Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

EQUIPAMENTO AUTOMÁTICO CONTRA INCÊNDIO

31 de janeiro de 2013 14

Entre as várias exigências que os bombeiros fazem para a liberação de uma casa de shows, por que não incluir os sprinklers? Eles hoje fazem parte de muitos hotéis e prédios comerciais em todo o mundo, pois agem automaticamente, funcionando como um pequeno chuveiro que apaga os incêndios ainda no início, assim que a temperatura se eleva (no Brasil, geralmente estão programados para disparar jatos circulares de água a partir dos 68 graus).

Não raro, dois ou três são suficientes para apagar o início de um incêndio, pois cada um tem um raio de ação de aproximadamente 16 metros quadrados. E o custo compensa. Numa construção nova, o preço fica em torno de 1% da construção – o mesmo valor de um carpete, por exemplo. O uso uso de sprinklers reduz em até 78% o prejuízo causado pelos incêndios. E eles podem ser a diferença entre a vida e a morte das pessoas – o que não têm preço.

Comentários (14)

  • Jefferson diz: 31 de janeiro de 2013

    Concordo!! Esta na hora de modernizar…

  • Wall diz: 31 de janeiro de 2013

    Sprinklers deveriam ser obrigatórios em todas as construções de serviços ao público, pois, comprovadamente, evitam tragédias, não apenas com as pessoas, mas com o patrimônio. Porém, ao que parece, falta inteligência em muitos dispositivos legais e empresários, assim como muitos arquitetos e engenheiros.

  • DANIELA diz: 31 de janeiro de 2013

    Concordo Cacau, divido o mesmo pensamento. Acho que a prevenção deve ser total quando se trata de vidas.É muito triste que esta tragégia tenha que ter acontecido lá no RS pra que se pense melhor sobre segurança e prevenção.
    Um abraço,
    Daniela

  • Paulo César diz: 31 de janeiro de 2013

    Quem tem conhecimento disto????

    Piada do dia: Ao menos uma vez por ano, síndicos, zeladores e moradores de condomínios residenciais ou comerciais onde convivam mais de duas famílias ou empresas precisam solicitar a presença de bombeiros para uma vistoria de segurança no sistema de proteção de incêndio do prédio. As visitas são obrigatórias e quem não realizá-las ou não cumprir as exigências feitas pelos bombeiros pode responder um processo no MP (Ministério Público). Desde o começo do ano, o corpo de bombeiros de Florianópolis esteve em 1461 unidades habitacionais ou comerciais realizando a ação de manutenção… http://migre.me/d3lNO

    Espere sentado, que em pé cansa: Como solicitar a vistoria? – o agendamento para a vistoria em Florianópolis precisa ser feito através do Pró-cidadão. O prazo de resposta é de 20 dias úteis. – Telefone: (48) 3251-6400
    E quanto a listas das boates e casas irregulares, só mostra um fato: Quem deveria fiscalizar, não fiscalizou corretamente. A lista e vaga e incorreta, com vários estabelecimentos esperando a meses pelos bombeiros, com estabelecimentos fechados a muito tempo e faltando outros que estão na ativa. Estão mais perdidos que cego em tiroteio… A fiscalização não tem a mínima noção do que fiscalizou ou deixou de fiscalizar. Era melhor nem ter divulgado a tal lista.

  • Gaspar Aparecido diz: 31 de janeiro de 2013

    De que adianta colocar cada vez mais artefatos preventivos de incêndios se não há manutenção nos mesmos?

    A ‘simples’ falha no extintor que, pelas notícias que circulam na mídia no dia de hoje, teve negligenciada sua manutenção pelos donos do estabelecimento KISS e foi a peça fundamental para essa tragédia.

    Tudo bem, coloquem-se os Sprinklers. Mas, sem a devida manutenção, serão um mero objeto de decoração.

  • Leonardo diz: 31 de janeiro de 2013

    Não existe essa obrigatoriedade dos sprinklers porque a norma que está em vigor em SC é a dos Bombeiros, somente de 1994. De lá pra cá, quase nada se modernizou..

