Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "tráfico de drogas"

Presos 7 membros de quadrilha que vendia 3 mil porções de drogas por semana em Viamão

28 de julho de 2016 0

* Por Vitor Rosa

Foram sete presos, sendo cinco adultos / Foto: Polícia Civil

Foram sete presos, sendo cinco adultos / Foto: Polícia Civil

Uma operação da 1ª Delegacia do Denarc na madrugada desta quinta-feira (28) prendeu sete membros de uma quadrilha que negociava 3 mil porções de drogas por semana em Viamão, na Região Metropolitana. O grupo, que tinha como sede o bairro Santo Onofre, mantinha cinco pontos de venda e uma tele-entrega de drogas no município.

Um dos presos é o líder da quadrilha e suspeito de ser um dos mais antigos traficantes da região, com grande influência sobre os demais. Ele foi flagrado após transportar cerca de 500 gramas de maconha em um veículo de luxo. Outra porção de maconha foi encontrada em sua residência, pesando cerca de 200 gramas, com balanças de precisão e materiais para embalar drogas.

Na operação, foram apreendidas drogas, balança de precisão, celulares, dinheiro trocado e dois veículos, sendo um de luxo.

Dois detidos eram adolescentes e foram encaminhados ao DECA. Os outros cinco traficantes foram levados ao Presídio Central.

Operação em Cachoeirinha combate o tráfico comandado de dentro do Central

27 de julho de 2016 0
Polícia contabiliza 10 presos / Foto: Polícia Civil

Polícia contabiliza 10 presos / Foto: Polícia Civil

A 2ª Delegacia de Polícia de Cachoeirinha realizou, na manhã desta quarta-feira (27), uma operação policial para combater tráfico de drogas e homicídios. Conforme o delegado Newton Martins Filho, a venda de entorpecentes é comandada por um detento do Presídio Central.

Trinta policias cumpriram 6 mandados de busca e apreensão e outros de oito de prisão preventiva. Foram presos na zona norte de Cachoeirinha quatro responsáveis pelos pontos de venda e outros quatro vendedores. Como outras duas pessoas foram presas em flagrante, a polícia contabiliza 10 detidos.

Foram apreendidos duas armas, droga ainda não quantificada e um carro roubado.

A investigação da 2ª DP de Cachoeirinha foi de quatro meses.

Operação combate homicídios ligados ao tráfico no Litoral Norte do Rio Grande do Sul

22 de julho de 2016 1
cid

Operação ocorreu em Capão da Canoa / Foto: Divulgação / Polícia Civil

Uma operação policial foi realizada na manhã desta sexta-feira (22) em Capão da Canoa, no Litoral Norte gaúcho. O objetivo é coibir o número de homicídios ligados ao tráfico de drogas, considerado elevado para uma cidade deste porte. Já foram registrados 21 assassinatos apenas em 2016. Ao todo, 130 policiais civis e 30 brigadianos vistoriaram 52 locais através de mandados judiciais. Eles procuraram drogas, armas e demais provas que possam ligar o tráfico às execuções. Também foram cumpridos 15 mandados de prisão. Os suspeitos pertencem a facções criminosas e alguns deles saíram da cadeia em fevereiro. Depois disso, passaram a retomar pontos de venda de drogas em Capão. Até o momento, 20 pessoas foram detidas, 18 adultos e dois adolescentes.

Denarc prende traficantes da zona norte da Capital com camisetas da Polícia Civil

13 de julho de 2016 0
Camisetas eram usadas por integrantes de facção criminosa para simular abordagens em assaltos / Foto: Polícia Civil

Camisetas eram usadas por integrantes de facção criminosa para simular abordagens em assaltos / Foto: Polícia Civil

Em uma ação da 1ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc), dois traficantes foram presos na manhã desta quarta-feira (13) no bairro Rubem Berta, zona norte de Porto Alegre. Além de cocaína, crack e maconha já embalados para a venda, os agentes apreenderam com a dupla pelo menos seis camisetas da Polícia Civil.

