Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de outubro 2012

Correu risco

30 de outubro de 2012 37

O leitor Maurício Souza acha que a Ponta do Coral quase foi decisiva para a derrota César Souza Jr. em Florianópolis. “Foi só ele fazer um programa falando contra o empreendimento, que o seu concorrente na mesma semana abriu quase 10% de vantagens nas pesquisas. Sorte do César que deixou o assunto esfriar, não tocou mais nisso e conseguiu retomar a liderança no final.”.

Já o vice prefeito João Batista acha que a mobilização pró virada de última hora do Cesar Souza se deu por causa dele e de seus dois vereadores eleitos este ano.

Presidente da Câmara

30 de outubro de 2012 15

Conhecido o novo Prefeito, já se cogita no nome do Vereador Afrânio Boppré para a presidência da Câmara de Vereadores de Florianópolis. Eleito pela Coligação Frente de Esquerda (PCB e PSOL), com 3.132 votos, é uma alternativa confiável, por sua experiência e credibilidade, para a tão reclamada autonomia do Poder Legislativo. E o Sul da Ilha, região que reclama melhor atenção do Poder Público e onde a mobilidade urbana está um caos, teria maior representatividade na nova legislatura.

A propósito, neste dia 30 de outubro, o Vereador, que já foi Deputado Estadual pelo PT, está  comemorando 52 anos.

Primeira mão – Hall da Fama no Vôlei

30 de outubro de 2012 0

A CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) ainda não divulgou, mas vai criar o hall da fama do vôlei brasileiro, em Saquarema/RJ, com a marca das mãos de 60 jogadores campeões Mundiais e Olímpicos. O ex-jogador, Douglas Chiarotti, campeão em Barcelona (1992) do primeiro ouro olímpico em esportes coletivos do Brasil, e hoje técnico do Super Imperatriz Vôlei, em Florianópolis, meteu literalmente a mão na massa nesta 3ª feira (30/10) para ficar para a posteridade.

Fala, senador!

30 de outubro de 2012 5

 

 “Cacau Menezes registrou em sua coluna,  publicada na edição de 23/10/2012 do jornal Diário Catarinense, manifestação do juiz João Marcos Buch sobre o Projeto de Lei 586/2011, que apresentei no Senado Federal em 20/09/2011. E hoje no Jornal do Almoço, entrevistou o juiz ,  que falou no assunto.  

A manifestação da autoridade judiciária foi no sentido de que a proposta se faria desnecessária, visto que o tema nela observado já está contemplado na legislação vigente.

O juiz João Marcos Buch tem razão quando cita que deveríamos nos preocupar mais com a modernização da lei visando a responsabilização dos agentes públicos “pela omissão da não aplicação da lei dentro dos presídios”. O tema será objeto de avaliação e de proposições legislativas se for o caso.

 Quanto à proposta que apresentei, registro que a lei vigente (Lei 7210, artigo 150) é de 1984. Quando redigida, mencionou ser proibido nas instalações de presídios o uso de “aparelhos telefônicos, de rádio ou similar”. Em 1984 não existiam Internet, Facebook, Twitter, MSN e outras formas de comunicação eletrônicas hoje utilizadas. O projeto de lei que propus surgiu em razão do trabalho do juiz Sidinei Brzuska, de Porto Alegre (RS), responsável pelo levantamento que apontou a apreensão de dois mil celulares em 20 presídios e albergues da região metropolitana da capital gaúcha. Aquele magistrado revelou que os telefones eram utilizados para acesso à Internet e eram, principalmente, usados por presos com maior grau de instrução e alta periculosidade, servindo para coordenar de dentro dos presídios o tráfico de drogas e outros atos criminosos.

 Os dados que transitam na rede mundial de computadores têm maior dificuldade de rastreio e interceptação mais difícil do que um simples sinal de telefone ou de rádio. Por isso, a proposta que apresentei visa apenas especificar melhor o que seriam os tais “aparelhos similares” citados em uma lei que já tem 28 anos de existência.

 Minha proposição já tem pareceres favoráveis no Senado, inclusive com aperfeiçoamentos. Enquanto não acontecer uma revisão e atualização de toda a legislação penal, se aprovada no Senado e na Câmara, contribuirá para que na administração penal fiquem mais compreensíveis quais as limitações que devemos impor aos apenados.

