Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bomba em Floripa

18 de julho de 2014 111

Exclusivo.

Prefeito Cesar Souza Junior recebeu aquele que deve ser o maior pepino de toda sua administração. Decisão definitiva da Justiça Federal determina que a prefeitura promova a imediata demolição de todas as construções que estão a 30 metros de distância da Lagoa da Conceição. Todas. A decisão atinge casas, garagens náuticas, marinas, uma escola, um posto de saúde, uma creche e comércio em geral, como o Restaurante Oliveira, que há 60 anos está instalado às margens da Lagoa. Na decisão, que atende a pedido do Ministério Público Federal, todas as construções do “centrinho” da Lagoa também terão que vir abaixo. O supermercado instalado há décadas próximo da ponte da Lagoa, por exemplo, é apontado na decisão como responsável por impedir as “funções ecossistêmicas da mata ciliar”, e, por isso, deverá ser demolido. A ação teve a primeira decisão liminar em 2005. Agora, é definitiva, não cabe mais recurso. E seja o que Deus quiser.

Cesar Souza Junior afirmou que é “totalmente contra” a decisão da Justiça Federal, mas que, na condição de prefeito, não lhe resta outra alternativa que não seja cumprir a determinação judicial, sob pena de ser responsabilizado civil e até criminalmente.

Comentários (111)

  • silverio diz: 18 de julho de 2014

    Acredita Bunita !!!!
    Desde que este mundo é mundo, isto nunca acontecerá, pois a Justiça Federal faz de conta que manda, o governante faz de conta que obedece.
    Gente, querer fazer a Lagoa da Conceição um deserto?
    Kkkkkkkkkkkkk

  • Beaco diz: 18 de julho de 2014

    Decisao tipo declaracao de Guerra. Quero ver quem tem culhaos para mexer naquele balaio de siri…outrosim, a grande oportunidade para Declarar a Independencia da Lagoa, a exemplo do territorio livre de Crhistiania, em Copenhagem! ” Veras que um filho teu não foge da luta”. All for one !

  • Magno diz: 18 de julho de 2014

    Cacau, kkkkk, isto jamais vai acontecer neste país medíocre. É como tu dix: chama a mãe que o pai tá louco. KKKKKK.

  • revoltado com todos os partidos diz diz: 18 de julho de 2014

    Fui ontem dia 17-7-2014 ver as obras do contorno viário, em São José, vi várias casas sendo demolidas é obvio foram indenizadas, então que a prefeitura indenize tudo e coloque as coisas no seu devido lugar. Vida longa, ISADORA FABER e seu diário de classe.

  • Benedito diz: 18 de julho de 2014

    Cacau, deixa muitas dúvidas a nota: é definitiva, porque não é mais decisão liminar, mas continua sendo de juiz de 1o. grau? Ou já é julgamento de recurso pelo TRF lá em Porto Alegre? Mesmo nesse caso, ainda cabem recursos no STJ e outros protelatórios lá no STF…ou seja, ninguém deve tirar ninguém das margens da Lagoa, no mínimo durante esta década. Agora, os “divogado” envolvidos vão garantir o seu por um bom tempo.

  • Luciano diz: 18 de julho de 2014

    Bom, é decisão judicial e se o prefeito CeMasinha não cumprir será responsabilizado criminalmente. Resta sabem como e quando ele fará cumprir a decisão já que não cabe qualquer recurso. Não sei qual a abrangência da decisão no entorno da lagoa, mas creio que não deva se restringir somente ao centrinho, pois se assim fosse trataria distintamente os moradores e como é do conhecimento público há casas e comércio de muita gente rica, mas também tem casa de barnabés … Vamos ver.
    Por volta de 1994/1994, quando o Grando era prefeito começaram a demolir construções irregulares numa região ente o Morro das Pedras e o Campeche chamada Areias e foram muitas e muitas casas irregulares -segundo o que alegavam as ‘otoridades’ – mas de repente tudo parou. Parou porque? Porque próximo a lagoa da Chica no Campeche -havia ou há – a casa do então vice prefeito na época, o Afrânio Boppré e o negócio terminou como se nunca tivesse começado…

  • Ana Cristina diz: 18 de julho de 2014

    A lei foi feita pra ser seguida, se estão em desacordo eles que coloquem seus estabelecimentos em outros lugares e que parem de causar poluição ambiental e sonora.

  • Eduardo Alves diz: 18 de julho de 2014

    Que pena! Decisão estúpida, para dizer o mínimo.

    Mas não era isso que queriam? Agora toma! Acharam que era só “os ricos” que iam se dar mal? Agora quem tá tomando é o povo, é quem depende disso pra viver! Mas não, né… Brasil é um país cada vez mais imbecil.

    Eu acho que é caso para desobediência civil.

  • mollzi diz: 18 de julho de 2014

    A Justiça está certa! Por que premiar invasores às custas daqueles que optaram por uma área legalizada? Quem passa hoje às margens da lagoa sente diariamente o fedor de esgoto. Os seguidores da “Lei de Gérson” estão destruindo a “galinha dos ovos de ouro”.

  • Luiz Cesar Cardoso diz: 18 de julho de 2014

    E o Edson Andrino, o que diz sobre esse assunto?

  • Ereédson Machado diz: 18 de julho de 2014

    Quem é que vai pagar por isso, nós moradores de Floripa que temos tudo regularizado? O Ministério Público Federal mandou demolir o sacolão do centro e agora tá tudo deserto naquela área, a lagoa provavelmente ficará assim sem grama e com entulhos.

  • Gustavo diz: 18 de julho de 2014

    Ta ai, ninguém fala em preservação da natureza estão apenas preocupados com a $$$$!
    Tem que tirar mesmo e os comerciantes vão se adaptar!
    Viva a natureza, ninguém fala que o Gustavo kuerten é um destruidor da ilha só quer saber de construir e destruir!
    Vamos dar espaço a natureza!

  • Magno diz: 18 de julho de 2014

    Ou, quem será que comprou o centrinho? Os Chineses? Hehhehe.

  • francisco diz: 18 de julho de 2014

    Se a decisão da justiça se concretisar vou começar a acreditar neste país. Se fosse na Alemanha já tavam demolindo HOJE !

  • francisco diz: 18 de julho de 2014

    Parabens justiça federal, vamos civilizar a cidade e preservar o nosso patrimonio.

  • Leo B. diz: 18 de julho de 2014

    Será que essa decisão é fruto daquele promotor raivoso contra floripa????
    Ou resolveram botar ordem no galinheiro?

