Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "tráfico de drogas"

Presos traficantes que se passavam por policiais para executar rivais na Região Metropolitana

31 de março de 2015 0

* Por Cid Martins e Lucas Abati

Materiais apreendidos com os presos. Ronaldo Bernardi / Agência RBS

Materiais apreendidos com os dois presos. Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS

A Delegacia de Homicídios de Viamão prendeu, na manhã desta terça-feira (31), mais dois membros de uma quadrilha que se passa por policiais para invadir residências, sequestrar rivais e roubar veículos na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Os suspeitos foram presos no bairro Glória, em Porto Alegre, no Santa Isabel, em Viamão. Com a dupla, foram apreendidos oito quilos de droga, armas, R$ 3.800, miguelitos, munição e um carro roubado. Na semana passada, outros três foram presos no bairro Glória, sendo que um foi baleado durante confronto com a polícia.

Segundo o delegado Carlos Wendt, os suspeitos entram nas residências como se fossem policiais, usam giroflex para simular blitz e ainda realizam sequestro das vítimas. O grupo migrou do assalto a banco para o tráfico de drogas e realiza os roubos de veículos para capitalizar a venda de entorpecentes.

Atualmente, estavam disputando pontos de venda de droga com a quadrilha dos Bala na Cara, em Porto Alegre, Alvorada e Viamão. Por isso, a operação foi denominada de Anti-bala.

Investigação

Segundo Wendt, a quadrilha é suspeita de balear um policial militar no início do ano, também no bairro Glória. Há duas semanas, executaram membro de quadrilha rival, no meio da tarde, na Avenida Protásio Alves, esquina com Antônio de Carvalho.

A polícia investiga também, que estes presos são comparsas do traficante Luís Fernando Barbosa de Lima, o “Ninho”, que foi baleado e encaminhado ao Hospital de Viamão, depois para o Hospital Vila Nova, onde tentaram executá-lo dia 19 deste mês. Wendt diz que os criminosos planejavam um resgate do preso para evitar que houvesse nova tentativa de execução.

* Veja vídeo que mostra o momento em que criminosos trocam tiros com agentes penitenciários dentro do hospital Vila Nova, dia 19, para tentar executar o traficante Ninho. Um agente foi baleado em uma das mãos:

Saiba mais:

Agente penitenciário é baleado dentro de hospital em Porto Alegre.

Tiroteio no trânsito causa acidente com morte na zona leste da Capital.

Polícia descobre tele-entrega de maconha para universitários e festas de alta sociedade

31 de março de 2015 20

cid

* Por Cid Martins

A 1ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) prendeu um homem de 24 anos no Bairro Três Figueiras, em Porto Alegre, por fazer tele-entrega de maconha em residências de universitários e em festas da alta sociedade. A ação – ocorrida entre ontem e a madrugada desta terça-feira (31) – é continuidade da prisão em flagrante de dois traficantes, no último sábado, que são investigados por vender maconha do Uruguai na Capital.

O delegado Mário Souza apreendeu com o responsável por entregar drogas aos usuários um veículo, dinheiro e meio quilo de maconha. Desta vez, ressalta o policial, o entorpecente estava prensado - no fim de semana, a dupla presa estava só com a flor da maconha, como é utilizada no Uruguai.

“O preso de hoje fazia uma verdadeira tele-entrega vip para os clientes de alto poder aquisitivo, e a droga vendida por ele é mais cara do que as outras revendidas pelos demais traficantes da cidade”, destaca Souza.

Assim como os dois presos no último sábado, ele foi autuado por tráfico de drogas com o agravante de também ser próximo a estabelecimentos de ensino. A polícia segue apurando quem são os clientes destes três detidos e a conexão com o Uruguai.

O preso em flagrante foi identificado como Rafael Leles Landell.

Saiba mais:

Presos suspeitos de vender maconha do Uruguai em festas de classe alta na Capital.

Presos suspeitos de vender maconha do Uruguai em festas de classe alta na Capital

28 de março de 2015 17
Maconha era vendida em festas e para universitários / Foto: Polícia Civil

Maconha era vendida em festas e para universitários / Foto: Polícia Civil

* Atualizda domingo às 7h 

Dois jovens, de 24 e 25 anos, foram presos em flagrante por vender maconha em festas de classe alta e para universitários em Porto Alegre. A ação do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) ainda revela que parte da droga vem de Santa Catarina, mas a maior quantidade vem do Uruguai. São plantas típicas de cultivo diferenciado, tem maior capacidade de entorpecer uma pessoa e são mais caras.

