Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Nova fraude: MP descobre água e sal em leite distribuído no norte do RS

03 de dezembro de 2014 29
MP realiza a sétima etapa da Operação Leite Compensado (Foto: Cid Martins / Rádio Gaúcha)

MP realiza a 7ª etapa da Operação Leite Compensado (Foto: Cid Martins / Rádio Gaúcha)

O Ministério Público (MP) realiza na manhã desta quarta-feira (3) a sétima etapa da Operação Leite Compensado. Desta vez, foi descoberta a adição de água e sal no produto distribuído na Região Norte do Rio Grande do Sul. Cerca de 120 agentes, incluindo apoio do MP catarinense e da Brigada Militar, cumpriram 17 mandados de prisão preventiva e outros 17 de busca em seis cidades da região. Dezesseis pessoas foram presas e uma está foragida.

Entre os envolvidos estão produtores, transportadores e funcionários dos laboratórios de dois postos de resfriamento, bem como os responsáveis por estes estabelecimentos. As amostras foram coletadas diretamente dos tanques dos caminhões que chegavam para descarregar e, também, nos tanques de duas empresas de Erechim e Jacutinga.

Alvo

De acordo com os promotores criminal Mauro Rockenbach e do consumidor Alcindo Bastos, as prisões são de quatro produtores de leite, oito transportadores, dois donos de empresas de transporte e o responsável por um posto de resfriamento do produto, além de dois funcionários do laboratório do mesmo local.

Os postos pertencem à empresa Rempel, em Jacutinga, cujo proprietário foi detido, e a Cotrel, em Erechim. A maior parte do leite é distribuída no Rio Grande do Sul e outra vai para Santa Catarina. Além destes dois municípios, as buscas ocorrem também em Gaurama, Maximiliano de Almeida, Machadinho e Viadutos.

De acordo com o MP, o posto da Rempel que foi interditado hoje enviava o produto para a indústria da BRF, que entre outras marcas é responsável pela Batavo e Elegê.  Já o posto da Cotrel mandava o leite para a Aurora, em Santa Catarina, para a Indústria DPA, em Palmeira das Missões, que trabalha com a marca Nestlé.

“É a sétima edição e o que se percebe é que não dispensam a menor consideração ao produto e ao consumidor. A questão que vale para estas pessoas é apenas o lucro, são movidas por pura ganância”, relata Rockenbach.

Os nomes das indústrias, até o momento nenhuma é alvo desta sétima etapa da investigação, ainda não foram divulgados. No fim da manhã será concedida uma coletiva à imprensa para divulgar mais detalhes da operação.

 

Adulteração
Rockenbach explica que novamente estão colocando água no leite para ter mais volume e assim obter mais lucro. O sal serve para mascarar a adição de água, já que produz alteração no ponto de congelamento do leite e, assim, engana a análise.

“É o que chamam de temperar o leite e temos laudos que deram positivo em relação à adulteração”, explica o promotor. Foram 62 amostras coletadas que deram positivo para a adulteração.

O MP e o Ministério da Agricultura também encontraram um pouco de soda cáustica adicionada ao produto coletado.

* Saiba mais:

Leite Compensado 1.

Leite Compensado 2.

Leite Compensado 3.

Leite Compensado 4.

Leite Compensado 5.

Leite Compensado 6.

Adulteração de leite em Santa Catarina.

Comentários (29)

  • Santos diz: 3 de dezembro de 2014

    Já estão fazendo errado. PM, por lei, deve estar identificada com a farda, não com camiseta, inclusive a PM presta apoio por ser ostensiva fardada, conforme a lei. Vai acabar beneficiando os infratores. O Certo seria a PF e Polícia Civil nisso e a PM também, mas não irregularmente, que nem a foto mostra, para assim evitar irregularidade que poderá beneficiar os infratores. No Brasil, nem o MP parece querer respeitar as normas em sua integralidade

  • FLAVIO FAGUNDES DA SILVEIRA diz: 3 de dezembro de 2014

    Quando isso terá fim?

  • Yogurt diz: 3 de dezembro de 2014

    Os envolvidos nas primeiras operações já estão soltos e continuam adulterando leite na maior cara dura, inclusive desdenhando do poder judiciário. Esse teatro não resolve absolutamente nada. Infelizmente !