  • QUERO SER PRESIDENTE – EU TAMBEM BEBO diz: 18 de julho de 2014

    MUITO MAIS FÁCIL DERRUBAR O “FAZ DE CONTA QUE É PREFEITO” CESAR JR. DO QUE AS CONSTRUÇÕES………ALÉM DO QUE DERRUBAR PRA QUE, CARA PÁLIDA, AGORA QUE A MERDA JÁ TÁ ESPALHADA…………..

  • alexandre maria diz: 18 de julho de 2014

    Grande amarelo,é isso mesmo duvido sair algum rico da beira da praia,mas os de menor recursos esses sim foram retirados de suas casa as margem de uma rodovia,duvido sair casas da beira da lagoa,la ta cheio de magnatas,e burocratas vai ser só balela,se vc ver no Cacupé,e Sambaqui tem até garagem coberta pra lanchas no mar,as casa estão dentro do mar vão tirar? nunca!!!…Quanto a vc grande Cacau Menezes, um grande abraço e…Saúde.

  • Farias diz: 18 de julho de 2014

    Incoerência do Tribunal, vejam só, se as marinas da lagoa tem de sair, o que farão com as outras existentes no país, como as do Amazonas por exemplo?

  • Lleonardo Ferrari diz: 18 de julho de 2014

    Se há determinação da Justiça Federal em instância final e, obviamente, não cabendo mais recurso, significa que houve ocupação irregular. Provavelmente essa ocupação se deu com a anuência da prefeitura (deixando de fiscalizar). Espero sim que a decisão seja cumprida, independente de quem são as pessoas e/ou instituições que lã estão.

  • Aurélio diz: 18 de julho de 2014

    Vou torcer para que a decisão seja cumprida, totalmente cumprida. Mas acho difícil, pois este país não é sério.

  • gilmar diz: 18 de julho de 2014

    Justo! correto! Legal! mas quero estar vivo para ver isso acontecer kkkkkk, se fosse em um país sério aconteceria, mas aqui nesta terra tupiniquim kkkkkkk DUVIDOOOOOOOOOO

  • Gaúcho dos pampas diz: 18 de julho de 2014

    Se essa decisão for cumprida, eu corro na orla da lagoa, pelado e só com um lenço vermelho no pescoço, tchê!!

  • Alberto Garbin diz: 18 de julho de 2014

    O Sr. prefeito é contra cumprir a lei?, é contra “limpar” o entorno da lagoa e, retirar os invasores?, é contra que ela seja limpa, pública e não de alguns que estão tapando todo o visual e transformando a lagoa em esgoto?. Então ele é prefeito de alguns e não de Florianópolis.

  • Alessandro diz: 18 de julho de 2014

    E as vias que também impedem a mata ciliar, serão demolidas? Concordo que há casas em total desrespeito ali, mas deveriam punir quem liberou isso anos atrás, além de é claro demolir, pois sim, há muitos anos é proibido construir tão próximo de rios, mar, canais e lagoas. Com será feito no restante da ilha? Ingleses, Santinho, Barra da lagoa, Beira Mar, etc…?
    A melhor solução é como foi feito no Campeche, sequem as lagoas!!!!

  • andre sousa lima diz: 18 de julho de 2014

    Derruba tudo!!!!!

  • Felipe Boppré diz: 18 de julho de 2014

    Luciano: não procede a tua afirmação. Se quiseres, te convido pra ir lá onde ficava a casa de praia do Afrânio, que por sinal é meu tio, no Campeche. Já fui muitas vezes lá e a mesma não ficava em área irregular. Essa fofoca surgiu na época, por conta da disputa do segundo turno entre ele e a Ângela Amin, em 1996, e foi devidamente esclarecida. Tanto que o assunto nem foi explorado na campanha. Acho que deverias te informar primeiro antes de fazer uma acusação forte contra um político probo e coerente como o Afrânio, o que é exceção nos dias de hoje.

  • Vieira diz: 18 de julho de 2014

    Qual o numero dessa Ação Civil Pública???

  • Amilton diz: 18 de julho de 2014

    Não é gente demais querendo aparecer? Esta justiça do Brasil é uma piada. Os eco chatos tão passando do limite. Manda eles visitarem outros países. Querem matar o povo pra salvar os sapos…

  • Fernando diz: 18 de julho de 2014

    Coloca tudo abaixo mesmo, planta árvores, traz os indios de volta. Sugiro mais, promove a demolição das 3 pontes, coloca abaixo os prédios da beira-mar, planta arvores, tras os indios de volta, expulsa os moradores, e transforma a ilha de SC em um deserto. De quem foi esta perola, da Procuradora Ana ou de um Juíz que veio não sei de onde pra fazer média em Florianópolis. Ridiculo a referida proposta, querer isolar a Lagoa, transformá-la em uma reserva ambiental nesta altura do campeonato. A referida Procuradora, que tem casa ali pela Região, a propósito, costuma agir desta forma. Tem que se fazer é um plebiscito pra saber o que os moradores querem, obrigar a Prefeitura a tratar a água de todas as casas e comércio e por aí vai. A propósito, a decisão não transitou em julgado, cabe recurso as instancias superiores. È um absurdo a referida decisão.

  • Rodrigo diz: 18 de julho de 2014

    Este país é engraçado…quando faz o correto, pela lei, é chamado de medíocre. Se não faz, é medíocre. Um país cheio de mediocridades.

  • Biro Biro diz: 18 de julho de 2014

    Agora é o momento dos advogados ganharem dinheiro…devem estar loucos pra pegar um caso destes…. Mas já posso adiantar que jamais isso vai acontecer, talvez pros “peixinhos pequenos” pra mostrar serviço, uma ou duas casinhas ou rancho de pesca…

    Agora, mexer nas mansões na beira da lagoa, daquelas que a porta da cozinha da de cara na água, e a garagem dos fundos tem uma lanchinha ou barco??? D U V I D O .

    Estes bonados que tem suas maravilhosas casas no melhor lugar da lagoa já tem seus “padrinhos lá dentro”. Morreremos e não veremos nada disso acontecer!!
    É a piada do ano! KKK KKK KKK Trouxas somos nós em acreditar que a lei é pros ricos.

  • Judith Maria Oliveira Vianna diz: 18 de julho de 2014

    Sou uma decepcionada advogada, que resolveu parar com a profissão em dezembro/14, pois são inúmeras as decepções com tantos mandos e desmandos. Mas se essa determinação for cumprida, vou dar um voto de confiança à JUSTIÇA e continuarei na luta.
    Mas … sinceramente, como em outros tantos comentários , acredito que essa decisão será empurrada com a barriga até a gente esquecer e tudo continua como antes.

