Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Família do crime: Polícia prende mãe e filhos que assaltavam ônibus e agrediam passageiros

26 de abril de 2017 1
Cid Martins/Rádio Gaúcha

Cid Martins/Rádio Gaúcha

A Força Tarefa da Polícia que investiga assaltos a ônibus desarticulou uma quadrilha que age desde o final do ano passado na Região Metropolitana de Porto Alegre. No entanto, o grupo tem três características marcantes: os integrantes são mãe e dois filhos, além de outros dois suspeitos que atuam junto nos roubos, em quase todos os casos registrados os passageiros foram agredidos e ainda houve ocorrências em que os coletivos foram sequestrados durante os ataques.

A operação policial chamada de “Família do Crime” prendeu temporariamente na manhã desta quarta-feira (26) no bairro Tijucas, em Alvorada, o único integrante que ainda estava solto. O restante foi preso de forma preventiva durante a investigação. De acordo com o delegado Alencar Carraro, sete roubos já foram atribuídos a este grupo criminoso, sendo três em Viamão, dois em Porto Alegre e os outros dois em Alvorada. Outros crimes seguem sendo apurados e a polícia tenta confirmar se foram praticados por estes suspeitos.

Cid Martins/Rádio Gaúcha

Cid Martins/Rádio Gaúcha

Presos 

Os envolvidos no esquema foram identificados através de imagens de câmeras de segurança, tanto é que, em um dos assaltos, um deles tenta quebrar o equipamento instalado dentro de um ônibus. Com isso, a polícia prendeu Rita de Cássia Cunha Batista, 41 anos, apontada como a líder da quadrilha e ex-integrante da “gangue das gordas”, que realizava roubos no Centro da Capital. Ela já foi presa em outra investigação e tem 57 antecedentes policiais por lesões, estelionato, furtos, roubos, tráfico, disparo de arma de fogo, entre outros.

Carraro diz que ela agia com violência nos assaltos a ônibus, dando socos, tapas e pontapés nas vítimas. Também causava pânico ao ameaçar os passageiros com uma arma de fogo em punho. Os dois filhos dela, Nathan Kaue Cunha Winck, 18 anos, com antecedentes como adolescente infrator, e Kauan Henrique Cunha Batista, 21 anos, com antecedentes por tráfico de drogas, lesão e receptação, declararam em depoimento que eram forçados pela mãe a participar dos roubos.

Todos eles, inclusive o homem que foi preso hoje, Alex da Silva Simões, 18 anos, com antecedentes como adolescente infrator, e um quinto envolvido, Caio de Freitas Ibarros, 18 anos, também com antecedentes como adolescente infrator, foram flagrados em imagens gravadas pelo circuito de câmeras.

Roubos 

No dia 29 de dezembro do ano passado, o grupo assaltou um coletivo da linha Vila Elza, no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Viamão. Foi o primeiro caso investigado pela Força Tarefa da Polícia Civil. Nas imagens, Rita, os dois filhos e o homem preso hoje roubam pertences de todos os passageiros e o dinheiro arrecadado pelo cobrador. O fato ocorreu por volta das 22h, que é mais ou menos o horário de atuação dos investigados.

No dia 8 de fevereiro deste ano, os mesmos integrantes da quadrilha assaltam um ônibus da linha Estalagem em Viamão. No dia 1º de março, em Porto Alegre, os suspeitos atacam um coletivo da linha Orfanotrófio e horas depois outro da linha Cavalhada, ambos na zona sul. Nesta ocasião, o homem preso hoje não participou dos roubos e um quinto integrante foi flagrado pelas imagens. Neste caso também houve agressão às vítimas.

Já no dia 10 de março, na RS-040 em Viamão, um ônibus da linha Estalagem foi sequestrado e o motorista foi obrigado a percorrer cerca de dez quilômetros por dentro de Alvorada enquanto os passageiros eram assaltados e agredidos. Em outros casos já atribuídos a este grupo, a polícia não obteve imagens. No entanto, vítimas foram acionadas e reconheceram na delegacia que foram assaltadas pelos suspeitos presos.

 

Comentários (1)

  • CLOVIS RRB diz: 26 de abril de 2017

    Alguem acha que umas criaturas dessas um dia vão ser útil a sociedade.
    Esses coitadinhos cria da esquerdalha tem que banir da face da terra manda fazer companhia pro capeta.

Envie seu Comentário