Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Fim da novela

04 de fevereiro de 2015 101

A Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (SMDU) de Florianópolis aprovou o projeto de construção de um hotel-marina na Ponta do Coral, uma das áreas mais nobres da Avenida Beira-mar Norte. O novo projeto, apresentado pela construtora Hantei, dona do terreno, tramitou durante dois anos e conta com área construída de cerca de 30 mil metros quadrados, praticamente um terço do projeto original, que contava com 102 mil metros de área e foi objeto de uma grande polêmica em toda a cidade por mais de uma década. O atual projeto, que, segundo a prefeitura, atende a legislação vigente, não contará com aterro do mar e a borda d’água permanecerá de acesso livre para o público, sendo uma continuidade do passeio da Avenida Beira-mar, uma das exigências da SMDU para sua aprovação.
O projeto segue em tramitação na prefeitura e a concessão do alvará de construção depende agora apenas de pequenos detalhes técnicos.

Comentários (101)

  • Ilhéu otimista diz: 4 de fevereiro de 2015

    Parabéns à prefeitura. Realmente a cidade não merece ter aquela área abandonada como está hoje. Com esse empreendimento vai gerar emprego, renda, movimentar a cidade. Demorou, mas a novela finalmente parece que desata vez terminou.

  • Caio diz: 4 de fevereiro de 2015

    Acho que o bom senso deve imperar. Nesses termos (1/3 do projeto anterior) penso que será mais um grande equipamento para a cidade. Equilíbrio é a palavra chave. Não podemos dizer sim ou não a tudo. Apoiado!

  • manezinha@hotmail.com da ilha diz: 4 de fevereiro de 2015

    Novidade, quando será que rolou de dinheiro Por baixo dos panos ?
    A cidade ficando cada vez pior de se viver , a ilha vai ser só para os magnatas…. de o homem reclama da falta de água. ? A cada dia desmatamento mais o que tem.
    Gerar empregos? Só se for desemprego.
    Sem comentários

  • Jonas diz: 4 de fevereiro de 2015

    Muito bom, aquela area merece um projeto decente pra nossa cidade!!

  • Paquistanes diz: 4 de fevereiro de 2015

    Realmente, vai movimentar a cidade… Um espigão de 18 andares de um lado, o pombal chique dos Koerich do outro, não vai ter Beira-Mar que aguente. Helicóptero ou Miami, pra onde fugir? O “pobrema”? O “pobrema” são estes ecochatos e a turma do contra.

  • joao paulo siqueira diz: 4 de fevereiro de 2015

    Parabéns à PMF. É certo que este meio termo preserva a área pública e incentiva o desenvolvimento sustentável.

  • Oi as cunversa diz: 4 de fevereiro de 2015

    A novela esta só começando….

  • Elizeu diz: 4 de fevereiro de 2015

    Cacau,
    Você notou que as “obras” do anel viário ou melhor cortes de algumas árvores na Beira Mar pararam. Assim até eu anúncio obras e faço uma fumacinha (marketing).
    Como está a reforma do Mercado Público? Pelo prazo deve ser uma obra difícilima, se não conseguem reformar um dos símbolos de Florianópolis imagine o resto.

  • Renato diz: 4 de fevereiro de 2015

    Parabéns para a prefeitura..Sou altamente contra a degradação do meio ambiente, mas pelo menos agora aquele lugar será cuidado, pois a população que reclama e a mesma que joga lixo e não preserva….hoje a ponta do coral ser um depósito de lixo e fezes de cachorro. ?.

  • Zé da Pomba diz: 4 de fevereiro de 2015

    Poxa!
    Parabéns a Aliator.
    Nunca duvidei que o Projeto uma hora sairia.
    Feita os ajuste, agora é bala – toque de CAIXA.
    O “Zé da Pomba” agora poderá tomar o seu UISQUE com o IQUE lá em cima, não tem.

  • Mauro diz: 4 de fevereiro de 2015

    Espero que já conste no projeto as melhorias necessárias e que viabilizem o maior fluxo de trânsito de carros e do cocô de todos que lá frequentarão.

  • casemiro de aguiar diz: 4 de fevereiro de 2015

    felizmente quem torcia por uma praça mau cuidada,e que serviria apenas para os maconheiros fumarem e venderem drogas foram derrotados.Graças a deus a turma de manisfestantes não vão evitar que o lugar seja bem aproveitado,e criará muitos postos de trabalho,mas o projeto antigo era melhor,e a prefeitura cedeu as preções quando deveria olhar para frente.

  • Higor Lima diz: 4 de fevereiro de 2015

    Tomara que aprovem logo, Florianópolis tem um grande potencial para turismo de eventos, segmento que há movimento o ano todo, inclusive no inverno, e com esse hotel com centro de convenções só vai aumentar o turismo fora da temporada!

  • juju diz: 4 de fevereiro de 2015

    Boa! Serão mais empregos na região!

  • gabi diz: 4 de fevereiro de 2015

    Parabéns aos responsáveis, a construção desse projeto com marina e centro de convenções só vai melhorar o setor turístico

  • Gustavo diz: 4 de fevereiro de 2015

    Boa, agora é pensar em capacitar as pessoas para trabalhar nestas vagas que estão por vir!

  • Florianopolis pra frente diz: 4 de fevereiro de 2015

    Parabéns Florianópolis, pois você estava merecendo coisa melhor, chega de pensar pobre e pequeno, precisamos de coisas bonitas para deixa mais linda a sua beleza natura e disser não aos que querem algo em troca.

