Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Nenhum time na frente

26 de março de 2013 19

Helío Moritz, que sempre protestou contra o grande espaço dado ao futebol no Brasil, ataca com novos argumentos:

Pesquisa do Data Folha, divulgada na 2ª feira em 162 cidades brasileiras, chama atenção para um dado que não para de crescer (a cada ano o percentual aumenta): as pessoas que não torcem para nenhum time de futebol.

1 – Nenhum time – 22%

2 – Flamengo      – 16%

3 – Corinthians    – 15%

4 – São Paulo      -  9%

5 – Vasco           -  7%

6 – Palmeiras       -  6%

Foi registrado também o número expressivo de pessoas que dizem torcer para uma equipe ¨somente de boca¨, pois não sabem e não acompanham o seu ¨dito¨time.

Esses dados refletem também no mais baixo nível de audiência da TV aberta brasileira, 37% das residências, desde que se começou a medir a audiência.

Da mesma maneira, audiência no Rádio é a mais baixa da história, bem como jornais e revistas dedicados ao futebol e os estádios completamente vazios nesses campeonatos estaduais. É visível o crescimento de outros esportes no Brasil, principalmente as corridas de rua e as bikes, pessoas praticantes que não tem o menor interesse pelo futebol. Quando a imprensa irá abrir os olhos?

Comentários (19)

  • Ricardo diz: 26 de março de 2013

    Cacau, será que já passou da hora da dupla Miguel Livramento e Roberto Alves se aposentarem?
    Se tu dix…
    Abraço

  • andre luiz diz: 26 de março de 2013

    Já amei o futebol, hoje apenas gosto de futebol….é muito bla bla bla e pouco futebol.

  • marcos diz: 26 de março de 2013

    Hélio Moritz jogava muita bola nos tempos do Catarinense. Tanto futebol de campo como de salão. Gostava de jogar na meia, éra bastante técnico e artilheiro. Hoje parece que detesta o futebol. Alguem pode explicar ?

  • KKFURTTADO A BRUXINHA diz: 26 de março de 2013

    VAI CORINTHIANS…/ VAI CORINTHIANS…

    Bela terça … Meu Rei…

  • marcos diz: 26 de março de 2013

    Cacau por falar em futebol é impressionante o salário dos treinadores no Brasil. Técnicos chamados de ponta recebem salários de R$ 700.000,00 mês o que convenhamos é um exagero. Se fossem bons não estariam treinando times no Brasil e assim como os bons jogadores estariam na Europa. Isto inflaciona o mercado brasileiro onde qualquer treinador de time médio não quer trabalhar por menos de R$ 150.000,00. Desta forma os times empobrecem mais rapidamente. Os clubes deveriam se reunir e fixar um teto de R$ 200.000,00 para qualquer treinador no Brasil. Garanto que desta forma os times teriam um grande alívio nos seus caixas . Quem não quiser que vá trabalhar na Europa, e todos sabemos que lá eles não tem espaços.

  • Ronnie diz: 26 de março de 2013

    No Brasil , simplesmente não existe imprensa esportiva, apenas imprensa futebolística. Coitados desses que se acham experts de futebol(inha).

  • Gelter diz: 26 de março de 2013

    Bem, com relação a imprensa, pelo menos tenho visto a ESPN Brasil fazer comentários e ou críticas com relação a esse cenário do futebol.
    O crescente desinteresse cada vez maior das pessoas pelo futebol é proporcional a péssima gestão do mesmo pelos dirigentes de clubes, federações e da CBF.
    Não é a toa que o Brasil ocupa a posição que está no ranking da FIFA.
    Pelo menos no futebol parece que o brasileiro aos poucos está acordando, dando prioridade para outros esportes bem mais organizados e prazerosos, ou para praticá-los, ou para vê-los.
    Abs

  • Observador 1 diz: 26 de março de 2013

    Cacau, concordo com vcs., mas o pior de tudo é “guentar” o Galvão desBueno. Q. cara mais sem noção.

  • Hélio diz: 26 de março de 2013

    Olá Marcos, bons tempos. Minha bronca não é contra o o bom futebol (no Brasil está difícil) e sim com o excesso de divulgação dessa modalidade em detrimento das demais, principalmente em respeito aos milhares de brasileiros, como a pesquisa comprova, que não tem nenhum interesse por futebol e praticam outras modalidades esportivas. Abraço.

  • Miguel José Teixeira diz: 26 de março de 2013

    A máxima do filósofo contemporâneo está se confirmando:
    “fanáticos por clube de futebol e militantes PeTistas servem apenas para segurar o pau da bandeira”. . .

  • Bagre Velho diz: 26 de março de 2013

    O futebol está em decadência no Brasil, nem pra seleção as pessoas torçem mais. As corporações enriquecem e o torcedor empobrece. Dirigentes, jogadores, mídia e patrocinadores nadando na grana, mas o brasileiro está abrindo os olhos ! E O BRASIL VAI PERDER A COPA EM CASA! …e tenho dito!

  • cabral diz: 26 de março de 2013

    O observador pior que o galvão e o machimelo da Rbs e o andré lino com o tal de paulinho criciuma na tv fechada.

  • adir Jose dos Santos diz: 26 de março de 2013

    Mas como vamos ter mais torcedores dos times no brasil, especificamente em SC, se uma criança de até 10 anos para ir ao estádio de futebol tem que pagar 1/2 entrada, em torno de R$ 25,00. desse jeito o número de torcedores tende a diminuir e muito.