  • Fernando diz: 18 de julho de 2014

    Uma pena, depois do famoso Kochichos agora é a vez do tradicional Bar da Nina, Floripa está ficando revem de seus bares tradicionais. Beirando os 47 anos, um dos redutos mais conhecidos dos beberrões de Florianópolis se prepara para fechar as portas. Localizado em frente à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), encerra as atividades definitivamente nesta sexta-feira. O prédio alugado onde fica o ponto de encontro será devolvido aos donos e derrubado, dando lugar a um edifício residencial e encerrando um importante capítulo da boemia florianopolitana.

  • Leonardo diz: 18 de julho de 2014

    Então que dizer que vão demolir a ilha inteira de cabo a rabo kkkk vamos incluir os moradores da beira mar norte onde moram muitos juízes e promotores, vamos demolir grande parte do jurerê internacional, costão do santinho etc…. conta outra pq só demoliram o Bar do Chico NO CAMPECHE pq era PESCADOR, POBRE E MANEZINHO DA ILHA.

  • giovani diz: 18 de julho de 2014

    Então é assim.

    Em outros países existe o respeito ao patrimônio público, a natureza e a lei.

    No Brasil todo mundo quer dar jeitinho. Invadir área pública, de preservação e depois empurrar com a barriga até se ajeitar.

    Elogiamos os Alemães, os japoneses por sua disciplina. No Japão fala-se que se constrói uma ponte ou uma estrada em meses e aqui leva-se anos e, debocha-se do poder público aqui. Porém temos de reconhecer que muitas a culpa do atraso é essa mania de querer levar vantagem. Aqui usa-se recursos e mais recursos judiciais para protelar decisões. Um simples caramujo é motivo para ação judicial que atrasa a construção de uma estrada, se o seu trajeto passar por cima dos caramujos.

    As pessoas fazem as coisas erradas, falam mal da Justiça, mas quando a Justiça chega a uma decisão, mesmos depois de recursos e mais recursos protelatórios, aí não pode ser cumprida.

    A Justiça confirmar que as construções estão irregulares. CONTRA A LEI. E serve de exemplo pra gerações futuras. Já que ninguém fez nada até aqui, não é motivo para que se comece a moralizar. Ou vamos continuar nessa bagunça de invasão de áreas de preservação, de construção de Resorts em Costão, de liberação de Shopings em área de mangue?

    Que futuro queremos?

    Giovani

  • gustavo diz: 18 de julho de 2014

    Tira e viva a natureza e a preservação!
    Gustavo Kuerten é destruidor da ilha e ninguém fala nada!

  • Marcelo diz: 18 de julho de 2014

    e o prefeito de Floripa que ta transformando a Praia Mole em uma terra de gente drogada ….baladas de são paulo que se instalam onde querem por ordem deste prefeito transformando o local em uma selva de barulho, drogas, putaria em plena praia e avenidas…sem contar as mortes que ocorrem aos montes nestas festas…invadem a praia com barulho ensurdecedor e gente desmiolada.

  • Bagre velho diz: 18 de julho de 2014

    Quer saber? Tem mais é que passar o trator mesmo! Sou mais a Lagoa livre leve e solta do que uma orla privatizada para endinheirados fora da lei.

  • scheila diz: 18 de julho de 2014

    quando vai começar no Ingleses, pois a praia não se vê mais!

  • Flavia Fonseca diz: 18 de julho de 2014

    Prezado Jornalista,
    Li com atençao e nao me contive ao ler o texto sobre tal decisao judicial.
    O MPF de Florianopolis faz TERRORISMO CONTRA AS FAMILIAS E CONTRA OS CIDADAOS.
    Abalam as familias, suas historias e suas vidas. Sera que nao temos coisas mais graves ocorrendo e que precisem de uma açao mais efetiva do que derrubar residencias, comercios e moradias consolidadas ao longo de dezenas de anos?
    Sinceramente.
    No Pais se rouba de tudo e o MPF da cidade esta preocupado com as casas?

  • Silvio diz: 18 de julho de 2014

    Sera que tem alguma jogada imobiliaria por tras de quem quer derrubar tudo? Neste Brasil uma coisa e certa ALGUEM TA GANHANDO com esse negocio ai. Ta fedendo.

  • Rafael diz: 18 de julho de 2014

    se preocupam com as casas as margem, .. ok.. mas esquecem que eles estão invadindo as matas da reserva (morro) que vai até o saco grande, enfim,, que é onde vivem os bichos….. e que interessante , até uma procuradora federal andou derrubando arvores para morar suntuosamente perto da reserva, com vista para a logoa talvez as casas estejam atrapalhando sua visao… manda quem pode, obedece quem tem juizo.

  • Fava diz: 18 de julho de 2014

    Esta decisão, em face de sua complexidade, é de uma dificuldade hercúlea em se dar cumprimento! Dizem que os juízes e promotores imaginam que são deuses! Quando eu vejo uma decisão desta, eu não fico com dúvidas sobre isso!

  • Everton diz: 18 de julho de 2014

    Coisa Linda
    Bota tudo a baixo que vai ficar lindo. Têm que se ferrar os que querem ficar em casa com pé na água e poluindo tudo. A lagoa é de todos e não dos espertos. Viva a marreta e o trator que vai ficar lindo!! imagina aquela lagoa sem aquele monte de lixo na volta?! Internacional.

  • Ronaldo diz: 18 de julho de 2014

    Bem feito pra gaúchada que invadiu e fica dizendo que mora no paraíso! Só tenho pena dos pescadores…

  • Rafael diz: 18 de julho de 2014

    se preocupam com as casas as margem, .. ok.. mas esquecem que eles estão invadindo as matas da reserva (morro) que vai até o saco grande, que é onde vivem os bichos….. e que interessante , até uma procuradora federal ta com uma casinha suntuosamente perto da reserva, com vista para a lagoa (onde inclusive tinha arvores antes da casa ser construída) Talvez, agora, as casas estejam atrapalhando sua visao… manda quem pode, obedece quem tem juizo.

  • Fernando diz: 18 de julho de 2014

    Agora o bicho pegou. A partir do momento que não cabe mais recurso e o prefeito pode ser preso se não cumprir a ordem judicial, alguma coisa vai acontecer. Pra acalmar a Justiça enquanto advogados trabalham, vão demolir algumas casas sim, aquelas dos peixes pequenos, que não tem famílias ou amizades influentes. Como diz o Miguel, conta aqui pro bonequinho que vão demolir o Oliveira…

  • Francisco M. diz: 18 de julho de 2014

    FINALMENTE, a ganância e a lei do “jeitinho” punidas, já era tempo. Estão destruindo a Lagoa da Conceição e a falta de escrúpulos impera naquela região. Abaixo os “Manézinhos” aproveitadores que por dinheiro vendem a própria mãe!!!