  • souto maior diz: 4 de fevereiro de 2015

    Hotel, marina, transatlantico, deveria aprovar tudo.
    Estocolmo, Helsinki, Oslo, São Petersburgo (cidades do primeiro mundo e exemplos sustentáveis).

    Poder público e órgãos ambientais mediocres, sem visão de futuro….

  • joão guilherme cicarelli diz: 4 de fevereiro de 2015

    magnifico um resort na ponta coral mas tem que solucionar mau cheiro local senão fica muito ecologico.

  • Rodrigo diz: 4 de fevereiro de 2015

    Unico problema é que o hotel não poderá abrir suas janelas em dia de vento nordeste…vai cheirarmal…e o Amin ainda não banhou-se nas aguas da beira mar norte…

  • Thiago Santos diz: 4 de fevereiro de 2015

    Você só pode estar de brincadeira de mal gosto. Não digo você Cacau..mas sim essa politicagem.
    É inacreditável que se tenha aceito esse projeto. É um CRIME bárbaro ao meio ambiente. Uma cidade que não tem nem transporte público minimamente decente, permitir que seja feito um crime desses em prol dessas pessoas que mandam na cidade. É um crime absurdo. A cidade precisando de investimentos em cultura e lazer, uma melhora na qualidade de vida dos seus MORADORES, e a prefeitura aceitar isso ai.
    O prefeito ta saindo de ter sido visto como uma esperança para uma decepção como os outros..

  • Rafael sell diz: 4 de fevereiro de 2015

    Parabéns, finalmente uma ação coerente. Hotel na ponta do coral apoiado.

  • walter sailva diz: 4 de fevereiro de 2015

    Imagem como esta o transito hoje na beira, e como vai ficar com um hotel na ponta coral, fora outros inconvenientes, quem aprovou deve este projeto na prefeitura deve ser um grupo de imbecil comandados pelo imbecil maior que e o prefeito

  • IVAN AMERICO GONÇALVES diz: 4 de fevereiro de 2015

    DEMOROU AMIGO!!!!!! AGORA TEMOS QUE ESTICAR A BEIRA MAR CONTINENTAL ATÉ A BR-101 E PROJETAR UMA NOVA PONTE LIGANDO A ILHA AO CONTINENTE. ACORDA BRASIL!!!!!!

  • IVAN AMERICO GONÇALVES diz: 4 de fevereiro de 2015

    AMIGO CACAU QUANDO PUDER FAÇA UMA REPORTAGEM SOBRE A MOBILIDADE (TRANSITO) NA RUA ARACI VAZ CALLADO, NO ESTREITO – TÁ HORRIVEL – UMA VERGONHA! TEM CARROS BATENDO DE FRENTE – UM ABSURDO!!!!!

  • tony rorigues diz: 4 de fevereiro de 2015

    Sera que não rolou propina,ave de rapina acabou em pizza,este com certeza vai ser uma ave bem maior,a coisa ta feia,não da mais para acreditar nos (governantes)desisto do Brasil,povo pacato.

  • kaia diz: 4 de fevereiro de 2015

    PARABÉNS A TODOS NOS ,PARABÉNS A QUEM APROVOU ESSE PROJETO ,FLORIANÓPOLIS MERECE ,OU MELHOR NOSSA ILHA MERECE E ESTÁ DE PARABÉNS ,VAMOS EMBELEZAR NOSSA QUERIDA CAPITAL COM MAIS UM PROJETO LINDO VAMOS EM FRENTE PARA BREVE TERMOS UM NOVO CARTÃO POSTAL

  • Giorgio diz: 4 de fevereiro de 2015

    Nada contra o crescimento e desenvolvimento da Ilha, porém foi uma pessima ideia agora esse empreendimento, pois temos um transito saturado na ilha, vamos gerar empregos e renda, agora movimentar a cidade é algo que não acontecera, ja estamos parado com o transito de hoje imagina ali na beira mar com um empreendimento desses. Precisamos fazer funcionar o transporte maritimo e nao telefericos.A palavra ilha traz a cabeça de alguém o que? Telefericos? Ou traz o conceito de mar ? Porque nao temos transporte maritimo? Porque a prefeitura nao se mexe? Existem muitos interesses atras desse Hotel, vai trazer beneficios por um lado mas um colapso de transito por outro.

  • Giorgio diz: 4 de fevereiro de 2015

    Facil aparecer um fake de nome ilheu otimista escrever o que escreveu, obvio que trara renda e empregos, porem ao custo do que ? Progresso sim, porém que antes disso se solucione o problema de MOBILIDADE de nossa cidade.

  • Tadeu diz: 5 de fevereiro de 2015

    Grande noticia ! Espero que junto ao Hotel saia a tão sonhada marina da Av. Beira Mar…a cidade ganha, e o Estado ganha com sua capital mais moderna e com equipamentos capazes de atrair um público diferenciado que gera divisas .

  • antonio gomes diz: 5 de fevereiro de 2015

    Ótimo, até agora o único acerto da Prefeitura, precisamos sim de uma Desterro mais bela com projetos de primeiro mundo Inclusive para comunidades mais carentes pois pobreza não é sinonimo de feiura. CACAU MEU TIO DJALMA CARMINATTI TE MANDA ABRACOS.

