Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Escutas telefônicas revelam apenado dando ordens de dentro da cadeia para traficantes em Alvorada

27 de maio de 2015 0
Operação contabilizou 17 traficantes detidos no bairro Umbu / Foto: Cid Martins

Operação contabilizou 17 traficantes detidos no bairro Umbu / Foto: Cid Martins

A Polícia Civil realizou na manhã desta quarta-feira (27) uma operação policial que prendeu 17 traficantes no bairro Umbu, em Alvorada. A ação, coordenada pela 3ª Delegacia do município, contou com a degravação de várias escutas telefônicas durante um ano para comprovar que um apenado do Presídio Central dava ordens para integrantes da quadrilha.

Segundo o delegado André Anicet, os áudios mostram conversas sobre venda de drogas, compra de armas, ameaças, execuções (estas em códigos) e cobranças de traficantes que não estavam atuando de acordo com o líder da facção criminosa. A polícia diz que as gravações são do preso Maicon Rogério Carvalho Farias, 33 anos, que se encontra detido no Central.

A polícia segue investigando o caso e destaca que ainda procura mais 14 traficantes, sendo que cinco são adolescentes. Os criminosos expulsaram vários moradores do bairro Umbu para usar as residências como ponto de venda de drogas ou para guardar armas e entorpecentes.

* Saiba mais:

Operação policial é deflagrada em Alvorada e prende pelo menos 15 traficantes.

Operação policial é deflagrada em Alvorada e prende pelo menos 15 traficantes

27 de maio de 2015 2

foto1

* por Cid Martins

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (27) uma operação para prender traficantes que atuam no Bairro Umbu, em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O objetivo é cumprir 23 mandados de prisão, sete de apreensão de adolescentes e 32 de busca. No total, 160 policiais participam da ação. Até o momento, 15 pessoas foram presas e dois adolescentes, apreendidos.

O tráfico de drogas é comandado por um detento do Presídio Central, que também dá ordens para execução de rivais ou desafetos. Um homicídio foi confirmado, e um traficante foi morto durante a investigação.

A ação é coordenada pelo delegado André Anicet, da 3ª Delegacia de Alvorada. Segundo ele, estes traficantes também ocuparam várias casas de moradores para usar como pontos de venda de drogas.

Imagens mostram os "Bala na Cara" armados para tomar pontos de tráfico na Capital

27 de maio de 2015 3
Material apreendido com criminosos ontem, no Bairro Agronomia

Material apreendido com criminosos ontem, no Bairro Agronomia

* por Cid Martins

O Departamento de Homicídios de Porto Alegre descobriu imagens em celulares apreendidos com traficantes dos Bala na Cara que mostram armas e a intenção da facção criminosa em tomar pontos de venda de drogas na zona leste da cidade. No vídeo, aparecem pistolas de uso restrito das Forças Armadas e um dos quatro suspeitos detidos na noite desta terça-feira (26) na região da Colina, no Bairro Agronomia.

A delegada Jeiselaure de Souza, da 5ª Delegacia de Homicídios, diz que a gravação confirma a intenção desta quadrilha em ocupar também a região do Beco dos Cafunchos, cujo tráfico era comandado por Cristiano Souza da Fonseca, o Teréu, morto no início do mês na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc).

Confronto
Ontem, agentes trocaram tiros com os criminosos que invadiram a casa de uma testemunha para usar o local como ponto de tráfico. Foram apreendidas cinco pistolas e uma metralhadora, além de drogas e munição.

“Nesta região houve homicídios e os Bala na Cara estão tomando casas de moradores”, diz o diretor do Departamento de Homicídios, delegado Paulo Grillo.

Após a saída da polícia, os criminosos em represália atearam fogo na residência. A polícia segue investigando outros integrantes da quadrilha.