De acordo com o delegado Guilherme Calderipe, titular da 1ª Delegacia, os suspeitos integram uma facção criminosa da Capital que atua no tráfico de drogas, mas que também é investigada por homicídios e roubos, principalmente o de veículos. Ele acredita que as camisetas falsificadas eram utilizadas por outros integrantes do grupo criminoso justamente para roubo de automóveis.

O objetivo seria simular alguma ação policial, abordar vítimas e depois realizar o assalto. Outra suspeita é de que os criminosos usavam as roupas para invadir pontos de venda de drogas de rivais ou para realizar execuções. Além disso, também alugavam e revendiam as camisetas. Foram quatro meses de investigação do Denarc.

Polícia realiza operação contra lavagem de dinheiro do tráfico de drogas na Grande Porto Alegre

08 de julho de 2016 2

 

cid

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Cerca de 80 policiais cumpriram na manhã desta sexta-feira (8) 19 mandados judiciais contra o tráfico de drogas e contra a lavagem de dinheiro ligada a este crime. A ação ocorreu em Cachoeirinha, Sapucaia do Sul e no Bairro Sarandi, zona norte de Porto Alegre.

O principal alvo dos agentes é uma quadrilha que teve vários integrantes presos em megaoperação realizada ano passado. Parte dos crimes era ordenada de dentro da cadeia, por um dos líderes já detido desde abril de 2015 em Gravataí. Mesmo assim, desde esta época até agora, 90 traficantes ligados a este esquema criminoso foram recolhidos ao sistema prisional. Os suspeitos possuíam até um veículo blindado e adaptado com placas de aço. O chamado “caveirão”, apreendido pela polícia, tinha espaço até para colocar armas longas disponíveis para serem usados em possíveis confrontos contra policiais ou grupos rivais. Os criminosos fizeram até furos no porta malas do carro para escorrer o sangue das vítimas colocadas nesta parte do veículo.

Foi preso um empresário, dono de uma revenda de carros em Cachoeirinha, além de outras três pessoas, em flagrante,  por porte ilegal de arma. Dois dos detidos por portar irregularmente um revólver também são empresários, e já vinham sendo investigados por lavagem de dinheiro.

Lavagem de dinheiro

O delegado Endrigo Marques, responsável pela investigação, diz que a operação deflagrada hoje foi denominada de “Andere” e é uma primeira etapa, envolvendo lavagem de dinheiro, após a megaoperação desencadeada há um ano. Segundo ele, os traficantes mantinham contato com proprietários de uma revenda de veículos em Cachoeirinha para comprar carros com dinheiro obtido através da venda de drogas. Os automóveis eram colocados em nome de laranjas, geralmente pessoas que estavam iniciando no tráfico. Um dos objetivos hoje é apreender veículos, documentos, computadores, entre outros.

Os mandados de busca e apreensão que estão sendo cumpridos hoje foram na casa do empresário, na revenda e também em pontos de venda de drogas. Segundo Endrigo, mesmo após a grande ação realizada em 2015, alguns locais de venda de entorpecentes na região fora reativados. O diretor da 1ª Delegacia Regional Metropolitana, delegado Eduardo Hartz, diz que o responsável por esta quadrilha é Vinícius Otto, 36 anos. Ele foi preso em abril do ano passado, em Gravataí, após o sequestro de um jovem. De dentro da prisão, seguia mandando ordens para a quadrilha.

O "caveirão", carro blindado e com espaço para colocar armas, era usado por integrantes da quadrilha / Foto: Cid Martins

O “caveirão”, carro blindado e com espaço para colocar armas, era usado por integrantes da quadrilha / Foto: Cid Martins

Polícia faz megaoperação para prender traficantes que atuam próximo a 100 escolas em Canoas

07 de julho de 2016 4
c3

Foto: Cid Martins / Gaúcha

Cerca de 400 policiais civis realizam na manhã desta quinta-feira (7) uma megaoperação para prender traficantes que atuam no entorno de aproximadamente 100 escolas públicas e privadas em Canoas. Os agentes estão cumprindo cerca de 80 mandados judicias em vários bairros do município. Após dez meses de investigação, a 1ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) descobriu que 50 pontos de venda de entorpecentes foram montados nas imediações dos estabelecimentos de ensino.