  • Nery Artur diz: 5 de fevereiro de 2015

    No local deveria ocorrer obra pública de interesse público, com o máximo de proteção ambiental, como requer essa área.
    Mas quem comanda os municípios é a indústria da construção civil e a especulação imobiliária. Os planos diretores sempre são amoldados para esse setor, ficando o resto (natureza, mobilidade, praças, arborização de vias, saneamento e assim por diante) como meros coadjuvantes. Em toda Grande Fpolis é isso que temos.
    Se para termos proteção nas pontes (guard ray mais altos) Pedro Ivo e Colombo Salles não foi possível pelo visual da ponte Hercílio Luz, como um prédio na Ponta do Coral é possível?!?!
    Para uma prefeitura que permite RUA PELO INTERIOR DE UM TERMINAL DE ÔNIBUS E PEIXARIA FEDIDA (TERMINAL CIDADE DE FPOLIS), POLUIÇÃO VISUAL ABSURDA (TICEN), CAMELÓDROMO A CÉU ABERTO (AMBULANTES EM FRENTE AO TICEN), ETC, ETC, ETC, essas coisas são plenamente possíveis, até a pior imobilidade do país.

  • david diz: 5 de fevereiro de 2015

    Depois de décadas resolveram dar fim aquele terreno baldio. Pq será que tudo que representa crescimento econômico, desenvolvimento…. nesse país, tem que se demorar tanto para ser resolvido.

  • Edu diz: 5 de fevereiro de 2015

    Vai fazer o que com os pescadores daquela região?

  • Manezinho diz: 5 de fevereiro de 2015

    A cidade está travada por causa de meia duzia de retrógrados, precisamos de renda, emprego, qualidade de vida e desenvolvimento. Quando mais se reprimi a construção civil legalizada mas aumenta a quantidade de obra irregulares. Vamos preservar a natureza sim, mas não esqueçam de um animal chamado homem que precisa sobreviver!!!

  • Mco Borges diz: 5 de fevereiro de 2015

    A lógica de um empreendimento em área nobre da cidade gerando empregos é uma falácia !
    A cidade vai lentamente perdendo seu paisagismo bucólico, dando lugar a espigões de concreto aumentando a criação de esgotos, que com certeza alimentarão os problemas junto ao mar através dos emissários impactando o frágil meio ambiente do mangue ali próximo.
    O atendimento aos interesses da elite na cidade, segue o seu curso enquanto as periferias de nossa ilha da magia aumentam seus guetos trazendo mais e mais bruxas …

  • Gean diz: 5 de fevereiro de 2015

    Deixa o homem trabalhar!

  • Rodrigo Alves diz: 5 de fevereiro de 2015

    Até que enfim alguma cabeça pensante e sensata dentro daquela Prefeitura!

  • Serafim diz: 5 de fevereiro de 2015

    É necessário em primeiro lugar, resolver o problema da mobilidade urbana da capital antes de trazer mais caos na região da Beira Mar Norte.

  • JOAO JULIO DOS SANTOS diz: 5 de fevereiro de 2015

    Parabéns a cidade. Afinal o bom senso imperou.

  • Roberto diz: 5 de fevereiro de 2015

    Parabens!Mais uma vez as construtoras lucrando e exercendo seu poder na cidade…

  • Cristina Ferreira da Silva diz: 5 de fevereiro de 2015

    Q vergonha para Florianópolis!!!!! Quanto será q ganharam para aprovar este projeto?? Q vergonha esta prefeitura que vale de mentiras para se eleger e depois aprova um projeto como este. Lugar de hotel é na praia e não na Beira Mar Norte, lugar de trânsito e local público de entretenimento da população! Lamentável!

  • Ilhéu realista diz: 5 de fevereiro de 2015

    A comunidade perdeu mais uma opçao de lazer,por que a prefeitura não propos pra aquela area um PARQUE como o parque de coqueiros?
    Agora com a construçao de um hotel em uma via que ja está lotada qual será o impacto sobre o transito já caotico?
    Um otimo espaço para a populção e o turismo perdido para alguns!

  • Marcelo diz: 5 de fevereiro de 2015

    Grande Cacau! Esses dias tive o grande prazer de saber também da existência de mais uma marina lá no Ribeirão da Ilha (lugar esse que sou completamente apaixonado e ainda quero ter uma casa). Era o que faltava mesmo para os lados de lá. Imagina todo aquele paraíso que temos no Sul, sem uma Marina? Parabéns ao proprietário pela iniciativa e pelo empreendimento, pois tenho certeza que não deve ter sido nada fácil.
    Abraço.

  • Legião Urbana diz: 5 de fevereiro de 2015

    “Que país é esse?
    Vamos faturar um milhão
    Quando vendermos todas as almas
    Dos nossos índios num leilão”

    Verdades:

    Vai gerar emprego? Vai, mas

    Vai causar um impacto ambiental? Vai
    Vai atrapalhar o trânsito na região? Vai
    Espaço público para o privado? Sim

    Deveriam pensar em algo do povo para o povo.
    Area pública, na beira do mar, não pode servir para interesses privados. Deve-se respeitar ao menos 30m do mar né gente

  • Manoel da Costa e Silva diz: 5 de fevereiro de 2015

    Que excelente notícia, enfim uma área maravilhosa que será bem aproveitada.

  • HENRIQUE PHILIPPI LUZ diz: 5 de fevereiro de 2015

    MEUS PARABÉNS AO PREFEITO – A NOSSA CIDADE PRECISA DE TURISMO E COM HOTEL NOSSA CIDADE VAI CRESCER MAIS AINDA. MAIS EMPREGO – MAIS TURISTA – MAIS DINHEIRO .

