Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Polícia investiga novos casos de extorsão de delegado e de agentes presos em Alvorada

26 de junho de 2016 1

A Polícia Civil instaurou outro inquérito para apurar dois novos casos de extorsão envolvendo um delegado e dois agentes que foram presos há dez dias em Alvorada. Foi descoberto que o trio cobrou R$ 1,5 mil para soltar um preso neste ano, enquanto a fiança estipulada foi de R$ 800,00. Em outro caso, pediram R$ 1,5 mil para a família de um preso com o objetivo de não autuá-lo em flagrante.

Na Operação realizada dia 16 deste mês pela própria polícia e pelo Ministério Público, foi divulgado que os três policiais desviavam entre R$ 2 mil e R$ 3 mil por plantão. Eles faziam em média dois plantões por semana. Além deles, um homem e uma advogada, que estão presos, e um ex-PM foragido, estão envolvidos no esquema criminoso.

MP e Polícia Civil divulgaram em coletiva há dez dias como ocorria a extorsão / Foto: Felipe Daroit

MP e Polícia Civil divulgaram em coletiva há dez dias como ocorria a extorsão / Foto: Felipe Daroit

“Essas ações da Polícia demonstram a seriedade instaurada, eis que os investigados, tão logo comprovadas as suas responsabilidades, estão efetivamente presos e ainda serão solicitados os seus afastamentos. Isso torna a ação policial exemplar no tocante à corrupção”, destaca o delegado Marco Antônio de Souza (1º da direita para a esquerda na foto), um dos responsáveis pela investigação.

Investigação

As investigações começaram há cerca de dois meses e o alvo era os plantõs na Delegacia de Pronto Atendimento de Alvorada. Os presos eram encaminhados para a zona de plantão, onde os suspeitos avaliavam a capacidade econômica dos criminosos e passavam a estabelecer as cobranças indevidas. A abordagem ocorria dentro da delegacia e se estendia até a rua. Em alguns casos, até em casas dos familiares dos presos. Normalmente, eles iniciavam a negociação com valores de R$ 5 mil, mas sempre terminavam recebendo quantias abaixo de R$ 2 mil. A advogada e o ex-PM, que estão foragidos, seriam os responsáveis por fazer a cobrança e o contato direto com os familiares.

Crimes

Os crimes apontados são concussão, que é exigir para si ou para outrem dinheiro ou vantagem em razão da função, organização criminosa, violação de sigilo profissional e usurpação da função pública. Eles também responderão por improbidade administrativa.

Operação policial apreende 30 kg de crack na Região Metropolitana de Porto Alegre

26 de junho de 2016 0
A droga vinha de Foz do Iguaçu e seria distribuída entre NH e Porto Alegre / Foto: Polícia Civil

A droga vinha de Foz do Iguaçu e seria distribuída entre NH e Porto Alegre / Foto: Polícia Civil

Uma operação policial realizada entre na madrugada deste domingo (26) apreendeu 30 kg de crack e 5 kg de cocaína na Região Metropolitana de Porto Alegre. Agentes da 3ª Delegacia do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) prenderam um suspeito que fazia a rota Foz do Iguaçu, no Paraná, com Novo Hamburgo e a Capital, no Rio Grande do Sul. O delegado Rafael Pereira diz que esta é a maior apreensão do ano no estado e que seriam produzidas 250 mil pedras de crack com a quantidade apreendida.

Investigação

Após seis meses de investigação, Pereira diz que esta rota abastecia grande parte dos municípios entre o Vale do Sinos e Porto Alegre. Segundo ele, o preso era responsável por distribuir os entorpecentes para traficantes da região.

“A organização criminosa tem alto grau de sofisticação e inclusive possuía veículo especial com dispositivos secretos. Os agentes do Denarc encontraram a droga escondida nesses compartimentos, além de munição e uma pistola calibre 380 milímetros”, ressalta Pereira.

A droga foi estimada no atacado em R$ 550 mil. O preso será encaminhado ao sistema prisional.

