Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Domingo de praia

30 de setembro de 2013 35

Passeando pela praia dos Açores no final de semana, o jornalista Paulo Scarduelli encontrou um cenário inusitado. Um grupo enorme (calculou uns 500) de cavaleiros e amazonas de alguns CTGs, participando de uma cavalgada. Saíram do Campeche, deram a volta no Pântano do Sul, Açores, Costa de Dentro e retornaram para o CampechPaulo Scarduellie.

Comentários (35)

  • David diz: 30 de setembro de 2013

    Limparam as praias depois?

  • Pen Taylor diz: 30 de setembro de 2013

    E o coco na areia ficou lá. Todo mundo numa briga danada para tirar os cachorros da praia e lá vem uma cavalgada dessas sujar tudo. Que absurdo.
    Voltem.

  • cesar diz: 30 de setembro de 2013

    Não pode lavar cachorro na praia, porém cavalos podem emporcalhar tudo.
    Coisa mais imbecil comemorar uma revolução que foi perdida.

  • Paulo diz: 30 de setembro de 2013

    Que bonito!!!!
    Eu, levar um cachorro na praia não pode.
    Agora cavalo pode. Aonde está os orgãos fiscalizadores nessa hora?

  • SANTOS, Izidoro Azevedo dos … diz: 30 de setembro de 2013

    Os cavalos são poderosos catalisadores, que unem pessoas (independentemente de sexo, idade, cor, religião, nacionalidade e outros critérios que costumam agir como desagregadores), que une culturas, que consegue sobrepor-se a certas modernidades, em todos os lugares do mundo.
    É preciso repensar certas práticas, como a de deixá-los encarcerados, como se tivessem pagando, na cadeia, por algum crime, só se os retirando das baias para trabalhar. Precisamos refletir sobre as condições de confinamento desses maravilhosos animais e exigir que hípicas, CTGs, haras e outros estabelecimentos do gênero possuam piquetes para soltá-los, deixá-los espojar-se, corcovear, mordiscar outros indivíduos, viver enfim, mesmo que em detrimento da beleza da pelagem. Melhor termos animais mentalmente sadios do que bonitos e estressados, balançando os corpos de um lado para o outro, transformados em doentes mentais.
    Os humanos temos uma enorme dívida de gratidão para com eles, os bois, os elefantes, os cachorros, os ratos e macacos de laboratório, entre outros.

  • Tiririca diz: 30 de setembro de 2013

    É mais uma invasão de gaúchos. Eles chegam por todos os lados, inclusive a cavalo.

  • Conhecedor diz: 1 de outubro de 2013

    Absurdo!! Animais na praia não pode! Inclusive cachorros, que trazem os famosos bichos geográficos… Questão de saúde pública!
    Voltando à cavalgada: tinham licença ambiental? Cadê as autoridades municipais? Limparam a sujeira? Multa neles!!

  • Alexx diz: 1 de outubro de 2013

    É permitido animal na praia. E a sujeira quem limpou? Que turma de sem noção e de porcos, depois não querem que falem…….

  • Fabrício diz: 1 de outubro de 2013

    Prezado Izidoro,
    Concordo que os cavalos merecem mais espaço e tal, eu mesmo tenho um e sinto muita pena pelo fato de o mesmo viver trancafiado.
    Entretanto, nossa praias são muito movimentadas e totalmente absurda uma cavalgada deste porte ser realizada aqui!
    Não pode cachorro e não pode cavalo, isto é claro, quem permitiu?

  • Sérginho Sardá(oSheik) diz: 1 de outubro de 2013

    Cachorro não póde,Cavalo também não póde,mas neste caso póde porque é Cavalo em cima de outro Cavalo,SE TU DIX,bay bay SHALOM,ADEMÃ.,,

  • Gislaine diz: 1 de outubro de 2013

    Reportagem muito mal feita!!!!!!!
    Pois o principal não se falou! E a praia? Vocês viram eles depois retornando e limpando tudo?? Viram a nojeira que ficou no caminho até a praia e na praia? Isso é um ABSURDO INCONTESTÁVEL !!! Vão cavalgar em lugares e de modos apropriados (apesar de mesmo assim eu achar que os animais não merecem ter outros “animais” montados neles). Praia? Pelo amor de Deus, um local onde levamos as crianças, elas sentam na areia, brincam descalças e com as mãos, tomamos banho… Não tem nem o que ver.. É sim um total absurdo!