  • Luiz Felipe diz: 5 de fevereiro de 2015

    Ilhéu otimista, movimentar a cidade? vai acabar de vez com a mobilidade, o hotel pode ser construido em qualquer local, gerará emprego, a questão aí é muito suja… a população é contra, tem cheiro de podre no ar… e não é o do esgoto que despejam na beira mar!!!

  • jorge diz: 5 de fevereiro de 2015

    parabéns nada, mais uma vez o poder público cedendo a pressão da especulação imobiliária em detrimento à preservação do meio ambiente… são Shoppings em cima de mangues, construções nas dunas, nas faixas de areia, é só olhar SAMBAQUI, INGLESES, CANASVIEIRAS… O pretexto é o mesmo “vai gerar empregos…” quantos??? 50 num hotel…

    Porque a prefeitura não indeniza a área e faz uma área de lazer para população, traria muito mais benefícios a cidade… do que 50 vagas de emprego…

  • Poseidon diz: 5 de fevereiro de 2015

    Esse argumento dos empregos é o que mais me faz rir.

  • Senhor consciência diz: 5 de fevereiro de 2015

    Senhores,

    Durante muito tempo o espaço questionado serviu apenas para moradores de rua.
    Quando da iniciativa de transformação de um local ímpar, começou o debate moralista de preservar isso e aquilo.

    Uma pena o projeto não ter sido aprovado na sua íntegra. Florianópolis perde, já seus moradores moralistas, ganham .

  • jorge diz: 5 de fevereiro de 2015

    ainda…é fácil bater palmas como muito o fizeram agora nos comentários… EMBELEZAR A CIDADE, MODERNIZAR, HELSINK, SÃO PETESBURGO…. Devem todos morar na Beiramar, e mais uma vez praticam a lei de Gerson (ou como dira o manézinho: – FARINHA POUCA? MEU PIRÃO PRIMEIRO!). É uma vergonha comparar cidades européias com Floripa, ou qualquer cidade do Brasil. Em Helsink tem transporte de qualidade, segurança, educação, respeito às Leis pelo poder público e pela população… PRIMEIRO MUNDO não são só construções modernas, se fosse assim Balneário Camboriú não seria a desgraça que é…transito caótico, praias impróprias, população local foi forçada a sair da cidade, custo altíssimo de vida, virou cidade dos outros…e lá tem construções ultra modernas…e não se anda 1 km de carro sem ficar 1 hora em uma fila… PARABÉNS…desculpem devo estar errado.

  • Eduardo diz: 5 de fevereiro de 2015

    O mais interessante é que tem muito mandrião reclamando de falta de emprego e com tantas oportunidades pela cidade… Um empreendimento desse porte, muito provavelmente a Hantei terá que ir ao sudeste do país buscar mão de obra, pois vocês manés (burros), não gostam de trabalhar…
    Reclamam dos gaúchos que invadiram floripa, há 10 anos vem acontecendo isso…
    Floripa cresceu de quantos anos pra cá???? 10 manés….

    Esgoto na beira mar??? É o que mais tem…
    Criação de parque na ponta do coral??? Pra quem?? Vai meia duzia de gato pingado e o restante da população que se contente com nada???

    Foi a melhor opção criar essa marina, além de movimentar um canto “morto” da beira mar, vai gerar ao menos 100 empregos diretos e outros 100 indiretos, o que mais gaúchos e paulistas e mineiros serão “forçados” a sair de sua pátria para trabalhar e superlotar floripa.

  • PATRICIA diz: 5 de fevereiro de 2015

    É UM ABSURDO A PREFEITURA APROVAR UM PROJETO DESSE… DO POUCO DE ÁRVORES ANTIGAS, PRINCIPALMENTE OS EUCALIPTOS QUE AINDA EXISTEM ALI E QUE AO MENOS PURIFICAM O MAL CHEIRO DA BEIRA MAR, QUE É UM ESGOTO A CÉU ABERTO; O HOMEM INSISTE EM DESAFIAR A NATUREZA E MAIS UMA VEZ SER GANANCIOSO E PRIORIZAR O DINHEIRO. ESTAMOS CAVANDO NOSSA COVA!

  • marcelo burda diz: 5 de fevereiro de 2015

    Lendo os comentários fico a pensar; como tem gente de cabeça de camarão morando nesta cidade. Cidade provinciana, que julga ser a capital do mercosul, capital turistica, capital que não ofereçe infra estrutura alguma, uma vergonha dizer que sou nativo desta cidade.
    Cidade sem planejamento, com políticos cabeçinhas de alfinetes e uns provincianos que insistem em dizer que aquele terreno deveria permanecer como está; intocável. Fui pescar lá com minha família e desisti, tamanha a falta de respeito, era gente drogando-se, gente mantendo relações sexuais, ali mesmo, na tal ponta do coral que muitos insistem e manter como está.
    Está na hora dessa gente provinciana, sem cultura, sem mente aberta, evoluir, ou então, mudar-se de cidade.
    Está na hora de Florianópolis ser top, ser uma capital turistica que mostre ao mundo a mentalidade aberta de sua gente.
    Falta muito para Florianópolis crescer e deixar de ser uma cidade sem nada. Poder Público, arregasse as mangas e vão trabalhar.
    Que este projeto seja a alavanca para o bom crescimento de Floripa.

  • TAYLOR ALVINEGRO diz: 5 de fevereiro de 2015

    INCRÍVEL COMO O PODER PÚBLICO SE DEIXA LEVAR POR UM PUNHADO DE MILHARES DE REAIS…..E SER TOMADO POR ASSÉDIO DE EMPREITEIRAS.