  • KKFurttado a Bruxinha diz: 18 de julho de 2014

    Nossa!!! Esta é uma notícia Bombástica…
    De abalar… a tudo e a todos…

    Mas, cada um vai poder procurar a justiça individual…
    Porém… 80%, já esta com a corda no pescoço…

  • cicero diz: 18 de julho de 2014

    Dois anos atrás, eu estava reformando e regularizando um bar em Jurere, onde já funcionava outro irregular, a prefeitura foi lá e demoliu e não havia ordem judicial, quero ver agora que é com gente que tem dinheiro e acima de tudo PODER.

  • joao carlos pacheco pereira diz: 18 de julho de 2014

    …..e no restante da ilha?…canasvieiras por exemplo?…. é manos … terra brasilis!!!

  • Gustavo diz: 18 de julho de 2014

    ENTAO TEM QUE CUMPRIR, IGUAL TEVE QUE CUMPRIR NO MERCADO PUBLICO E NO SACOLAO. SE NAO CUMPRIR EH PQ TEM COISA AI,

    VOCES SABIAM QUE A CASA DO JORGE BORNHAUSEN E DO PAULINHO BORNHAUSEN EH NA LAGOA ???? SERA MESMO QUE O PREFEITO VAI DEMOLIR A DELES PRIMEIRO ????? E A DO VEREADOR BADEKO, CONSTRUIDA IRREGULARMENTE NA COSTA DA LAGOA ?????????

  • IURI diz: 18 de julho de 2014

    Pelos comentários dá pra se notar que não existe lei nessa cidade. Se as próprias pessoas que se diz local e depende da lagoa acha que é um absurdo, o que será dessa Lagoa que se está enchendo de merda de esgotos jogados direto por esses idiotas que tem imóvel próximo e deixaram chegar nesse ponto.

  • ´pedro barcarol diz: 18 de julho de 2014

    até que um dia a justiça abriu os olhos para o meio ambiente, pois inúmeros comércios e casa se apropriaram indevidamente em área de APP(áreas de preservação permanente), degradando o meio ambiente, lançando esgoto doméstico na lagoa, se apropriando com trapiches como se a lagoa fosse deles(a alguns anos atras a lagoa era de todos e com a qualidade da água sempre nos padrões da legislação e hoje vai lá faz uma analise da água da lagoa …só coliformes fecais!!! pq será) ;;;e os nativo acostumados a sua pesca artesanal hoje em dia são expulsos por donos de propriedade as margens da lagoa!!! tem derrubar tudo e fazer espaço em que todos tenhamos acesso e não somente uma elite com suas lanchas. (viva democracia)
    salve a lagoa!!!!!

  • Bisqueto diz: 18 de julho de 2014

    Vão mexer com os Andrinos?? Metade da Lagoa é do Edison Andrino!!

  • nelson diz: 18 de julho de 2014

    Cacau, o sem noção do “REVOLTADO” já tá enchendo o saco, usando a tua coluna para fazer propaganda do tal diário de classe. Cara sem noção, chato, parece burro de padeiro.

  • Victor diz: 18 de julho de 2014

    A justiça e o Ministério Público estão atropelando o direito adquirido das pessoas de forma criminosa e irresponsável. Muitos terrenos estão ocupados desde a colonização açoriana em meados do século XVIII. Isso só cria insegurança jurídica e é motivada por pessoas que odeiam a propriedade privada. Estão pouco se importando com o problema ambiental ou com a vida dos índios. Apenas usam esses argumentos para atropelar o direito das pessoas.

  • Henrique diz: 18 de julho de 2014

    Acho besteira. Onde esse pessoal vai viver? Irão criar uma favela nas dunas? O negócio é conciliar a natureza com a cidade e não apenas mandar derrubar ou desocupar como fizeram no antigo camelódromo e cestão do povo em frente ao CentroSul e que hoje é depósito do tráfico.

  • Nelson Swagger diz: 18 de julho de 2014

    Será preciso pegar esse pessoal retrógrado e levá-los a fazer um “tour” pelos países de primeiro mundo ou não basta pra eles ver pelo GoogleEarth que em todos os lugares turísticos ou não, existem residências e comércio a beira d’água?
    Claro que naqueles lugares o governo investiu o dinheiro pago em impostos no saneamento básico, como rede de esgoto e tratamento de poluentes.
    Mas não! Aqui as coisas tem de ser diferentes. Querem transformar a ilha numa Área de Preservação Permanente.
    Concordo que o centrinho da Lagoa da Conceição precisaria ser reformulado. Na beira da lagoa não é lugar de supermercados, lojas ou restaurantes de costas para o cartão postal da cidade e sim de bares e restaurantes com deck sobre a água. Isso é o que faz a atração ao turista.
    Enquanto isso, ninguém reclama da imensa destruição causada pela pedreira PEDRITA, que diariamente detona o coração da Ilha com toneladas de dinamite.

  • N.I.P diz: 18 de julho de 2014

    Acho engraçado como vem gente de fora querendo mandar aqui na terrinha pq não alcançaram seus objetivos na terra natal. Porque então não vão lá demolir tudo ao redor da Lagoa Rodrigo de Freitas ? Ou em Lagoa Santa MG ? e por ai vai, se vão fazer aqui, então que se faça em todas as praias do pais, mas aqui é mais fácil pq acham que o mané é tolo e passivo. Até entendo derrubar uma casa que foi feita a 5 anos, pq quem fez sabia que não devia ter construído ali. Tenho 52 anos, não lembro a primeira vez que almocei no Oliveira ou que fiz compra no Chico, pq eu ainda era criança, e querem demolir ? Para né !! Senhores procuradores, juizes e outros doutores que se acham donos da verdade, vou dizer uma coisa, a unica verdade; é que não foi seu Chico, nem o Oliveira, nem a familia do seu Maurilio ou do seu Nunes e nenhum outro mané da ilha, que encheram a lagoa de merda, quem enche a lagoa de merda são vcs que se mudam pra cá como que fugidos da terra de vcs, pq eles cuidaram dessa lagoa muito antes de muitos de vcs nascerem. Então antes de procurarem confusão, busquem soluções sem prejudicar os verdadeiros e legitimos moradores dessa ilha.

