Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Dono de farmácia e farmacêutica são presos por venda de medicamentos vencidos

23 de março de 2017 4

* Por Lucas Abati

Ação foi realizada em farmácia da Avenida Oscar Pereira. Foto: divulgação / Polícia Civil

Ação foi realizada em farmácia da Avenida Oscar Pereira. Foto: divulgação / Polícia Civil

O dono de uma farmácia e a farmacêutica responsável  foram presos em uma ação da Delegacia do Consumidor e do Conselho Regional de Farmácia nesta quinta-feira (23). O estabelecimento, que não teve o nome divulgado, fica na Avenida Oscar Pereira, em Porto Alegre.

De acordo com o delegado Rafael Liedtke, a operação foi realizada após denúncias de venda de medicamentos controlados sem receita. Durante a inspeção no local, foram encontradas receitas em branco, com carimbo e assinatura de médicos. A situação foi considerada inédita pelo delegado. “Eu nunca tinha encontrado em farmácia carimbo de médicos”, explicando que vai investigar a origem dos documentos.

Além disso, foram encontrados medicamentos fora do prazo de validade e insumos sem procedência para fabricação de remédios.

O casal está sendo autuado por delito contra a saúde pública e contra as relações de consumo.

Comentários (4)

  • Luiz diz: 24 de março de 2017

    “…o nome do estabelecimento NÃO FOI DIVULGADO”…kkkkkkkkkkkkkk !!! Isso é piada. (Como é que o consumidor vai evitar de ser trapaceado, deixando de comprar lá se não toma conhecimento do nome do estabelecimento ???) Quanta INCOMPETÊNCIA !!! Yasmim luz neles !!! DÁ-LHE YASMIM !!!

  • cid_martins diz: 24 de março de 2017

    Obrigado pelo comentário. A repórter tentou e sempre tentará divulgar o nome do estabelecimento investigado, mas não é ela a responsável pela ação e sim a polícia. Cabe a Yasmin reportar o fato e neste caso, a polícia fez a ação sem a presença da imprensa e depois entrou em contato para divulgar. Concordamos com o senhor que é de suma importância a divulgação do nome da farmácia e vamos tentar sim. Inclusive já fizemos desde ontem vários pedidos ao delegado responsável pela ação. Às vezes nos é repassado e às vezes não, mas sempre buscaremos a informação. Mas também concordamos que não podemos fazer pré-julgamentos sem ter conhecimento de todos os fatos. Vamos aguardar e assim que soubermos ou descobrirmos, divulgaremos. Abraço e obrigado pela atenção.

  • Luiz diz: 25 de março de 2017

    Agradeço deveras s/atenção e resposta sr.CID. Não espero PRÉ-julgamentos e sim informação jornalística COMPLETA de um jornalista/repórter, que se imagina competente(Lucas Abati). Quanto à YASMIM LUZ, me referi à ela em elogio, como exemplo de competência. Constantemente leio reportagens feitas por ela com extrema clareza. Com ela, se vê, não tem isso de ocultar, de esconder nome de infrator ou de bandido, ela detona mesmo. Grande repórter essa Yasmim. Parabéns à ela.

  • Home diz: 29 de março de 2017

    E o nome da policial não tem?

Envie seu Comentário