    NÃO E PELO HOTEL EM SÍ, E SIM PELO PÉSSICO IMPACTO QUE CAUSARA A CIDADE….EU PERGUNTO AO PESSOAL DA SMDU E AO EXECUTIVO MANDANTE: JÁ ANDARAM NA BEIRA MAR NA HORA DO RUSH? JA PEGARAM O ACESSO A BEIRA MAR EM FRENTE AO POSTO RITA MARIA PERTO DO MEIO DIA? CANCELARIAM O ALVARÁ DO HOTEL NO MESMO DIA….
    UMA PARQUE COMO O DE COQUEIROS QUE FUNCIONA E LOTA NOS FINAIS DE SEMANA SERIA PERFEITO LA….. E O VISUAL COMO FICA?

    LEMBRO BEM A PROMESSA DE CAMPANHA QUE FALAVA: ( ACABOU A FARRA), QUE NÃO CEDERIA A POUCOS EMPRESARIOS QUE NÃO OBEDECERIAM AS LEIS AMBIENTAIS

    LAMENTÁVEL , TRISTE, DECEPCIONANTE E DESANIMADOR….. SORTE EM 2016…..

  • Bia diz: 5 de fevereiro de 2015

    Vivo em Florianópolis desde 1988. A cidade mudou MUITO de lá para cá. Em alguns aspectos para melhor, mas em grande parte para pior. Lembro que na época já se criticava muito os “ecochatos”. Até eu usava essa expressão, pelo que peço sinceras desculpas agora. Se não fossem eles, não restaria nem o pouco de área de preservação permanente, mangue etc…que ainda resiste.
    Não tenho como comemorar a decisão da prefeitura, cuja gestão começou se mostrando preocupada com a especulação imobiliária desenfreada, com o meio ambiente e a qualidade de vida dos moradores. É (mais uma) grande decepção com os administradores.
    Amo Florianópolis e acho que ela deveria ser protegida, como fazemos com tudo/todos que amamos. Mas me sinto impotente, dá vontade de chorar.

  • Servidor Publico diz: 5 de fevereiro de 2015

    Poxa vida…Mais uma acao que me desmotiva a transferir o meu titulo de eleitor para a cidade, apos alguns anos radicado e amando a cidade de Florianopolis. Acompanhei pouco a campanha do atual prefeito que, dentre outras propostas, era de minimizar a especulacao imobiliaria, incentivar diferentes modais de transporte etc. A area em questao eh linda, isso eh inquestionavel. Mas a populacao ganharia muito mais com uma area de lazer democratica, com uma vista incrivel para os bairros de Cacupe, Sto Antonio, Sambaqui…Agora quem vai ficar cada vez mais milionarios sao meia duzia de empresarios e grande parte da populacao ainda se seduz estes tipos de empreendimentos, querendo comparar a cidade que tem varios aspectos precarios, de terceiro mundo, com cidades de primeiro mundo. Nao sei detalhes desta novela, mais um parque, arborizado, com um museu de verdade (ao contrario do CIC), seria muito mais sedutor!!! (Daqui a pouco estaremos num deserto de concreto igual a cidade vizinha de SJ!!!).

  • Servidor Publico diz: 5 de fevereiro de 2015

    Alias Cacau, so um adendo. Tanta expectativa para a aprovacao de um projeto desses…E a questao da reforma das pontes ilha-continente e a Licenca Ambiental para tocar o projeto de transporte aquaviario que nao sai nunca? Vao implantar barcas como alternativa paras as pontes so depois que elas forem interditadas ou cairem de vez???
    Acho que isso sim seria muito mais importante!!!

  • Indignado! diz: 5 de fevereiro de 2015

    Para tudo!!

    Na Lagoa não pode construir na beira da lagoa, mas na beira-mar pode???

    é isso mesmo produção???

  • crazy horse diz: 5 de fevereiro de 2015

    Que legal a ilha ja esta parando devido a “imobilidade urbana” e agora mais um mega empreendimento para magnatas num lugar que ja esta sufocado.

    Triste

  • Sergio diz: 5 de fevereiro de 2015

    Grande tiro no pé, agora ao invés de apreciar o mar vão apreciar um paredão de concreto e amargar duas horas na fila. Bando de espertalhões, quanto deve ter rolado de $$$? Empregos? Há sim, com certeza vão trazer muita gente do nordeste para trabalhar alí com uma mão de obra baratinha, baratinha. Já vimos esse filme antes.

  • Pauline diz: 5 de fevereiro de 2015

    MUITO BOM!!!!!
    Vamos evoluir…..chega de manezice!!!!
    Tem pessoas que querem que Floripa continue como há 50 anos atrás.
    EVOLUAM, PLEASE!!!!

    Olhem as cidades de outros países! Não são lindas?
    Viajam para o exterior e acham lindo, mas na hora de fazer algo aqui são contra!

    TODOS SABEM: coisa pública neste país não funciona…..
    Parque? Pra quê? Pra virar antro de bandidos e drogados?

    Existe maior degradação do meio ambiente do que as favelas desta cidade? Alguém é preso por isso? E as invasões nas praias pelos “nativos”….NINGUÉM FALA!