  • Jager diz: 26 de março de 2013

    Como disse o André, acima, eu também já amei o futebol, hoje apenas gosto.
    Cansei desses caras, jogadores, treinadores, imprensa, sempre dando uma de espertalhões, que sabem tudo que os otários (torcedores) não sabem. Cansei de endeusamento e entrevistas exclusivas no fantástico com chamadas durante toda a semana, com lixos tipo adrianos da vida. Cansei de lobes, e de me empurrarem goela baixo programas que só falam de Corinthians…
    Cansei de torcer pra pernas de pau, que treinam a semana inteira, são massageados, corpo e ego o tempo todo, ganham MUITO bem e erram passe de 3 metros de distancias.
    Pra mim, não dá mais. Infelizmente, porque era fanático pelo esporte chamado futebol.
    Q pena…

  • Rafael Canova diz: 26 de março de 2013

    Esta pesquisa detalha a decadência do futebol em SC e no Brasil. Nos clássicos paulistas tem 15000 pessoas, ridículo para uma cidade de mais de 10 milhões.
    A tv a cabo e internet acabaram com o futebol, além da insegurança em estádios com brigas de torcidas, bombas,etc.
    E além disso, a pobreza de nível técnico em SC (como sempre foi) com times ridículos que jogam verdadeiras peladas e também no resto do Brasil, qdo os melhores jogadores e times só levando a sério os jogos da Libertadores, que mesmo assim vencem quase sempre no sufoco dos times hermanos.
    Revoltante tb ver os altos salários destes imundos jogadores de futebol, analfabetos funcionais que tb não jogam futebol bem e se acham os superstars.
    E a “seleção” brasileira de futebol ? É um futebol pobre de dar dó, faz mais de 3 anos que não ganha um clássico, e deve ir no máximo até as quartas-de-final na Copa 2014 (aposto com qualquer um).
    Ainda tem muita gente que perde tempo com este lixo chamado futebol, é pq está no sangue mesmo do brasileiro, é paixão, mas isto está mudando cada vez mais.

  • Paulo Sérgio/São José/SC diz: 26 de março de 2013

    “Feliz da criatura que tem por guia e emblema uma estrela. Por isso é que o BOTAFOGO está sempre no caminho certo, o caminho da luz. Feliz do clube que tem como escudo uma invenção de DEUS.” ARMANDO NOGUEIRA. SAUDAÇÕES!

  • Luciano diz: 27 de março de 2013

    Cacau, já que tomaste a iniciativa de divulgar esta informação, te peço para mostra-la às editorias de esporte da TV e da CBN/Diário.
    Na Tv, a não ser que pesquisas de audiência indiquem uma queda em programas esportivos como um todo e vendo que o mesmo acontece com outras emissoras eles não vão mexer em nada. Na CBN/Diário o problema é ainda mais terrível: Colocam um tal minuto esportivo com inserções de hora em hora falando do avai e do figueira como se houvesse assunto de verdade, e ficam o tempo todo ‘enchendo linguça’ de manhã e de tarde. Perto do meio dia, não tem o tal minuto esportivo, mas tem o momento esportivo que serve só para repetir a encheção de linguiça que houve de manhã, e com o acréscimo do Debate Diário que só serve para cornetear sobre atuação dos times da capital, como se os dirigentes dos clubes se guiassem pela equipe de comentaristas capitaneada pelo Roberto e pelo Miguel. Chego a desligar o rádio. Enquanto isso, a CBN nacional tem programação informativa neste horário. Fora isto, também é irritante o espaço dedicado 99% ao futebol. Olha, já está na hora da RBS e mesmo a Globo pensarem em criar uma emissora de rádio SÓ para tratar de esporte sem priorizar o futebol. Ganhariam todos: os ouvintes por terem um espaço definido para ouvir sobre esportes a qualquer hora do dia, ganha a emissora porque pode mostrar a diversidade das praticas esportivas e em caso de grandes eventos como copas do mundo e olimpíadas não precisa interromper programação para exibir um evento ou ter que interromper a exibição de um evento para ter que mostrar a programação e com isso também deixa contente os anunciantes e patrocinadores que pagam para divulgar seus produtos e marcas. Ganham também os diversos profissionais da área porque aumenta o campo de trabalho. E finalmente, ganham também as pessoas que não estão interessadas em esporte e que assim não tem que mudar de emissora por ter que ouvir algo que não lhes interessa.

  • Fabrício diz: 27 de março de 2013

    Prezado Helio,
    Compartilho da mesma opinião e, penso que o espaço destinado na mídia é infinitamente maior do que o necessário para noticiar o futebol e seus protagonistas.
    Gosto e jogo as vezes (penso que não com a sua aqui citada habilidade), mas acho que jornais e televisão falando do corte de cabelo ou do que os caras comeram antes do jogo é demais…
    Por estas e por outras é que estes futebolistas de meia pataca e comentaristas sem material para tanto espaço acabam por protagonizar momentos tão ridículos.
    Ha, e o futebol, cada vez mais bola pro lado até o jogo acabar, tolo é quem vai ao campo.
    Abraço

  • bordoadanazorelha diz: 30 de março de 2013

    Com toda certeza Helio, chega a encher o saco essa futebolização de tudo e a imprensa achar que a vida dos brasileiros normais gira em torno de futebol…
    Melhor seria se os brasileiros começassem a praticar mais esportes, e não só acompanhar pela TV.
    Tentem jogar ou até mesmo se divertir com outros esportes: corrida, bike, natação, vôlei, rugby, handebol, canoagem, remo, surfe, artes marciais… vocês verão a mudança no comportamento, de atitude e de respeito.
    Coisas que não há mais no futebol. Hombridade!!

Envie seu Comentário