Denúncias

Telefone - 0800 518 518
Site – www.pc.rs.gov.br
E-mail – denarc-denuncia@pc.rs.gov.br
Whatsapp – (51) 84187814

Crack e cocaína eram escondidos em compartimentos secretos de um veículo / Foto: Polícia Civil

Crack e cocaína eram escondidos em compartimentos secretos de um veículo / Foto: Polícia Civil

Indiciada esposa que matou sargento da Brigada Militar em Gravataí

25 de junho de 2016 0
O sargento Carlos Antônio Rodrigues, 42 anos, foi morto com um tiro / Foto: Reprodução

O sargento Carlos Antônio Rodrigues, 42 anos, foi morto com um tiro / Foto: Reprodução

A faxineira Elen Dóris Santos da Silva, 42, foi indiciada pela morte do marido, o sargento da Brigada Militar Carlos Antônio Rodrigues, 42 anos, ocorrida no sábado passado (18) no bairro Padre Reus em Gravataí. De acordo com o delegado Marco Antônio de Souza, a esposa, que confessou o crime pelo fato de que era agredida e por sofrer de depressão, vai responder por homicídio qualificado por motivo fútil e que impossibilitou a defesa da vítima.

Rodrigues foi encontrado morto com um tiro na cabeça dentro do quarto da residência onde morava com familiares. O delegado Marco de Souza diz ainda que não se cogitou fazer um exame de sanidade mental em Elen.

“Temos informações de que eles tinham uma relação problemática, com cobranças envolvendo casos de ciúmes e suspeitas de traição. Só não havia se separado em função dos filhos”, ressalta o delegado.

Havia também relatos de agressão, mas nunca houve registro de ocorrência. A esposa foi presa em flagrante no dia do crime e está detida na Penitenciária Feminina Madre Pelletier, em Porto Alegre. O sargento morto estava na Brigada Militar desde 1993.

 

Polícia prende suspeitos que mataram menino de dez anos com bala perdida na zona norte de Porto Alegre

24 de junho de 2016 0
Suspeito de matar menino que jogava bola em um campinho no Humaitá foi preso em Viamão / Foto: Polícia Civil

Suspeito de matar menino que jogava bola em um campinho no Humaitá foi preso em Viamão / Foto: Polícia Civil

Uma equipe da 2ª Delegacia de Homicídios prendeu o autor do disparo que matou em maio deste ano o menino Kauã Machado Tavares Nieto, de dez anos, no bairro Humaitá, zona norte de Porto Alegre. A prisão preventiva por homicídio triplamente qualificado de Patrick Luan dos Santos Garcia, 18 anos, ocorreu na noite desta quinta-feira (23) em Viamão, mas foi divulgada na manhã desta sexta-feira (24).

Um outro homem e um adolescente também foram detidos. O nome do outro adulto não foi divulgado. A criança, que jogava bola em um campinho na esquina da rua Seis com a Frederico Mentz, foi atingida no peito por uma bala perdida. O pai da vítima, Paulo Ricardo Machado Nieto, ficou ferido em um dos pés. O vizinho deles, Fernando Simon, foi alvejado por diversos disparos.

Durante as investigações, o delegado Adriano Melgaço apurou que os disparos ocorreram por integrantes de facção criminosa que atua no tráfico de drogas na região do bairro Humaitá. O objetivo deles era executar o vizinho que, segundo informações, era suspeito de estar vendendo entorpecentes para um grupo rival. Entretanto, durante a execução do crime, além de alvejar com vários tiros o alvo, os autores atingiram a criança e o pai dela. O delito foi ordenado de dentro da cadeia pelo líder da facção criminosa.

Kauã Nieto foi morto nesta localidade / Foto: Lucas Abati/Rádio Gaúcha

Kauã Nieto foi morto nesta localidade / Foto: Lucas Abati/Rádio Gaúcha

Operação policial combate roubos e prende oito ladrões que agiam no município de Arroio do Tigre

24 de junho de 2016 0
Polícia apreendeu objetos roubados e outros usados durante os crimes / Foto: Polícia Civil

Polícia apreendeu projéteis e objetos roubados, além de outros usados durante os crimes / Foto: Polícia Civil

Uma operação policial foi realizada na manhã desta sexta-feira (24) no município de Arroio do Tigre, na chamada região Centro/Serra, próximo ao Vale do Rio Pardo, mas em direção à Serra. Até o momento, oito ladrões foram presos por 20 policiais na cidade e também em Candelária, Sobradinho e Salto do Jacuí. Foram cumpridos dez mandados de prisão preventiva e nove de busca e apreensão. Dois suspeitos seguem foragidos.