  • Pedro Henrique diz: 5 de fevereiro de 2015

    ótima notícia. Poderiam aproveitar e fechar aquele bar…

  • Paulo Beno diz: 5 de fevereiro de 2015

    Parabéns a prefeitura que obrigou a construtora a ajustar o projeto.
    Ao contrário do que a “manezinha”, que muito provável não seja manezinha, disse, traz empregos e desenvolvimento sim.
    O crescimento não é o vilão, o grande vilão são os demandos e o não cumprimento/fiscalização da lei. Se tiver acesso, esgoto e não intereferir muito no meio ambiente não há problema algum, só melhora a imagem da cidade.
    Os ecochatos estão prontos pra atacr o empreendimento, mas não falam nada da ocupação irregular das dunas, pela favela do Siri e pela poluição que ela causa, não fala nada do enorme prejuízo à natureza que as pedreiras realizam, entre outros, só atacam essa por que dá destaque.

  • jorge diz: 5 de fevereiro de 2015

    Que Pena Eduardo… você realmente não conhece a cidade nem a gente que critica…quer falar em mão de obra especializada num estado que mais produz mão de obra nas áreas de tecnologia por exemplo… você deve ser de outro estado mesmo, um estado tão bom que tu vieste pra cá engrossar as filas daqueles que migram em busca de oportunidades que seus estados de origem não deram…E é por possuir mão de obra especializada que pessoas vem de outros estados cair no trabalho braçal (sem especialização). Quer falar de MANDRIÃO? Em SP a mão de obra é 75% Nordestina! Um povo criticado, chamado de preguiçoso mas que não de intimida e se espalha pelo pais a procura de emprego e devido a isso paulistas são MANDRIÕES? NÃO. Não me venha com churumelas….Se criticam tanto, voltem pro teu “PAÍS” já que segundo dissestes RS SP e MG são classificados como países agora…Provavelmente nem votam aqui e conforme falou o Cacau, fica difícil palpitar.Não conheces o Parque de coqueiros, não conheces a Lagoa do Peri, não conheces o parque do Córrego… Até o Maciço do Morro da Cruz tem um parquinho com bastante gente, não tem meia dúzia de gatos pingados, tem sim famílias inteiras desfrutando de momentos felizes com seus filhos, netos…Mas claro um resort e uma marina a população inteira pode usar… Já que em FPolis todo mundo tem uma lancha… Arrombasses Ow…..fui!

  • rogerio cardozo diz: 5 de fevereiro de 2015

    Parabéns a prefeitura , não vai agredir a natureza se obedecer as normas de construção e floripa vai ter um hotel num lugar belíssimo , floripa tem que incentivar o turismo e melhorar sua infraestrutura .

  • Pauline diz: 5 de fevereiro de 2015

    rsrsrs…preservar eucalipto…..tax tola Patricia?

  • Aguiar diz: 5 de fevereiro de 2015

    Marcelo Burda disse TUDO!
    FIM

  • Fernando diz: 5 de fevereiro de 2015

    Construir um hotel naquela área é um absurdo!!
    Não venham com essa que vai gerar mais emprego e blablablá.
    Vai gerar mais grana para os donos do negócio, isso sim, além de acabar com a pouca vegetação que ainda resta na Avenida Beira-Mar!
    Deveria ser feito um parque ali, uma área de uso comum para
    toda a população desfrutar!! Florianópolis carece de parques públicos!!!

  • Da Barra diz: 5 de fevereiro de 2015

    Jákê, o turismo é a propulsão-iônica da ilha da magia, já estamos atrasados.

  • Andreia B diz: 5 de fevereiro de 2015

    Mais um absurdo que acontece nessa ilha.. quem é a favor só pode ser muito burro ou estar envolvido com a roubalheira que ocorre nessa cidade.. floripa já virou um caos em todos os sentidos e agora querem acabar de vez fazendo essa palhaçada ! era de se esperar… HANTEI + o mini cesar Souza

  • Laura diz: 5 de fevereiro de 2015

    Que pena o lugar poderia ser um parque , mais verde que está mto em falta no centro de Floripa.

  • Juquinha diz: 5 de fevereiro de 2015

    Aos que querem floripa “grande”, ai vai uma dica: São Paulo, Rio, salvador, Porto Alegre são beeeeem grandes, podem desfrutá-las, pois se aqui ainda é atrasada e provinciana, quero mais é que “atrase” muito mais.
    Opinar que um prédio que sediará um hotel é sinal de crescimento, que é algo bom para o tal “provo”, é o mesmo que estar no busão, ver passar um BMW, e sentir orgulho que na cidade tem gente com dinheiro.
    Povinho burro!

  • Fernando Avaiano Feliz diz: 5 de fevereiro de 2015

    Aos poucos estão acabando com a minha Ilha querida.
    Governantes medíocres.
    Aquela área deveria voltar a ser pública, com a construção de uma bela praça.
    Floripa carece de áreas abertas para a população.
    Ali deveria se fazer algo nos moldes do Parque de Coqueiros, com local para caminhada, quadras e espaço para pequenos eventos culturais.
    Agora vamos conviver com um espigão de 18 andares e quem irá trabalhar ali? Provavelmente, gaúchos, paulistas, nordestinos, etc.

  • Pedro diz: 5 de fevereiro de 2015

    Parabéns é Floripa entrando no rol das grandes cidades.
    Em paralelo temos que melhorar (modernizar) nosso aeroporto e reestruturar os transportes coletivos e por fim os acessos e saídas da Ilha.
    Mobilidade é problema nas maiores cidades do Brasil.