Até o momento,  25 pessoas foram presas.

Anjos da Lei 

O responsável pela apuração policial, delegado Guilherme Calderipe, destaca que a ação iniciou após a constatação de que Canoas estava tendo um grande número de denúncias anônimas. Foram feitos pelo menos 500 contatos com o Denarc desde o ano passado. Ao verificar os locais relatados pela comunidade, os agentes fizeram um mapeamento e descobriram que a maior parte deles se tratava de regiões próximas a colégios. Por isso foi realizada a chamada “Operação Destino”, que está inserida dentro da operação permanente denominada “Anjos da Lei“. Desde 2011, mais de 800 traficantes que vendiam drogas nas imediações de escolas, a maioria da Região Metropolitana, já foram detidos nesta ação.

Prisões 

Os presos nesta operação fazem parte de 8 quadrilhas de traficantes que agem em Canoas. São distribuidores, gerentes do tráfico e vendedores de rua. Além das prisões realizadas hoje, outros 11 traficantes foram detidos durante a investigação. De acordo com o diretor de Investigações do Denarc, delegado Mário Souza, foram realizados diversos monitoramentos para identificar os suspeitos.

“Desde o final da década passada, já havíamos identificado esta forma de agir dos traficantes. Por isso temos a Operação permanente, a Anjos da Lei. O criminoso busca o jovem estudante para torná-lo um novo traficante ou um novo usuário de drogas”, relata Souza.

Apesar da operação ter sido desencadeada hoje, as investigações do Denarc continuam.

Denúncias

Telefone – 0800 518 518

Site – www.pc.rs.gov.br

E-mail –  denarc-denuncia@pc.rs.gov.br

Whatsapp - (51) 84187814

Motoristas do Uber são presos por tráfico de drogas sintéticas na Capital

02 de julho de 2016 48

Em uma ação da 1ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) entre a noite de sexta-feira (1) e a madrugada deste sábado (2), dois motoristas do Uber e um outro homem foram presos na região do Moinhos de Vento, zona norte da Capital. Os três são suspeitos de traficar drogas sintéticas e de utilizar os veículos no crime.

Foto: Divulgação Polícia Civil

Os motoristas realizavam o serviço de tele-entrega, vendendo cada comprimido a R$ 100,00, valor acima do preço habitual pelo fato de se tratar de cliente VIP. Foram apreendidos 230 comprimidos de ecstasy – vindo de Florianópolis, conforme a polícia – dinheiro e os dois carros.

5e155cca-4b94-4e98-a79d-a9fb5a3289dd

Foto: Divulgação Polícia Civil

O delegado Guilherme Calderipe diz que foram três meses de investigação. O bancário, de 23 anos, tinha antecedentes criminais  por agressão e fornecia a droga para os condutores. Os motoristas, de 21 e 26 anos, não possuíam antecedentes. Um dos motoristas também tinha obtido, há pouco, o carteirão da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) para dirigir táxis, mas segundo a investigação, ele não chegou a atuar.

Em nota, a Uber afirma que já excluiu os motoristas da plataforma e se disponibiliza para ajudar a polícia na apuração.

“A Uber mantém uma política de tolerância zero com relação a alcool ou drogas, e se coloca à disposição para colaborar com as autoridades no correr das investigações. Ambos os motoristas já foram desativados permanentemente da plataforma Uber.”

O diretor de Investigações do Denarc, delegado Mário Souza, afirmou que a investigação também revelou a possibilidade deste esquema de tráfico ser ainda maior, envolvendo várias pessoas de classe alta em Porto Alegre. A investigação continua.