De acordo com a delegada Graciela Forest, responsável pela investigação de três meses, os bandidos estavam agindo desde o final do ano passado e estes tipos de crimes aumentaram na região nos últimos três anos. Ela destaca que o objetivo da chamada “Operação Confiança” foi tentar combater estes delitos e tirar das ruas os criminosos, a maioria de fora da cidade.

“Três crimes são os principais alvos da ação, mas foram vários furtos e roubos envolvendo residências em Arroio do Tigre. Em alguns casos, as famílias foram feitas reféns e houve violência”, diz a delegada.

Graciela Forest ainda ressalta que parte das vítimas é agricultora e mora em localidades afastadas. Segundo ela, um décimo primeiro bandido envolvido nos roubos morreu este ano em confronto com a polícia da região.

Operação prende traficantes que expulsavam moradores de casa na Restinga

24 de junho de 2016 0
Cid

Divulgação / Polícia Civil

Assim como na zona norte da Capital, quando a polícia prendeu na semana passada traficantes que expulsavam moradores das casas, e ainda revendiam os móveis das vítimas, agora ocorre o mesmo na zona sul. Cerca de 60 policiais, com o apoio da Brigada Militar, realizaram na manhã desta sexta-feira (24) uma operação para coibir o tráfico de drogas na Restinga.

Foram cumpridos 20 mandados judiciais, 17 de busca e apreensão e três de prisão. O principal objetivo da 16ª Delegacia é impedir que a população continue tendo as casas ocupadas sob ameaça dos criminosos. Segundo o delegado Marcínio Tavares, os suspeitos usam os locais para guardar entorpecentes e armas, além de usar como ponto de venda.

Até o momento, três pessoas foram presas, na operação denominada “Príncipe Regente”.

Três pessoas são indiciadas pelo latrocínio da funcionária do aeroporto Salgado Filho

23 de junho de 2016 2
Reconstituição da morte de Mineia Sant Anna Machado ocorreu nesta semana / Foto: Cid Martins

Reconstituição da morte de Mineia Sant Anna Machado ocorreu nesta semana / Foto: Cid Martins

A Delegacia do Turista indiciou um casal e a 2ª Delegacia para o Infrator do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca) indiciou um jovem de 16 anos pelo latrocínio, matar para roubar, da funcionária do aeroporto Salgado Filho. O crime ocorreu há quase duas semanas, quando Mineia Sant Anna Machado, 39 anos, foi levada por dois suspeitos no momento em que entrava no carro estacionado na rampa de embarque. O corpo foi localizado três dias depois em um matagal às margens da BR-386, em Montenegro.

Indiciados 

Jhonny Maicon Camargo, 32 anos, que está preso, foi indiciado por latrocínio, ocultação de cadáver e corrupção de menor. A companheira dele, Daiane Bastos de Godói, que não foi detida, foi indiciada por favorecimento real. O carro da vítima foi localizado no estabelecimento comercial dela e, além disso, objetos comprados com o cartão de crédito de Mineia estavam com ela. O adolescente também foi indiciado por latrocínio. Ele está internado provisoriamente na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase).

 Investigação 

A investigação das duas delegacias continua. Primeiro, por que aguardam laudos periciais e o resultado de uma reconstituição realizada esta semana. Segundo, por que a família contestou a versão de que houve latrocínio. Sobre isso, o delegado Cléber Ferreira, da Delegacia Regional de Porto Alegre, diz que todos os fatos estão sendo apurados, mas que no momento a hipótese de que houve roubo seguido de morte é a principal linha de investigação. Os indiciamentos ocorreram pelo motivo de que há suspeitos detidos.

A polícia ainda apurou que a vítima, algemada, foi morta por golpes de uma chave de fenda e que também levou choques durante o trajeto entre o aeroporto e Montenegro. Os dois detidos aparecem em imagens de câmeras de segurança entrando no veículo da funcionária do aeroporto. O carro dela, já periciado na semana passada, foi levado pela dupla junto com o cartão de crédito e joias. A perícia, inicialmente, revelou duas versões para o crime: a do adulto, que não quer responder pelo assassinato, mas sim pela participação no caso; e a versão do adolescente, que confirma que o assassinato foi cometido pelos dois. Também na semana passada, colegas de trabalho dela fizeram um protesto no aeroporto para pedir mais segurança.

