Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "assassinato"

Polícia conclui inquérito da morte de estudante no Parque Germânia

25 de agosto de 2015 10
Jovem foi baleado em assalto no Parque Germânia. Foto: Arquivo Pessoal

Jovem foi baleado em assalto no Parque Germânia. Foto: Arquivo Pessoal

* por Tiago Bitencourt

A 14ª Delegacia de Polícia concluiu, nesta terça-feira (25), o inquérito da morte do estudante Alencar da Costa Júnior, 23 anos, ocorrida dia 2 de agosto próximo ao Parque Germânia. Dois homens assaltaram a vítima e a namorada na Rua Túlio de Rose. Houve reação e o estudante acabou sendo baleado.

Os autores foram presos dia 17, no Jardim Itú Sabara, e confessaram o crime. Eles não tinham antecedentes criminais e eram de classe média. No celular deles a polícia encontrou fotos dos suspeitos se exibindo com armas e drogas.

Mateus Henrique Soares Caldas, 19 anos, foi o autor do disparo. Ele era vendedor de uma loja de artigos para surf no Bourbon Country, pediu demissão e com a recisão comprou uma pistola. Jonatas Farias dos Santos, 21 anos, era garçom de eventos. Com eles foram apreendidas duas pistolas, um revólver e drogas.

A polícia investiga se há um terceiro envolvido.

foto1

Polícia divulga fotos de suspeitos por morte de fotógrafo de 23 anos em Canoas

19 de agosto de 2015 58

Divulgação/ Polícia CIvil

*Por Cid Martins

A Polícia Civil divulgou, nesta quarta-feira (19), o nome dos suspeitos de matar o fotógrafo José Gustavo Bertuol Gargioni, de 23 anos, em Canoas, no dia 28 de julho. Juliano Biron da Silva, 33 anos, e Paula Caroline Ferreira Rodrigues, 21 anos, tiveram a prisão preventiva decretada.

O responsável pela Delegacia de Homicídios de Canoas, delegado Marcos Guns, confirmou a motivação passional do crime e disse que o jovem foi cruelmente torturado.

“Eles fizeram tiro ao alvo com a vítima, que levou 19 tiros. Foi uma crueldade”, contou Guns, em entrevista coletiva nesta manhã.

A investigação apontou que Paula usava o perfil de um parente do sexo masculino para manter contato com Gustavo através das redes sociais e não levantar suspeitas. Juliano descobriu as conversas e começou a planejar o homicídio.

De acordo com o delegado, o criminoso chegou a monitorar os passos de Gustavo no dia em que ele foi morto. Na madrugada do dia 28, Paula marcou um encontro com a vítima, em Canoas. O fotógrafo deixou o carro em um estacionamento e foi ao encontro da mulher, que o esperava em um veículo Kia Soul. Ao entrar no automóvel, Juliano – que estava escondido no banco de trás – rendeu o jovem e os três se dirigiram para a Praia de Paquetá, onde ocorreu o crime.

No caminho, Gustavo tentou saltar do carro pela janela, o que explica os graves ferimentos que ele tinha nas pernas. Após a tentativa, Juliano disparou três tiros nas costas da vítima. Ainda vivo, o fotógrafo foi agredido com várias coronhadas e depois executado com mais disparos.

Foram 20 dias de investigação da Delegacia de Homicídios de Canoas, 23 testemunhas ouvidas, 27 perícias e mais 80 câmeras de vigilância analisadas, com 300 horas de imagens, que foram fundamentais para se chegar aos autores do crime.

Juliano Biron da Silva tem condenação por roubo e formação de quadrilha. Paula já tinha antecedentes por tentativa de homícidio na adolescência. Como os suspeitos estão foragidos, a polícia ainda investiga a relação da vítima com a jovem, assim como a relação de Juliano com Paula.

O veículo usado para o crime não foi localizado.

