Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts na categoria "Pitacos de redação"

O vício de travar batalhas estratégicas em StarCraft II

02 de agosto de 2010 0

Nunca fui um jogador fanático por games de estratégia. Talvez alguém me critique, mas minha expectativa em torno de StarCraft 2 não era lá essas coisas… até começar a jogar. Depois, entrei em um grau de vício puro.

Resumo da história: desde a última semana, não paro de jogar StarCraft II, dublado em português. E como tenho me divertido. Com certeza, é um dos grandes lançamentos de 2010. Para o Brasil, ainda maior, já que marca a chegada oficial da Blizzard por essas bandas.

Tento no SC2 não apenas jogar o básico, mas aprender realmente a jogar, os atalhos de teclado, táticas de ataque, defesa etc. É um tipo de game que requer insistência e até treinamento para se tornar usuário avançado. Na Coreia do Sul, por exemplo, é profissionalizado, com grandes campeonatos e jogadores famosos, quase superstars.

No Brasil, ainda está longe, muito longe disso. Mas já conheci alguns cyberatletas não profissionalizados de StarCraft. Do Rio Grande do Sul, Moska e Kelsen foram jogadores no qual já conversei durante dos World Cyber Games, a olimpíada dos jogos eletrônicos.

De acordo com o site VGChartz.com, StarCraft II vendeu 1,8 milhões de cópias em todo mundo, sem contar a Coreia do Sul. Realmente é uma mega potência da Blizzard que espero continuar jogando por muito tempo. Nesta semana, publico aqui no Canal dos Games a avaliação. ;)

Um debate sobre a Libertadores no PES2011. Haverá realismo?

21 de maio de 2010 130

Esta quinta-feira foi dia de rodada decisiva pelas quartas de final da Libertadores. Em Quilmes, o Inter pelos critérios técnicos, depois de perder por 2 a 1 para o Estudiantes. E O Flamengo caiu para o Universidad de Chile, mesmo com a vitória de 2 a 1.

Algumas questões importantes desses jogos. No jogo do Inter, após o apito final, aconteceu uma pancadaria (foto abaixo) envolvendo alguns jogadores. Além disso, alguns atletas, como D’Alessandro, pularam nas grades para comemorar com a torcida.

Já no intervalo da partida do Flamengo, os atletas tiveram que sair escoltados de campo, por causa de tanta coisa que a torcida jogava para o campo. O Vagner Love, por exemplo, se defendeu de uma bola de golfe.

Tudo isso sem falar dos papéis em campo, da forte fumaça no gramado por causa de sinalizadores e de juizes localistas, sendo pressionados fortemente pelos jogadores.

E agora vem o ponto onde quero chegar: Terá isso tudo no Pro Evolution Soccer 2011. O Konami anunciou recentemente a licença para reproduzir os jogos da Libertadores, que na verdade, é uma competição a parte.

Claro que não é de se orgulhar, afinal de contas, a Liga dos Campeões é muito civilizada. Mas será que a Konami se preocupará com o realismo? É quase uma certeza que não.

Esse post foi inspirado no excelente comentário abaixo do mestre Gabriel, neste post:

“Espero que tenha policiais com escudos protegendo os batedores de escanteios, sinalizadores, estádios vazios na primeira fase, altitude nos jogos na Bolívia, mexicanos entrando na segunda fase e multa de US$ 100 por cartão amarelo”.

———————————————————————————————————–

Caso use leitores de pode seguir o blog aqui. Ou também pelo . E que tal receber o conteúdo do Canal dos Games por e-mail? Basta registrar aqui:



Related Posts with Thumbnails

[Opinião] Até que ponto os games devem ser realistas?

15 de abril de 2010 34

Nestes dois últimos dias, tenho jogado incessantemente o jogo de tiro Battlefield: Bad Company 2, da Electronic Arts. Em se tratando de jogos de guerra (sem ficção científica e aliens malucos), creio que é o que temos de melhor disponível, ao lado de Call of Duty: Modern Warfare 2, que ainda é o meu preferido (aliás, vale um post só de comparação desses dois jogos).

Tecnicamente, Bad Company 2 é excelente. Gráficos e sons de primeira, cenários gigantestos e detalhistas, um enredo legal etc, etc, etc.

