Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Fpolis, berço do ecstasy

25 de março de 2013 18

Polícia Federal fez hoje (25) em Brasília a segunda maior apreensão de ecstasy no país. Foram apreendidos 45 mil comprimidos e 3 quilos de skank. As drogas estavam escondidas em duas malas. Detalhe: o dono da muamba é um jovem de 32 anos, de família classe média-alta, com residência em Florianópolis e no Lago Sul em Brasília. 

Comentários (18)

  • SC.sem.politicos diz: 25 de março de 2013

    Notícia sem a coragem jornalística de dar nome aos bois.

  • Andre diz: 25 de março de 2013

    Que coragem hein “jornalista”?! Como a grande parte da imprensa só aparece nome quando é pobre , preto e p… Cadê o nome do bem nascido?

  • Highsecret diz: 25 de março de 2013

    Desde que iniciaram os vôs diretos de Brasília para Europa (Portugal) o que não faltou foi garotas de programa (especialmente de Goiás) e traficantes embarcando como se o céu fosse perto mas não se tocaram que a Policia Federal faz o trabalho dela.

    No sábado dia 23 prenderem uma Russa tentando embarcar com cocaína para Europa, e isso não tem sido novidade. A PF já identificou e prendeu traficante até mesmo através da monitoração de imagens das câmeras do aeroporto, pois perceberam que um cidadão estava meio impaciente e tenso (pelas câmeras) e a partir disso acabaram chegando até a mala cheia da tapioca maldita….acho que se alguém passa uma vez é sem saber que já está sendo monitorado e que logo vai ser preso.

    Falando do bairro Lago Sul, lá mora muita gente bem financeiramente e alguns até bem culturalmente mas ao mesmo tempo tem muito peba, inclusive uns metidos a rico que passam fome para morar lá, incluindo essa “classe média alta” que precisa apelar para o trafico de drogas…

  • rodrigo diz: 25 de março de 2013

    Como tem gente que gosta da desgraça alheia….já foi preso, família deve estar passando por uma barra e alguns querendo nomes pra crucifica-los….Vou é rezar pra eles, pra que entendam a maldade que vinham fazendo…ABs

  • Peixe graúdo diz: 26 de março de 2013

    Fofoqueiro nada. É medo mesmo. Pois se…..mora em Floripa e em Brasília, podem ter certeza que é peixe graúdo, e nestes não se pode dar nomes, pois mtos acabam em outras redes de Tv, né Prates e outros.

  • Luciano diz: 26 de março de 2013

    Cacau, você para evitar maiores constrangimentos à família do bad boy se esquiva de dar o nome.
    Será que o Hélio Costa ou o Nader Calil farão o mesmo?

  • Poldo Quaresmim diz: 26 de março de 2013

    Será que é algum remanescente da operação playboy? Por falar nisso, aonde andam? Estão todos soltos?

  • Highsecret diz: 26 de março de 2013

    Tentei procurar o nome da cria para o Cacau mas na reportagem do correio também só falam em “homem é preso…” que pode ser um rpova de que o cidadão tira onda em Brasília também!

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2013/03/25/interna_cidadesdf,356644/homem-e-preso-com-45-mil-comprimidos-de-ecstasy-no-aeroporto-jk.shtml

  • Caio diz: 26 de março de 2013

    Certamente o motivo da matéria não é divulgar o nome do cidadão, e sim, que Floripa está se tornando o berço do tráfico de drogas, em especial, as sintéticas.
    Deixa o nome e o futuro do jovem com a Justiça, não irá mudar nada em nossas vidas saber quem cometeu o crime..

  • Luciano diz: 26 de março de 2013

    Cacau, eu desconheço o nome, mas pensei que a noticia chegou a ti por completo. Com o fato, quem o praticou, a situação dos seus familiares e o que já foi descoberto, mas pela tua afirmação, entendo então que o passarinho que te contou o milagre não falou quem era o “santo”.

  • Fabrício diz: 27 de março de 2013

    Prezado Poldo,
    Estes a que você se referiu cumpriram suas penas e agora passados 10 anos desta Operação continuam sendo lembrados como se malditos fossem.
    Basta ocorrer qualquer apreensão e não são poucas, que aparece alguém para lançar esta lembrança ao vento, inclusive representantes da própria Polícia Federal, ao arrepio de qualquer princípio ético.

  • Poldo Quaresmim diz: 27 de março de 2013

    Fabricio, por acaso vc é advogado de algum deles?
    Só faltou vc dizer que a prisão deles foi uma injustiça.
    Vc queria que eles fossem lembrados de que forma? Como salvadores da pátria?
    Acho uma pena que estejam em liberdade, deviam apodrecer na cadeia.
    Mas, infelizmente, como são filhos de gente rica e poderosa, nada aconteceu com eles.

  • Fabrício diz: 27 de março de 2013

    Prezado Poldo,
    Ao contrário do que você imagina e mesmo sendo “filhos de gente rica e poderosa” como você mesmo alude, alguns deles apodreceram na cadeia, mas como um dia a pena resta cumprida, é direito destes a sua reinserção na sociedade, até porque o castigo corporal previsto em Lei foi cumprido.
    Abraço.

  • Poldo Quaresmim diz: 28 de março de 2013

    Fabricio, vc decerto é advogado dessa quadrilha de “filhinhos de papai” que nunca trabalharam e que ganharam dinheiro fácil traficando cocaína para o exterior aliciando jovens da mesma faixa etária deles. Deviam apodrecer na cadeia pelo resto da vida, embora, infelizmente, a maioria não tenha ido sequer em cana.

  • marcelocardosodasilva diz: 31 de março de 2013

    …estas “FESTAS?”;;; estilo bate estaca;; “RÊÊÊIVÊ”; onde ÔÔ consumo de àgua mineral e “Sul Real”, não tinham sido proibidas pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de Sta. Catarina (VIA Legislação Estadual)???………….Ou liberaram geral, ÔÔ consumo das “balinhas”(metafetaminas de poder CRUEL) no Estado onde Festa de “RRRaole” é limpeza?!;;; Farra Fora da Lei(CRIME); só à farra do boi, meu irmão!!! E à farra de GENTE???………….”Por que pau que bate em chico, não bate em Francisco???”

Envie seu Comentário