José Gustavo foi morto no dia 28 de julho

José Gustavo foi morto no dia 28 de julho

Saiba mais:

Delegado: crueldade das lesões reforçam suspeita de crime passional
Fotógrafo de 23 anos é encontrado morto em Canoas

Polícia investiga novos suspeitos da morte de adolescente durante saída de festa em Charqueadas

11 de agosto de 2015 0

* Por Maria Eduarda Fortuna 

Ronei Wilson Jurkfitz Faleiro Júnior, 17 anos Foto: Divulgação / Arquivo pessoal

Ronei Wilson Jurkfitz Faleiro Júnior, 17 anos. Foto: Divulgação / Arquivo pessoal

A Polícia Civil investiga novos suspeitos do assassinato do adolescente Ronei Junior, de 17 anos, na saída de uma festa em Charqueadas no sábado retrasado (01). Segundo o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Reis, a partir de depoimentos outros nomes foram citados.

“Agora vamos ouvir mais testemunhas, mostrar fotografias e confirmar se realmente há novos participantes do crime”, explica.

Indiciamento

O delegado prometeu concluir o inquérito em duas semanas. Ele deve indiciar os nove jovens que foram presos preventivamente, todos adultos, e seis adolescentes internados na Fundação de Assistência Socioeducativa (Fase). Eles irão responder por homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, emprego de meio cruel e por dificultar a defesa da vítima. Parte do grupo já tinha antecedentes por trafico de drogas, lesão corporal e ameaças.

Todos foram ouvidos pela polícia durante essa semana e negaram as agressões a Ronei. Segundo o delegado, porém, alguns admitiram a motivação.

“O crime ocorreu simplesmente pelo fato de uma das pessoas que estava saindo de dentro de festa ser de São Jerônimo. Como todos estavam juntos, eles passaram a agredir de forma indistinta”, explica.

Conforme, Reis, há outros registros de ocorrências sobre agressões contra o “bonde” conhecido como Aba Reta, mas todos de menor potencial.

Saiba mais:

Charqueadas: apreendidos mais 4 suspeitos por morte de adolescente.

Justiça determina a apreensão de dois adolescentes envolvidos na morte de jovem durante festa em Charqueadas.

Preso homem que executou passageiro em ônibus na zona norte de Porto Alegre

17 de julho de 2015 0

17349684

* por Cid Martins

Após denúncia anônima feita à 2ª Delegacia de Homicídios de Porto Alegre, policiais monitoraram e prenderam na zona norte da Capital, entre a noite passada e a madrugada desta sexta-feira (17), um homem apontado como sendo um dos dois executores de Gerson Renato Dias Fagundes, 38 anos.

Fagundes foi morto no dia 16 de abril deste ano, após criminosos dispararem cerca de 20 tiros contra ele dentro de um ônibus da linha Passo das Pedras, na Avenida Farrapos, também na zona norte da cidade. Todo o crime foi registrado em imagens de câmeras de segurança.

O suspeito preso – que é apontado como sendo o responsável por levar o autor dos disparos até o local do crime – negou participação e disse desconhecer o outro investigado, que segue foragido. Segundo o delegado Filipe Bringuenti, a vítima foi executada porque, um dia antes, matou um integrante da facção criminosa dos “Bala na Cara” – que age na Região Metropolitana de Porto Alegre. Fagundes também tinha antecedentes por tráfico de drogas e homicídio.

Saiba mais:
Homem executado em ônibus na Capital era foragido do semiaberto
Imagens mostram execução dentro de ônibus em Porto Alegre

Perícia em computador pode revelar causa da morte de jovem em festa na zona Sul de Porto Alegre

09 de julho de 2015 19
Eduardo Fösch com a mãe. Foto: Arquivo Pessoal

Eduardo Fösch com a mãe. Foto: Arquivo Pessoal

A promotora Sônia Mensch aguarda para o final do mês, no máximo início de agosto, uma perícia que pode revelar se houve crime e até mesmo se há suspeitos envolvendo a morte do jovem Eduardo Fösch dos Santos, 17 anos, durante festa em condomínio de luxo na zona Sul de Porto Alegre. O fato ocorreu em maio de 2013 e a promotora assumiu a investigação em outubro do ano passado, isso por que a Justiça determinou a reabertura do caso após pedido da família e também pelo fato da polícia não ter encontrado indícios de crime.