O delegado Mário Souza diz que o grama da maconha vendida por estes traficantes custava R$ 50,00. Com a dupla, foram apreendidos também LSD, balança, pistola, carregador de arma, moto e R$ 16 mil. Um estudante universitário, que estava comprando drogas no momento do flagrante, em bairro nobre da cidade, foi autuado pela polícia. Já os traficantes, que também pertencem a famílias de alto poder aquisitivo, vão responder pela venda de entorpecentes e com o agravante da mesma ser feita também próximo de estabelecimentos de ensino. A investigação durou dois meses e os suspeitos estavam sendo monitorados nos últimos dias. A prisão ocorreu na zona Norte da Capital no final da noite de sexta-feira (27) e o flagrante terminou depois das 4h da madrugada de hoje. Souza chamou de Operação Vip o trabalho realizado. Até às 23h, a polícia não havia divulgado os nomes dos presos pelo fato de estar aguardando que a homologação do flagrante na Justiça fosse comunicada. Depois disso, os nomes foram divulgados. Vão responder pelos crimes de tráfico e posse ilegal de arma de fogo Palmer Ceccato Ambos e Jader Ceccatto Ambos.

Presos traficantes que usavam adolescente para vender drogas em escola de Sapucaia do Sul

25 de março de 2015 1

trafico

* por Cid Martins

A Polícia Civil prendeu em flagrante dois traficantes que agiam no entorno de uma escola no bairro Cohab, em Sapucaia do Sul. Eles utilizavam um adolescente para vender, principalmente maconha, para os estudantes. Para a delegada Marina Goltz, o local já era considerado um ponto de venda de drogas.

Segundo ela, o tráfico ocorria à noite, durante o período das aulas. Um suspeito, de 30 anos, tem antecedentes por tráfico e, outro com 22 anos, por homicídio. Ambos foram detidos, usando armamento de uso restrito das forças armadas. O adolescente, que estava junto, foi encaminhado para órgão competente.

A ação começou na noite de terça-feira (24) e terminou por volta de 3h30 da madrugada desta quarta-feira (25). Além do tráfico, associação ao tráfico e uso de arma restrita, a dupla vai responder também por corrupção de menores.

“Ações como esta vão continuar nas escolas aqui do município, inclusive com o monitoramento dos locais onde já agimos”, ressalta Marina Goltz.

Casal é preso após investigação contra tráfico de drogas em Gravataí

19 de março de 2015 0
Divulgação / Polícia Civil

Foguetes utilizados para alertar aproximação da Polícia Divulgação / Polícia Civil

Um casal foi preso por tráfico de drogas na madrugada desta quinta-feira (19), no bairro Barnabé, em Gravataí. A Polícia Civil chegou ao local após um mês de investigações pela 2ª Delegacia de Polícia.

De acordo com o delegado Endrigo Marques, a suspeita é que os criminosos mantinham fogueteiros na parte superior do prédio, que avisavam quando a polícia se aproximava. Eles utilizavam uma almofada com borrachas para fugir imediatamente.

Na ação, a polícia ainda apreendeu maconha e cocaína embaladas para venda, além de balança de precisão. Nenhum dos presos tinha antecedentes criminais por tráfico. Um adolescente também foi apreendido.

Denarc desarticula tele-entrega de drogas feita por motoboys na zona Sul do Estado

18 de março de 2015 0

O Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) desarticulou na manhã desta quarta-feira (18) um esquema de tele-entrega de drogas feita por motoboys em Camaquã, zona Sul do Estado. Cerca de 15 policiais da 1ª Delegacia do órgão prenderam cinco traficantes, inclusive uma mulher que se dizia enfermeira. Ela era usada para aplicar nos pontos de venda de entorpecentes anabolizantes nos usuários. A quadrilha vendia basicamente este produto e cocaína. A ação foi chamada de Operação Corrente.

Em operação na cidade de Camaquã, drogas, anabolizantes e armas apreendidos / Foto: Polícia Civil

Em operação na cidade de Camaquã, drogas, anabolizantes e armas apreendidos / Foto: Polícia Civil

Investigação

Durante 20 dias, o Denarc investigou este grupo que abastecia a cidade e outros municípios vizinhos. A droga também era vendida nas chamadas “boca de fumo”, mas o esquema forte dos criminosos era a tele-entrega. Além de dinheiro e munição, foram apreendidos entorpecentes, anabolizantes e quatro armas.

“Estamos agora averiguando a participação dessa mulher. Saber se ela tinha alguma especialização para aplicar os anabolizantes. Também estamos contabilizando a droga apreendida”, diz Souza.

Operação policial prende mais de 20 traficantes em Tapera, Norte do Rio Grande do Sul

17 de março de 2015 0
Do total de 21 detidos, dez foram na mesma rua, chamada de "cracolândia" / Foto: Polícia Civil

Do total de 21 detidos, dez foram na mesma rua, chamada de “cracolândia” / Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil realizou na manhã desta terça-feira (17) uma operação policial em Tapera, Norte do Rio Grande do Sul, e prendeu 20 traficantes, além de apreender um adolescente. Do total de detidos, seis são mulheres. A quadrilha era responsável pela venda de drogas em toda a cidade e imediações. Os integrantes de denominavam os barões do tráfico, por isso o nome da ação: operação Barão. Metade das prisões ocorreu em apenas uma rua da cidade, conhecida como a “cracolândia” da localidade.