  • Paulo César Cruz Braul diz: 3 de dezembro de 2014

    Este crime contra a população sempre ocorreu e vai continuar ocorrendo, pois a impunidade generalizada no Brasil favorece os infratores. Aliás, o sistema judiciário deveria ser investigado devido à conivência com estes bandidos, pois sempre são considerados inocentes. A sociedade deveria saber quais os interesses por trás desta farra contra a saúde dos consumidores.

  • loni hensel diz: 3 de dezembro de 2014

    È triste ver isso se repetir tantas vezes e nada acontece com os culpados! A impunidades no BRASIL anda solta!

  • Silva diz: 3 de dezembro de 2014

    Santos, qual a Lei e o artigo desta que o Sr. se refere?

  • Rodrigo diz: 3 de dezembro de 2014

    Respondendo ao Santos, será que não era uma operação sigilosa?
    Imagina se os pilantras vêem um monte de policiais, esperando, tu acha que eles viriam com o caminhão?

  • André diz: 3 de dezembro de 2014

    Por essas e outras, SANTOS, que não há policiamento ostensivo nas ruas.

  • Roberto Monteiro diz: 3 de dezembro de 2014

    Por falar em ganância, como relatou o promotor Rockembach, dia desses voltou à baila o assunto CPMF. Lembram quando falaram que iriam acabar com a CPMF para reduzir preços? Até hoje estou esperando essa redução. Repassaram a extinção da CPMF sabem para onde? Para a margem de lucro. É só ganância! O que conseguiram com o fim da CPMF foi a ausência de um ótimo controle de desvio e lavagem de dinheiro. Por que acham que os deputados e senadores são contra o retorno da CPMF? Eu pagava centavos e não me incomodava, pois sabia que além de ajudar a saúde, prevenia muito roubo.

  • HENRIQUE diz: 3 de dezembro de 2014

    PELO AMOR DE DEUS … LÁ VEM O ERRO DENOVO ….
    QUANDO É QUE ALGUÉM VAI FALAR QUE INDÚSTRIAS RECEBIAM ESTE LEITE ????????
    ESCONDENDO QUEM ??????

  • fabricio diz: 3 de dezembro de 2014

    di novo mano ??? a galera tem mais é que pegar esses treta e quebrar a pau, invadir a firma e quebrar tudo… já que a polícia e a justiça não resolvem…. ficva dando leito podre pro meu filho…. se eu morasse perto desta empresa já tinha tocado fogo em todas elas

  • Paulo César diz: 3 de dezembro de 2014

    Em primeiro lugar o leite da vaca e para o bezerro, então por que tomamos leite de vaca?
    Já faz 20 anos que não consumo mais leite, troquei por sucos ou água que é muito mais saudável, também existem os derivados do leite ( queijo, iogurte, etc..), esses sim, consumo, mas com cautela, enfim consuma menos leite de vaca, que talvez algum dia a qualidade volte….

  • FERNANDO diz: 3 de dezembro de 2014

    SANTOS precisa estudar mais. ANDRÉ trabalhar mais.

  • Fernando C Pedrosa diz: 3 de dezembro de 2014

    Hoje o leite é transportado em caminhões cisterna, todo leite de todos os produtores é
    misturado, não se sabe quem é quem, antes era transportado em tarros, sendo assim individualizando o leite de cada produtor. Será que não daria para buscar mecanismos para saber qual produtor litro por litro. Na minha opinião, teria que voltar o transporte em tarros. Claro, com ajuda da engenharia mecânica, tem que existir uma solução pra
    que não altere os custos de produção no transporte e industrialização

  • carlos de mesquita diz: 3 de dezembro de 2014

    A justiça brasileira é uma vergonha! Lenta e fraquíssima! A polícia se esmera nas investigações, mas essa maldita justiça, oriunda do legislativo mais podre do mundo, trava tudo. Só Deus para dar um fim nessa situação vergonhosa!

  • Fabio diz: 3 de dezembro de 2014

    1.Olha a ganância não para e continuam aduterando!
    2.Em nosso Estado do Rio Grande do Sul temos a Brigada Militar uma Instituição de 1837, portanto são brigadianos(1892)não PMs.
    Um abraço a toda Gauchada.