  • Ricardo diz: 1 de outubro de 2013

    O meu cavalo eu coloquei fraudas. Não fez coco na praia. Cavalo educado!

  • De novo diz: 1 de outubro de 2013

    Tem gente que vai dizer que é tradição. Pois bem, tradição aqui é ter as prais limpas e sem bosta de cavalo. Se ter a as praias imundas é tradição lá, aqui não.

  • maneca diz: 1 de outubro de 2013

    KKau. É um retrato perfeito da cultural do atraso,da ignorância própria de regiões subdesenvolvidas à exemplo da África, da Mongólia.
    É bem a cara do Brasil. Enquanto as grandes nações constroem estações e satélites e lançam naves e sondas ao espaço enaltecendo à cultura do cavalo e do campo e pior, há quem ainda considere esta atividade rural e primitiva o máximo ao ponto de cavalgar pelas praias.

    Brasil o país do futuro infinito e da farsa.

  • elvisfloripa diz: 1 de outubro de 2013

    Levar meu cachorro na praia (vacinado, com control veterinário de 4 em 4 meses) NÃO PODE…!!! cabalo pode…????? tás de brincadeira…!! é a Policia Ambiental..? e a FATMA..? nada fazem..?

  • Ze netto diz: 1 de outubro de 2013

    E qual a razão do título da matéria ter sido alterado?

  • Alexx diz: 1 de outubro de 2013

    Fica a pergunta. Quem é o animal irracional? Quem ta em cima ou quem ta embaixo? Se tu dix…..

  • Alexx diz: 1 de outubro de 2013

    É só identificar quais CTGs????????? (o que é isso?) e multar por sujar a praia. Não o cavalo que está embaixo, que fique bem claro……

  • Cláudio diz: 1 de outubro de 2013

    Catarinense é um povo pamonha mesmo.
    Sujam o próprio estado pra puxar o saco do vizinho (e não falo desse evento).

    Semana passada aqui no sul do estado tinha um povão à cavalo com bandeiras do RS, Uruguai e Argentina desfilando na praia (e não era gente de fora, era gente daqui mesmo).

    A praia ficou uma mistura de pinguim morto com bosta de cavalo.

  • james diz: 1 de outubro de 2013

    perdeu mané.nos JA invadimos a sua praia.ao menos aprenderam a comer churrasco de verdade (COM CH) e parar de falar igual a uma chaleira fervendo xxxxxxxx

  • Berloque Gomes diz: 1 de outubro de 2013

    Uns 1000 cavalos na praia (incluindo os de cima)? Imagina a porqueira. Esses abobados que ficam fazendo passeios a cavalo deixam um rastro de sujeira por onde passam. Às vezes, fazem suas cavalgadas nas trilhas da ilha e jogam latinhas de cerveja por onde vão passando. Ninguém me contou; eu mesmo presenciei as cenas lamentáveis. São uns primitivos mal-educados, em sua maioria. Correr atrás de um boi é tradição de bárbaros, mas colocar 500 abobados (muitos acima do peso) em cima de cavalos é tradição boa. Então tá! Espero que as autoridades competentes proíbam esse tipo de absurdo.

  • Edson Moraes Lessa diz: 1 de outubro de 2013

    Que hipocrisia desses comentaristas do contra. Por que não reclamam do esgoto dos “riquinhos”, que escorre a céu aberto, poluindo e fedendo merda nas duas baías que “embelezam” essa cidade/capital???

  • Sérginho Sardá(o Sheik) diz: 1 de outubro de 2013

    Aprendemos a comer churrasco com vocês?a hahahaha,e vocês aprenderam com os URUGUAIOS haha,a vida é assim sempre alguém aprendendo com alguém,e sabe quando vamos perder para vocês de bombacha?(que coisa mais medonha)NUUUUUUUUUUUUUMCA,SE TU DIX,baú baú Salomão,ADEMÃ.,,

  • Outro de novo diz: 1 de outubro de 2013

    Passar o domingo num lombo de cavalo cheirando bosta. kkkkkkkkkkkkkkkkk que tradição ein. kkkkkkkkkkk

  • Paulo Simas Thurbam diz: 1 de outubro de 2013

    E voces James, aprenderam a gostar de mulher?

