Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Coluna de hoje no DC

25 de março de 2013 2

Cacau. bom dia.

Concordo em que não é nada agradável ter de pagar – como comprador ou como comerciante – 10% do valor da compra em taxas para as financeiras de cartão de crédito, mas chamo sua atenção para o fato de que isso não interfere, de modo algum, no índice inflacionário: inflação é a emissão de mais dinheiro do que o valor do PIB, e é responsabilidade exclusiva do governo, único autorizado a emitir dindin. O que essas coisas como aumento do preço do tomate ou do material escolar, ou dos combustíveis, normalmente ditas como “aumentadoras da inflação” fazem,  é criar uma concentração de renda, em que muitos empobrecem e poucos enriquecem. Nocivo, injusto, condenável, mas não criador de inflação.
E sempre me pergunto por qual razão nenhum comentarista econômico faz menção a isso…

Um abraço,

Paulo Vianna da Silva

Comentários (2)

  • nei ferreira diz: 25 de março de 2013

    Ô Paulo, não precisa nenhuma sagacidade para perceber que aumento de preço gera alta da inflação. Para aprender isso basta frequentar a feira. O resto é conversa prá boi dormir.

  • carlos eduardo diz: 25 de março de 2013

    Sr. Paulo Vianna da Silva, então, quando a inflação aumenta é culpa do governo.
    Mas, e como fica aquela conversa de que o Banco Central é independente?
    é pra repartir o lucro? e, a responsabilidade não?
    Nestas horas eu agradeceria muito alguma explicação séria…sem tendenciosas retóricas.

Envie seu Comentário