  • Homer diz: 3 de dezembro de 2014

    chega, tem que chamar na bala estes estelionatários!

  • Jeferson diz: 3 de dezembro de 2014

    O culpado na maioria das vezes é o produtor rural que não está se enquadrando na Instrução Normativa 62 de 2011, onde os mesmos teriam padrões mínimos de fornecimento de leite para as empresas. Este ponto no RS mais de 85% dos produtores estão fora dos padrões estabelecidos pela lei vigente do MAPA. Os transportadores para não perderem este leite e ajudar os produtores mascaram estes padrões para que o leite passe nas plataformas de recebimento de leite. O culpado na maioria das vezes é o próprio MAPA que não fiscaliza as propriedades dos produtores da porteira até a indústria quem faz a lei é os transportadores. Não é estranho vermos em postos de gasolina transportadores realizando os testes mínimos de coleta do leite em vez da realização antes do carregamento na propriedade.

  • Leite adulterado com água e sal era distribuído a grandes indústrias | Caso de Polícia diz: 3 de dezembro de 2014

    […] Nova fraude: MP descobre água e sal em leite distribuído no norte do RS […]

  • CY diz: 3 de dezembro de 2014

    FALA O TEXTO QUE O LEITE ERA PARA BATAVO, ELEGÊ E NESTLÉ!

  • Ricardo diz: 3 de dezembro de 2014

    Estes canalhas são da mesma espécie dos políticos que estão enriquecendo na marra neste país. As leis se é que podemos chama-las assim, quando existem são iguais ao leite em pó do integral instantâneo. É só colocar água que se desmancham, e com o tempo os bandidos estão aprontando novamente. Podem pesquisar, estes caras são os mesmos que já aprontaram anteriormente. Nada que um bom, que palavra, “bom”, se dá pra chamar de bons os caras que colocam esta máfia solta pra atentarem contra a saúde do povo. Na China eles não aprontariam novamente, alguns foram fuzilados, e os que restaram vão cumprir cadeia perpétua! Isto sim é que são leis! Podem dizer o que bem entender, mas é num país que tem trabalho escravo etc. e o escambau, mas lá é tolerância 0 (Zero)! Escreveu não deu o pau comeu, ou as balas mataram! Antes assim do que ter que comprar leite envenenado.

  • Renan diz: 3 de dezembro de 2014

    Parabéns ao Ministério Público do RS que vem utilizando do seu poder de investigação constitucionalmente atribuído e ,assim, tem desmantelado a organização criminosa da adulteração do leite.

    Ps: uma vez condenados, vão tomar “”leitinho”na prisão!!!

  • José diz: 3 de dezembro de 2014

    Ministério Público, Polícia Federal e Polícia Civil, podem e devem investigar crimes, sim (para quem tinha dúvidas respeito)! Isso está na C. F e na demais legislação pertinente!

  • fabricio diz: 3 de dezembro de 2014

    o endereço das empresas estão nas caixas dos leites (????)… vcs que moram na região, postem OS ENDEREÇOS RESIDENCIAIS DESTES CRIMINOSOS

  • fabricio diz: 3 de dezembro de 2014

    pior é que são todos pilantras, os produtores, os transportadores e as empresas. manda eles pro presídio central. vagabundo vai gosta de saber quem está vendendo leite podre pro seus filhos

  • Cooperativa de Erechim nega envolvimento em fraude de leite | Caso de Polícia diz: 4 de dezembro de 2014

    […] Nova fraude: MP descobre água e sal em leite distribuído no norte do RS […]

  • MP prende mais 4 envolvidos em fraude do leite no norte do RS | Caso de Polícia diz: 11 de dezembro de 2014

    […] quatro pessoas envolvidas na fraude do leite. Dando sequência à Operação Leite Compen$ado 7, deflagrada na semana passada, foram presas quatro funcionárias do laboratório do posto de resfriamento da empresa Rempel, de […]

  • walmor diz: 17 de dezembro de 2014

    cara de pau da Cotrel negar a fraude.

  • MP deflagra nova operação Leite Compensado e descobre produto azedo no Norte do RS | Caso de Polícia diz: 13 de maio de 2015

    […] Operação Leite Compensado 7. […]

Envie seu Comentário