Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A batalha épica de StarCraft II. Confira a análise

06 de agosto de 2010 0

Acabou a espera por um dos jogos mais aguardados dos últimos anos. Foi lançado mundialmente o game de estratégia em tempo real, StarCraft II: Wings of Liberty. Para o Brasil, o fato é ainda mais relevante, já que o produto marca a chegada oficial da Blizzard Entertainment, de World of Warcraft e Diablo, por essas bandas.

E os números já impressionam. Com mais de 1,5 milhão de cópias vendidas nas primeiras 48 horas, StarCraft II se tornou o jogo de PC mais vendido de 2010 e o game de estratégia que vendeu mais rapidamente de todos os tempos – um recorde absoluto.

Wings of Liberty é a sequência para o sucesso de 1998 da Blizzard, StarCraft, considerado como um dos melhores jogos de estratégia de todos os tempos. No título, o centro de batalha se desenrola entre as raças protoss, terrano e zerg, cada lado com legiões de novos tipos de unidades.

Antes de mais nada, para jogar o produto, é necessário criar uma conta em http://us.battle.net/pt/, a rede online da Blizzard. Por isso, é obrigatória a conexão com internet. Assim como o game, o site foi traduzido para o português brasileiro.

A jogabilidade do game pode ser vista como um jogo de xadrez, mas em tempo real (sem espera por turnos). O mapa de ação é o tabuleiro e o jogador precisa pensar em uma estratégia para derrotar as tropas adversárias. Para criar soldados e médicos, por exemplo, é necessário ter fontes de alimento para determinada quantidade de guerreiros. Tudo funciona de forma eficaz e divertida.

No início, é de se estranhar um pouco a dublagem em português, com frases repetitivas como “Tá afim de treta moleque?” ou “Quem quer levar porrada”. No final, acaba-se acostumando. O que ficou devendo mesmo são os gráficos. As cenas de animação poderiam ter sido melhor desenvolvidas para a geração atual.

Mas vamos as impressões sobre o modo campanha de um jogador que não tinha se aventurado no StarCraft 1 e que também não é expert (ainda) no gênero RTS. A velocidade parece ser uma das principais exigências. Embora eu seja um jogador que goste de montar grandes exércitos, normalmente não se tem tempo para isso. Atacar rápido parece ser uma boa estratégia. Mas para isso, o jogador precisa ter várias unidades “VCEs” para garantir construções, reparos e suprimentos.

A real é que as batalhas são tensas. O usuário tem que pensar em tudo ao mesmo tempo. Cada unidade tem um ponto fraco. Por isso é importante descobrir qual é a tem maior facilidade contra qual. Dificilmente um exército de uma unidade só será eficaz. No exército dos terranos, gostei de utilizar os veículos Thor, Viking e Tanque de Cerco. Este último é lento, mas muito útil para ataques à distância e defesa.

StarCraft II: Wings of Liberty tem uma trama densa, bem entrelaçada e divertida ao máximo. Em algumas ocasiões, também é possível jogar fliperama, por exemplo, em com um jogo de naves espaciais. Por tudo isso, o game deverá se tornar um épico e é altamente recomendado.

PS: Essa são impressões sobre o modo campanha. Em breve, espero trazer opiniões sobre o multiplayer.

Game: StarCraft II: Wings of Liberty

Preço: R$ 49 (com direito a 180 dias de jogo). R$ 105 para o game ilimitado
Gênero: Estratégia
Empresa: Blizzard
Plataformas: PC e Mac
Site: www.starcraft2.com


Dica: O segredo da vitória está na velocidade dos cliques no mouse e no equilíbrio das tropas. Ao atacar com exterminadores ou soldados, por exemplo, é necessário ter médicos para curar os machucados.

AVALIAÇÃO

Gráfico: Bom
Som: Bom
Jogabilidade: Ótimo
Diversão: Ótimo
Inovação: Bom

Envie seu Comentário