 Continuarei oferecendo propostas para análise do Senado e da Câmara dos Deputados, como já fiz no caso dos Projetos de Lei 523/2001, 422/2011 e 85/2012, pois defendo sempre o cidadão honesto e cumpridor dos seus deveres. Busco formas de desmotivar a prática de atos ilícitos, bem como o aumento do rigor das penas atribuídas aos que praticam crimes.

 Estou de acordo com o doutor João Marcos Buch quanto à “disciplinar os presos, fazer com que cumpram suas penas, cumprindo a lei que prevê educação e saúde sem superlotação”, mas, também, sem permitir que os presos se prevaleçam de eventuais lacunas da legislação.

 Paulo Bauer

Senador da República

 

Nossas águas

30 de outubro de 2012 3
O Brasil despreza tanto o transporte fluvial que nem sabia direito qual a extensão dos rios usados para levar cargas e passageiros.
Acreditava-se que as hidrovias alcançassem cerca de 13 mil quilômetros.
Um novo mapa traçado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) demonstra que já são 20,9 mil quilômetros. O estudo, ainda inédito, indica que 80% da malha está no complexo Solimões-Amazonas.

No resto do país há muitos trechos que seriam economicamente viáveis, mas nossas autoridades não sabem pensar a não ser em asfalto e automóveis. Vale destacar que o Brasil é o país onde mais tem água doce no mundo – cerca de 13% do total do planeta. Sem falar na costa marítima de 7.491 quilômetros.

Põe na tela, amarelo!

30 de outubro de 2012 58
Meu nome é Thomas Bergmann, sou de Criciúma e consegui captar esse raio durante a tempestade de raios que durou por 30 mintos aqui em Criciúma.
Tenho certeza que muitos criciumenses ficaram espantados com a Põe na tela amarelo quantidade de raios ocorridos. Grande abraço!!

Cosa nostra

30 de outubro de 2012 2
  
Ainda hoje, nos melhores noticiários, entrevistas com brasileiros que se encontram na rota da tempestade Sandy e também com aqueles que compraram passagens mas que não foram por causa da tragédia. Brasileiro adora sair do anonimato para dizer onde esta, mesmo que em circunstâncias adversas.

Que tal?

30 de outubro de 2012 31

Vamos imaginar que o prefeito eleito de Florianópolis Cesar Souza Junior tivesse a grandeza, e a esperteza, principalmente, de convidar o ex-reitor Rodolfo Pinto da Luz para continuar dirigindo a secretaria de educação do município.

Cesar não quer um pacto por Floripa? O trabalho do professor Rodolfo na pasta precisa continuar.


Leilão da virgindade

30 de outubro de 2012 29

O subprocurador-Geral da República, João Pedro de Saboia Bandeira de Mello, em ofício encaminhado sexta-feira ao Ministério das Relações Exteriores, solicitou que seja investigada a venda da virgindade da brasileira Catarina Miglioni, por R$ 1,5 milhão, para um cidadão japonês, pela internet. Bandeira de Mello sugere ao Ministério que providencie o contato com as autoridades envolvidas na operação internacional que pode ser configurada como “tráfico de pessoas”.

 O subprocurador pede ao ministro de Relações Exteriores do Brasil que determine ao embaixador brasileiro na Austrália (sede da produtora de TV do reality show) para que “tome as providências junto às autoridades policiais e judiciárias cabíveis para interromper a execução de eventual crime, para o que, acredito, deveria ser solicitada a revogação do visto (por exercício de prostituição) e a deportação com urgência”.

 

Ou seja, se a catarinense ainda não deu, corre o risco de não dar.

O nosso gosto não é o deles

30 de outubro de 2012 3

Cacau, moro em São Paulo faz um tempo mas tô sempre de volta à ilha pra visitar a família e os amigos.

Fiquei muito triste com o fim da Macrofonia.

Foi a coisa mais diferente que eu já ouvi em qualquer rádio brasileira. Coisa de vanguarda.

Não tem nenhum lugar pra ouvir o arquivo dos programas na internet, brother???

Devias transformar em podcast, sei lá. Ninguém precisa mais de emissora nenhuma.

abs

Lucas de Barros