Sônia Mensch destaca que a perícia será em um computador do sistema de segurança do condomínio. O objetivo é verificar se imagens e informações importantes possam ter sido apagadas. Se isto ocorreu, os peritos vão ainda tentar recuperar todos os dados possíveis. Após este resultado pericial, ela vai marcar uma audiência para ouvir mais pessoas indicadas no processo de apuração. Já a advogada Lesliey Gressler, que representa a família do jovem, destaca que a investigação segue lenta e diz que não está descartado novo manifesto para agilizar o trabalho de investigação.

Entenda o caso:

27 de abril de 2013 – Eduardo dos Santos vai a uma festa só para adolescentes em condomínio de luxo no bairro Cavalhada, na zona sul de Porto Alegre.

28 de abril de 2013 – No início da manhã, o jovem foi encontrado agonizando em uma escada no pátio da casa vizinha do local onde ocorreu a festa.

06 de maio de 2013 – Após oito dias hospitalizado devido a traumatismo craniano, o adolescente faleceu.

31 de maio de 2013 – Polícia instaura inquérito para apurar as causas da morte.

07 de novembro 2013 – Polícia conclui o caso sem encontrar indícios de infração penal.

25 de novembro de 2013 – Perito particular conclui laudo apontando que o jovem não teria caído na escada, mas sim arremessado em estado semiconsciente.

27 de novembro de 2013 – Família se reúne com o Ministério Público.

22 de janeiro de 2014 – Inquérito foi concluído mais uma vez após a família ter encontrado novas evidências sobre provável infração penal e o Ministério Público ter solicitado, anteriormente, mais investigações.

11 de junho de 2014 – Caso é repassado para a Promotoria Criminal do Tribunal do Júri de Porto Alegre, aos cuidados da promotora Dirce Soler.

15 de junho de 2014 – Justiça determina reabertura da investigação sobre o caso.

25 de agosto de 2014 – Promotora Dirce Soler é promovida ao cargo de procuradora e desde então, a investigação está parada e só deve ser retomada a partir do dia 2 de outubro, aos cuidados da promotora Sônia Mensch.

02 de outubro de 2014 – Promotora Sônia Mensch assume o caso.

04 de novembro até 30 de novembro – Nove seguranças e vizinha da residência onde ocorreu a festa depõem no MP.

09 de dezembro de 2014 – Advogada que representa a família da vítima pede agilidade na perícia de imagens de câmeras de segurança.

Saiba mais:

Promotoria ouve seguranças de festa onde jovem morreu na zona Sul de Porto Alegre.

Justiça decreta reabertura da investigação sobre jovem morto após festa em condomínio na zona sul de Porto Alegre.

Investigado por assalto a bancos e por liderar facção criminosa é executado na zona Norte de Porto Alegre

07 de julho de 2015 2

Na noite desta segunda-feira (06), na rua José Marcelino, bairro Mário Quintana, zona Norte de Porto Alegre, foi executado a tiros Claudiomiro Weiss dos Santos, o “Seco da Baia”, 47 anos. Ele estava em liberdade e já foi investigado por assalto a bancos e por liderar a facção criminosa os “Abertos”.

No fato ocorrido ontem à noite, mas divulgado somente na manhã desta terça-feira (07), o Departamento de Homicídios informa que um homem que estava com Claudiomiro ficou ferido e foi encaminhado ao hospital Cristo Redentor. O carro em que estariam os executores foi localizado parcialmente queimado. A investigação sobre a execução será da 5ª Delegacia.

