Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Traficante presa no Vale do Sinos é suspeita de fraudar o programa Bolsa Família

04 de julho de 2015 0
Mulher presa em Campo Bom estava com mais de 15 cartões do Bolsa Família / Foto: Polícia Civil

Mulher presa em Campo Bom estava com mais de 15 cartões do Bolsa Família / Foto: Polícia Civil

A 1ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) prendeu na madrugada deste sábado (04) uma traficante na cidade de Campo bom, no Vale do Sinos. No entanto, os agentes encontraram no local onde houve a prisão vários cartões do Programa Bolsa Família, do Governo Federal. O delegado Mário Souza diz que foram apreendidos mais de 15 cartões e, provavelmente, todos em nome de laranjas. Em todos eles havia uma senha anexada. Também foram encontrados vários extratos bancários.

Além de ser investigada por tráfico de drogas, já que a mulher de 27 anos assumiu o ponto de venda do marido que já se encontra no sistema prisional, ela vai responder pelo golpe contra o Bolsa Família. O caso será encaminhado para a Polícia Federal. O Denarc também apreendeu R$ 4 mil na residência em Campo Bom, onde foram cumpridos os mandados judiciais.

“Já sabemos que ela é traficante, que atua junto com o marido já preso, mas agora cabe à autoridade competente verificar este forte indício de golpe contra o Bolsa Família. Estamos encaminhado tudo para o órgão competente”, destaca o delegado Souza.

Preso pastor suspeito de usar clínica de reabilitação para vender drogas em Novo Hamburgo

03 de julho de 2015 16

* Por Lucas Abati 

Um homem conhecido por todos no bairro Kephas em Novo Hamburgo como pastor e que também é dono de uma clínica de reabilitação de dependentes químicos foi preso durante operação da Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (03).

Luis Henrique Maia, também conhecido como Índio, tem mandado de prisão preventiva por um homicídio e é investigado por outros três. Segundo a Polícia Civil, a Clínica Vida Nova, usada como fachada para traficar na região do Vale do Sinos, tem atualmente 14 internos. Também foi preso Deans Franco Rangel dos Santos, apontado como autor de um homicídio que teria sido encomendado por Maia.

Material apreendido junto com os presos no bairro Kephas / Foto: Polícia Civil

Material apreendido junto com os presos no bairro Kephas / Foto: Polícia Civil

O titular da Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo, Enizaldo Plentz, afirma que o criminoso é violento e muito temido na comunidade.

Além da prisão via mandado judicial, o suspeito será autuado em flagrante, já que foi detido com três espingardas e um revólver. Inicialmente, ele resistiu à prisão, inclusive apontando arma para os policiais. Outras duas pessoas também foram presas na operação e serão levadas à Delegacia de Homicídios e depois para o Presídio Central.

“Os internos são dependentes químicos, mas também traficavam para os suspeitos que foram presos. Eles faziam tratamento e ao mesmo tempo vendiam drogas”, diz o delegado Plentz.

O delegado destaca que o pastor informou que a igreja funcionava junto à clínica. A polícia ainda destaca que a igreja foi criada pelo próprio preso e funcionava de maneira irregular.

Polícia prende cinco traficantes que agiam em frente a uma escola de Canoas

03 de julho de 2015 2
Traficantes foram flagrados vendendo cocaína no bairro Niterói / Foto: Polícia Civil

Traficantes foram flagrados vendendo cocaína no bairro Niterói / Foto: Polícia Civil

Agentes da 2ª Delegacia de Polícia de Canoas prenderam cinco traficantes que agiam em frente a uma escola no bairro Niterói. O principal foco dos criminosos era a venda de drogas nos horários de entrada e saída dos alunos, mas eles também atuavam no local no final da noite e início da madrugada. Um deles é do sistema prisional e usa tornozeleira eletrônica. A polícia apreendeu 139 petecas de cocaína prontas para a venda, pequena quantidade de dinheiro e celulares.

A delegada Marina Goltz diz que os suspeitos estavam sendo monitorados há pelo menos duas semanas. Segundo ela, em relação ao tráfico, uma das prioridades da 2ª Delegacia será coibir este crime nas proximidades de estabelecimentos de ensino. A ação que resultou na prisão de cinco traficantes iniciou no final da noite desta quinta-feira (02) e terminou na madrugada desta sexta-feira (03). O alvo deles era a escola municipal Santos Dumont. Segundo a polícia, os suspeitos agiam somente do lado de fora do colégio e a direção colaborou com as investigações.

