Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Marcado júri de motorista que atropelou ciclistas na Cidade Baixa

22 de setembro de 2016 5

* Por Lucas Abati

Atropelamento ocorreu na esquina das ruas José do Patrocínio e Luiz Afonso, na Cidade Baixa, em Porto Alegre / Foto: Ricardo Duarte / Agência RBS

Atropelamento ocorreu na esquina das ruas José do Patrocínio e Luiz Afonso, na Cidade Baixa, em Porto Alegre / Foto: Ricardo Duarte / Agência RBS

A 1ª Vara do Júri de Porto Alegre marcou para o próximo dia 23 de novembro o júri de Ricardo José Neis, acusado de atropelar ciclistas na Cidade Baixa, na Capital. A informação do Promotor do Ministério Público, Eugênio Amorim.

O bancário responde em liberdade por 11 tentativas de homicídio e cinco lesões corporais. O crime ocorreu em fevereiro de 2011. Em fevereiro, o processo passou a ser acompanhado pelo Conselho Nacional de Justiça e pela Corregedoria-Geral de Justiça do Rio Grande do Sul para agilizar a conclusão do caso.

 * Caso de bancário que atropelou ciclistas na Cidade Baixa completa cinco anos sem data para julgamento.

O caso repercutiu internacionalmente por ser registrado em vídeo.

Recursos

Em 2012, a Justiça determinou que Neis seria julgado pelo Tribunal Júri por 17 tentativas de homicídio. O réu recorreu da decisão no Tribunal de Justiça, que manteve a decisão. Então, recorreu também o Superior Tribunal de Justiça, onde o recurso permaneceu por mais de um ano.

A defesa, no entanto,  conseguiu diminuir o número de vítimas do crime de tentativa de homicídio, porque cinco ciclistas não foram atingidos diretamente e outro nunca compareceu para prestar depoimento. O teor da tentativa de homicídio, que era triplamente qualificado, também foi convertido para simples, reduzindo a pena em caso de condenação.

* Saiba mais:

Defesa do bancário Ricardo Neis faz novo pedido de reconstituição do atropelamento de ciclistas na Cidade Baixa.

Comentários (5)

  • Boliche na JP diz: 22 de setembro de 2016

    Foi o melhor strike que já vi na vida.

  • Bowling diz: 23 de setembro de 2016

    O juri vai ser no boliche. Se fizerem strike ele é condenado, se sobrar uma peça ele é absolvido.

  • diego diz: 23 de setembro de 2016

    A RBS é conivente com os comentários que debocham de um crime.
    É hora de ter coragem e deletar os comentários jocosos que desrespeitam as vítimas.

  • Lucas Laux diz: 23 de setembro de 2016

    Para com esse mimimi aí em cima, se estes ciclistas estivessem virando massa numa obra em vez de perturbar a sociedade por um mundo melhor não tinha dado esta m… porque eles não vão distribuir sopa aos pobres. Na real o que eles querem é chamar atenção e estão usando esse caso pra fazer isso. Quebraram uma unha e querem dar prisão perpetua pro cara….

  • diego diz: 27 de setembro de 2016

    Lucas Laux,
    Você não passa de um grande filho de uma (editado).
    Alguém que celebra um crime (crime que por muito pouco não teve vítimas fatais, e que deixou uma dúzia de pessoas com ossos quebrados e algumas inconscientes) não merece respeito. Você é uma merda de ser humano.
    E a RBS é conivente ao permitir comentários de apoio ao crime.

Envie seu Comentário