  • Renato Flores diz: 31 de janeiro de 2013

    idéia de banir matérias inflamáveis , shows com fogos nas boates é muito boa, entre tantas proibições que já foram apresentada depois deste triste episódio, mas de nada vai adiantar se o principal problema neste pais não for resolvido que é a falta de fiscalização e punição aos culpados, neste momento de dor todo mundo quer resolver tudo em minutos, daqui a um mês, tudo cai no esquecimento….sempre vai ter um juiz para dar uma liminar, sempre vai ter alguém do poder público para dar um jeitinho, seja ele da prefeitura, dos bombeiros ou qualquer órgão publico, falta punição a quem quer que seja….Quanto a fiscalização isso também cabe ao cidadão, temos de parar só de reclamar e fazer nossa parte, começando cumprindo também as regras e leis deste país, pois o cidadão(a) que reclama da espuma irregular na boate hoje e implora por justiça, amanhã atropela e mata um inocente na calçada, por estar dirigindo embriagado…Temos outros exemplos país a fora, o Boeing que caiu em Congonhas, São Paulo a anos atrás até hoje só foram feitas ranhuras no asfalto da pista e continua a mesma bomba pronta a explodir, temos os casos das nossas enchentes e deslizamentos em morros com grandes tragédias que comove a todos na hora, mas as ocupações irregulares continuam, terei inúmeros casos para relatar e todos, digo todos sem uma providência descente das autoridades…Não adianta só mudar a espuma, o artefato pirotécnico ou colocar mais portas nestes locais , o que falta neste pais é mudar a cultura de querer levar vantagem em tudo, a cultura do lucro fácil,a cultura da ganância, a cultura da propina, a cultura da ajuda mutua sem se preocupar com o resultado, a cultura do jeitinho brasileiro….Temos outras milhares de bombas como estas país afora pronta para fazer mais vitimas, sobre os olhares e complacência de todos que agora neste momento de dor querem mostrar que vão resolver e que o culpado é sempre o outro, não adianta a presidenta ir consolar as famílias abaladas por esta desgraça se nada faz a muitas outras famílias que clamam por ajuda em hospitais, em comunidades carentes ou no nordeste tão castigado pela fome, onde muito de seus entes estão morrendo. Resumindo temos que ser mais responsáveis e pensar nisso tudo na hora do voto, na hora de denunciar e cobrar resultado correto, mesmo que esta solução demore a aparecer e definitivamente começar a mudar por nós mesmos, temos que também fazer nossa parte, parar de justificar nossos erros porque alguém próximo também errou e encarar isso como normal, o povo brasileiro infelizmente esta se acostumando com tanta coisa errada, que em algum momentos já se confunde entre o que é certo e errado….E não podemos esquecer que enquanto o povo clama por mais justiça, mais segurança, mais dignidade, mais cumprimentos das leis, nossos governantes gastão milhões e milhões em copa do mundo e olimpíadas…

  • Matungo diz: 31 de janeiro de 2013

    Sugestão …como a falta de efetivo por parte dos Bombeiros e visivel …porque não fazem uma parceria com orgão desta area por exemplo CREA …para efetuarem estas vistorias …pois hoje ate a vistoria de veiculos esta terceirizada (privada)……..fuiiiiiiiiiiiii

  • Berloque Gomes diz: 31 de janeiro de 2013

    As normas de segurança estão ultrapassadas e precisam de atualização urgente. E, realmente uma vida humana não tem preço. Mas tem uns e outros que não valem nada, ô!

  • Highsceret diz: 31 de janeiro de 2013

    Segurança é cultural. O Brasil tem chapéu atolado de sobra e é muito difícil mudar isso da noite para o dia. O brasileiro fica rapidamente irritado quando o assunto é critério, logo começa dizer que tendo fé em Deus nada de mal acontece!

    O ABS e o AIR BAG nos carros vão se tornar itens obrigatórios por força da legislação porque o povão nunca teve interesse em pagar por isso, aliás sempre trocaram itens de segurança por rodão, som, etc…e tenham toda certeza, não vão gastar com a manutenção desses itens.

    Cuide-se quem puder!

  • Rosa diz: 31 de janeiro de 2013

    Cacau!

    A sociedade em geral não deveria estar só preocupada com as casas noturnas, mas atentar para as festas de casamentos e aniversários onde os cuspidores de fogos são pagos pelos anfitriões para dar show pirotécnico.

  • Rogério Bezerra diz: 1 de fevereiro de 2013

    Qualquer equipamento é/seria barato para evitar a perda daqueles e de tantos outros jovens que burramente perdemos dia a dia.
    Quando perceberemos que toda vida é preciosa?
    Quantas vidas mais de crianças, jovens, adultos serão desperdiçadas por que fomos “espertos” e nos demos “bem”?
    Somos responsáveis uns pelos outros, querendo ou não.
    Nossas ações e omissões podem matar, mutilar humilhar ou destruir uma pessoa?
    Qual livro de qualquer religião não fala isso?
    Somos responsáveis uns pelos outros, querendo ou não.
    Quantos mais precisaremos para trabalhar, de fato, pela paz. Ou como canta Ledesma:
    “Quantas palomas necessita o mundo para que o homem acredite na paz?”

  • Alvaro diz: 1 de fevereiro de 2013

    Sabem qual o maior problema do splinkers? Precisa de uma cx d’água exclusiva pra ele. Como a CASAN ultimamente não garante água nas caixas normais imagina pra encher uma auxiliar.
    Tem mais uma coisa, se a energia estiver ligada, o splinker acionado vai matar mais que o fogo.

  • Marcos diz: 2 de fevereiro de 2013

    Concordo com a obrigatoriedade por outros motivos, mas não acho que no caso da boate kiss resolveria mta coisa. Todas as mortes ocorreram por intoxicação causada pela fumaça tóxica libera pela combustão do isolante acústico.

    Se os sprinklers ficam posicionados logo abaixo do teto (espuma), será que seriam eficientes para extinguir as chamas que queimaram a espuma isolante?

Envie seu Comentário