Saiba mais:

Denarc prende traficante que agia próximo à escola em Viamão.

Operação Anjos da Lei: Realizada prisão de número 400 no combate ao tráfico nas proximidades de escolas.

Polícia faz buscas para encontrar assassinos de menino de 12 anos na Restinga Velha

02 de julho de 2015 0
Emanuel Vinícius Gonçalves Rocha foi executado no final de abril / Foto: Divulgação - Polícia Civil

Emanuel Vinícius Gonçalves Rocha foi executado no final de abril / Foto: Divulgação – Polícia Civil

Agentes da 4ª Delegacia de Homicídios cumpriram na manhã desta quinta-feira (02) na zona Sul da Capital dois mandados judiciais para tentar prender um suspeito e apreender um adolescente identificados como autores da execução de Emanuel Vinícius Gonçalves Rocha, de 12 anos. O fato ocorreu durante à noite do dia 29 de abril em uma rua do bairro Restinga Velha e o menino levou cinco tiros.

Os envolvidos no crime não foram localizados, mas a polícia acabou apreendendo outro adolescente, com 17 anos. Ele estava com uma pistola 9 mm, 50 gramas de cocaína e 400 gramas de crack, além de balança de precisão e uma moto roubada. Segundo a polícia, ele pertence a quadrilha dos “Miltons”, que age na região, e já tem passagens pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) pelos atos infracionais de tentativa de homicídio, posse ilegal de arma de fogo e lesões corporais. Segundo a investigação, ele não estaria envolvido na execução, mas foi detido e encaminhado à Justiça.

Arma, munição e drogas apreendidos hoje com outro adolescente na Restinga / Foto: Polícia Civil

Arma, munição e drogas apreendidos hoje com outro adolescente na Restinga / Foto: Polícia Civil

Execução

Emanuel, que também já havia sido internado duas vezes na Fase, só foi identificado pela perícia 12 horas depois do crime. Ele foi executado à noite em uma rua da Restinga Velha. Ele não era morador do bairro e o motivo do crime teria sido desavença motivada pelo tráfico de drogas. Em princípio, ele era usuário de drogas e estaria devendo para os traficantes. As investigações e as buscas do Departamento de Homicídios continuam.

Saiba mais:

Identificado menino de 12 anos que foi morto na zona Sul de Porto Alegre.

 

Líder de quadrilha desarticulada em megaoperação na Grande Porto Alegre usava veículo blindado

01 de julho de 2015 0
Vectra blindado estava em estacionamento de prédio na zona Norte da Capital / Foto: Polícia Civil

Vectra blindado estava em estacionamento de prédio na zona Norte da Capital / Foto: Polícia Civil

Agentes da 1ª Delegacia Regional Metropolitana apreenderam nesta quarta-feira (01) um veículo blindado na zona Norte de Porto Alegre que era usado pelo líder da quadrilha desarticulada semana passada durante megaoperação na Região Metropolitana. Segundo o delegado Marco Antônio de Souza, o Vectra está em nome de um “laranja”, mas pertencia a Vínicius Otto, preso desde abril e que é investigado por comandar o tráfico de drogas na Morada do Vale II, em Gravataí, de dentro da cadeia. O veículo estava no estacionamento de um prédio no bairro Itu-Sabará onde a família do líder do tráfico tem um imóvel.

Também foram apreendidos dinheiro, munição e relógios / Foto: Polícia Civil

Também foram apreendidos dinheiro, munição e relógios / Foto: Polícia Civil

Na madrugada de hoje, o responsável por manter a venda de drogas e arrecadação de dinheiro do grupo após a prisão dos comparsas foi preso em flagrante em um posto de combustíveis na zona Norte da Capital. Após esta prisão, a polícia descobriu onde ele estava se escondendo, ou seja, no prédio onde o carro blindado foi apreendido. No local também foi encontrado um cofre com vários documentos sobre contabilidade e contatos do esquema criminoso. Além disso, foram encontradas latas com várias moedas. O Vectra blindado só era usado pelo gerente do tráfico, mas isso após a prisão de Vinícius Otto. Quando ele foi detido, em abril, após sequestro de uma vítima, ele estava com um Honda Civic que também era blindado. Desde a semana passada, quando a megaoperação foi deflagradas, 73 suspeitos já foram detidos. Esta foi uma das maiores ações de todos os tempos da polícia gaúcha.