Saiba mais:
Bandidos incendeiam casa após tiroteio com a polícia na Capital

Mais dezesseis investigados viram reús da Operação Leite Compen$ado

26 de maio de 2015 0
MP encontrou leite azedo, com água, soda cáustica e bicarbonato de sódio próximo a Erechim / Foto: Cid Martins

MP encontrou leite azedo, com água, soda cáustica e bicarbonato de sódio próximo a Erechim / Foto: Cid Martins

* Por Mateus Ferraz

A Justiça aceitou a denúncia contra 16 pessoas envolvidas em fraudes apuradas na 8ª fase da Operação Leite Compen$ado, realizada nesse mês. Serão abertos inquéritos contra Valdir Poganski, Lidia Bucior Poganski, Vilson Risson e Marizani Michelin Risson. Eles serão investigados pelos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa. Também foi autorizada a quebra de sigilo bancário dos réus.

O grupo é acusado de preencher fichas de controle de entrega de leite com valores superestimados para encobrir o aumento de volume gerado pela adulteração da substância com a adição de água e de algum soluto.

Também foram aceitas as denúncias contra o transportador Odair Melati, o presidente da Coopasul, Ariel Paulo Narzetti, os motoristas Vilmar Bonfante, Franciel José Lazari e Ezequiel Ivan Sakrczewski, além do chefe do laboratório da Coopasul, Douglas Bonfante. A esposa do transportador, Delair Melati, também está na lista.

Também viraram réus Ediovani Gleison Demarco, Marcos José Baldiga, Tarciano Hardt, Ariano Adalberto Adami e Angelo Antonio Paraboni Filho. O contador Helio Marengo teve a denúncia arquivada.

Indústrias

Em nota, quase todas as indústrias negaram que o leite adulterado no norte gaúcho tenha sido repassado para os consumidores. A Promotoria de Defesa do Consumidor e o Ministério da Agricultura estão mantendo contato com todas as indústrias para saber o que foi feito com o leite azedo e com substâncias que prejudicam a saúde do ser humano. Desta vez, não foi encontrada substância cancerígena, mas o MP vai apurar já que na casa do transportador Odair foi apreendida ureia.

Saiba mais:

>> Operação Leite Compensado: MP denuncia 16 pessoas por adulteração do produto no Norte gaúcho

>> MP retoma depoimentos nesta quarta sobre a Operação Leite Compensado no Norte gaúcho

>> Escutas comprovam adição de água e até larvas em leite no Norte gaúcho

Homem é preso por estuprar e manter namorada em cárcere privado em Sapucaia do Sul

26 de maio de 2015 0

*Por Kathlyn Moreira

IMG-20150526-WA0008_resized

Um homem de 34 anos foi preso preventivamente, nesta terça-feira (26), em Sapucaia do Sul acusado de manter a namorada em cárcere privado por várias horas e por estupro no fim de abril. A vítima, de 36 anos, contou à polícia que foi ameaçada e agredida com um facão e conseguiu fugir quando o agressor pediu que ela fizesse comida. Eles estavam juntos há 20 dias.

O homem foi encontrado na casa da família, no Bairro Dihel. Conforme a delegada Marina Goltz, ele foi condenado em 2010 a 16 anos e quatro meses de prisão pelo homicídio de uma mulher e por agredir uma ex-namorada grávida de seis meses, causando a a morte do bebê. Atualmente, ele cumpria a pena em prisão domiciliar, e  hoje foi levado para a Penitenciária Estadual do Jacuí, em Charqueadas.

Justiça Federal em NH condena três pessoas por tráfico internacional de armas e de drogas

26 de maio de 2015 0

A Justiça Federal em Novo Hamburgo (NH) condenou três pessoas por tráfico internacional de armas e de drogas. Esta é a primeira decisão sobre um total de três ações penais encaminhadas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra uma quadrilha desarticulada em abril do ano passado pela Polícia Federal (PF). Ao todo, 36 suspeitos foram denunciados e 33 chegaram a ser presos em sete cidades gaúchas. As penas destas três pessoas condenadas, que ainda podem recorrer da decisão, vão de 16 a 86 anos de reclusão.

Operação Panóptico

De acordo com a PF, uma facção criminosa que atua nos presídios do Rio Grande do Sul mantinha contato com traficantes do Paraguai para abastecer com drogas e armas pontos de venda de entorpecentes em Porto Alegre, Vale do Sinos, Serra gaúcha e região de Santa Cruz do Sul. Durante a investigação, que iniciou em 2013, descobriu-se também que os traficantes simulavam viagens de motorhomes em família para enviar drogas ao estado e para isso, usavam até crianças. A PF também apreendeu durante o período de apuração dos fatos, 1,2 mil tonelada de drogas, R$ 165 mil, 24 veículos, entre eles um motorhome, um colete à prova de balas, diversas armas de calibre restrito, incluindo um fuzil AR-15, sete pistolas 9mm e uma submetralhadora.

