Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Preso suspeito de assassinar haitiano durante roubo em Gravataí

14 de fevereiro de 2017 3
Suspeito com histórico de violência foi preso em Alvorada / Foto: Polícia Civil

Suspeito com histórico de violência foi preso em Alvorada / Foto: Polícia Civil

* Por Vitor Rosa

Agentes da Delegacia de Homicídios prenderam o suspeito de assassinar o haitiano Jempes Janvier, 34 anos, em roubo ocorrido em uma pensão em Gravataí, no dia 30 de dezembro de 2016. O acusado foi encontrado em Alvorada, na madrugada desta terça-feira (14), e tentou fugir no momento da chegada dos policiais.

O objetivo do suspeito, segundo o delegado Felipe Borba, era roubar uma maleta com o dinheiro de uma rescisão que a vítima guardava em casa. A hipótese mais provável é que Janvier reagiu ao assalto, acabando esfaqueado na residência.

O preso é Isaías Soares de Bairro. Conforme o delegado, ele já havia sido condenado por uma tentativa de homicídio.

“O preso hoje tentou matar outra pessoa em Alvorada, depois do crime em Gravataí. Além de usuário de drogas, a própria personalidade dele indicava comportamento explosivo. Já tem histórico de violência”, relatou o policial.

O crime gerou comoção na comunidade haitiana de Gravataí, que se mobilizou para encontrar a família da vítima. Janvier havia deixado mulher e filho para tentar a vida no Brasil.

Comentários (3)

  • Diego diz: 14 de fevereiro de 2017

    Puxem a capivara do elemento. Tenho certeza que vai aparecer uns quatro ou cinco relaxamentos de prisão concedidos por algum juiz “garantista”, que acreditou, inocentemente, que, solto, esse indivíduo cometeria menos crimes do que preso. Um raciocínio curioso, mas hegemônico em nossa realidade judicial.

  • Vingador diz: 14 de fevereiro de 2017

    O cara é bandido e irrecuperável.

    Não gastem dinheiro com esse chinelo. Uma bala resolve o caso. Se bem que seria uma morte sem sofrimento. Esse tipo de gente precisa sofrer antes de visitar o capeta.

  • CLOVIS RRB diz: 14 de fevereiro de 2017

    A solução é mandar a Mariazinha do Presidiario levar o coitadinho para casa dela e aconselhar o rapaz pois ele viveu a margem da sociedade.
    Pena de morte JÁ.

Envie seu Comentário