Por outro lado, comecei a me questionar em relação ao realismo do jogo (sem levar bugs em conta). Se formos levar ao pé da letra, nenhum FPS é de fato realista. A começar pelo sistema de dano: após ser atingido, basta se esconder por alguns segundos até que a energia retorne ao normal.

No caso do Bad Company 2, reparei que a maioria das casas não tem móveis. Em geral, são espaços vazios. Banheiro, nem pensar. Se bem que boa parte da ação se desenrola em mata atlântica. Aí no aperto…

Sem falar do espírito de Chuck Norris que temos em todos os jogos. Com um personagem só conseguimos aniquilar exércitos inteiros.

Queremos cada vez mais gráficos realistas, a sensação de imersão total em um jogo. Mas sabemos que isso nunca vai acontecer. Isso quer dizer que a gente se engana um pouco? Por mais que a gente se sinta na pele do personagem, a gente sabe que tudo se trata da mais pura fantasia interativa.

E se o jogo fosse realista ao pé da letra? No caso de um game de guerra, como o Bad Company 2, teria de ter médicos junto com o esquadrão do jogador, paradas para fazer refeições e quem sabe uma soneca antes e depois da ação? É, não ia dar certo.

Na real, o realismo não combina 100% com os games. Se não, os jogos perderiam a graça.

Claro que esse post tem um pouco de devaneio, além de brincadeira, é claro. Em nenhum momento quis dizer que Battlefield: Bad Company 2 é ruim. Pelo contrário. E na semana que vem vou publicar a avaliação aqui no blog.

Pra finalizar, coloco umas fotos do site Cracked. Era um concurso de Photoshop com o tema “
E se os games fossem realistas?”

Pro Evolution Soccer 2010 não chega a empolgar

11 de novembro de 2009 54

Desde o final de semana, estou com uma cópia do Pro Evolution Soccer 2010. Desde então, os jogos são diários, é claro. Como um fanático por games de futebol, admito que não me empolguei muito com a nova versão do eterno “Winning Eleven” para o PlayStation 3.

A jogabilidade está lenta e driblar está muito complicado. O jeito é tocar muito a bola até chegar a área adversária e abusar dos lançamentos. Pelo menos, os movimentos dos passes estão mais bonitos.

Embora os gráficos dos jogadores tenham evoluído, as animações são praticamente as mesmas da versão anterior. Esperava variações.

Às vezes, chega a ser revoltante a facilidade com que a máquina desarma as jogadas, mesmo que você tente esconder a bola. Aliás, achei os jogadores lentos. Quando aperto o botão de corrida, parece que eles não disparam como no PES2009. Alguém mais teve essa impressão?

Senti falta do gráfico de habilidade dos jogadores, aquele famoso losango. Não tem mais. Também notei alguns bugs na jogabilidade, como um jogador “travado” em campo, por alguns segundos. Por outro lado, os jogadores agora podem ter um controle maior nas orientações das equipes.

Campeão da Liga

Nesta quarta-feira, terminei a Liga dos Campeões com o Real Madrid. Na primeiras partidas, goleei com facilidade os adversários, atuando no nível avançado (quatro estrelas). Fui campeão e não me empolguei muito. Vai entender.

Para fazer gols, duas dicas básicas:

– Cruze muito, principalmente se você tiver um bom cabeceador na área,
como o Drogba;
– Arrisque de fora da área. Os chutes saem que um foguete à média distância; Tem o Gerrard no seu time? Arrisque o tempo todo;

Em geral, não me agradou a última versão do game. Tanto, que penso em continuar jogando o PES2009. Aliás, quero trocar meu PES2010 por Uncharted 2: Among Thieves, caso alguém tenha interesse.

Talvez eu seja crucificado aqui no blog, mas creio que o Fifa 2010 esteja melhor do que o PES2010.

Band Hero será sucesso ou enganação? Confira a trilha

20 de outubro de 2009 3

Depois do sucesso estrondoso da série Guitar Hero, a nova aposta da Activision é em relação a Band Hero. O game será lançado para PS2, PS3, Xbox 360, Wii e DS. 

Na verdade, é uma tentativa de popularizar ainda mais a franquia Guitar Hero. Bem mais pop, Band Hero traz artistas como Lily Allen, Duffy, Nelly Furtado e até Village People. 