Nesta primeira ação penal, foram enquadrados os réus acusados de serem os chefes da quadrilha, responsáveis pelo comando, coordenação, controle das ações do grupo e das grandes ações do tráfico (aquisição das drogas, carregamento e transporte até o Brasil). As outras duas ações penais do MPF contra a organização criminosa seguem tramitando na Justiça Federal em Novo Hamburgo.

Durante a investigação de um ano, cerca de 1,2 mil tonelada de drogas foi apreendida / Foto: Polícia Federal

Durante a investigação de um ano, cerca de 1,2 mil tonelada de drogas foi apreendida / Foto: Polícia Federal

* Saiba mais:

Traficantes simulavam viagens em família para enviar drogas ao RS.

Ladrão que invadiu hotel na Capital durante fuga já foi preso três vezes nos últimos 30 dias

26 de maio de 2015 2

O delegado Paulo César Jardim, da 1ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, está preocupado com o fato de que um ladrão com vários antecedentes criminais está solto pelas ruas da área central. Segundo ele, o homem que invadiu um hotel na última sexta-feira (22) no bairro Cidade Baixa após roubo de celular já foi preso três vezes em flagrante nos últimos trinta dias.

Na semana passada, o suspeito acabou sendo solto em menos de 24 horas depois de ser preso pela Brigada Militar quando estava escondido no hotel. Alguns dias antes, havia sido preso e solto por tráfico próximo a uma escola da cidade e há um mês também foi liberado depois de realizar um furto a pedestre. Além disso, Jardim destaca que o homem, de 23 anos, tem pelo menos 15 passagens pela polícia, a maioria por furto e roubo a pedestres e a residências. Quando era adolescente (15 anos), foi internado na Fundação de Atendimento Socioeducativo por homicídio.

“Fiz esse levantamento pelo fato de que o suspeito atua na minha área, no Centro, e, assim como eu, a população fica intranquila com ele solto. Precisamos urgente de uma reforma da nossa legislação penal”, ressalta Jardim.

Invasão a hotel na Cidade Baixa foi na sexta passada após roubo de celular / Foto: Eduardo Cardozo

Invasão a hotel na Cidade Baixa foi na sexta passada após roubo de celular / Foto: Eduardo Cardozo

* Saiba mais:

Polícia encontra ladrão que fugiu para interior de hotel na Capital.

Foragido do Mato Grosso do Sul é preso no Vale do Sinos por roubo e clonagem de veículos

26 de maio de 2015 0

A Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de São Leopoldo prendeu na manhã desta terça-feira (26), em uma casa no bairro Scharlau, um foragido do Mato Grosso do Sul (MS) por roubo e clonagem de carros. Omar de Oliveira Vargas, 44 anos, era procurado pela Polícia Federal e tinha mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça de Miravaí (MS). Um outro homem que estava com ele também foi preso. Em outro local, foram apreendidos quatro veículos roubados pela quadrilha dos suspeitos, um Toyota Hilux, um Gol, uma caminhonete Nissan, além de um caminhão que foi furtado ontem no município.

Omar de Oliveira Vargas, 44 anos, era foragido da Justiça do MS / Foto: Polícia Civil

Omar de Oliveira Vargas, 44 anos, era foragido da Justiça do MS / Foto: Polícia Civil

Investigação

Vargas havia sido preso em 2009 no MS por participar de uma quadrilha que roubava caminhões no Vale do Sinos e na Serra gaúcha para depois clonar e trocar por drogas no Paraguai. Alguns anos depois ele recebeu o benefício de responder em liberdade, mas desapareceu e foi considerado foragido pela Justiça. De posse desta informação, o delegado Rodrigo Zucco realizou buscas na região e prendeu o suspeito. Segundo ele, a ação acabou sendo mais uma etapa da Operação Contenção desencadeada na região para prender ladrões de veículos, sendo que, em alguns casos, houve participação de detentos que comandavam alguns crimes.