  • Edson diz: 18 de julho de 2014

    Pois é! Briga-se tanto nesse País por não se fazer justiça… E agora a tal justiça determina e não se quer cumprir!!!

  • Romualdo diz: 18 de julho de 2014

    DUVIDO-DE-O-DÓ!

  • Alexandre Piza diz: 18 de julho de 2014

    Na cidade de Salvador (BA), haviam muitas casas, barracas de praia e restaurantes na beira da praia, a menos de 30m da faixa da orla.
    O Ministério Público e a Marinha passaram anos tentando a mesma ação do que essa proposta em Floripa.
    Recurso vai, recurso vem, e até que houve a mesma decisão final, sem cabimento de recurso. Todos duvidavam e falavam a mesma coisa dos comentários dos leitores acima.
    Eis que um exército de tratores, caminhões, policiais, etc, fizeram cumprir a lei e estabelecimentos avaliados em R$ 300 mil, ou mais, vieram ao chão, sem que muitos proprietários pudessem ao menos retirar os pertences, móveis, e tudo mais de dentro.
    Não duvidem que isso pode acontecer por aí também, fiquem espertos, principalmente os proprietários.
    ALOHA.

  • bento diz: 18 de julho de 2014

    Muito fácil digitar um sentença e colocar um problema sem solução pro prefeito resolver.
    Uma dica pro Cézinha:
    Estamos sofrendo com a falta de mobilidade em todas as regiões e na lagoa não é diferente.
    Mete aterro e faz uma avenida contornando a lagoa e acabas com essa demagogia e soluciona o problema da região.

  • Eduardo medeiros diz: 18 de julho de 2014

    Mesmo sendo decisão sem recurso, acho pouco provável que isso aconteça, pois se a decisão for em torno de toda a lagoa, abrangerá casas e até prédios no condomínio Saulo Ramos, e casas na rua Osni Ortiga, como da família kenji e muitos outros burgueses que lá moram ou possuem suas “casinhas”de praia.

  • Baal Teshuva diz: 18 de julho de 2014

    O comentário do Luciano, acima, não condiz com os fatos referentes as Areias do Campeche. Primeiramente a questão da moradia do então vice-prefeito tinha escritura pública de domínio e estava fora de AVL ou APP. Segundo, a área em questão (Areias do Campeche) foi desapropriada para fim social. Ademais, as demolições continuaram naquilo que era considerado APP. Na lagoa da Chica e reta da Armação estão os exemplos…

  • MARCELO diz: 18 de julho de 2014

    TEM MAIS É QUE DEMOLIR MESMO…ESSES CATARINA TUDO INVADIRAM, ESTÃO ACABANDO COM A LAGOA DA CONCEICAO, ESSE BANDO DE IRRESPONSAVEL COM A NATUREZA..QUE QUEBREM TUDO..E DEIXEI A LAGOA RESPIRAR UM POUCO E VOLTAR A VICER…

  • Roberto Freitag diz: 18 de julho de 2014

    Prezado Cacau, não sei o que o pessoal pretende fazer com Florianópolis, enquanto Balneário Camboriú, tem marinas infra-estrutura, com foco no Turismo, e consequentemente a cada ano mais turistas, gerando lucro e renda aos moradores, nós que poderíamos ter um atracadouro para navios de grande porte, e ainda se beneficiar dos turistas desembarcando para conhecer as maravilhas de nossa ilha, e ter ainda a disposição, o único hotel 6 estrelas na Ponta do Coral, não pode, turistas passear na Lagoa da Conceição, frequentar os barzinhos, supermercados etc… Também não pode. Ai eu pergunto: “Quem vive de Turismo e Temporada vai fazer o que??? Pescar tainha??? E vender para quem??? Sem Turista, Sem dinheiro circulando na cidade”.

  • Marcos Vieira diz: 18 de julho de 2014

    Porque o ministério público federal não exige da prefeitura e da casan, a ampliação da rede coletora de esgosto na lagoa, ao invés de querer demolir as casas.

  • Fernando Cintra diz: 18 de julho de 2014

    Se ela tivesse um imóvel nestas condições, sei que não aconteceria nada!
    Que falta de respeito e nosso país, estamos a mercê com esses tipos existentes!
    Respeito à aqueles que ali construiram um logar pra morar, com economia até de uma vida! Esse dinheiro investidos nestas propriedades, não vieram de impostos arrecadados e nem de roubos dos cofres públicos!
    Mudaram as regras no meio do jogo! Acorda Brasil!

  • Luiz diz: 18 de julho de 2014

    Em país subdesenvolvido é assim, tudo é 8 ou 80. Primeiro deixam estragar tudo, jogar dejetos e lixo na água. Depois, querem demolir tudo. Vá o Judiciário e a Administração visitar o Primeiro Mundo, onde se ocupam margens de rios, lagoas, canais, beira do mar, mas COM sistema de esgoto, COM responsabilização do dono, COM fiscalização. Não é difícil.
    Típica “decisão” para não ser cumprida, só para os bonitinhos do Judiciário/MP aparecerem e se fazer de defensores do povo… e para beneficiar os advogados seus amigos, claro.

  • Luiz diz: 18 de julho de 2014

    Luciano, o que eu sei é que ali onde falas tinha é a casa de uma juíza, em cima das dunas.
    Aí é que parou tudo…

  • Fernando Cintra diz: 18 de julho de 2014

    Se ela tivesse um imóvel nestas condições, sei que não aconteceria nada!
    Que falta de respeito e nosso país, estamos a mercê com esses tipos existentes!
    Respeito à aqueles que ali construiram um lugar pra morar, com economia até de uma vida! Esse dinheiro investidos nestas propriedades, não vieram de impostos arrecadados e nem de roubos dos cofres públicos!Enquanto tivermos pessoas com essas idéias, a segurança, educação e saúde, jamais serão observadas com o devido carinho, ofuscando assim, os problemas reais existentes!
    Mudaram as regras no meio do jogo! Acorda Brasil!

  • Alex diz: 18 de julho de 2014

    Não sei porque, mas não consigo acreditar que realmente irá se cumprir essa decisão…acho que gastamos um dinheirão público com mais um proçesso na já assoberbada justiça tupiniquim e que não vai dar em nada….

  • Celso Ribeiro diz: 18 de julho de 2014

    E o Direito Consolidado? … Decisão inócua!
    Celso

  • Pink diz: 18 de julho de 2014

    Cacau!

    É estranho que o representante da Lagoa da Conceição, Sr. Edson Andrino não se manifestou sobre o assunto. O que você acha?