O próprio Guitar Hero World Tour já é bem pop, com La Band e Beat It. Mas o objetivo de Band Hero é muito maior. A Activision quer puxar cada vez mais o público feminino e adolescente para os games musicais, trazer mais o pessoal que gosta de cantar, principalmente. 

Sinceramente, tenho dúvidas se vai dar certo. O demo do produto, lançado na última semana, conta com as músicas Paralyzer, de Finger Eleven, Walking on Sunshine, de Katrina & The Waves, e Picture to Burn, de Taylor Swift. E sabem o que achei? Uma tremenda bomba!! 

Confira a trilha sonora para consoles 

. 3 Doors Down – “When I’m Gone”

. The Airborne Toxic Event – “Gasoline”

. The All American Rejects – “Dirty Little Secret”

. Alphabeat – “Fascination”

. Aly and AJ – “Like Whoa”

. Angels & Airwaves – “The Adventure”

. Ben Harper and the Innocent Criminals – “Steal My Kisses”

. Big Country – “In a Big Country”

. The Bravery – “Believe”

. Carl Douglas – “Kung Fu Fighting”

. Cheap Trick – “I Want You To Want Me (live)”

. Cold War Kids – “Hang Me Up To Dry”

. Corinne Bailey Rae – “Put Your Records On”

. Counting Crows – “Angels of the Silences”

. Culture Club – “Do You Really Want To Hurt Me”

. Dashboard Confessional – “Hands Down”

. David Bowie – “Let’s Dance”

. Devo – “Whip It”

. Don McLean – “American Pie”

. Duffy – “Warwick Avenue”

. Duran Duran – “Rio”

. Evanescence – “Bring Me To Life”

. Everclear – “Santa Monica (Watch The World Die)”

. Fall Out Boy – “Sugar, We’re Goin’ Down”

. Filter – “Take A Picture”

. Finger Eleven – “Paralyzer”

. The Go-Go’s – “Our Lips Are Sealed”

. Hilary Duff – “So Yesterday”

. Hinder – “Lips Of An Angel”

. Jackson 5 – “ABC”

. Janet Jackson – “Black Cat”

. Jesse McCartney – “Beautiful Soul”

. Joan Jett – “Bad Reputation”

. Joss Stone – “You Had Me”

. Katrina and The Waves – “Walking On Sunshine”

. The Kooks – “Naive”

. KT Tunstall – “Black Horse and the Cherry Tree”

. The Last Goodnight – “Pictures Of You”

. Lily Allen – “Take What You Take”

. Maroon 5 – “She Will Be Loved”

. Marvin Gaye – “I Heard It Through The Grapevine”

. Mighty Mighty Bosstones – “The Impression That I Get”

. Nelly Furtado – “Turn Off The Light”

. N.E.R.D. – “Rockstar”

. No Doubt – “Just A Girl”

. No Doubt – “Don’t Speak”

. OK Go – “A Million Ways”

. Papa Roach – “Lifeline”

. Parachute – “Back Again”

. Pat Benatar – “Love Is A Battlefield”

. Poison – “Every Rose Has Its Thorn”

. Robbie Williams and Kylie Minogue – “Kids”

. The Rolling Stones – “Honky Tonk Women”

. Roy Orbison – “Oh Pretty Woman”

. Santigold – “L.E.S. Artistes”

. Snow Patrol – “Take Back the City”

. Spice Girls – “Wannabe”

. Styx – “Mr. Roboto”

. Taylor Swift – “Love Story”

. Taylor Swift – “Picture To Burn”

. Taylor Swift – “You Belong With Me”

. Tonic – “If You Could Only See”

. The Turtles – “Happy Together”

. Village People – “YMCA”

. Yellowcard – “Ocean Avenue”

Trailer de God of War Collection é fantástico

16 de outubro de 2009 3

God of War Collection

Qual o melhor game do PlayStation 2? Tenho certeza que muitos de vocês responderão God of War 1 ou 2. Então, o jogo God of War Collection sera lançado em 17 de novembro para PS3, remasterizado.

Pelo trailer abaixo divulgado, é possível se perguntar mesmo se o jogo é para PS2 ou PS3, de tão bons que são os gráficos. Além disso, o vídeo é nostálgico, com várias cenas dos games anteriores e batalhas épicas de Kratos, como a luta contra a hidra.

Antes de God of War 3, God of War Collection será mais um dos games obrigatórios para o PS3.