  • PAULA diz: 5 de fevereiro de 2015

    eu me lembro da campanha eleitoral do mini cezar Souza e agora ele volta atrás?
    é um vergonha essa cidade.. nasci aqui , amo esse lugar mAS INFELIZMENTE o dinheiro e o poder falam mais alto que o cuidado com a natureza
    não sou contra o crescimento, sou contra fazer vale o dinheiro e a vontade de poucos e acabar com o restinho da ilha..
    bom senso e vergonha na cara é algo que falta em muitos…

  • Fran diz: 5 de fevereiro de 2015

    Boa! Esse pessoal que ta reclamando do empreendimento, não deve saber que Floripa é uma cidade turística e que precisa gerar receitas para que o município possa aumentar os investimentos na saúde, educação…. Floripa tem que evoluir.

  • Carlos diz: 5 de fevereiro de 2015

    Parabéns! Foi sensata a decisão da prefeitura!

  • Jota PMD diz: 5 de fevereiro de 2015

    Turma do contra e gente que vive no museu poderiam ir morar la no interior, num sitio, aqui é cidade grande, todo lugar do mundo que preste tem coisa boa, os babacas que nao querem que mudem nada sao os que nao fazem nada, vieram de outro lugar incomodar aqui na ilha da magia. Vamos com tudo prefeitura, tá certissimo. Parabens e aos do contra convido pra sairem da nossa ilha

  • Jaqueline Zambon diz: 5 de fevereiro de 2015

    Finalmente!
    O projeto anterior parecia ser bem melhor, mas assim pelo menos a área será devidamente cuidada, empregos serão gerados e a economia se movimentará mais. Em relação ‘a uma possível degradação ambiental, não seria maior que a de prédios residenciais, muito pelo contrário!

  • Giorgio diz: 5 de fevereiro de 2015

    Que maravilha, o transito de floripa agradece. Meta construção uma atras da outra e deixe o transito todo como esta. Prefeito porque nao começa a utilizar a cabeça pra ver o assunto mobilidade ?? Nao foi vc que disse que nao se pode mais construir aqui, que nao se comporta tanta obra ?? Parece que o que falou para pedir votos é muito diferente do que esta fazendo atualmente. Proxima eleição para prefeito é GEAN LOUREIRO na cabeça !!

  • jorge diz: 5 de fevereiro de 2015

    Bom, não haverá consenso sobre a matéria, porém é uma pena discutir algo que só interessa à Construtora, e alguns grupos ligados à ela. Somos capital turística sim, com belezas naturais degradadas pela força do dinheiro, (não pensem que sou comunista, esquerdista ou radical… ao contrário sou bem liberal até) mas por conta disso somos um dos lugares mais caros para se viver no Pais. Nossos imóveis são um dos mais caros, e isso faz com que cada vez mais nossa cidade seja vendida e a população expulsa por se tornar impossivel de se viver. O mesmo Boca mole que apoia a construção fica buzinando na fila da beiramar, ou reclamando da falta de segurança, ou da falta de ciclovia que será afetada, falta de etc…. Não sou contra o desenvolvimento, muito menos do crescimento, porém há melhores maneiras de se fazer isso. Vejamos o exemplo de Jurerê: empreendimentos milionários, hotéis, aparts, carros de luxo… Beach clubs invadindo e loteando a praia, e muita vezes impedindo a população de usufruir do bem público, Ingleses, lagoa, etc…Este projeto modificado prevê o acesso livre pela borda d’água. Será? e antes que alguém fale: “Se não tem dinheiro muda de cidade” gostaria de lembrar que muitas das cidades européias citadas aqui ou até mesmo outras que estão na cabeça dos colegas tem uma relação entre o maior e o menor salário na proporção de 10 a no máximo 20x, ou seja é como se no Brasil sendo o Salário Mínimo R$ 788,00 o máximo seria em torno de R$ 15000,00, gerando pouca desigualdade. Lembrando tb que nestes países há um preocupação primeira com o coletivo, com muitas áreas como praças, espaços ao céu aberto… mas enfim será um belo cartão postal, para uma cidade de fachada…

  • JORGE diz: 5 de fevereiro de 2015

    Ah Marcelo Burda, me convida pra pescar na ponta do Coral depois que o Hotel estiver lá… vais ficar só com a fieira da tarrafa na mão! pois não será permitido. Hoje é só resolver melhorando o ambiente, iluminando etc… depois até vc será persona non grata por aquelas bandas…

  • Maria Elisa Antunes Paiano diz: 5 de fevereiro de 2015

    Mais um absurdo! Essa região deveria se transformar num belo parque, pois somos carentes em relação a lazer. Os congestionamentos da região vão aumentar, ante esse disparate. É uma pena que nunca pensem no povo.

  • Mau diz: 5 de fevereiro de 2015

    “Opinar que um prédio que sediará um hotel é sinal de crescimento, que é algo bom para o tal “povo”, é o mesmo que estar no busão, ver passar um BMW, e sentir orgulho que na cidade tem gente com dinheiro.”

    kkkkkk Disse tudo meu caro. Que povo estranho esse né. A maioria das pessoas que comentam que isto é uma maravilha para a cidade não vão ter cacife de sequer por os pés no saguão do hotel, no máximo vão tirar fotinhos de longe.