Saiba mais:

Presos mais dois traficantes investigados em megaoperação policial realizada na Grande Porto Alegre.

Presos mais dois suspeitos de integrar quadrilha responsável por roubo de veículos e tráfico de drogas no Vale do Sinos

01 de julho de 2015 0
181b176c2009e45b11693bd4c6fffc47

Suspeitos foram presos em São Leopoldo antes de ataque a carga de cigarros / Foto: Polícia Civil

Agentes da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de São Leopoldo prenderam no início da tarde desta quarta-feira (01) mais dois suspeitos de integrar quadrilha responsável por roubo de carros e por tráfico de drogas no município. Na madrugada de hoje, outros quatro foram detidos, sendo que um deles também era procurado por ataques a cargas. Com o grupo, foram apreendidos três veículos, dez quilos de maconha e um quilo de cocaína.

Prisões

O delegado Rodrigo Zucco destaca que os presos hoje à tarde já possuem passagem pelo sistema prisional e que, no momento, estavam em liberdade provisória. Eles foram detidos momentos antes de roubar uma carga de cigarros em São Leopoldo. Esta foi mais uma etapa da Operação Contenção. O grupo desarticulado nesta nova fase roubava veículos e estava diversificando o ramo de atividades e por isso estava agindo no tráfico de entorpecentes. Alguns integrantes também roubavam cargas.

Saiba mais:

Presa quadrilha responsável por roubo de veículos e tráfico de drogas no Vale do Sinos.

Prisão de procurados da Justiça aumenta 65% no Rio Grande do Sul em 2015

01 de julho de 2015 0

* Por Lucas Abati 

Divulgação / Polícia Civil

Divulgação / Polícia Civil

Nos primeiros seis meses de 2015, 527 procurados da justiça foram presos no Rio Grande do Sul pela Delegacia de Capturas do Departamento de Investigações Criminais (DEIC).

Isso equivale um aumento de 65% em relação a 2013, que registrou 316 prisões no mesmo período. As prisões contabilizadas são cumprimentos de mandados de prisão preventiva e prisão decorrente de condenação definitiva.

Entre os crimes que lideram nas prisões estão roubos, homicídio e tráfico de drogas. O delegado Arthur Raldi destaca a Operação Tarrafa que, apenas em junho, realizou 96 prisões.

 

Ex-gerente é preso por tentar matar e roubar proprietário de loja onde trabalhava em shopping da Capital

01 de julho de 2015 20

Em uma ação realizada na manhã desta quarta-feira (01), a 2ª Delegacia de Polícia da Capital prendeu três suspeitos de uma tentativa de latrocínio (matar para roubar) ocorrida na cidade no dia 29 de maio deste ano. Entre os presos, o ex-gerente de uma loja no shopping Praia de Belas. Os outros dois são um atual funcionário do estabelecimento comercial e um amigo.

A vítima: o proprietário do local, que após ter carro e objetos roubados, além de saques bancários feitos pelos suspeitos, levou dois tiros e sobreviveu. Uma das balas continua na nuca da vítima, que apresenta várias sequelas, como por exemplo, paralisia do lado esquerdo do rosto. O delegado César Carrion não está divulgando o nome da vítima e nem o nome da loja por questões de segurança. Motivo do crime, além dinheiro: segundo a polícia, vingança do ex-gerente devido ao fato de ter sido demitido no mês de abril.

Investigação

Carrion conta que, no dia 29 de maio, a vítima saía do trabalho e foi rendida dentro do veículo, no estacionamento do shopping. Ela passou cartões bancários e foi encapuzada. Como os bandidos não sabiam dirigir o carro automático, o proprietário teve o rosto descoberto e acabou vendo quem eram os assaltantes. Na altura da avenida Nonoai, zona Sul da cidade, os criminosos usaram o celular da vítima.

“Ele nos contou que ouviu o seguinte: Fizeram o saque? Sim. Então pode apagar ele”, destaca Carrion.

Após isso, em um matagal na rua Erebango, a vítima, novamente com o rosto encapuzado, foi colocada de joelhos no chão, com as mãos para trás, e levou dois tiros de um dos bandidos que estava atrás do proprietário da loja. Os criminosos fugiram, mas não perceberam que a vítima sobreviveu, mesmo com um tiro no ombro e outro na nuca. Ela foi socorrida e, durante a investigação identificou todos os envolvidos. O dono da loja no shopping teve várias sequelas, como perda parcial da memória (que já está normalizando) e paralisia do lado esquerdo do rosto.

