Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Aquele abraço!

28 de fevereiro de 2013 5

Esse samba foi feito por Gilberto Gil e vai para Dorival Caymmi, João Gilberto e Caetano Veloso…. O Rio de Janeiro contnua lindo, o Rio de Janeiro continua sendo, o Rio de Janeiro fevereiro e março, alô , alô Realengo, aquele abraço, alô torcida do Flamengo, aquele abraço.

Estou ouvindo esse clássico da MPB agora com Elís Regina e não tenho dúvida de que esse foi o maior samba de todos os tempos no Brasil. Lembre-se, você da minha geração, como era sua vida e o nosso país quando essa musica foi lançada, explodindo de cara. Éramos felizes e sabiamos disso.


Comentários (5)

  • Adriana diz: 28 de fevereiro de 2013

    Caminhando contra o vento, sem lenço e sem documento……tbém era 10!

  • Edson Moraes Lessa diz: 28 de fevereiro de 2013

    O bom, é que realmente sabíamos disso! Que década maravilhosa! Felicidades, Paz e Bem prá Ti e todos os Teus. Um abraço.

  • Adriano – Alvinegro (Do Estreito) diz: 1 de março de 2013

    Gilberto Gil citou o flamengo de forma sarcástica nesta música para zoar os flamenguistas. Foi uma homenagem ao Fla x Flu de 69, com placar 3 x 2 dando o título ao Flu neste ano.

  • maneca diz: 1 de março de 2013

    Kkau.

    Recordas o tempo em que toda SC era parasidíaca , uma real ilha da fantasia …
    - o quanto era maravilhoso nosso belo litoral, nosso bucólico interior, nossas serras e o tapete verde e multicolorido que os aquecia e enfeitava .
    - quando a vida se bastava e se confundia com o presente, sem as múltiplas e infinitas exigências e ansiedades da atualidade.
    Transcorridos algunsanos , esse sentimento de amor por essa terra foi sendo absorvido por gente de todos recantos e conduzindo muitos do êxodo e dá diáspora rumo a Meca, a Nova Califórnia que estamos a os converter, mas que vai se resumir a um sonho ,numa utopia como tantas outras, se prevalecer – como está a suceder – a nossa indiferença , a nossa insensibilidade, o nosso exacerbado individualismo, a nossa cultura hedonista e material e, sobretudo, a nossa omissão,permitindo r a prevalência dos interesses exclusivamente econômicos de uns poucos e seus incontidos abusos sobre o que possuímos de mais precioso , que são , e o que ainda nos resta , da nossa genuína,insuperável e natural geografia e nossas diversidades etnicas e culturais

  • marcelocardosodasilva diz: 3 de março de 2013

    …”Caminhando e Cantando” do Vandré;;; ou “À Praça” de Chico Buarque; não tem, ÔÔ???

Envie seu Comentário