O Denarc ainda não divulgou os nomes dos envolvidos. Denúncias Telefone 0800 518 518 Site www.pc.rs.gov.br E-mail denarc-denuncia@pc.rs.gov.br Whatsapp (51) 84187814

Operação Anjos da Lei prende três traficantes que agiam nas proximidades de escola da Capital

01 de julho de 2016 0
Prisão em flagrante ocorreu no bairro IAPI / Foto: Polícia Civil

Prisão em flagrante ocorreu no bairro IAPI / Foto: Polícia Civil

Na chamada “Operação Anjos da Lei“, o Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) prendeu nesta sexta-feira (1) três traficantes que agiam nas proximidades de uma escola do bairro IAPI, zona norte da Capital. As prisões foram em flagrante.
Os criminosos se aproximavam dos estudantes para oferecer drogas, tanto para consumo quanto para vender a outros alunos. De acordo com o delegado Guilherme Calderipe, da 1ª Delegacia do Denarc, os três homens estavam com drogas, embalagens, dinheiro e uma balança de precisão. A polícia não divulgou o nome dos traficantes e nem o nome da escola.

Denúncias

Telefone: 0800 518 518
Site: www.pc.rs.gov.br
E-mail: denarc-denuncia@pc.rs.gov.br
Whatsapp: (51) 84187814

Operação policial apreende 30 kg de crack na Região Metropolitana de Porto Alegre

26 de junho de 2016 0
A droga vinha de Foz do Iguaçu e seria distribuída entre NH e Porto Alegre / Foto: Polícia Civil

A droga vinha de Foz do Iguaçu e seria distribuída entre NH e Porto Alegre / Foto: Polícia Civil

Uma operação policial realizada entre na madrugada deste domingo (26) apreendeu 30 kg de crack e 5 kg de cocaína na Região Metropolitana de Porto Alegre. Agentes da 3ª Delegacia do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) prenderam um suspeito que fazia a rota Foz do Iguaçu, no Paraná, com Novo Hamburgo e a Capital, no Rio Grande do Sul. O delegado Rafael Pereira diz que esta é a maior apreensão do ano no estado e que seriam produzidas 250 mil pedras de crack com a quantidade apreendida.

Investigação

Após seis meses de investigação, Pereira diz que esta rota abastecia grande parte dos municípios entre o Vale do Sinos e Porto Alegre. Segundo ele, o preso era responsável por distribuir os entorpecentes para traficantes da região.

“A organização criminosa tem alto grau de sofisticação e inclusive possuía veículo especial com dispositivos secretos. Os agentes do Denarc encontraram a droga escondida nesses compartimentos, além de munição e uma pistola calibre 380 milímetros”, ressalta Pereira.

A droga foi estimada no atacado em R$ 550 mil. O preso será encaminhado ao sistema prisional.

Denúncias

Telefone - 0800 518 518
Site – www.pc.rs.gov.br
E-mail – denarc-denuncia@pc.rs.gov.br
Whatsapp – (51) 84187814

Crack e cocaína eram escondidos em compartimentos secretos de um veículo / Foto: Polícia Civil

Crack e cocaína eram escondidos em compartimentos secretos de um veículo / Foto: Polícia Civil

Operação prende traficantes que expulsavam moradores de casa na Restinga

24 de junho de 2016 0
Cid

Divulgação / Polícia Civil

Assim como na zona norte da Capital, quando a polícia prendeu na semana passada traficantes que expulsavam moradores das casas, e ainda revendiam os móveis das vítimas, agora ocorre o mesmo na zona sul. Cerca de 60 policiais, com o apoio da Brigada Militar, realizaram na manhã desta sexta-feira (24) uma operação para coibir o tráfico de drogas na Restinga.

Foram cumpridos 20 mandados judiciais, 17 de busca e apreensão e três de prisão. O principal objetivo da 16ª Delegacia é impedir que a população continue tendo as casas ocupadas sob ameaça dos criminosos. Segundo o delegado Marcínio Tavares, os suspeitos usam os locais para guardar entorpecentes e armas, além de usar como ponto de venda.

Até o momento, três pessoas foram presas, na operação denominada “Príncipe Regente”.