Suspeitos

Por se tratar de prisão preventiva, o delegado Carrion divulgou os nomes. O ex-gerente é Maicon Eduardo Silveira Alves, 21 anos. Suspeito de arquitetar o crime. O atual funcionário, que no dia do fato pediu licença do trabalho, é Sandro Leonardo de Almeida, 31 anos. Suspeito de passar informações privilegiadas para o grupo. O terceiro preso, amigo dos outros dois, é Roger Luciano Silva da Luz, 19 anos.

Denarc prende traficante que agia próximo à escola em Viamão

01 de julho de 2015 0
Traficante vendia crack e maconha perto de escola / Foto: Polícia Civil

Traficante vendia crack e maconha perto de escola / Foto: Polícia Civil

Em mais uma ação da Operação Anjos da Lei do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), a 1ª Delegacia prendeu um traficante de drogas que agia nas proximidades de uma escola no bairro Estalagem em Viamão. O delegado Mário Souza destaca que a ação começou na noite desta terça-feira (30) e terminou na madrugada desta quarta-feira (01).

Crack, maconha e dinheiro foram apreendidos pelo Denarc / Foto: Polícia Civil

Crack, maconha e dinheiro foram apreendidos pelo Denarc / Foto: Polícia Civil

Com o suspeito detido, um homem de 26 anos, foram apreendidos dinheiro, crack e maconha prontos para a venda. Desde o início do ano, o diretor do Denarc, delegado Émerson Wendt, destaca que já foram presos 306 traficantes e que, em seis meses, já foi atingida a meta anual do Departamento.

Saiba mais:

Em seis meses, Denarc bate meta anual com 304 prisões e apreensões.

Operação Anjos da Lei: Realizada prisão de número 400 no combate ao tráfico nas proximidades de escolas.

Preso responsável por manter ações de quadrilha desarticulada em megaoperação na Grande Porto Alegre

01 de julho de 2015 0
Traficante mantinha ações do grupo desarticulado e agora já são 73 presos / Foto: Polícia Civil

Traficante mantinha ações do grupo desarticulado e agora já são 73 presos / Foto: Polícia Civil

Entre a noite desta terça-feira (30) e a madrugada desta quarta-feira (01), agentes da 1ª Delegacia Regional Metropolitana prenderam na zona Norte de Porto Alegre um suspeito de ser o responsável pela continuidade das ações do grupo criminoso que foi desarticulado na semana passada durante uma megaoperação da Polícia Civil na Região Metropolitana. Os delegados Marco Antônio de Souza e Eduardo Hartz destacam que o traficante detido em flagrante era um dos 107 que tiveram mandados de prisão temporária decretados pela Justiça. A ação totaliza agora 73 presos e é considerada uma das maiores da polícia gaúcha.

O homem de 37 anos que foi preso era um dos principais gerentes do tráfico da quadrilha que tinha base na Morada do Vale II, em Gravataí, e que era ligada à facção criminosa “Os Manos”, que age nos presídios do estado. O delegado Marco Antônio de Souza diz que o suspeito era considerado no momento uma das peças importantes para manter o tráfico de drogas e arrecadação de dinheiro para o grupo.

“Tanto é que ele era parceiro há muito tempo do Vinícius Otto, preso em abril e líder deste esquema criminoso que continuava dando ordens de dentro da cadeia”, diz Souza.

O traficante foi preso em um posto de combustíveis no momento em que estava arrecadando dinheiro obtido com a venda de entorpecentes. Ele e mais um suspeito foram detidos. A polícia apreendeu dois veículos e R$ 2,6 mil. A quadrilha agia em Gravataí, Cachoeirinha, Canoas e zona Norte da Capital. O delegado Hartz diz que as investigações continuam para tentar prender o restante do grupo e também para tentar impedir que o mesmo consiga se rearticular.

Fornecedores

Um dos principais fornecedores destes criminosos que mantinham base em Gravataí era o traficante Alexandre Goulart Madeira, o Xandi, morto no início do ano em Tramandaí e que comandava o tráfico no condomínio Princesa Isabel, no bairro Santana de Porto Alegre. O suspeito de ser o mandante da morte dele era o traficante Cristiano Souza da Fonseca, o Teréu, que comandava o tráfico no Beco dos Cafunchos, bairro Agronomia, e que foi morto dentro da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc).

Saiba mais:

Presos mais dois traficantes investigados em megaoperação policial realizada na Grande Porto Alegre.