Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Revoada de pardais

09 de agosto de 2013 22

A BR-101, entre Palhoça e Osório (RS), está cheia de pardais. É preciso ficar atento, porque muitos deles estão “escondidos” atrás de outras placas e pegam o motorista de surpresa. As marcas de freadas aparecem no asfalto.

Outro detalhe é que nem sempre a velocidade na rodovia é a mesma, ou seja, 100 km/h, 110 km/h ou 80 km/h.

Comentários (22)

  • Valdir diz: 9 de agosto de 2013

    Sei de um na entrada de Paulo Lopes e outro na saída do tunel. Apenas esses, no caminho de Floripa-Imbituba.

    Alguém conhece mais alguns?

  • Mateus Weber diz: 9 de agosto de 2013

    Serviço de utilidade pública:
    http://maparadar.com/
    Site com todos radares cadastrados, dá pra baixar e colocar no Gps pra avisar.

  • Kinho Amarelo diz: 9 de agosto de 2013

    CACAU DAQUI DE TUBARAO PARA VC IR ATE ARARANGUA E VOLTA SAO 7 PARDAIS FORA OS GUARDAS Q ESTAO COM RADARES FIXOS MONTADOS ALI ATRAZ DO MATINHO…SACANAGEM…BJ E TI CUIDA.

  • cabral diz: 9 de agosto de 2013

    Vamos fazer um protesto um dia inteiro na 101 por causa desta sacanagem

  • Edson Moraes Lessa diz: 9 de agosto de 2013

    Mais uma fonte federal, de recursos para a corrupção. Até esse “dinheiro” voltar para a melhoria das estradas, demora! No “descaminho” ele meio que evapora. Ninguém sabe, ninguém de dever, não fiscaliza. Máaasss… isso é fichinha, perto da covardia e da sacanagem “arquitetada” para nos fazer de bobos.

  • ximbico diz: 9 de agosto de 2013

    então vamos nos ajudar e cadastrá-los no http://www.maparadar.com e posteriormente colocar o arquivo dentro do seu gps.

  • Agostinho diz: 9 de agosto de 2013

    Na subida do morro chegando na Zimba, não tem um também? Na outra pista, vindo pra Floripa tem um na mesma altura…

  • Oscar diz: 9 de agosto de 2013

    Tem duas alternativas: dançar conforme a música, no caso, andar de acordo com as placas ou, arriscar e levar multas, que são proporcionais a velocidade aferida no momento da infração.

  • Farias diz: 9 de agosto de 2013

    O problema não são os “pardais”, mas aquelas variações de velocidade é que são de f…er. Parece fazerem de propósito, tu vens a 80 km/h daqui a pouco aparece placa de 40 km/h seguida de um “pardal”, para logo depois ter outra placa de 80 km/h.

  • Marcelo diz: 9 de agosto de 2013

    Chega a ser cômico se não fosse trágico.
    Mês passado fui a Gramado com a patroa, pacote de 7 dias, e fui pela BR-101 em busca da Rota do Sol (RS), maravilha, tudo muito bacana e tal. No retorno, quando cheguei em casa (na outra sexta-feira) uma notificação do detran de uma multa no túnel de Paulo Lopes, era a 80 e segundo o radar passei a 91 km/h. Tudo bem, faz parte… mas uma coisa que me chamou a atenção foi a eficiência de enviarem essa notificação, descontando o final de semana, chegou em 5 dias úteis. Um tempo atrás precisei de uma documentação para transferir um veículo de SC para outro estado e me deram um prazo de 15 dias!!!

    - Conclusão 1: multa não dá trabalho nenhum e arrecada bem mais que qualquer outro
    serviço do detran.
    - Conclusão 2: Ficar em uma BR, ora acelerando, ora desacelerando, corro risco de uma “carreta desatenta” passar por cima de minha cabeça…
    - Conclusão 3: Pensei em escrever um texto cômico no trecho onde podemos recorrer da multa, mas será que alguém iria ler? aliás… será que eles lêem, as multas que são recorridas?? Penso que não. Não conheço nínguem que recorreu e teve razão….
    - Conclusão 4: Cabe a nós, pobres mortais sem poder algum, a andar na lei. Enquanto os fora da lei, cada vez mais com poderes sobre os honestos, digo, os otários, nós.

  • Valdir diz: 9 de agosto de 2013

    Agostinho, nem me fala isso, faço essa viagem 4 vezes por mês… até agora não apareceu nenhuma multa, mas vai saber…

  • rogério cardozo diz: 9 de agosto de 2013

    Outro dia , na internet apareceu uma reportagem que os carros fabricados no Brasil ,não tem a qualidade dos carros de 1º mundo, acho que nas rodovias a velocidade deveria ser de 80 km\h e devesse respeitar isso,afinal depois de acontecer algum acidente não vai adiantar reclamar, 80 km\h é um nível seguro porque extrapolar .Devemos respeitar as leis e os pardais servem para isso.
    Visite Tubarão http://www.galeriatubarao.net/

  • fernando Debone diz: 9 de agosto de 2013

    A variação das placas de velocidade se da também, devido a BR 101, as vezes cruzar cidades, onde o cuidado tem que ser maior, ou seja, ao da pra cruzar uma cidade a 110 km por , onde o risco de atropelar alguém devido a alta velocidade é maior…

  • Rodrigo B diz: 10 de agosto de 2013

    Estás corretíssimo Rogério Cardozo!
    Quem reclama de radar/pardal é porque quer andar acima da Lei e, como tal, deve ser rigorosamente punido. E tem cidadão (???) que ainda se compara aos que não cumprem as leis, como se isso fosse desculpe pra eles também não as cumprirem. Brasileiro é fogo!