Claudiomiro já esteve preso. Uma vez foi em Passo de Torres, Santa Catarina, por porte ilegal de arma de fogo em fevereiro de 2012. Outra vez em novembro de 2010, na zona Norte da Capital, com mais de mil projéteis. De acordo com a polícia, ele fazia parte da facção criminosa os “Abertos”, que age em penitenciárias gaúchas e que controla, por exemplo, duas galerias no Presídio Central.

Saiba mais:

Polícia prende integrante de quadrilha com mais de mil projéteis em Porto Alegre.

Polícia Civil prende suspeito em Passo de Torres.

Polícia faz buscas para encontrar assassinos de menino de 12 anos na Restinga Velha

02 de julho de 2015 0
Emanuel Vinícius Gonçalves Rocha foi executado no final de abril / Foto: Divulgação - Polícia Civil

Emanuel Vinícius Gonçalves Rocha foi executado no final de abril / Foto: Divulgação – Polícia Civil

Agentes da 4ª Delegacia de Homicídios cumpriram na manhã desta quinta-feira (02) na zona Sul da Capital dois mandados judiciais para tentar prender um suspeito e apreender um adolescente identificados como autores da execução de Emanuel Vinícius Gonçalves Rocha, de 12 anos. O fato ocorreu durante à noite do dia 29 de abril em uma rua do bairro Restinga Velha e o menino levou cinco tiros.

Os envolvidos no crime não foram localizados, mas a polícia acabou apreendendo outro adolescente, com 17 anos. Ele estava com uma pistola 9 mm, 50 gramas de cocaína e 400 gramas de crack, além de balança de precisão e uma moto roubada. Segundo a polícia, ele pertence a quadrilha dos “Miltons”, que age na região, e já tem passagens pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) pelos atos infracionais de tentativa de homicídio, posse ilegal de arma de fogo e lesões corporais. Segundo a investigação, ele não estaria envolvido na execução, mas foi detido e encaminhado à Justiça.

Arma, munição e drogas apreendidos hoje com outro adolescente na Restinga / Foto: Polícia Civil

Arma, munição e drogas apreendidos hoje com outro adolescente na Restinga / Foto: Polícia Civil

Execução

Emanuel, que também já havia sido internado duas vezes na Fase, só foi identificado pela perícia 12 horas depois do crime. Ele foi executado à noite em uma rua da Restinga Velha. Ele não era morador do bairro e o motivo do crime teria sido desavença motivada pelo tráfico de drogas. Em princípio, ele era usuário de drogas e estaria devendo para os traficantes. As investigações e as buscas do Departamento de Homicídios continuam.

Saiba mais:

Identificado menino de 12 anos que foi morto na zona Sul de Porto Alegre.

 

Empresário acusado de matar namorado da ex-esposa no litoral é internado em UTI hospitalar

11 de junho de 2015 0

O Júri sobre o caso do empresário acusado de matar há quatro anos o namorado da ex-esposa em Torres, no Litoral Norte, depende das condições de saúde do réu. Carlos Flores Chaves Barcellos, o Alemão Caio, havia passado mal em março deste ano, quando iria ocorrer o julgamento, e há alguns dias teve novos problemas e foi internado na UTI do hospital Santa Clara em Porto Alegre. O juiz Maurício Ávila determinou esta semana prazo de 15 dias para tomar nova decisão e solicitar novas informações sobre o quadro clínico do empresário.

Acusação

Alemão Caio matou José Augusto Bezerra de Medeiros Neto, 50 anos, a facadas no dia 23 de maio de 2011. A vítima, conhecida como Zeca Bezerra, era de Nova Petrópolis e estava na casa da namorada, Ivanise Menezes Chaves Barcellos, 48 anos. Ela, que foi esposa do réu, também foi atingida pelos golpes de faca. O Ministério Público alega que os crimes foram premeditados, com a intenção de matar o casal.

Ivanise e Alemão Caio participavam de eventos sociais, como lançamento de livro em 2007 na Capital / Foto: Dulce Helfer

Ivanise e Alemão Caio participavam de eventos sociais, como lançamento de livro em 2007 na Capital / Foto: Dulce Helfer

* Saiba mais:

Cancelado Júri de empresário acusado de matar namorado da ex-esposa no Litoral Norte.