  • Santini diz: 18 de julho de 2014

    Pessoal…. Estou vendendo ingressos para o dia da demolição. Vai até ter show do Andrea Bocelli… Bem em conta… Ah.. E ainda sobraram alguns prá re-inauguração da ponte Hercílio Luz. Mas são poucos é bom se aligeirar.
    Quem estiver “afins”, envie e-mail para andrea.bocelli@mamata.com.

    PS.: Que bom se fosse verdade.

  • Norberto diz: 18 de julho de 2014

    A coitado ……nao vai ter mais o IPTU…o velho e aquele ..com o aumento escorchante.

  • Carlos Ávila diz: 18 de julho de 2014

    Já estou visualizando uma nova paisagem para a Lagoa da Conceição.
    ENTULHO!!!!
    Depois da demolição desses imóveis quem recolherá o entulho?
    Tenho certeza que começará um jogo de empurra empurra de quem é o responsável pelo entulho e durante muitos anos teremos que conviver com este novo cenário.

  • José diz: 18 de julho de 2014

    “Prefeito Cesar Souza Junior recebeu aquele que deve ser o maior pepino…”. Ora, cumprir decisão judicial é obrigação, honestidade, caráter íntegro, não “pepino”, caro colunista! Aliás, boa parte de Floripa cresceu assim, ou seja, com construções à margem da lei. Questão de honra para a Justiça, e para a população honesta, o cumprimento dessa decisão judicial!

  • Jose Luis diz: 18 de julho de 2014

    O mundo dá muitas voltas…. demolem tudo o que há hoje no entorno da Lagoa…. daí uns anos é votada outra Lei…. que PERMITE construções…. e aí aparecem os shoppings, hotéis, condomínios de luxo…. quem viver verá.

  • radios.ebc.com.br diz: 18 de julho de 2014

    Os presos políticos de Dilma : http://www.anovademocracia.com.br

  • ADRIANO DA CASAN diz: 18 de julho de 2014

    Diz que é decisao judicial e nao cabe mais recurso, porem como o dinheiro compra tudo nesse pais sem leis, tenho lá minhas duvidas de tal fato acontecer.

  • Marcelo Silveira diz: 18 de julho de 2014

    Demolir casas de 20-30 anos pagando IPTU??? Se estivessem fora da lei porque pagaram os impostos anuais?
    Então vamos fazer praças no norte da ilha e acabar com os prédios residenciais em todas as praias de florianópolis, na beiradinha do mar… Ahhh tá!
    Se o pessoal do mensalão já está fora da cadeia imaginem se alguém nesse país tem moral para derrubar uma casa de um pescador da vila há 40 anos morando lá… e as favelas nos morros? estão regulares?
    Quem vai sair ganhando serão os advogados…
    Brasil, me faz rir, dois pesos duas medidas…nojo…

  • Marcelo II diz: 19 de julho de 2014

    Se houvesse fiscalização de obras eficiente, presente e atuante. Não haveria tantos imóveis nesse processo de demolição. Para mim a prefeitura municipal é tão culpada como os proprietários destes imoveis em questão. Ainda segundo minha opinião, os imóveis antigos instalados, tiveram todo esse tempo para se adequar a legislação municipal vigente seja qual época que foi. No bairro Ingleses, só não constrói quem não quer.

  • Véra Brito diz: 19 de julho de 2014

    Oi,
    Esqueceram da Av das Rendeiras!!!!!!!!! E ai? A análise é para cada caso. Como mandarão demolir o Oliveira que esta ali antes de qualquer uma destas leis existirem?
    O caso deve ser, ao meu ver, desmembrado, sendo cada caso um caso. Por outro lado, tudo indica: que a jurisprudência a favor para permanência das construções ali garantem a construção da Ponta do Coral e a jurisprudência que indicam a demolição das construções ali, garantem a demolição de qualquer construção, na Ilha, com menos de 30 metros da área de marinha, como por exemplo os bares, casas, ….. Não haverá dinheiro para indenizar tantas construções, e, a maioria clandestinas (quer dizer aquelas que os fiscais fecham os olhos por conta próprio ou de outrem). Vamos ver como fica!

  • Fabrício B. Aguirre diz: 19 de julho de 2014

    Sai mais barato duplicar a Rendeiras e fazer uma ciclovia, afastando a lagoa das construções. Não duvido que seja a proposta na audiência de conciliação.

  • LUZIA KIENER DE SOUZA diz: 19 de julho de 2014

    Essa eu vou esperar pra ver acontecer.Se isso realmente acontecer, vou até adreditar que esse país tem jeito.

  • LUZIA KIENER DE SOUZA diz: 19 de julho de 2014

    Essa eu vou esperar pra ver acontecer.Se isso realmente acontecer, vou até adreditar que esse país tem jeito. HAHAHAHAHHAH

  • sandra velloso rosa diz: 19 de julho de 2014

    Eu gostaria muito que td isso fosse verdade,ai sim poderia que realmente nosso pais tem lei,e gente que obedece a lei ,porque,se nada for feito em relação a lagoa da conceição,em cinco ou no maximo mais dez anos ninguem mais terá lagoa pra ver,porque hoje o cheiro ja está horrivel,em determinadas horas,se aquele povo que está ali a tanto tempo,não cuidou do que era pra ser cuidado,bando de ganaciosos.

  • Saude da Lagoa diz: 19 de julho de 2014

    Decisão brilhante! Todos que construíram às margens da Lagoa sabiam (ou deveriam saber) que há leis que regulamentam tais construções. Se não me engano é dos anos 60. Então, tudo que veio depois é ilegal e irregular! A parte sul da lagoa parece mais um condomínio fechado. O canto tem umas duas entradas pra lagoa que não são particulares. Como pode isso? Espero coragem do prefeito pra mediar esse conflito!

  • Carina Matias diz: 19 de julho de 2014

    Ai que do dos deputados federais que moram na pobre orla da Lagoa da conceicao além de perderem 30 mts porque praticamente moram vao perder os seus trapiches para estacionar seu pequenos iates coitados… isso me DA NOJO… moro HA 37 anos sou nativa …. sou mane … mais não sou burra … essa lei so serve pra poucos…. os pescadores as rendeiras e o comercio simples da região que contribuem com seus impostos e dali sai seu sustento serão prejudicados mais os políticos e milionários que aqui na minha lagoa vivem jamais seram atingidos por essas leis de uma sociedade HIPOCRITA DEMAIS… indiganaDAAAAAAAA POR DEMAIS…

  • Ismael diz: 20 de julho de 2014

    O certo é que muitas áreas foram invadidas a muitos e muitos anos e passam de pai para filho que ali tem seus negócios. O cidadão de bem tem que comprar e pagar caro para montar seu negócio, entretanto estes safados se acham no direito de possuir áreas que são do povo e restringindo o uso do cidadão que paga impostos. Eu tenho o direito de andar naquelas áreas, ou não tenho? A lanchonete que foi demolida no Parque da Luz, imediatamente se instalou na praça do Desterro – em frente ao Hotel Lumar. Nesta pracinha, além de se instalar uma lanchonete tem até estacionamento! Tem que demolir sim, ou será que eu posso ir me instalar meu ramo de negócio na Praça XV. Aliás, ali também tem lanchonetes que eu acho que é irregular. Tem um cidadão que é proprietário de 2 lanchonetes. Vê se pode!

