Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

É piada ou realidade???

31 de maio de 2013 14

TRABALHO EM EQUIPE


Foi realizada uma competição entre a equipe de remo do Japão e a equipe de remo brasileira.
A competição se inicia, mas o resultado não é favorável para a equipe brasileira. Ela chegou com uma hora de atraso em relação aos japoneses.Indignados, os brasileiros fizeram várias reuniões para averiguar a causa da derrota. Assim ficou o resumo do relatório que fazia a comparação das equipes:

Japão:
* 1 Chefe de Equipe
* 10 Remadores

Brasil:
* 10 Chefes de Equipe
* 1 Remador

Descoberto o grande erro, a equipe brasileira foi remodelada para a próxima competição. Porém, perderam novamente e,dessa vez, o atraso foi de 2 horas.Mais uma vez foram convocadas reuniões e viagens para o estudo das causas. Segue o resumo:

Japão:
* 1 Chefe de Equipe
* 10 Remadores

Brasil:
* 1 Chefe de Equipe
* 3 Chefes de Departamento
* 6 Auxiliares de Chefia
* 1 Remador

Outra vez o erro foi identificado e uma nova equipe foi montada.Tudo foi levado em conta: resizing, downsizing, GQT e ainda economistas opinando, conceitos de modernidade e globalização passaram a ser considerados.Porém, na hora da competição, o Brasil chegou com 3 horas de atraso. Mais reuniões, encontros, etc. Foi feito outro levantamento:

Japão:
* 1 Chefe de Equipe
* 10 Remadores

Brasil:
* 1 Chefe de Equipe
* 3 Chefes de Departamento
* 2 Analistas de O&M
* 2 Controllers
* 1 Auditor Independente
* 1 Gerente de Qualidade Total
* 1 Remador

Depois de muitos argumentos e discussões, chegaram às seguintes conclusões definitivas:

1.O problema era, claro e evidente, a incapacidade do remador, que, com certeza, por culpa de influência do Sindicato e por causa de sua falta de treinamento generalista não era capaz de exercer sua atividade com eficiência.

2.A solução era privatizar ou terceirizar e/ou contratar um remador que não fosse da folha do clube.

Agora o pior:
Essa história veio dos EUA, e foi apresentada por um professor da Universidade de Maryland, sobre a administração no Brasil, como piada em sala de aula.


Comentários (14)

  • Magno diz: 31 de maio de 2013

    Cacau, e o Teacher de lá is wrong?

  • maneca diz: 31 de maio de 2013

    KKau. Mas essa é a cara mesmo do Brasil, ou melhor da administração pública. E não precisa ir muito longe não . Veja o exemplo da Concap : na equipe de corte de mato: há um funcionário fazendo o corte com a máquina , 02 segurando rede ( na iniciativa privada ela é movel e movimentada pelo próprio operador) , 01 outro ajudante e, mais 01 fiscal de turma.
    E outra coisa. Ninguém aceita ordens, porquer pelo tempo de casa adquirem títulos honoríficos(F1,F2, …) e o direito adquirido de apenas fazer o necessário para permanencer na moleza de sempre .
    Ultimamente a reclamação tem sido a ausência de copeira para servir café.

  • Gelter diz: 31 de maio de 2013

    Particularmente, como não achei graça dessa história, sobrou então a resposta…

  • jorge diz: 31 de maio de 2013

    Aqui em SC os ¨remadores¨já estão privatizados a muito tempo.Tem empreiteiro fiscalizando empreiteiro.Resultado disso : obras caras (bom p/caixa 2) e serviços de pessima qualidade.

  • silvia helga diz: 31 de maio de 2013

    E quem disse que é piada? É a pura realidade. Basta andar nas ruas e olhar as obras públicas: 2 trabalhando e 5 conversando (provavelmente são os do escalão maior).

  • Wall diz: 31 de maio de 2013

    Piada? Realidade, a mais pura. Em Brasília: 39 ministérios que, se perguntar para alguém do próprio governo, não saberá dizer quais as pastas existentes – sugestão: pergunte para Ideli Salvatti, de supetão, para ver a resposta se esvaindo em desculpas esfarrapadas.
    Em SC, as SDRs são quantas mesmo? E quantos cargos comissionadas existem dentro delas? Nem o Colombo saberá responder e, se perguntar a algum assessor socorrista de plantão, a resposta somente chegará após uma longa consulta interna.
    O Brasil, muito antes das teorias administrativas, é a essência burocrática (no mal uso do termo, claro), proposital, para benefício de alguns em cima da ignorância da maioria. E depois falam em gestão, governança… como se entendessem ou quisessem entender!