Identificado um dos corpos carbonizados em veículo na BR-386

29 de maio de 2015 5
Foto: Polícia Rodoviária Federal  / Divulgação

Foto: Polícia Rodoviária Federal / Divulgação

* por Cid Martins

A Delegacia de Homicídios de Canoas está investigando a morte de duas pessoas encontradas carbonizadas dentro de um veículo, na noite de quinta-feira (28), na BR-386 – na divisa entre Canoas e Nova Santa Rita. O delegado Tiago Baldin destaca que se trata de uma execução, provavelmente ligada ao tráfico de drogas.

Segundo ele, os corpos estavam com as mãos amarradas para trás, com as pernas para cima, um de frente para o outro, no banco de trás do veículo. Foi possível, até o momento, identificar Luana Marqueline Faber, 32 anos, moradora de Nova Santa Rita. Ela tinha apenas um antecedente criminal há mais de dez anos e somente por lesão corporal.

O outro corpo, em princípio, é do companheiro dela há oito anos, Diego Martins, que já esteve preso por tráfico de drogas. A polícia está ouvindo familiares dele que atestam o desaparecimento, e que o carro carbonizado, um Honda Fit com placas de Nova Santa Rita, é o da mãe de Diego. Ainda é aguardado o resultado da necropsia para a confirmação oficial. Pelas redes sociais, amigos do casal já lamentam o fato.

Além da necropsia, a polícia está solicitando a perícia no automóvel para tentar encontrar possíveis projéteis, isso porque foram encontradas perfurações nos dois corpos.

“Acredito que eles podem ter sido baleados e mortos em outro local, com os corpos sendo abandonados dentro do veículo na rodovia”, disse o delegado.

A polícia está buscando imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os possíveis autores do crime.

Saiba mais
Carro é incendiado com duas pessoas amarradas no banco de trás

Justiça nega pedido de recurso de jovem que matou seis taxistas no Rio Grande do Sul

13 de maio de 2015 1

* Por Marina Pagno

A 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça negou, nesta quarta-feira (13), um pedido de recurso da defesa de Luan Barcelos da Silva, de 23 anos, que confessou ter matado seis taxistas em 2013 no Rio Grande do Sul. Com isso, foi mantida a condenação de 49 anos e 7 meses de prisão pelos assassinatos de Hélio Beltrão do Espírito Santo Pinto e Márcio Fabiano Magalhães de Oliveira, ocorridos em Santana do Livramento.

A relatora do recurso, desembargadora Naele Ochoa Piazetta, considerou que o depoimento de testemunhas e as provas colhidas durante as investigações são suficientes para comprovar a conduta criminosa do acusado. Os desembargadores Fabianne Breton Baisch e Dálvio Leite Dias Teixeira acompanharam o voto da relatora no processo.

Ao todo, a pena de Luan Barcelos da Silva pela morte de seis taxistas chega a 124 anos de prisão.

As condenações

- 49 anos e 7 meses pelas mortes de Hélio Beltrão do Espírito Santo Pinto e Márcio Fabiano Magalhães de Oliveira, ocorridas em Santana do Livramento. A decisão foi da Vara Criminal de Santana do Livramento, no dia 16 de abril de 2014. O pedido de recurso foi negado pelo Tribunal de Justiça nesta quarta-feira.

- 55 anos de prisão pelas mortes de Edson Roberto Loureiro, Cláudio Gomes e Eduardo Ferreira Haas, ocorridas em Porto Alegre. A decisão é da 1ª Vara Criminal do Foro Regional do Alto Petrópolis, expedida no dia 17 de fevereiro de 2014.

- 20 anos de prisão pela morte de Ênio Rolim Lecina, em Rivera, Uruguai. Condenação foi expedida nesta terça-feira (12), pela 5ª Vara Criminal de Porto Alegre.