Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Polícia combate em Santa Maria ação de pichador que caiu de prédio na Capital no ano retrasado

31 de julho de 2013 2

* Colaboração de Viviana Fronza da Gaúcha SM

Cerca de 90 policiais de Santa Maria e com apoio de policiais da Região Metropolitana cumpriram nesta manhã 30 mandados de busca para combater a pichação. De acordo com o titular da 1ª Delegacia de Santa Maria, Marcos Vianna, um grupo foi identificado por realizar pichações na área central da cidade e desta vez com apoio de um jovem da Capital que está agindo na região. Este pichador é o mesmo que, no final de 2011, caiu de um prédio em Porto Alegre e já havia sido detido mais de dez vezes. A Polícia identificou como responsável pelas pichações Ismael Francisco da Silva, que neste ano, já havia sido detido na Capital por ter cometido atos de vandalismo.

“Depois de agir na Capital até início de 2012, ele veio pra cá. Antes, quando fiz operação contra pichadores em Santa Maria, só havia pichações até uma altura de três ou quatro andares. Com a vinda dele, apareceram em prédios na altura do décimo quinto andar e na vertical”, diz Vianna.

90 policiais cumpriram 30 mandados contra pichação em quatro cidades gaúchas / Foto: Viviana Fronza

Mandados judiciais

Ao todo, 27 mandados estão sendo cumpridos em Santa Maria, um na área central de Porto Alegre, outro em Alvorada e outro em Viamão. O objetivo é encontrar objetos e materiais usados pelos pichadores. Além de Ismael, a namorada e um amigo dele estariam agindo em Santa Maria.

Pichadores

O grupo que se aliou ao pichador da Capital é conhecido por “Urbanos” e já havia sido desarticulado em outra operação policial. A Polícia identificou 27, sendo 14 adolescentes. De acordo com o delegado Vianna, os envolvidos devem assinar apenas um termo circunstanciado pelo fato de se tratar de crimes de menor poder ofensivo, neste caso, poluição ambiental, dano e no máximo corrupção de menores. Se houver alguma pichação em prédio público, algum suspeito pode ser enquadrado em dano ao patrimônio e neste caso poderia ser detido.


Comentários (2)

  • Antonio diz: 5 de janeiro de 2014

    Acredito que estes pichadores são na verdade ladrões baratos que se utilizam do grafite como ferramenta para praticar pequenos furtos além de danificar o patrimônio das pessoas na maioria trabalhadores que demoram muito tempo e as custas de muito suor para adquirir algo, e o pior que ainda ficam impunes pois muitas vezes são menores influenciados por alguma outra pessoa maior de idade.

  • Crítico diz: 6 de janeiro de 2014

    Caning, é a solução. Se da primeira vez ele tivesse levado 3 no lombo, 5 na segunda vez, duvido que ele teria tentado a terceira.

Envie seu Comentário