  • Helder diz: 5 de fevereiro de 2015

    Acredito e espero que o projeto traga benefícios para Florianópolis: emprego, turismo, e uma nova paisagem no local que ofereça lazer à população. Mas vamos comentar sobre a Ponte Hercílio Luz, PARADA a mais de 30 anos, com tentativas de reformas que não reforma nada, não contribui para a mobilidade urbana, não serve para coisa alguma, apenas como cartão postal. Chegou a hora de um basta nesse caso, ou mais 30 anos de espera. Precisamos cobrar a Prefeitura e o governo do Estado uma solução efetiva, não queremos uma Ponta remendada, para depois, mais reformas e mais reformas. Queremos uma NOVA PONTE HERCÍLIO LUZ.

  • Raphael diz: 5 de fevereiro de 2015

    Ótimo. Sem aterro, ocupando somente o terreno, com a criação de acessos que facilitem o fluxo na região e assim aquela área livra-se de vez dos casqueiros e a cidade ganha algo legal.

  • Fernando diz: 5 de fevereiro de 2015

    A população, maior interessada na preservação do meio ambiente, deve se opor de todas as formas a este absurdo, utilizando-se da força se necessário, 18 andares é demais, ali deveria ser uma área pública em benefício da população.

  • Noris Santana diz: 5 de fevereiro de 2015

    Parabéns Floripa entrando no primeiro mundo.viva!!!!!

  • Gustavo diz: 5 de fevereiro de 2015

    Florianópolis andando para trás… O engraçado é ler os comentários de que ao menos não será mais um local tomado pelo mato, usuários de drogas e assaltantes. A única coisa, é que não param para pensar que aquela é uma área privada. Se está assim hoje, é pq os proprietários nunca cuidaram do terreno, ou seja, se há problemas, a culpa é dos proprietários que propositalmente criaram nas pessoas um sentimento de que aquele local era um estorvo à ilha. Agora construirão um empreendimento que beneficiará uma meia dúzia de três ou quatro magnatas de fora e vai gerar uma dúzia de subempregos. Parabéns PMF!!

  • Thiago Fortkamp diz: 5 de fevereiro de 2015

    Quem daqui não conhece o Parque de Coqueiros? Experimentem ir em um final de semana de sol naquele local, e verão o sucesso que é.
    Tá certo que o terreno da Ponta do Coral é, digamos, “privado”, e o dono teria em tese o direito de construir ali. Porém, o argumento de que se não construírem um hotel o local ficará largado e tomado de viciados é uma falácia.
    Poderiam muito bem fazer ali um parque nos moldes do de Coqueiros, certamente a cidade e seus habitantes ganhariam muito, mas muito mais. Mas para isso precisariam comprar ou desapropriar a área, porque também não concordo em deixar o dono do terreno no prejuízo, por mais “estranho” que tenha sido o processo de aquisição daquela área.

  • Walter diz: 5 de fevereiro de 2015

    Vai ficar de frente ao pombal dos Koerich?!

  • jorge o certo diz: 5 de fevereiro de 2015

    Vai dar pra pescar sim, o projeto preve a area publica, vai catar coquinho seu do contra

  • claudio cunha diz: 5 de fevereiro de 2015

    Estamos precisando de mais prédios mesmo! Adoro concreto tapando a visão. Genial!! O lugar é perfeito pra isso, afinal, baia que se preste tem que bosta flutuando não é mesmo? CANALHAS.

  • Bia diz: 5 de fevereiro de 2015

    Li um por um os comentários. Gosto de conhecer os que pensam diferentes de mim para refletir se estou realmente certa. Confesso que os argumentos apresentados não só não me convenceram, como me deixaram ainda mais contrária à construção.

    “Floripa é uma cidade turística”.
    1)Concordo, é mesmo, e precisa do turismo para se manter. MAS não faltam leitos, pois vários novos hotéis foram construídos nos últimos anos.
    2) No que um prédio de DEZOITO ANDARES encobrindo o mar na avenida mais movimentada da cidade vai ajudar o turismo?
    3) Um percentual grande de turistas vem a Flops exatamente pelo que ainda resta de belezas naturais. Se quisessem prédios faraônicos iriam passear em São Paulo ou Dubai.

    “Melhor um hotel do que terreno baldio, abandonado”.
    1) Por que uma coisa ou outra? Por que não uma área pública, linda, moderna, charmosa como muitos que aqui escrevem já devem ter visto no exterior?
    2) Por que o local estava abandonado se é lei que os proprietários cuidem dos seus terrenos?

    Alguém acredita realmente que isso vai trazer benefícios para os habitantes da cidade? Que não vai “entupir” ainda mais uma via congestionada como a Beira Mar?
    Que não haverá impacto ambiental? MESMO?

    obs.: Isso se não fizerem como o hotel Majestic que se apropriou de tal forma da praça que era pública que hoje ninguém mais usufrui…

  • Guilherme Roman diz: 5 de fevereiro de 2015

    A construtora ficou com o melhor dos mundos: vai construir o hotel e não vai precisar investir nos espaços públicos originalmente previstos – passeio publico e marina.

    Negócio de Portugues este!!!

  • waltencir jose da silva diz: 6 de fevereiro de 2015

    se trazer riquezas para a cidade é um projeto bem vindo, também como a construção de um porto para navios de cruzeiro que trariam muitos $$$$$ pra Florianópolis, mas a turma do contra que na maioria é pessoas que não são nativos daqui emperram estes projetos.

  • Sandra diz: 6 de fevereiro de 2015

    Pois eu preferia um Miramar no lugar, espaço prá curtir o mar e a cultura…

  • Dudu diz: 7 de fevereiro de 2015

    Miramar?
    Cultura?
    Só se for cultura de coliformes fecais, hehehe!

    Cada uma!

Envie seu Comentário