  • paulo ricardo diz: 31 de maio de 2013

    Cacau, ocorreu um erro crucial na última tentativa. Por que dois analistas de O & M? Bastava um e a outra vaga poderia ficar para um assessor jurídico, com a incumbência de melar o resultado no tapetão japones. Com isso, o resultado da prova correria o risco de ser anulado e a prova adiada para outra ocasião. E se o judiciário japones não acolhesse os argumentos dos brasileiros, enfia embargos infringentes, embargos declaratórios e o escambau.

  • Julio Ferreira diz: 31 de maio de 2013

    Cacau, infelizmente, não é piada, pois basta ver o que acontece hoje: enquanto milhões de trabalhadores das empresas privadas estão trabalhando, consequentemente, gerando riquezas e pagando impostos, os funcionários públicos (municipais, estaduais e federais) estão de FOLGA desde terça feira à tarde, além daqueles que estão sem trabalhar a semana toda.
    Mas, como a briga entre a quadrilha (PT X PMDB e os ladrões miúdos) está se agravando, quem sabe a coisa não melhora, pois o PT se mostrou tão incompetente que a “marolinha” do Lula já vem se refletindo no PIBINHO da Dilma poste, além da volta, sorrateiramente, da inflação e os IMBECIS acham que dando mais crédito para consumo, ao invés de incentivar a melhoria da competitividade da indústria, sufocadas com a EXTORSIVA carga tributária, irão resolver:
    “BRIGA DE QUADRILHAS – PT CRIA CASO PARA TENTAR SE ‘LIBERTAR’ DO PMDB – A insatisfação do PMDB com o PT é correspondida em idêntica intensidade. O partido de Lula continua inconformado com o fato de o PMDB presidir o Senado e a Câmara dos Deputados, o que para eles torna o governo “refém” do senador Renan Calheiros (AL) e do deputado Henrique Alves (RN).
    “Nós queremos tudo”, diz um dirigente petista, sobre a ocupação dos cargos mais importantes da República – Cláudio Humberto”.

    COMPETENTES

    Para o Planalto, Henrique Alves não “controla” governistas da Câmara, mas Renan Calheiros e José Sarney seguram a onda no Senado.

    TÁ FEIA A COISA

    As divergências entre PT e PMDB são ainda mais graves em pelo menos doze Estados, o que está minando as relações dos partidos

  • Matungo diz: 31 de maio de 2013

    Como remador a 40 anos…..bem assim porem não so com o glorioso esporte do REMO …acontece em todas as modalidades …infelizmente……e todos sabem disso …e depois querem medalhas olimpicas….ai fica dificil pois cartolas não competem…hehe….

  • Ricardo diz: 31 de maio de 2013

    Cacau, a continuar essa “suruba política” que o PT implantou no Brasil, daqui a uns anos NADA vai funcionar, pois TODO mundo será “cacique”, nenhum “índio”:
    “PARÁ: LULA CONSTRANGE O PT AO APOIAR FILHO DE JADER – O ex-presidente Lula pressiona o PT do Pará a apoiar Helder Barbalho para o governo estadual, no próximo ano. Ele é filho do deputado Jader Barbalho (PMDB), cuja ficha na política é marcada por inúmeras denúncias por corrupções, algemas e condenações.
    O PT do Pará resiste, lembrando inclusive o erro cometido no Recife em 2010, quando a interferência de Lula resultou no esfacelamento do partido.
    VAI TOPAR – Apesar da resistência, o ex-presidente Lula manda tanto no partido que o apoio ao filho de Jader, mesmo envergonhado, deve ser confirmado.
    DEU NO QUE DEU – No Recife, a manobra de Lula favoreceu a vitória do candidato do governador Eduardo Campos (PSB), que depois deu as costas ao PT – Folha On Line”.

  • valdir diz: 31 de maio de 2013

    porque os passarinhos voam para a região tropical .

    R:porque é muito longe para ir de pé .

  • Si diz: 31 de maio de 2013

    Xiiii , alguem avisa lá os USA que nao é piada nao , é bem assim aqui no Brasil.

  • bordoadanazorelha diz: 31 de maio de 2013

    coitado do REMO…entrou como cobaia na estória…
    os caras já sofrem um bocado para pagar uma viagem para competição, enquanto os boleiros que já ganham muito para não saber nem falar, ganham um “troco” da Caixa estatal…
    nem o japão tem tradição no remo…

    interessante os comentaristas: sentando a lenha no PT e PMDB… com razão, mas esqueceram de comentar sobre o PFL_PSD, PSDB, PPS…. ou são filiados partidários a esses…

  • Sucupira diz: 31 de maio de 2013

    Em SC seria perfeitamente aceitável a equipe ser formada por 11 chefes. Isso é mais do que comum nas repartições de A a Z. Chefia = comissão.

Envie seu Comentário