* Saiba mais:

Polícia prende ladrões que roubavam e clonavam veículos de luxo no Vale do Sinos.

Presos mais integrantes de quadrilha que rouba e clona veículos de luxo no Vale do Sinos.

Preso fornecedor de drogas sintéticas para festas e academias da Capital

25 de maio de 2015 7

foto1

* por Cid Martins

A 1ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) prendeu entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira (25) um dos maiores fornecedores de drogas sintéticas para festas e academias de Porto Alegre. O homem, de 28 anos, foi detido em um posto de combustíveis no Bairro Sarandi, zona norte da Capital, e dentro do veículo havia quase 3 mil comprimidos de anabolizantes, anfetaminas e esteroides. Com um valor aproximado de R$ 30 mil, os entorpecentes seriam entregues para oito distribuidores.

O delegado Mário Souza destaca que  estava tentando prender este fornecedor há quatro meses, por que ele enviou drogas para vários distribuidores já presos pelo Denarc.

Os entorpecentes vindos do Paraguai, Uruguai e Argentina eram repassados para distribuidores e estes abasteciam traficantes de grandes academias da cidade. O nome do fornecedor, um universitário de classe média alta, não foi divulgado. A polícia justifica por que ainda está homologando o flagrante e também por que segue com a investigação do caso.

“O certo é que esta é a maior apreensão de anabolizantes do Denarc neste ano”, diz Souza.

Drogas
Foram apreendidos: 1,1 mil comprimidos de oxandrolona, e quase 1,5 mil doses de Durateston, Deca durabolin, Testosterona, Stanozolol, Trembolona, Enantato, Dualids, Sibutramina, Metaoxondrolna e GH hormônio do crescimento.

Polícia prende catarinenses que roubaram um dos bancos em Teutônia e divulga vídeo da ação

25 de maio de 2015 0


A Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prendeu neste sábado (23) três catarinenses que arrombaram uma agência do Banco do Brasil na madrugada do mesmo dia em Teutônia, no Vale do Taquari. A prisão, ocorrida no bairro Passo das Pedras, zona Norte de Porto Alegre, e só foi divulgada entre a noite deste domingo (24) e madrugada desta segunda-feira (25), pelo fato de que a polícia ainda procura dois gaúchos que receberam os bandidos de Santa Catarina (SC). Eles foram os responsáveis por um dos dois ataques a bancos ocorridos em Teutônia neste final de semana.

De acordo com o delegado Joel Wagner, os três detidos têm antecedentes criminais e são de Joinville. O líder da quadrilha, Jhonatas Coutinho, 28 anos, estava foragido por roubo a banco em São Paulo, e Everton Potter, 25 anos, e Alex Correa, 19 anos, foram investigados por roubos em SC. Coutinho já foi preso em flagrante por roubo a banco em Rio Pardo em 2011 e em abril deste ano foi abordado na BR-386 no RS pela Polícia Rodoviária Federal, mas foi liberado por que só estava com maçarico. No entanto, um dia depois, virou o principal suspeito de arrombamento de banco com o mesmo tipo de material em Guaiba. Antes disso, em março, a quadrilha dele teria arrombado, também com maçarico, um banco em Ivoti.

Wagner diz que os dois gaúchos procurados foram responsáveis por dar estadia e apoio logístico aos catarinenses. Inclusive, a prisão foi na casa de um dos dois. No local, foram apreendidos um maçarico, roupas usadas no ataque e que foram identificadas em imagens, dois veículos com placas de SC e cartões de bancos do mesmo estado. O delegado destaca que não foi encontrado dinheiro e acredita que os suspeitos fizeram vários depósitos em contas de terceiros após o roubo do banco. Eles têm esta prática por que as cédulas ficam com cheiro de material queimado e para evitar risco de apreensão.

“Eles estavam sendo monitorados e chama a atenção que alegaram estar no estado apenas para comprar roupas. Agora foram para o Central”, ressalta Wagner.

Os três catarinenses foram autuados por furto qualificado e organização criminosa.

Saiba mais:
Dois bancos atacados em Teutônia

Confira as imagens da ação dos criminosos