Funcionária do aeroporto foi levada pelos suspeitos quando entrava no veículo estacionado na rampa de embarque / Foto: Reprodução

Funcionária do aeroporto foi levada pelos suspeitos quando entrava no veículo estacionado na rampa de embarque / Foto: Reprodução

Operação policial prende sequestradores de empresário no Vale do Taquari

23 de junho de 2016 0
Prisões do Deic ocorreram no Vale do Taquari / Foto: Polícia Civil

Prisões realizadas pelo Deic ocorreram no Vale do Taquari / Foto: Polícia Civil

A Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prendeu nesta quinta-feira (23) três sequestradores durante operação policial no Vale do Taquari. Foram cumpridos três mandados de prisão e dez de busca e apreensão em Arroio do Meio, Estrela e Lajeado. Os presos são suspeitos de sequestrar no dia 21 de março deste ano um empresário da região. Dois têm ligação com o tráfico de drogas e o terceiro é funcionário do pai da vítima.

Os delegados João Paulo de Abreu e Joel Wagner dizem que outros três suspeitos seguem sendo investigados. Eles raptaram a vítima de Arroio do Meio, que atua junto com o próprio pai na empresa, e ficaram com ele em um cativeiro por pouco menos de 24 horas. Chegaram a pedir um resgate inicial muito alto, cujo valor a polícia não revela, já que tinham informações privilegiadas sobre a empresa do pai do sequestrado.

Houve negociação, mas os criminosos libertaram a vítima antes de receberem o dinheiro. Eles souberam, por intermédio do funcionário da empresa, que a polícia acompanhava o caso. O cativeiro ficava na região. Os nomes dos suspeitos e do sequestrado não foram divulgados pelo fato de que a investigação continua.

Polícia indicia dois adolescentes pelo latrocínio de jovem de 17 anos na zona norte da Capital

23 de junho de 2016 0
Adolescente de 17 anos foi morto no Parque Mascarenhas de Morais / Reprodução Facebook

Adolescente Rodrigo Maciel Gonçalves, 17 anos, foi morto no Parque Mascarenhas de Morais / Reprodução Facebook

A Polícia Civil indiciou um adolescente de 14 anos e outro de 17 anos pelo latrocínio, matar para roubar, de Rodrigo Maciel Gonçalves, de 17 anos, no bairro Humaitá, zona norte da Capital. Os dois atacaram a vítima e um casal de amigos no dia 13 deste mês no Parque Mascarenhas de Moraes. Antes de qualquer reação, o infrator de 14 anos atirou em Rodrigo. A dupla fugiu assustada antes de efetuar o roubo.

De acordo com o delegado Raul Vier, da 2ª Delegacia para o Adolescente Infrator do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), ambos confessaram o envolvimento, mas também foram reconhecidos pelas outras duas vítimas. O mais novo destacou que não tinha intenção em atirar e que o comparsa esbarrou nele no momento em que estava com o revólver engatilhado. O mais velho nega. Já a arma não foi localizada.

Os dois foram apreendidos dias depois do fato e como já estão na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase), ambos responderão a processo judicial e caso sejam condenados, a medida educativa pode ser de até três anos de internação.

Rodrigo foi assassinado em parque na zona norte (foto: Vanessa Kannenberg / Agência RBS)

Rodrigo foi assassinado em parque na zona norte (foto: Vanessa Kannenberg / Agência RBS)

Saiba mais:

Apreendido segundo suspeito da morte de jovem no bairro Humaitá, zona norte da Capital.

Operação policial prende 46 traficantes em Soledade, no norte do Rio Grande do Sul

22 de junho de 2016 1
cid

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

A Polícia Civil realizou na manhã desta quarta-feira (22) em Soledade, no Norte do Rio Grande do Sul, uma operação policial para combater o tráfico de drogas. Mais de 200 policiais cumprem 40 mandados de prisão e outros 40 de busca e apreensão no município. Até o momento, foram 38 presos na ação desta manhã e outros oito durante os oito meses de duração da investigação, totalizando 46 traficantes presos. Dois ainda seguem foragidos.

A chamada operação “Garras da Lei” também apreendeu armas, maconha, crack e cocaína. A investigação de oito meses mapeou os principais pontos de venda de entorpecentes da cidade. Pequenas quadrilhas estão sendo desarticuladas nesta manhã.

O chefe de polícia, Émerson Wendt, acompanhou pessoalmente a operação.