Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Protesto

27 de fevereiro de 2015 20

Manifestação contra a construção de um hotel na Ponta do Coral reuniu 18 pessoas em frente à prefeitura no início da tarde desta sexta-feira.

Comentários (20)

  • Costa diz: 27 de fevereiro de 2015

    Cacau, considerando que aqui no Brasil a minoria tem força de maioria, podem conseguir detonar o projeto.

  • nelson diz: 27 de fevereiro de 2015

    Isso prova que nem tudo esta perdido pois a burrice esta limitada a apenas 18.

  • oliveira diz: 27 de fevereiro de 2015

    Cacau , no mínimo são de foras , vamos cantar pra eles aquela música de carnaval ” oiooo…….sou manezinho mas não sou nenhum bocó………..

  • Henrique diz: 27 de fevereiro de 2015

    Porrrrrrrrrrrrraaaaaaaaaaaaaa….

  • Aurélio diz: 27 de fevereiro de 2015

    Chama a PM e bota pra correr.

  • William Wollem Willem diz: 27 de fevereiro de 2015

    O mesmo bando de desorientados que ficam lá na ponta do coral e vão perder o “ponto”

  • Manoel da Costa e Silva diz: 28 de fevereiro de 2015

    O loco….

  • Gerson Luiz diz: 28 de fevereiro de 2015

    Um dia alguém vai dizer: “Eles estavam certos!”

  • Inocência diz: 28 de fevereiro de 2015

    Ô Costa> Pode nada INOCENTE!!!

    O Projeto é lindo e só faz bem;

    Os RICOS podem ver os POBRES andando na Beira-Mar.
    Os POBRES podem ver os RICOS olhando para cima.
    Os RICOS com toda a certeza vão dar TCHAU para os POBRES.

    Há coisa mais bela do que a cortesia???

    Não.

  • Paulinho do Bé diz: 28 de fevereiro de 2015

    Cacau!

    Conheci um POLÍTICO que num determinado Protesto “Tolo”- Tupi NI Kim, como este. na HORA acabava com ele numa taca só:

    Pedia a palavra – educadamente – e dizia:

    Vamos sentar a mesa, MAS, somente quem tiver CHEQUE (dinheiro) e mostrava jogando sob a mesa. No mias, QUEM não tem, vai para trás – CALADO.

    Pronto.

    Em Tempo:
    Segundo o NOJENTO do “Orlando”, disse que em PORTUGAL, se diz assim para este caso:

    “Quem não tem KUS, não se estabelece.

    Pode isso Cacau?

  • carlos diz: 28 de fevereiro de 2015

    Isso vamos ridicularizar esse pessoal que defende a ilha. estamos tao mal orientados que o cidadao honorário de Floripa é o,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,ROMARIO!

    Continuem assim alienados. culpando os gauchos, os turistas e não olham seu umbigo

  • Manoel Silva Vieira diz: 28 de fevereiro de 2015

    São os 18 que invadiram a parte norte da ponta dizendo-se pescadores?????? Conheço um deles, maior 171 urbano!!!!!!!

  • gualter diz: 28 de fevereiro de 2015

    Devem ser cotistas, aqueles que protestam por causa das cotas….da cota dos burros.

  • Odir Caldas diz: 28 de fevereiro de 2015

    “Quando o projeto foi analisado pela primeira vez junto a nova administração Cesar Souza e foi vetado porque incluia um aterro em área pública que a Prefeitura não podia autorizar, comentei que o Prefeito estava agindo com bom senso e que “no futuro” iria reaproveitar o projeto adaptando-o ao Plano Diretor e as necessidades da Capital. Agora o Projeto foi aprovado. Melhor para Floripa e seu povo. O investimento vai ser grande e gerar novas oportunidades para quem tiver qualificação.”

  • Juca diz: 1 de março de 2015

    Tem um tal de Tiago Skarnio e uma tropinha q ganha verba do governo Dilma organizando essa babaquice.

  • Sandra diz: 2 de março de 2015

    As pessoas não lembram que ali era área pública!!!
    Não soube da manifestação, mas não me agrada nada a idéia de ver os Emirados Árabes investindo aqui na ilha. Acho uma merda, daqui a pouco vai ter terrorista vindo se hospedar por aqui, argh.

  • Alberto diz: 2 de março de 2015

    Acredito que ninguém é contra o investimento e sim pelo local e os 18 andares.

  • Eduardo diz: 2 de março de 2015

    Com razão o Odir. O veto ao projeto original, aquele que previa o aterro, foi corretíssimo, pois aquela aberração (paisagística e legal) não podia vingar. O projeto atual, mais modesto e dentro do tamanho útil do terreno, pode e deve ser executado. A turma do contra, se quiser, pode fazer uma vaquinha e comprar o terreno do proprietário! Quem sabe esses 18 tansos, mais aquele vereador, se unem e compram!!!

  • pauline diz: 3 de março de 2015

    O vereador do protesto é marajá do serviço público. Se diz do povo…piada!

  • Décio diz: 3 de março de 2015

    Estes imbecis fazem parte daquela minuscula corrente, dos contra tudo e contra todos. Muitos inclusive de origem de outros Estados da Federação que se acham os donos de Florianópolis. Porque estes ecochatos de plantão não voltam para o lugar de onde saíram ?…. Florianópolis agradeceria.

Envie seu Comentário