Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Preso líder de quadrilha que assaltava ônibus e passageiros em paradas de Porto Alegre

16 de fevereiro de 2017 11
Foto: Cid Martins/Rádio Gaúcha

Foto: Cid Martins/Rádio Gaúcha

Em uma ação da Força-Tarefa da Polícia Civil que investiga roubos em ônibus de Porto Alegre, foi preso na manhã desta quinta-feira (16), na Lomba do Pinheiro, o líder de uma quadrilha responsável por vários assaltos neste ano a coletivos e a passageiros em paradas. Muitos casos ocorreram no entorno da avenida Nilo Peçanha, zona norte da cidade.

O homem de 22 anos usa tornozeleira eletrônica desde o início deste mês após ser preso por receptação e adulteração de veículos. Ele tem antecedentes policiais por crimes graves como dois homicídios, tráfico de drogas reiterado,  roubo a estabelecimento comercial, roubos a pedestre e a transporte coletivo, além de porte ilegal de arma de fogo.

“É um indivíduo violento, que demonstra frieza e reiteração no cometimento de crimes graves”, diz o delegado Alencar Carraro, um dos delegados responsáveis pela Força-Tarefa.

A Força-Tarefa dos ônibus foi criada em  março de 2016, lembra o delegado Carlos Wendt, outro delegado responsável por este trabalho.

Quadrilha

Outros comparsas do líder da quadrilha foram presos em flagrante pela Brigada Militar no início de janeiro na avenida Nilo Peçanha. Um tem 29 anos e outro 19 anos de idade, ambos com antecedentes criminais. Um adolescente também foi apreendido. O grupo passou a ser investigado em outubro do ano passado. Todos os integrantes foram flagrados em imagens de câmeras de segurança. Foi atribuído ao grupo pelo menos 20 ataques a coletivos, principalmente em áreas nobres da Capital e próximas de escolas, supermercados e universidades. Alguns integrantes do grupo criminoso, mesmo que tenham aparecido nos vídeos, ainda não foram identificados.

Foto: Cid Martins/Rádio Gaúcha

Foto: Cid Martins/Rádio Gaúcha

Assaltos a ônibus

No mês de janeiro de 2016 ocorreram 319 roubos em ônibus e lotações da Capital, sendo que no mês de janeiro de 2017,  foram registrados 116 roubos, representando uma redução de  63,63% no número de roubos.

No comparativo entre os meses de dezembro de 2016 e janeiro de 2017, ocorreu uma redução de 8,67% nos roubos a ônibus e a lotações em Porto Alegre. No entanto, de março a junho de 2016, ocorreram 740 assaltos a coletivos na cidade, por isso a necessidade da Força-Tarefa.

Saiba mais:

Em quatro meses, Porto Alegre tem 740 assaltos em ônibus e lotações.

Comentários (11)

  • pris diz: 16 de fevereiro de 2017

    bando de trouxas só tinha dois ledroes e 40 passageiros mais motorista e cobrador, bastava que todos se levantassem e mantivesse as portas fechadas e o motorista fosse direto para uma delegacia com pisca alerta ligado , eles não teriam chance, e pode apostar que a arma que usavam eram de brinquedo, ou ate sem as balas, pois uma arma de verdade custa muuiittoo caro para esse tipo de roubo !!!! Deixaram ser assaltados, qdo a população entender que unidos teremos força, esses assaltos tendem a acabar !!!!

  • johnny diz: 16 de fevereiro de 2017

    Fazer esse cachorro imprestavel devolver as coisas que ele roubou das pessoas de bem dentro dos coletivos com sua quadrilha desprezivel de vagabundos.

  • Predador diz: 16 de fevereiro de 2017

    De que adianta prender essa aberração?…..Tem que triturar este vagabundo!!!

  • Thiago diz: 16 de fevereiro de 2017

    Pelo jeito o tal Pris nunca teve uma arma apontada em sua direção, quero ver se no combate real ele faria tudo isso que falou. Pode ter até 100 pessoas, ninguém vai ser o linha de frente. Para que duas pessoas possuam a mesma capacidade de poder ofensivo, basta largar uma para cada um, aí não interessa se um é faixa preta em alguma arte marcial e o outro é um professor.

  • Otário diz: 16 de fevereiro de 2017

    Não é bem assim Pris, hoje qualquer chinelão tem arma de fogo. Agora, se tivesse um passageiro armado, aí sim seria diferente.. chumbo nessas merds

  • Douglas Wendt diz: 16 de fevereiro de 2017

    Agradeçam ao estatuto do desarmamento :/ … E como resolveremos isso? #Bolsonaro2018

  • Coice de Mula diz: 16 de fevereiro de 2017

    - medida muito mais eficaz do que tornozeleira, seria amputar as mãos ou os pés. Nunca mais roubavam!!!

  • tornozeleiras diz: 16 de fevereiro de 2017

    Bandido estava com tornozeleira eletrônica como assim???? elas não deviam ser monitoradas. Quem é responsável pela monitoração???? Ou o dinheiro publico é lixo ???? Quando o MP vai tomar uma atitude e cobrar dos fornecedores e dos orgãos competentes a qualidade e o uso correto da tornozeleiras ?????

  • Thiago diz: 16 de fevereiro de 2017

    “O homem de 22 anos usa tornozeleira eletrônica desde o início deste mês após ser preso por receptação e adulteração de veículos. Ele tem antecedentes policiais por crimes graves como dois homicídios, tráfico de drogas reiterado, roubo a estabelecimento comercial, roubos a pedestre e a transporte coletivo, além de porte ilegal de arma de fogo.”

    Eita justiça boa! com todos esses crimes na ficha e ainda estava solto com uma b0st@ de tornozeleira, que pode ser facilmente burlada… Pena que a polícia não pode matar esse vago sem uma desculpa que cole.

  • WeigangRS diz: 16 de fevereiro de 2017

    “Ele tem antecedentes policiais por crimes graves como dois homicídios, tráfico de drogas reiterado, roubo a estabelecimento comercial, roubos a pedestre e a transporte coletivo, além de porte ilegal de arma de fogo.”

    Cara chega ser um absurdo ver que não temos onde colocar criminosos desse naipe e ser obrigado a deixar na rua!

    Fica complicado não querer pena de morte para certos indivíduos!

  • Sra. M diz: 16 de fevereiro de 2017

    Concordo Thiago. Eu já tive uma arma apontada pra minha cabeça e, sinceramente, não fiquei tentando descobrir se era de brinquedo não….

Envie seu Comentário