  • maneca diz: 10 de agosto de 2013

    Não podemos nos surpreender com este fato . A sanhna arrecadatória para sustentar a preservação e o crescimento deste ESTADO CORPORATIVISTA parasitário dos prtivilegiado, dos trapaceiros e ladrões no qual apenas prevalecem os interesses internos (DELES) e os meios se sobrepõe aos fins e aos interesses da sociedade de trapaceiros e de ladrões só poderia dar nisto., Agora já não possuem nem mais escrúpulos nem vergonha na cara para nos assaltam na cara dura mesmo a todo momento . Não vejo outra solução se não enforcando e mandando para o paredão uns o4 ou 05 desses bandidos para consertar todo o país na hora.

    Cabada de vagabundos.

  • Pepa Costa diz: 11 de agosto de 2013

    Tá difícil! Brasil mostra tua cara!
    Ah, fui enviar e vi que este enviar comentário também mudou o lay out, a velocidade da comunicação ou a rotação da terra que também deve ter aumentado, está nos levando a caminhos meio estranhos.

  • David diz: 11 de agosto de 2013

    Ricos pardais.

  • T. José diz: 18 de agosto de 2013

    A velocidade em todo o trecho sul do estado é de 110 e não 100 como no trecho norte. Todos os radares somente fotografam acima de 118 ou seja capturam imagens a 119 quilômetros por hora. Exceto o radar da saída do túnel de paulo Lopes que fotografa a 88 quilômetros por hora. Agora no Rio Grande do Sul, se cuida , la os gaúchos encheram de radar em pequenas , pequeníssimas comunidades , que eles chamam de áreas urbanas com velocidade de 80 kms por hora. Para andar a 80 não precisava duplicar , não é mesmo ?

  • Rogério diz: 15 de outubro de 2013

    Só gostaria de perguntar aos que defendem os pardais (deixando bem claro que também acho que lei é lei), como será no verão onde lotam as estradas e todos vindo a 100km/h e derrepente os primeiro reduzirem para seguir a 80km/h em uma auto estrada ???
    Imaginem colocar um pardal no meio da freeway de 80km/h, por exemplo, alguém consegue imaginar o que vai acontecer ???
    Se toda ela for 80km/h é uma coisa, reduzir de 100 para 80 é outro departamento.
    Se alguém ainda assim acha certo, sugiro um passeio pela RS 40 onde temos este mesmo efeito (80km/h para 60km/h)……..acreditem, vocês mudarão de opinião. OBS:. o número de acidentes é bem maior que o risco de passar por áreas urbanas na mesma velocidade.

  • Sergio S. diz: 29 de outubro de 2013

    Penso que radares fixos camuflados e radares móveis são mecanismos puramente arrecadatórios. Não tem função educativa e muito menos preventiva.
    Desculpem minha sinceridade, mas as pessoas que acham o contrário são hipócritas, como totalmente hoipócrita é o mundo em que vivemos.
    Eu gostaria de andar sempre na lei, mas os limites de velocidade deveriam ser adequados à realidade e os governos cumprirem a lei e suas obrigações legais.
    Aqui na BR 116, região metropolitana de Porto Alegre, por exemplo, o limite é 80 Km/h. Quando e onde nâo esta comgestrionado, coisa cada vez mais difícil, a velocidade média do fluxo é de 100 Km/h – que parece ser a velocidade natural da via.
    Há algum tempo atraz a PRF tinha o costume de instalar radar móvel e sair multando trocentos mil carros. Pra que isso?
    Já faz um tempo que pararam, pois com velocidade de fluxo de 100-110 a rodovia não da escoamento imagina a 60 ou 70 – sim porque tem gente que quando vê um radar só falta parar.
    Ô mundo hipócrita…

  • arno p diz: 3 de março de 2015

    esta é a maneira mais simplista que encontran, ou seja. punir e arrecadar.
    quando teremos um governo que vá se preocupar em dar o exemplo, e educação ?

  • Sergio Luiz Klauck diz: 27 de abril de 2015

    No R. G. do Sul criaram uma máfia das multas (Detran, DNIT, governo do estado,…) é tanto dinheiro entrando diariamente nos cofres desta máfia que jamais vamos saber quanto é desviado e quanto será aplicado em melhorias nas estradas, deveria se criar um infraciômetro(tipo o impostômetro), sem falar nos pedágios. Não vejo o dia de me mudar pra Santa Catarina-Litoral.

Envie seu Comentário