Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Faz parte do show

31 de outubro de 2012 28

A Miriam Leitão quase me convenceu hoje pela manhã pela rádio CBN a chorar com ela. A comentarista estava inconsolável porque hoje o metrô não vai funcionar em Nova York. Acho que os espetáculos na Broadway também foram cancelados. Coitados dos novaiorquinos.

O Furacão Sandy fez o maior estrago nos países da América Central e Caribe. Não há sequer hospítais. Mas o glamour da imprensa brasileira é cobrir os estragos dos EUA. É mais chique. É cinema. É Spielberg. Os repórter dirigindo, arrumadissimos, falando ao vivo de Nova York, grandes letreiros de cenário, vão falar de Cuba, El Salvador, Honduras???

Comentários (28)

  • Rutger Hauer diz: 31 de outubro de 2012

    Falasse tudo, Cacau. Ontem a Sandra Anenberg pronunciou o nome do furacão Sandy de uma maneira de dar inveja a professor de cursinho de inglês. Foi maizomeno assim ó: “SCÉNMDI”. hahahá! E eu falando Sânde. Que deselegante…

  • Turkão diz: 31 de outubro de 2012

    Tive o mesmo pensamento Cacau.

    No JN de ontem o grande problema da população dos EUA era a falta de gasolina. Aff

    Enquanto que no RS houve um vendaval que destelhou casas e os moradores ficaram sem teto. Nada noticiaram.

    Isso é o “complexo de vira-latas” que tanto o Luis Inácio tentou combater.
    Tudo isso é culpa dessa imprensa elitista e preconceituosa.

  • Paulinho do Bé diz: 31 de outubro de 2012

    Cacau!

    Se a Miriam Leitão vai CHORAR lá em Nova York e NÓS aqui que NEM temos vamos fazer o quê?

    Se jogar no POÇO a pespeito da torcidinha do FiGAYrenC… que só leva GARAPUVU atrás de GARAPUVU…!

    Em Tempo:
    O “Orlando” que é adepto ao VLT está se descabelando todo.

  • paulo stodieck diz: 31 de outubro de 2012

    Cacau, na terça-feira da semana passada a Jamaica quase foi varrida. Mas como a Jamaica foi apenas – para a imprensa cada vez mais alienada – uma escala técnica para o destino final, o mundo televisivo ficou de prontidão nos EUA para recepcionar a tempestada Sandy.

  • CLeber diz: 31 de outubro de 2012

    pois é cacau, chega a ser triste a imprensa brasileira fazer uma cobertura de cinema para os desastres naturais nos USandA . Pobre newyorkers, sem metrô! Mas calma, ainda vai haver muita entrevista com newyorkers reerguendo a cidade, vendendo camisetas escritas com “NY” , ou “I Love NY”, para angariar fundos para não sei o que lá, reportagens sobre um cachorro que se perdeu do dono durante a enchente e foi encontrado 2 meses depois, de férias, na califórnia… tudo isso com muito destaque! Mais destaque que os nossos eternos problemas… é dose.

  • Mauri Assunção diz: 31 de outubro de 2012

    Cacau fiz duras criticas a você quando do episodio da posse da mancha azurra, mas agora faço honras ao que você falou, nossos irmãos mais pobres não estão sendo lembrados pela imprensa nacional, e o pior foram mais afetados e com menos condições de reestruturação.
    Paz e Bem.

  • Rogério Bezerra diz: 31 de outubro de 2012

    É impossível conhecer Nova York e não ficar impressionado, pois um pedaço de cada canto do mundo vive nela.
    É bom e que exista uma Nova York, mas é melhor ainda que exista uma Floripa, uma Curitiba, uma Manaus, uma Ouro Preto, uma Sabará, uma Brasília, uma Treze Tílias, uma São Francisco (do Sul), uma Celso Ramos, um Rio de Janeiro, uma Natal, uma Olinda. Agora, bom mesmo é que exista um Ribeirão da Ilha… Isso sim é que é lugar.

  • Raposa diz: 31 de outubro de 2012

    Vai querer o quê daquela boca alugada. Só fala aquilo que o patrão manda.
    A dona da verdade na imprensa brasileira. Tem palpite pra tudo. Fala para os “homer simpsons” da vida e se acha.
    Só compra ela quem quer.

  • Luciano diz: 31 de outubro de 2012

    Ah vá! Trabalhas na imprenssa sensacionalista Cacau… a sua empresa também adora criar polêmicas.

  • Bagre Velho diz: 31 de outubro de 2012

    Com o perdão do trocadilho, mas estão fazendo tempestade em um copo de água.

  • Hélio diz: 31 de outubro de 2012

    Olá Cacau;
    1º, não é furacão, é uma super tempestade com ventos de 120 km h., a maior delas, com 1 mil e 600 km de raio (é como ir de Floripa à Vitória, ES);
    2º, é o maior país do mundo e o mais importante, se quebrar, quebramos todos;
    3º, a Maratona de NY, com 46 mil corredores e 2,5 milhões de pessoas assistindo, foi confirmada para domingo, 04/11/2012. Que país teria condições de fazê-la nessas condições?
    4º, queiram ou não, todos nós dependemos desse país, até pra comprar qualquer tipo de produto por um valor 2/3 abaixo do vendido no Brasil.