  • Tadêu Santos diz: 20 de julho de 2014

    Ecossistemas de relevância ecológica, principalmente hídricos precisam ser protegidos e preservados, porém o uso e ocupação das margens de rios e lagoas foram constitucionalmente permitidos até 1988, no entanto, em nome de um justo e adequado ”equilíbrio ambiental”, a decisão judicial é bem vinda para construções após esta data, não apenas para o entorno da Lagoa da Conceição, mas para todas obras irregulares e impactantes do Glorioso Estado Barriga Verde!

  • Mark Richards diz: 21 de julho de 2014

    Desde 1965 existe uma legislação Federal (lei 4.771/65) proibindo construções às marges de lagoas e cursos d´água, justamente para preservação dos recursos hídricos. A maioria desses que estão berrando agora estabeleceram-se, portanto, de forma ilegal na beira da Lagoa. E graças a eles é que hoje temos um cheiro de cocô permanente, misturado com óleo de cozinha,combustível de barco e algas em decomposição na pobre Lagoa formosa cantada por Zininho

  • Jorge diz: 22 de julho de 2014

    Infelizmente, por pura ignorancia de quem leva o assunto nos varios ambientes ( inclusive e especialmente no juridico), este e um assunto que nao poderia jamais ser tratado por advogados ( juizes, etc, que nada entendem de ecologia). Este e um assunto para especialistas da ecologia e ponto final. Primeiro, que a 40 anos atras (ate 1970, e, mesmo ate mais recentemente, nao se falava em danos ambientais e ecologicos. As ocupacoes urbanas eram realizadas segundo as necessidades e interesses do momento. Segundo, ao colocar na legislacao que o recuo devia ser de 30 metros e nao de 60 metros ou 100 metros ou mais, foi uma ficcao ocasional e nada mais. Jamais, digo, jamais, isso poderia ser utilizado, no seculo 21, como letra fria de uma lei ocasional e arbitrada em um momento qualquer, como definitivo e surpreendentemente utilizavel para desmontar obras ja existentes nos locais onde inicialmente foram construidas. Mais ainda, sabendo que, estudos cientificos indicam que, desde muitos seculos, as lagoas tendem a encolher ao longo dos tempos, e, possivelmente, aquilo que hoje ocupa uma area x, daqui algumas centenas de anos, podera ser apenas um lodacal e depois um lugar enxuto, ocupado por arbustos, florestas, etc. Logo, isso tudo a natureza modificara ao longo do tempo e o que e 30 metros hoje, podera nao valer nada em outro espaco de tempo futuro. Finalmente, tratando-se de futuro, caberia, isso sim, aos orgaos publicos e estudiosos, identificar quais as medidas imediatas ou futuras, para seguir com a preservacao dos ambientes ecologicos existentes, minimizando eventuais erros passados ou ate corrigindo o que ja eventualmente existe de equivocado. Todavia, somente tecnicos da area estariam melhor habilitados para cumprir esta nova etapa. Logo, desde nunca, isso e um assunto para advogados ( simples cumpridores de legislacoes, quase sempre discutiveis ).

  • Filho diz: 23 de julho de 2014

    Vão entrar com uma Ação Rescisória? Existe obscuridade na “Sentença? Me parece que perderão prazo , para entra com recurso no julgamento de “Mérito”(se é que entendi)? Sinceramente e humildemente, acho muito difícil de reverter o quadro!

  • Filho diz: 23 de julho de 2014

    Filho diz:
    23 de julho de 2014
    Seu comentário está aguardando moderação.
    Vão entrar com uma Ação Rescisória? Existe obscuridade na “Sentença? Me parece que perderam prazo , para entrar com recurso no julgamento de “Mérito”(se é que entendi)? Sinceramente e humildemente, acho muito difícil de reverter o quadro!

  • Francisco diz: 24 de julho de 2014

    Não se falando dos grandes empreendimentos a beira mar, mas no tocante da configuração histórica da Ilha de Santa Catarina, há 1 século ou 50 anos, assim q construções simples começaram a surgir em nenhum momento algum cientista ou intelectual do Direito propusera ações. Àquela época viver nas margens do interior da Ilha era e ainda é inóspito, ninguém se interessava, mas, com a notoriedade da natureza de Florianópolis nos últimos 20 anos, resultou na cobiça que hoje vemos, os donos da ILHA DE SANTA CATARINA são aqueles que costumam circular por essas areias e águas apenas pelos 3 (TRÊS) meses mais aprazíveis e aqueles que suportam todas as estações e que vivem em terras sagradas de gerações deverão dar lugar ao mero prazer sazonal.
    A beleza natural desta cidade, ainda guardada, deve-se aos nativos. Os casos devem ser tratados não como uma questão igual a do Lago Paronoá de Brasília, mas como duma cidade formada, historicamente, basicamente por pescadores e produtores de farinha.

  • marcos diz: 25 de julho de 2014

    gente, vamos construir moteis na lagoa da conceicao! essa eh a saida !!

  • zé fernandes diz: 27 de julho de 2014

    VAI DERRUBA NADA O LUGAR JA É MORTO O ANO INTEIRO O QUE VAI TE PRA FAZE AI NO VERAO

  • Luciane Marcelino diz: 28 de julho de 2014

    O que vai sobrar, então? Só a Lagoa? Pior e que as indenizações levam uma eternidade a serem pagas, e não é só o valor do imóvel, pois tem o valor de danos materiais e também dos lucros cessantes, pois todo um investimento de anos a Prefeitura não vai conseguir pagar a cada um dos comerciantes. É ridículo, basta não emitir álvara a partir do ano de 2014!!!

