Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Enterro de anão

30 de agosto de 2015 0

Há um ditado por aí que não existe enterro de Anão. Pois em Curitibanos, no meio-oeste, essa história não procede. Teve um enterro de anão, que até pode ter interferido no resultado de uma eleição. Em 1972 o ex-deputado Onofre Agostini foi eleito prefeito do município, pela extinta Arena. Na cidade havia um anão, que fazia campanha para o seu adversário, o já falecido empresário Ulysses Gaboardi (pai do Ulyssinho Gaboardi, eleito prefeito na década de 90), que era do então MDB.

Acontece que na semana da eleição o anão morreu. O velório estava cheio de emedebistas, lamentando a morte do cabo-eleitoral. Na hora do enterro, como o caixão do anão era muito pequeno, a turma ficou ali, indecisa em qual alça pegar.

Foi quando chegou o candidato Onofre Agostini e, diante da indecisão, pegou o caixãozinho nos braços e partiu para o cemitério. Acabou levando os votos da família e venceu a eleição.

Envie seu Comentário