Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bom dia, Brasil!

12 de dezembro de 2013 9

Cacau, mais um fã que te acompanha diariamente no DC e blog. Escrevo para falar do nosso querido Brasil. Fica difícil imaginar que algum dia seremos um país de primeiro mundo. Manchete de hoje do DC do Sec. de Seg. Pub.: “2014 teremos PM nos estádios”. Agora? Depois da tragédia? Será que não tem gente competente que nos represente para prever o que pode acontecer. Quero ver o filho do Promotor ser massacrado no estádio se ele iria dizer que era um evento particular e que não poderia ter PM. É muito fácil aplicar a lei (interpretação equivocada) quando é para os outros. Agora todo mundo tira o corpo fora. Como secretário afirmou, quero ver agora a sindicância do MP para apurar responsabilidades do Promotor que teria proibido a PM no estádio. Que o Poder Público (todas as esferas) faça a sua parte e deixem nós brasileiros fazer este país melhor.

Marcelo Machado

Comentários (9)

  • Carlos Roberto diz: 12 de dezembro de 2013

    Sr. Machado, infelizmente, assisti na Globo jornal televisivo que mostrou documentos onde este promotor ordenava por escrito que PM ficasse fora do estádio; no próximo ato do telejornal O PROMORTORZINHO DIZIA A PLENAS PALAVRAS QUE NÃO HAVIA DITO PARA PM FICAR FORA DO ESTÁDIO. Fiquei estupefato; coitado do nosso povo brasileiro com justiça onde até juiz do Supremo concede habeas corpus escondido na madrugada…

  • Jager diz: 12 de dezembro de 2013

    Fico imaginando se essa ordem do MP foi dada através de um telefonema ou fizeram uma visita á PM dando a ordem. Será que a PM não têm nenhum papel ou e-mail confirmando o pedido do MP?

  • JB diz: 12 de dezembro de 2013

    Sindicância??? o Rei nunca erra chapa!! estamos no brasil, com uma casta que jamais torce o braço para assumir o erro. Esquece!

  • mario diz: 12 de dezembro de 2013

    mais dias, menos dias, esse promotor pega uma transferência para outra comarca, e com uma boa ajuda de custo , E nós ficamos aí dizendo que é culpa desse , ou daquele.
    isso é brasil…. (isso mesmo brasil com letra minuscula.)

  • Roberto diz: 12 de dezembro de 2013

    Cacau, meu velho Comendador.

    Precisamos é de polícia na rua, não em estádio. Outra coisa, querem julgar os meliantes briguentos através da justiça desportiva, que é uma piada, isso se não obtiverem efeito suspensivo das penas, como comumente é utilizado pela JD. Essa turma, todos reincidentes na sua maioria, tem um vascaíno acusado de participar da morte de um torcedor do Flamengo e que foi absolvido por falta de provas, tem que se submeter ao que determina o código penal e pronto.

  • wander diz: 12 de dezembro de 2013

    Vou promover um baile funk em lugar fechado, 5.000 pessoas quero faturar e vou pedir
    segurança a polícia que deve de deixar de dar segurança ao povo que a sustenta e
    ajudar nas minha economias.

  • JAIR diz: 12 de dezembro de 2013

    esse secretário é aqule que exonerou o delegado Monteiro quando descobriu a verdade sobre as sucatas dos caminhões?

  • maneca diz: 12 de dezembro de 2013

    KKau. Vou na contra mão dos comentários acima. Penso que a polícia militar nos estádios como também o grandes eventos acaba provocando mais tumulto e violência, de do que a decisão das autoridades neste aspecto foi correta. A verdade é que polícia alguma conteria aqueles tumulto uma vez inciados. A questão não de força e de repressão, mas de educação, e depois, bandido,malandro e vagabundo não está nem aí para polícia ( que não raro . se socorrendo de violência maior, provoca resultados mais funestos ainda) . É só a polícia virar às costas e baixar a guarda para reiniciarem suas práticas repováveis. A violência nos movimentos de julho deixou isto bem claro. O mais recomendável é submeter os autores dos delitos – como qualquer cidadão de um Estado democrático e de direito – aos rigores da lei .
    Não se concebe mais uma polícia violenta e truculenta como instrumento para “subjugar à ordem” a população . É fato comprovado estatisticamente que a violência gera mais violência, e a prevenção é mais significativamente mais eficaz que a repressão

  • cleber diz: 12 de dezembro de 2013

    esquece, duas raças que não processam os seus: os médicos e ou advogados, não é por nada que qualquer borra bostas destes adoram se chamar de doutores… coisa do brasil colônia.. estamos f***dos

Envie seu Comentário