  • manezinho (campeche) diz: 31 de outubro de 2012

    Parabéns pelo teu comentário Cacau, concordo em absolutamente tudo.

  • murilo diz: 31 de outubro de 2012

    Infelizmente as pessoas do terceiro mundo valem muito menos do que as de primeiro mundo nas cabeças desses jornalistas / apresentadores.

  • Marcelo diz: 31 de outubro de 2012

    Porra Cacau Menezes,parabéns tais cada dia melhor.
    Essa foi na medida.

  • FUDÊNCIO diz: 31 de outubro de 2012

    Cacau, que INVEJA da Miriam.

    Ela se dá o LUXO de CHORAR porque não tem METRÔ?

    E NÓS que nem METRÔ temos…

  • Jean Moriarty diz: 31 de outubro de 2012

    Parabéns por sua lucidez Hélio, coisa bastante rara de encontrar atualmente neste blog. Só quem não conhece o “umbigo do mundo” a compara com outras cidades. Tudo, absolutamente tudo que acontece em Nova York impacta e consequentemente repercute mais do que no Haiti, Jamaiaca, Ouro Preto, Sabará ou, no nosso aprazível Ribeirão, simplesmente por tratar-se da cidade mais rica e importante do mundo. Só por isso. Isso, sem falar da quantidade imensa de brasileiros que lá residem, ou estão a passeio. Portanto senhores, nada mais justo do que a imprensa dar-lhe a devida importância e destaque.

  • Ana Maria diz: 31 de outubro de 2012

    Rogério Bezerra, concordo, que delícia de comentário… disse tudo…

  • Tonha do Tabaco diz: 31 de outubro de 2012

    Cacau meu lindo!

    Creio que o Choro da Miriam vai mudar nossa vidas.

  • Bruce diz: 31 de outubro de 2012

    Agora vão descer a lenha em Nova York, aí já é demais.

  • Osvaldo Peixoto diz: 31 de outubro de 2012

    A Miriam Leitão tá devendo. Em 29/12/2011 no programa Espaço Aberto da GloboNews ela entrevistou o ex presidente do Serviço Florestal Brasileiro Tasso Azevedo e o relator do Novo Código Florestal o senador Luiz Henrique da Silveira. Em certo momento veio a lembrança da tragédia ocorrida no Morro do Baú-Ilhota-SC se tal fenômeno teria sido provocado pelo desmatamento. Luiz Henrique da Silveira respondeu com todas as letras que o deslizamento do Morro do Baú foi causado por uma fantástica explosão(palavras dele) do duto de gás que por ali passa. Se a coisa foi assim o povo que sofreu prejuízos merece reparação de danos. Mário Motta no dia seguinte em seu programa matutino na CBN-Diário indagou e veio um assessor de imprensa em socorro do ex-governador. Fato seguinte, o vídeo foi retirado do ar pela Globo, e assim ficou o dito pelo não dito. Alô Miriam Leitão vc que é chegada a denunciar a ditadura ficou devendo ao povo de Ilhota.
    Endereço que a globo tirou do ar:
    http://g1.globo.com/globo-news/espaco-aberto-miriam-leitao/videos/v/novo-codigo-florestal-causa-polemica-antes-de-sua-votacao-final/1716557/

  • Toninho Barba diz: 31 de outubro de 2012

    Essa mulher poderia mudar o nome para Miriam Leitoa e abolir o Miriam, pena que só bebe, não dá mais leite, senão poderia ir para NY alimentar alguns NYiorquinos ou beber um leite misturado com SUNDAY… sei lá …. qualquer coisa menos comentar na televisão.. horrorosa !!!!

  • andre souza de lima diz: 31 de outubro de 2012

    Imprensa maldita sionistas!!!!! mercenarios!!!!

  • Ricardo diz: 31 de outubro de 2012

    Cacau, até VOCÊ só dá destaque ao que dá AUDIÊNCIA ou causa polêmica, que provoca AUDIÊNCIA.
    Sendo assim, porquê a grande mídia (GLOBO) teria que dar a mesma ou maior importância às ditaduras de CUBA e Venezuela, por exemplo?
    Ah! O correto é “auto se discriminarem”, ok?
    Abraço.

  • Alexandre diz: 1 de novembro de 2012

    Assino embaixo Cacau….

  • Bruce diz: 1 de novembro de 2012

    O Brasil bateu a China na obtenção de vistos para os EUA e tem gente que acha que Tegucigalpa tem que ter o mesmo espaço na midia que Nova York.

  • Leo Leão diz: 1 de novembro de 2012

    Miriam Leitão?? Jornalista?? Não entendi…

  • André diz: 1 de novembro de 2012

    Amam aquela cidade, vão morar lá!
    Aquela cidade já foi importante, hoje não é mais, Pequim, Londres, Nova Delhi e mesmo as capitais vizinhas são mais importantes para o Brasil que Nova Iorque. O velho império não é mais o mesmo.
    Quanto à Globo, ela tem DNA norte-americano, normal.

Envie seu Comentário