Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Praça de guerra

30 de setembro de 2013 12

Em um momento em que se rediscute os beach clubs de Jurerê, soa trágico o esquecimento com a situação do resto da cidade. Na madrugada de ontem, no posto Ipiranga do Bairro Itacorubi, onde funciona bar/boate, loja 24h e um point de carros e som alto a madrugada toda, a coisa ficou completamente fora de controle. Cerca de vinte (20!!!) pessoas em uma grande briga generalizada, pedras, chutes e o estrago de mais de 10 carros.

 Moradores de lá se perguntam: como pode haver alvará em zona residencial, sem nenhuma proteção, pra esse tipo de atividade? Como pode a polícia chegar exatamente depois da coisa acabar?

 

Comentários (12)

  • Bah diz: 30 de setembro de 2013

    país sem lei, qdo a tem não é cumprida…judiciário moroso, polícia ineficiente, sociedade corrupta até o talo, governo mais ladrão da história desse país….estamos chafurdando no lodo fedorento….e quer saber da pior???
    vai piorar mto mais ainda…

  • Tadeu diz: 30 de setembro de 2013

    Vamos ver quantos dos que criticam os frequentadores dos beaches club vao se pronunciar a respeito desta sua nota.

  • Mané Estrangeiro diz: 30 de setembro de 2013

    Fiquei pasmo assistindo hoje pela manhã o primeiro programa de um apresentador de uma TV local, bastante conhecido pelas suas brigas com a lingua portuguesa, em reportagem sobre os beach clubs de Jurerê, passando a idéia de que reclamar pelo direito ao sossego e sono tranquilo é coisa de riquinho estrangeiro que vem pra Floripa só pra atrapalhar…
    Assim fica dificil acabar com a selvageria.

  • Sérginho Sardá(o SHEIK) diz: 30 de setembro de 2013

    É muita BOLETA na cabeça RAPIZE,SE TU DIX,bay bay shalon,ADEMÃ.,,

  • Lucas diz: 30 de setembro de 2013

    Isso acontece na ilha toda. É em Jurerê, é no Itacorubi, é na UFSC. Eu fico imaginando, por exemplo, como as pessoas que moram perto desses barzinhos no entorno da UFSC conseguem descansar. Eu canso de passar perto daquele Quebra-Gelo e também do Midnight na Trindade, próximo da Lauro Linhares com a Madre Benvenuta, e tem dia que a barulheira depois da meia noite é tanta que a espinha arrepia.

  • Celso Augusto Silva diz: 1 de outubro de 2013

    Onde quer que seja, bandalheira não!
    No Jurerê a coisa é mais grave pois a corrupção dos órgãos públicos tenta legalizar o ilegal.
    Se lá é terra de marinha e APP, fora cambada de invasores!
    Tenho certeza que a justiça será feita.
    Certo o pessoal de Jurerê que criaram uma associação e meteram todos no pau! Kkk

  • Alves diz: 1 de outubro de 2013

    Olha Mané Estrangeiro, dar corda como está sendo dada para uma pessoa sem qualquer preparo para usar um microfone com responsabilidade, educação, respeito e trasmitir um bom linguajar, deve nos preocupar o que quer com isso o proprietário dessa rede de TV, pois em geral a televisão brasileira já é pobre em boas mensagens, mas neste caso está muito aquem do normal, inclusive dentro da própria rede há uma concorrência em um mesmo horário com este mesmo apresentador. Será que os catarinenses não merecem coisa melhor?

  • Rosalia diz: 1 de outubro de 2013

    Nos últimos 2 anos estamos tendo problemas sérios com barulhos excessivos vindos do Posto de Combustível Ipiranga, localizado na Rodovia Ademar Gonzaga, Itacorubi, próximo a FIESC. Os barulhos são da boate anexa ao posto (São Jorge Bar e Restaurante), e de veículos estacionados no posto, que colocam o som extremamente alto fazendo do local uma danceteria a céu aberto nos finais de semana. Sem contar com as inúmeras brigas que ocorrem, sendo que em uma delas 2 pessoas foram baleadas.
    Por inúmeras vezes tentamos o apoio da Policia Militar, através do 190, porém dificilmente conseguimos, pois segundo os atendentes, não há efetivo suficiente para atender este tipo de solicitação. Assim tentamos fazer Boletins de Ocorrência na Policia Civil, mas também não resolveu. Como nada adiantou, começamos a fazer fotos e filmagens que comprovam a algazarra, o consumo de bebida alcoólica e o som alto no posto de combustível. Tenho inúmeras filmagens sendo que disponibilizei uma para acesso (http://www.youtube.com/watch?v=PSFAJk1PHZM)…

  • maneta diz: 1 de outubro de 2013

    Essas otoridade que deixan vender bebida alcolica em postos de gasolina .

  • Ricardo B diz: 3 de outubro de 2013

    Vender bebida alcóolica em bar, restaurante, boate e beach clubs pode??? Vai dormir extepo!! E cacau esse rolo foi no posto de gasolina do Parque Sao jorge!!

  • Guilherme diz: 7 de outubro de 2013

    Detalhe… Há duas placas enormes com o código de lei que proibi consumo de bebida alcoólica e som no local.
    Falta de bom senso de quem frequenta o local… o posto é conivente, pois deixa as pessoas beberem e FUMAREM próximos das bombas de combustível… A Boate, se tem tratamento acústico, é péssimo… e a prefeitura que não fiscaliza posto, boate ou mini mercado.

  • André diz: 8 de outubro de 2013

    Posto irresponsável,conivente.O tal Mini Mercado nada mais é do que vendedor de bebida alcoolica.Não está preocupado com a baderna diária.O tal Bar São Jorge não possui tratamento acústico algum para fazer festas.
    Em suma, o posto deveria fechar, pois o mini mercado funciona 24 horas, proporcionando algazarra, brigas e incômodo aos vizinhos e o Bar deveria ser lacrado, pois não possui as mínimas condições acústicas.
    Diversas reclamações foram feitas para a Ouvidoria da Prefeitura e nda de concreto foi feito.
    Enquanto permanecer a inércia da administração pública nada mudará.

Envie seu Comentário