  • Na Real diz: 1 de outubro de 2013

    Isso não é nada, quando se efetivar a destruição da planície inundável do Pantano do Sul pela especulação imobiliária, como está programado no plano diretor(?), aí vamos ver o que é m.. espalhada nesta praia, e não vai ser de cavalo, se tu dix …

  • Alexx diz: 1 de outubro de 2013

    Serginho Sardá, dax um banho mo quiridu.

  • Leandro diz: 1 de outubro de 2013

    Prestem atenção em SC gauchada aqui sim exite desenvolvimento em todas as regiões e não como vcs q só existem 2 cidades no estado, o resto fica com as migalhas …temos o menor indice de homicidio, analfabestismo, desemprego, varias cidades entre as melhores qualidades de vida, IDH, ALÉM DE SERMOS PRODUTORES DIVERSIFICADOS E DE PONTA EM VARIOS SEGUIMENTOS … — SANTA CATARINA- “CADA UM HOMEM UM BRAVO, CADA BRAVO UM CIDADÃO!” –

  • Fred diz: 2 de outubro de 2013

    Hahahaha!
    Agora eu gostei,
    todo mundo olhando pra foto e logo imaginando a bosta dos cavalos e as diferenças de um Estado pro outro
    ô saudade dos anos 60 (se bem que eu sou de 74)

    covenhamos, cavalo na praia.. só cinema (le corcel negro! – el garanhõn e las dunas ventantes) e vai ser brega assim lá longe (só gaúcho mesmo, ganharam dos cearenses (dá-lhe Didi Sorrisal Colesterol ) hahaha não é a toa que inventaram os “en-ge-nheiros do ha-waii” ô meu saco) é cada coisa nesse País – de norte a sul :)
    Eu si divirto.., eu quero vê é a cara dos caranguejo hora que olhar a coisa verde fermentando e soltando a fumacinha no frio da manhã hora que não tiver mais ninguém hahaha

    ô povin, em nome da bandeira e das caras pancas partidárias, e que seja a nossa !!

    quantos livros leu neste ano???

  • Fred diz: 2 de outubro de 2013

    Abaixo a cavalhice !!!!

    Cavalo também é gente !

  • MARCELO diz: 2 de outubro de 2013

    os gaunchos têm a maior praia do mundo de que tanto se orgulham e vem pra cá encher o saco e ajudar a cagar ainda mais as nossas saturadas praias… pq estas cavalgaduras não vão trotar lá pras bandas do Cassino?

  • SANTOS, Izidoro Azevedo dos … diz: 3 de outubro de 2013

    Bairrismo e xenofobia são atitudes de povo desenvolvido?
    Concordo que o cocô dos cavalos incomoda quem gosta de praia.
    Mas, convenhamos: muito antes dos gauchos, paulistas, cariocas, paranaenses e indivíduos de outras procedências “invadirem” nossas plagas, os nativos daqui já faziam xixi e cocô dentro do mar. Os “ricos” – quem gosta de história sabe disto perfeitamente – mandavam os negros carregar os dejetos de casa, do comércio e das repartições governamentais em “tigres” (barris de imundície) nas costas e despejá-los nas praias.
    Muitas das nossas edificações – sejam nativos ou adventícios os donos – ainda jogam seus dejetos nos riachos que cortam o Município e vão direto ao mar. E isto é feito diariamente, há dezenas de anos, sem que as autoridades reprimam o absurdo.
    Não é o cocô dos cavalos (de apenas uma passagem pela praia), por sinal biodegradável, que irá mudar para pior a situação sanitária das nossas praias, na grande maioria declaradas poluídas (ver relatórios de balneabilidade da FATMA). E, como o dito acima, não foram só os “gaunchos” e outros adventícios os responsáveis pela poluição das praias.
    Há um certo recalque nas falas das pessoas do contra, porque não podem possuir um cavalo e desfrutar das delícias de uma boa cavalgada.
    Saudações aos que gostam de cachorros (como eu) e aos que gostam de cavalos também. Meus pêsames aos xenófobos e recalcados.

  • Farias diz: 3 de outubro de 2013

    Cavalo é uma vez por ano, esgoto a céu aberto nos córregos e areia das praias é o ano todo. Para o próximo ano (se deixarem) recomendo a organização do evento que contrate os serviços da Comcap para fazerem a limpeza da marcha.

  • mario cesar pacheco diz: 3 de outubro de 2013

    MERDA NA PRAIA NÃO !
    SEJA HOMEM, CAVALO, CACHORRO OU BOI DE MAMÃO.
    MANTENHA A PRAIA LIMPA.

Envie seu Comentário