Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Operação Leite Compensado: Ministério Público Estadual desarticula mais dois núcleos da fraude no leite no Rio Grande do Sul

22 de maio de 2013 10

* Atualizado às 10h20min

* Por Eduardo Matos

O Ministério Público Estadual desarticulou mais dois núcleos do esquema de adulteração de leite no Rio Grande do Sul. Um concentrado no município de Três de Maio e o outro em Rondinha. São cumpridos cinco mandados de prisão, três em Rondinha, um em Horizontina (cumprido ontem à noite) e um na Penitenciária de Espumoso, além de outros mandados de busca e apreensão. As ações da Operação Leite Compensado são realizadas simultaneamente em residências e empresas. Até o momento, são 5 presos nesta segunda fase: os empresários Adelar Roque Signor e Antenor Pedro Signor, o motorista da empresa Odirlei Fogalli, além do vereador de Horizontina Lauri Larri Jappe, do PDT, preso ontem à noite em casa, e de Daniel Fieti Villanova, que recebeu o mandado de prisão no Presídio de Espumoso, como parte da primeira fase da operação.

A fraude é a mesma já constatada nos municípios de Guaporé e Ibirubá, onde a Justiça aceitou denúncia nesta segunda-feira contra 13 dos 14 acusados. Empresários e transportadores misturavam água, ureia e formol no leite antes de mandar para as indústrias. O leite adulterado em Rondinha era levado para a empresa Marasca, em Selbach. De lá era vendido para a cooperativa Confepar, no Paraná. O promotor Mauro Rochemback explica o esquema.

“O núcleo de Rondinha, com a participação de dois empresários que levavam leite da região para Selbach. E o de Horizontina, em que o empresário também do ramo de leite cru, adulterava o produto e levava para postos de resfriamento”, diz o promotor.

Rochemback conta que entre as prisões decretadas está a do vereador de Horizontina Lauri Larri Jappe, do PDT. O pedido de prisão preventiva foi feito, porque numa conversa telefônica interceptada ele chegou a cogitar fugir do país.

“Ele cogitava sair do país. Chegaram a dizer que se a coisa ficasse preta, palavras deles, atravessariam a ponte para a Argentina”, relata.

O promotor garante que todo o leite suspeito possuía restrição do Ministério da Agricultura e que as indústrias do Rio Grande do Sul já estavam avisadas desde o início do ano.

“O leite que passou por estes postos de resfriamento estava com restrição. E essa restrição desde fevereiro foi informada para todas as indústrias para que esse leite não fosse usado como pasteurizado ou de consumo rápido, o chamado de saquinho. Todo esse leite foi para esta cooperativa paranaense (Confepar)”, finaliza o promotor.

Saiba Mais:
- Ministério da Agricultura destrói seis toneladas de leite em pó adulterado no Rio Grande do Sul
- Justiça aceita denúncia contra 13 dos 14 suspeitos de participação na Fraude do Leite no Rio Grande do Sul
- Grupo denunciado pelo Ministério Público usou produtor rural para receber dinheiro da fraude do leite
- Veja quais são os lotes de leite contaminado e orientações para o consumidor
- Fraude no RS: Ministério Público descobre no leite substância que causa câncer

Nos mandados de busca e apreensão, são procuradas provas da adulteração do leite, como substâncias químicas, anotações e ainda caminhões e carga de leite. De acordo com o MP, houve a comprovação de adulteração de cerca de 120 mil litros de leite nestes dois novos núcleos. Cerca de 40 policiais, promotores, servidores do Ministério Público Estadual e fiscais do Ministério da Agricultura participam dessa operação.

Comentários (10)

  • Ministério Público denuncia mais dois envolvidos na fraude do leite | Caso de Polícia diz: 29 de maio de 2013

    [...] agora, após a realização de duas operações, dias 8 e 22 deste mês, 15 suspeitos de colocar ureia com formol no leite foram denunciados e 9 seguem presos. Foram [...]

  • Operação Leite Compensado 4: descoberta nova distribuição de leite adulterado com formol no RS | Caso de Polícia diz: 14 de março de 2014

    [...] dois núcleos ligados à fraude do leite foram descobertos no final de maio nas cidades de Rondinha e em Três de [...]

  • Leite Compensado 5: Proprietários de indústrias são presos por adulteração no Vale do Taquari | Caso de Polícia diz: 8 de maio de 2014

    [...] Leite Compensado 2: MP desarticula mais dois núcleos da fraude no leite no RS. [...]

  • “Enquanto a indústria for cúmplice, não teremos leite de qualidade”, diz promotor | Caso de Polícia diz: 8 de maio de 2014

    [...] Leite Compensado 2: MP desarticula mais dois núcleos da fraude no leite no RS. [...]

  • Operação Leite Compensado 6: Fraude continua no noroeste gaúcho e envolve cooperativa do PR | Caso de Polícia diz: 11 de junho de 2014

    […] Operação Leite Compensado 2. […]

  • Empresário é preso no norte do RS em nova fraude do leite em Santa Catarina | Caso de Polícia diz: 20 de outubro de 2014

    […] Operação Leite Compensado 2. […]

  • Nova fraude: MP descobre água e sal em leite distribuído no norte do RS | Caso de Polícia diz: 3 de dezembro de 2014

    […] Leite Compensado 2. […]

  • Leite adulterado com água e sal era distribuído a grandes indústrias | Caso de Polícia diz: 3 de dezembro de 2014

    […] Leite Compensado 2. […]

  • Cooperativa de Erechim nega envolvimento em fraude de leite | Caso de Polícia diz: 9 de dezembro de 2014

    […] Leite Compensado 2. […]

  • MP deflagra nova operação Leite Compensado e descobre produto azedo no Norte do RS | Caso de Polícia diz: 13 de maio de 2015

    […] Operação Leite Compensado 2. […]

Envie seu Comentário