  • revoltado com todos partidos políticos diz diz: 2 de agosto de 2014

    Na Cidade de São José, existe uma rua sem saída, onde houve uma invasão em cima da estrada, obstruindo parte do terreno ou frente já que todos os lotes medem 12×30 com escritura, registro de imóveis, iptu. Foi movido na Comarca de São José, processo contra a prefeitura em 02-07-2009, pois não houve fiscalização por quem deveria fiscalizar, este processo está emperrado faz cinco anos, quem mora em cima da estrada (invasor) tem carro, telefone, água da casan, eletrecidade, o terreno legalizado está desvalorizado devido a invasão, sabe quando a justiça vai decidir dia 31-de fevereiro do ano 409999999.

  • revoltado com todos partidos políticos diz diz: 2 de agosto de 2014

    Suplente dos candidatos ao senado são os mais ricos e atuam como financiadores. Um apartamento no Leblon de oito milhões, quadros de Di Cavalcanti, Cândido Portinari e Ibêre Camargo, 67 milhões em conta corrente, e até um time de futebol da primeira divisão estadual. Esses são alguns dos bens que compõem a polpuda lista de patrimônio dos suplentes de senador, os candidatos mais ricos desta eleição. Na média os primeiros suplentes declararam ter fortuna de 7 bi e 300 milhões, mais de 15 vezes o patrimônio médio de todos os 25 mil candidatos registrados para concorrer neste ano de 2014. Eu não tenho grana para comprar um simples fiscal da prefeitura, imagina um senador ou suplente? Voto? nunca mais, pago uma multa e fico feliz.

  • revoltado com todos partidos políticos diz diz: 2 de agosto de 2014

    Cacau o Edir inaugurou um templo em São Paulo, onde compareceram várias autoridades? políticos, Dilma, ACM neto o neto do toninho malvadeza sabe, Geraldo governador de SP etc, etc, pois não quero defender, mais aquele da veja o reinaldo só fala da Dilma, o outro netinho aquele do aeroporto é um anjinho. Voto? nunca mais, pago uma multa e fico feliz. Vida longa ISADORA FABER e seu blog, livro diário de classe, pois muitas escolas em SC ainda estão abandonadas.

  • FRANCINE MENDES diz: 4 de agosto de 2014

    MEU DEUS DO CÉU…ESSE PREFEITO NÃO VAI BOTAR UMA CICLOFAIXA NA AV. OTHON GAMA DEÇA??? JÁ FALECERAM 2 CILCISTAS NESTA AVENIDA!!!AGORA FAZER MARKETING INDO UMA ÚNICA VEZ DE BICICLETA PARA CASA ELE SABE FAZER…

  • Ney Sebastião Coutinho Filho diz: 8 de agosto de 2014

    Fala EDSON ANDRINO, tas mudo,surdo e cego guri.

  • ELIAS MAFRA diz: 25 de dezembro de 2014

    Parece até que a Lagoa da Conceição é o único belo reduto de Florianópolis!
    Por acaso esqueceram do lado oeste da Ilha? A partir da praia da Daniela exclusive, até a praia da Barra do Sul é um esgoto só a céu aberto envolvendo desde a fortaleza de São José da Ponta Grossa até a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição!
    Os crimes ambientais são absurdos e cujos protagonistas são os próprios residentes, que vão se alastrando em direção a orla de forma criminosa, como se a área lhes pertencesse. É o caso da Ponta do Leal por exemplo, onde foram se apossando do entorno da Associação da Casan, Inclusive com palafitas sobre a orla e as pedras naturais do entorno. Agora, por decisão da Prefeitura, resolveram invadir a própria ASCAN, em local altamente privilegiado, desrespeitando moradores residentes a centenas de anos que pagam seus impostos a preço de ouro, em detrimento de invasores na maioria deles provenientes de São Francisco do Sul que se apossaram da área e fazem exigências, direitos que os moradores antigos não tem.
    Para se ter uma idéia dentro das cem familias invasoras, todos os maiores de 18 anos inscritos na Associação de Pescadores e que nem pescadores são, recebem defeso do camarão e defeso da anchova e agora receberão casas dentro da área da ASCAN.
    O pior de tudo é o deboche para com a comunidade cujos filhos sequer podem adquirir imóveis dentro da grande Florianópolis devido ao alto custo, tendo as vezes que financiarem sem perspectivas futuras de liquidação.

  • Pedro diz: 12 de junho de 2015

    Derrubaram o restaurante Bora Bora de minha família na praia de Ponta das Canas.

    Existia há quase 40 anos.

    E dependemos (dependíamos), em grande parte, do restaurante para retirar a nossa renda familiar.

    Chegaram sem ordem judicial, sem pena, sem Coração… na sexta-feira e colocaram tudo abaixo…

    Quase não deram tempo para retirar os pertences que tinhamos dentro: freezers, balcões, talheres, pratos, mesas, etc..

    Chegaram e derrubaram tudo o que levou quase 40 anos para ser construído com muitas temporadas trabalhando mais de 16 horas diárias.

    Uma história de 40 anos de uma família jogada fora assim: numa canetada de uma pessoa ignorante e medíocre.

    Eu fico pensando: o Shopping Iguatemi vai ser derrubado também?? Pois foi construído em cima de um mangue.

    Provavelmente não será destruído. Pois o rico manda e desmanda onde o póbre está de mãos atadas e os políticos são uma cambada de sem-vergonhas!!!

  • ponto de vista mané!!! diz: 2 de agosto de 2015

    Pois é quiridu. Devido a complexidade do assunto é evidente que tantos pontos de vista controversos se apresentem. O que aqui nao me parece nada evidente nem aceitavel sao as colocaçoes se (manés indignados) que nao se esforçam nem para entender a verdadeira questao: De um lado a insuficiencia sanitaria e o estrago ambiental, que causam as mencionadas construçoes nas devidas areas APP, de outro os menos favorecidos moradores, como pescadores nativos, mas tambem os comerciantes e finalmente os mais privilegiados magnatas que disfrutam de suas mansoes!
    Quer um conselho mané? Diz para toda essa gente que nao pega um livro na mao, so fala palavrao e culpa os extrangeiros e gauchos pela propria ignorancia: Deixa de ser ridiculo mediocre e te informa. Depois ao se pode reclamar se as pessoas de fora acham que a cultura mané deixa a desejar! Tenho certeza que muita gente inteligente aqui da ilha deve ter vergonha dessa gente! Demolindo ou nao a luta por um pais onde as leis sejam cumpridas, a luta contra a desinformaçao nao acaba por aqui! Venha passar uns dias aqui na Suiça e veras que a humanidade ainda esta tentando por em pratica a velha teoria grega de Solon, os tres pilares de poder que formam a democracia. Have a nice day!

Envie seu Comentário