Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Justiça ouve filha de mulher morta na frente de escola em Porto Alegre

30 de novembro de 2016 0
Reprodução / Facebook

Reprodução / Facebook

Por Marcela Panke

A Justiça ouviu nesta quarta-feira (30) a adolescente de 17 anos, filha da representante comercial Cristine Fonseca Fagundes, 44 anos, morta em assalto em frente ao Colégio Dom Bosco, em Porto Alegre. A jovem presenciou o crime. Na segunda audiência do caso, foram ouvidas cinco das seis testemunhas arroladas pela acusação.

Como uma delas não foi localizada, foi marcada uma nova audiência para a semana que vem, quando deverão falar também mais duas testemunhas de defesa. Ainda serão ouvidos os três réus, todos presos pela Polícia Civil: Tiago Oliveira da Silva, que admitiu o crime, Fabrício Farias e Rafael Silveira Santa Helena. Na primeira audiência do caso, na semana passada, 11 testemunhas prestaram depoimento.

O crime

O crime ocorreu no dia 25 de agosto deste ano. Cristine Fonseca esperava o filho, de 12 anos, próximo ao colégio Dom Bosco, no bairro Higienópolis, na zona norte da Capital. A vítima foi atingida por um tiro na cabeça, na frente da filha de 17 anos, que estava com ela no carro. Os bandidos não levaram o automóvel de Cristine.

O latrocínio culminou na exoneração do então Secretário de Segurança, Wantuir Jacini, e no pedido de ajuda à Força Nacional pelo governador José Ivo Sartori.

Envie seu Comentário