batista Branco, mulher do ex-prefeito de São José do Cerrito (SC), José Maria de Oliveira Branco (cassado o seu mandato por inúmeras irregularidades),  que foi condenada juntamente com o marido que, montou uma empresa em nome dela e sua filha Grasielle Batista Branco para fornecer para a prefeitura enquanto ele era prefeito, ao pagamento de multa civil correspondente a uma remuneração de seu cargo(para cada uma), a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual sejam sócias majoritárias, pelo prazo de três anos. Só que três meses após ter sido condenada foi contratada pela Assembléia Legislativa, o que é ilegal.  A sentença pode ser vista no site do Tribunal de Justiça,no Processo de apelação civil n. 2007.054872-1.

Ocorre ainda que a tal servidora não comparece no gabinete e está “trabalhando” em sua casa, em São José do Cerrito.

A lotação dela pode ser vista no site da Assembleia Legislativa cfe. Abaixo:

Nome:  ANGELIA MARIA BATISTA BRANCO

Situação Funcional: Comissionado

ATIVIDADE DE APOIO PARLAMENTAR EXTERNA

Lotação:  Liderança do PSDB

Responsável: DEPUTADO LUIZ EDUARDO CHEREM e MARIA EDINARA BERTOLIN

Telefone: 3221-2717 Ramal: 2775

Cargo: ASSESSOR DE LIDERANCA GAL-58

Situação Funcional:Comissionado

Data de ingresso: 12/08/2010

Remuneração: R$ 3.517,20  -   Referência:8/2012

Cidade sede:  São José do Cerrito.

Decisão transitada em Julgado:

Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina as fls 741/742 no Processo de apelação civil n. 2007.054872-1:

 

“(…) condenando José Maria de Oliveira Branco à perda da função pública, à suspensão dos direitos políticos por cinco anos, ao pagamento de multa civil correspondente a um salário e à poibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 3(três) anos; e Angélia Batista Branco e Grasielle Batista Branco pagamento de multa civil correspondente a uma remuneração de seu cargo(para cada uma), a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual sejam sócias majoritárias, pelo prazo de três anos.

Custas e honorários advocatícios, fixados em R$ 5.000,00 pelos sucumbentes.”

 

Assim, como podes ver, nem tudo é transparência na Assembléia Legislativa. Comentam-se que existem outros casos.

Abraços fraternos do amigo

Carlos Agne

Jornalista – reg prof 3700-SC

Comentários (12)

  • Adriana diz: 30 de setembro de 2012

    Tem tbem filho de desembargador desempenhando cargo de Coordenador (de confiança do Presidente) sendo descontado mensalmente por não comparecer ao trabalho! Confiança? Que confiança? Exemplo? Que exemplo? Coisas de Merísio!!

  • Osvaldo Peixoto diz: 30 de setembro de 2012

    E se abrir a pasta chamada TERCEIRIZADOS, a casa cai. Alí mora o perigo. Mas nesse quesito nem a mídia tem interesse. Por que será ???

  • Professor Pasquale diz: 30 de setembro de 2012

    Horrorizado com o assassinato da língua portuguesa.

  • Sérgio diz: 30 de setembro de 2012

    Gelson Merísio,podes procurar que existe muitos casos semelhantes.E,logo, o Gelson Merísio e Jailson Lima que sempre posam de “bons moços”.Transparência? Que transparência? Não irá demorar muito e o “Fernandinho Beira-Mar” fazerá parte da folha de pagamento da ALESC.O Presidente da ALESC só não poderá dizer que “não sabia”.

  • Selmo diz: 30 de setembro de 2012

    Cacau
    É uma pena a RBS não querer fazer reportagem sobre os contratos de Softwares renovados e reenovados com valores absurdos e fora do mercado privado.
    Temos a escola do legislativo e associação dos funcionários ???? , e seus famosos
    Coquetéis, lançamentos de livros ??? Contratação cruzada com Tribunal Justiça, contratação de fantasmas pros gabinetes via empresa terceirizada, Enfim algo escândaloso .

  • CATAGAUCHO SEM DOMICILIO diz: 30 de setembro de 2012

    ALÔ CATARINENSES.
    NÃO É SÓ DO MUNICÍPIO DE CERRITO, EXISTE UM GAÚCHO CHAMADO JULHINHO QUE É FUNCIONÀRIO DO CENTRO ADIMINISTRATIVO DO GOVERNO E LOTADO NA LIDERANÇA DO GOVERNO DA ASSEMBLÈIA QUE NUNCA MOROU AQUI EM SANTA CATARINA E ESTA MENSALMENTE RECEBENDO O SALÁRIO SEM NUNCA ESTAR NO LOCAL DE TRABALHO.
    QUEM CONHECE DIZ QUE EXERCE OUTRAS ATIVIDADES LÁ EM PORTO ALEGRE.
    O PRESIDENTE NUNCA TOMOU ATITUDES PARA IMPEDIR ESTES ACONTECIMENTOS.
    O MESMO SERVIDOR COMISSIONADO NÃO É NECESSÁRIO BATER PONTO OU FAZER AQUELE DITO RELATÓRIO MENSAL, POR QUE NÃO É SERVIDOR DA ALESC, MAS SIM LOTADO LÁ E RECEBE PELO GABINETE DO GOVERNADOR.
    ISTO SIM QUE É UM GOVERNO DAS PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR.
    NÓS CATARINENSE PAGAMOS OS NOSSOS IMPOSTOS PARA O SERVIDOR FANTASMA DO RIO GRANDE DO SUL RECEBER O SALÁRIO DOS CATARINENSES, SEM TER LAÇOS ALGUNS AQUI NA CAPITAL.

  • Jonas Ricardo diz: 30 de setembro de 2012

    Nem tomando Kaiser (se é que tu me entendes) que você vai dizer quem é o político amante de Sandra Brea né Cacau?

  • Jonas diz: 3 de outubro de 2012

    Fiquei Indignado e envergonhado só de ler este artigo…!!

  • Silvia Marian diz: 3 de outubro de 2012

    Parabens Cacau pela publicação.
    Somente com a publicação corajosa sua é que pudemos saber o que acontece em nosso município. Como cerritense, sinto-me envergonhada. O povo de Cerrito e de Santa Catarina não merece continuar a ser manchete negativa. Nas ruas de lages já nos questionam se somos da terra da “fantasma condenada”. Isso é uma vergonha. O POVO CERRITENSE JÁ ESTÁ PENSANDO EM CRIAR UM VERGONHÓDROMO EM PRAÇA PÚBLICA e os comerciantes estão apoiando a idéia. Parabens pela sua matéria

  • Juca de Oliveira diz: 3 de outubro de 2012

    Cacau, parabens pela coragem de divulgar os acontecimentos vergonhosos. São através de pessoas como voce que sabemos o que acontece na Assembléia da Vergonha. E o ‘Merísio hein?? até tu Merísio, acobertando fantasma condenada?? E o Jailson Lima, que vergonha….. já soube que foi o Deputado Dado Cherem que indicou…que trio….ESTOU DE ACORDO COM A SILVIA MARIAN, VAMOS FAZER CORRENTE PARA CRIAR UM “VERGONHÓDROMO EM PRAÇA PÚBLICA” para políticos sem vergonha. Esta Senhora “ANGELIA MARIA BRANCO” é esposa de um ex-prefeito, pelo que soube, já fez as maiores barbaridades no município de São José do Cerrito. Cadeia neles..

Envie seu Comentário