“Eles ameaçavam todo mundo que fosse contrário ao tráfico, como comerciantes, entregadores de mercadorias e por isso foi um trabalho árduo com provas suficientes para prender estes criminosos e apreender os bens deles”, destaca o delegado Marino Franceschi, responsável pela ação.

Segundo ele, os traficantes também eram suspeitos de comprar veículos para taxistas clandestinos do município para que transportassem consumidores, dependentes em geral, para os pontos de venda de drogas. O policial destaca que todos os mandados foram cumpridos, 20 de prisão preventiva, um de internação provisória de adolescente e 17 de busca e apreensão. A investigação começou em 2013. Foram apreendidos seis veículos (dois são táxis clandestinos), armas, dinheiro, drogas (maconha, crack, cocaína) e até dois pés de maconha com cerca de 2,5 m de altura. A Justiça ainda autorizou o sequestro de sete imóveis pertencentes à quadrilha. Os 20 suspeitos presos foram encaminhados para o presídio de Espumoso. Participaram da ação mais de 80 policiais de Passo Fundo, Tapera, Soledade, Cruz Alta e Carazinho.

Além de apreender armas e veículos, foram localizados dois pés de maconha com 2,5 m de altura / Foto: Polícia Civil

Além de apreender armas e veículos, foram localizados dois pés de maconha com 2,5 m de altura / Foto: Polícia Civil

Polícia apreende dois quilos de crack com traficantes no bairro Floresta, na Capital

16 de março de 2015 0

O Grupo de Resgate e Intervenção do Grupamento de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil aprendeu na tarde desta segunda-feira (16) 2kg de crack na esquina da rua Câncio Gomes com a avenida Cristóvão Colombo, no bairro Floresta, na Capital. O delegado Bolivar Llantada ressalta que recebeu denúncia anônima. Ao chegar no local, um traficante passava a droga para outro. Cada um estava em um veículo. Os carros foram apreendidos, assim como o entorpecente, e os criminosos foram presos em flagrante. A ocorrência será registrada na 3ª Delegacia de Pronto Atendimento de Porto Alegre. Segundo a polícia, o total apreendido é considerado alto para uma droga como crack. Com 2kg, dá para ser feito aproximadamente 8 mil pedras da droga.

Preso em Canoas traficante que vendia drogas sob encomenda para universitários e em festas Rave

16 de março de 2015 0
Traficante foi preso em flagrante com vários tipos de drogas / Foto: Polícia Civil

Traficante foi preso em flagrante com vários tipos de drogas / Foto: Polícia Civil

A 2ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) prendeu em flagrante na tarde desta segunda-feira (16) um traficante que vendia vários tipos de drogas no bairro São José, em Canoas. De acordo com o delegado Thiago Lacerda, ele atendia apenas clientes já estabelecidos e sob encomenda. A prisão foi em uma residência após monitoramento policial e os clientes do traficante eram de classe média alta, em geral, frequentadores de festas Rave e universitários.

Lacerda destaca que foram encontrados no local maconha, lança-perfume, LSD (69 pontos), ecstasy, cocaína e Special K (Ketamina, analgésico utilizado por traficantes) e até mesmo cerca de R$ 12 mil em notas falsas. O dinheiro será encaminhado para a Polícia Federal.

“Ele vendia de tudo e não adiantava ir no local comprar drogas, os clientes dele eram fixos e as vendas previamente estabelecidas. Ele só vendia os entorpecentes no local”, ressalta Lacerda.

 

Polícia apreende 60 kg de maconha na Região Metropolitana de Porto Alegre

10 de março de 2015 2

cid

* Por Cid Martins

A 3ª Delegacia do Denarc apreendeu cerca de 60 quilos de maconha em uma residência utilizada como depósito no Bairro Santa Cecília, em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Segundo o delegado Rafael Pereira, a droga pertence a traficantes da Vila Maria da Conceição, na zona leste da Capital. Um suspeito responsável por cuidar dos entorpecentes foi detido.

A apreensão ocorreu no início da noite de ontem, mas só foi divulgada nesta terça-feira (10) após o término da contabilidade e das investigações. De acordo com Pereira, os traficantes utilizavam rotas alternativas entre Viamão e a zona leste de Porto Alegre para despistar a polícia e fugir de possíveis barreiras.

A maconha pertencia a facções criminosas comandadas de dentro de presídios e, entre os investigados, está Paulão da Conceição – detido em 2010, no Rio de Janeiro, e atualmente preso na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc).

“Como está no período entressafra e há uma escassez muito grande da droga, acreditamos ter causado um prejuízo muito grande a estes traficantes”, diz Pereira.

A população pode ajudar com informações por meio do Disque-Denúncias do Denarc, pelo telefone 0800 – 518 – 518.