Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Vídeo mostra ladrões realizando furtos no saguão do aeroporto Salgado Filho

01 de novembro de 2016 10
Polícia recupera pertences de vítimas de furtos no saguão do aeroporto Salgado Filho / Foto: Cid Martins

Polícia recupera pertences de vítimas de furtos no saguão do aeroporto Salgado Filho / Foto: Cid Martins

A Delegacia do Turista investiga um grupo de dez pessoas, entre brasileiros, chilenos e peruanos, responsável por furtos no saguão do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. A Polícia Civil divulgou vídeo que mostra os ladrões levando bolsas e bagagens de mão das vítimas.

Na primeira imagem, aparece um casal, ao fundo, se aproximando de um passageiro. O homem leva uma bolsa que estava no carrinho. Na segunda imagem, um homem simula que fala ao celular na entrada do aeroporto e pega outra bolsa, que também estava em um carrinho.

* Veja o vídeo:

Segundo o delegado Cléber Ferreira, responsável pela investigação, a quadrilha realiza até três furtos por semana. Sempre no horário entre 7h e 9h e fica no máximo dez minutos no saguão. Os bandidos sempre agem entre duas e quatro pessoas.

Eles aproveitam que são de outras nacionalidades e simulam pedidos de informação às vítimas, às vezes até discutem em espanhol na frente das pessoas. Enquanto isso, outro criminoso troca as bolsas e bagagens, geralmente uma maleta de cor preta.

Ferreira diz que quatro suspeitos já foram identificados e um casal de Porto Alegre depôs nesta terça-feira (1º). Só não foi preso porque ainda está em período eleitoral (só é permitida prisão em flagrante).

Cuidados
A polícia diz que, além dos pertences furtados, o transtorno pode ser maior antes de embarcar. Na semana passada, um norte-americano teve o passaporte levado junto com a maleta de mão. A vítima recebeu autorização da Polícia Federal para ir até São Paulo e lá, teve de procurar a embaixada dos Estados Unidos para fazer um documento provisório.

- Levar em mãos documentos, parte do dinheiro e passagem 

- Levar bolsas e bagagens de mão junto ao corpo 

- Atenção redobrada ao ser abordada por uma ou duas pessoas pedindo informações

- Sempre procurar a Polícia Civil ou a Polícia Federal 

* Delegado Cléber Ferreira explica como a quadrilha atua e reforça os cuidados com as bagagens de mão:

Outros locais

O delegado Ferreira diz que os bandidos agem também em outros lugares. Além do saguão do aeroporto, realizam furtos em ônibus, em restaurantes e hotéis. Há casos registrados nas proximidades do Salgado Filho e no Centro da Capital.

A polícia já recuperou diversos pertences de vítimas desta quadrilha. Bolsas, celulares, tablets e documentos foram apreendidos na casa onde a dupla identificada reside. Este grupo furta os pertences e depois revende na região do camelódromo, no Centro.

No depoimento, eles ainda disseram de forma irônica: nunca pegamos algo de grande valor aqui no aeroporto“, destaca Ferreira.

Imagem flagra homem levando bolsa de vítima no saguão do aeroporto Salgado Filho / Foto: Reprodução câmeras de vídeo

Imagem flagra homem levando bolsa de vítima no saguão do aeroporto Salgado Filho / Foto: Reprodução câmeras de vídeo

Comentários (10)

  • ESTACIO diz: 1 de novembro de 2016

    É SEMPRE O TAL CAMELÓDROMO ENVOLVIDO EM TUDO QUANTO É CRIME EM POA.
    CHEGA !!!
    AUTORIDADES INCOMPETENTES. SE É SABIDO QUE ALI É UM FOCO DE BANDIDOS, PORQUE NÃO ATUAM ?
    PORQUE TANTA INÉRCIA ?
    PORQUE SÃO CONIVENTES ?
    VAMOS LÁ. MEXAM-SE.

  • pedro diz: 1 de novembro de 2016

    SCHIRMER CADÊ VOCÊ ?

  • WILLIAM diz: 1 de novembro de 2016

    Realmente Estácio!!!

    Ali no camelódromo e ruas arredores é o local onde ocorre a receptação e venda de objetos roubados. Celulares então, nem se fala. Passamos pela rua e ouvimos: “compra, venda de celular”.

    Dia 27/10 a polícia fez apreensão de mais de 300 aparelhos sem procedência. Resultado, no dia 30/10 assaltaram duas lojas em 2 shoppings diferentes (Samsung e Fast). Coincidência??

    Sabemos que não!!!

  • Topo Giggio colorado! diz: 1 de novembro de 2016

    Por que não fecham este antro de batedores de carteira e ladrões de celulares denominado Camelódromo ( o que é errado,pois o sufixo dromo,citação grega que significa corrida,ou local de corrida),e façam uma varredura geral em todas lojinhas que com certeza encontrão muito mais que simples celulares e afins.E mais essa agora,os larápios do aeroporto não podem ser presos por causa do período eleitoral,mas que merda é essa,por acaso as eleições não se encerraram domingo passado? Agora com todo este alarde,os vagabundos só vão esperar a poeira baixar e eles voltarão à baila,podem crer!

  • Vinicius diz: 1 de novembro de 2016

    Não tá fácil. Além dos nossos bandidos, temos que aguentar marginal chileno e peruano.

  • Topo Giggio colorado! diz: 1 de novembro de 2016

    * ENCONTRARÃO*

  • Rogério Fernandes da Costa diz: 1 de novembro de 2016

    Deixam para divulgar as imagens num período que não podem ser presos …

  • Nilda diz: 1 de novembro de 2016

    Filmam estes bandidos há dias e ninguém foi lá prender em flagrante? Sabem os horários, a forma de abordar as vítimas, quantos são os marginais e NADA? Absurdo, roubam, matam e nada acontece lá.

  • joanis diz: 1 de novembro de 2016

    olaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalaoolaolaolaoalaoalao

  • Alex diz: 1 de novembro de 2016

    Muito engraçado, na véspera da copa de 2014 minha esposa foi assaltada pelos chilenos (ou chinelos) no subway na siqueira campos, enquanto aguardávamos a chegada da policia, olhei nas filmagens e me dirigi até o camelódromo. Lá dito e feito, achei os dois, pegueis dois policiais e abordamos os mesmos, os levamos até o posto da praça XV no Centro, logo após os levamos até a Policia Federal pois eram estrangeiros, um estava irregular e o outro tinha permissão para permanecer no país, após tudo isto, os levamos ao palácio da Polícia e lá o delegado os liberou alegando que não poderia lavrar o flagrante mesmo tendo as filmagens do ato e objetos com os mesmos. Agora dois anos depois pedem a prisão dos caras, que palhaçada com o cidadão. TNC BRASIL

Envie seu Comentário