Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de agosto 2008

Ubiqüidade

30 de agosto de 2008 2

Fazia tempo que um brinquedinho tecnológico não me emocionava. Talvez meus queridos 17 já tenham lido em outros lugares (já que a notícia é da quarta-feira, quando o Guilherme Neves registrou a novidade no Infosfera), mas eu não podia deixar de registrar aqui a maravilha que é o Ubiquity. Por enquanto, estou só começando a mexer na coisa, mas já fiquei beeeeeeem impressionada com a idéia toda.

Ubiquity for Firefox from Aza Raskin on Vimeo.

Impressionante e meio assustador é o recurso “edit-page”. Dá uma conferida.

Postado por Cássia Zanon

Dieta das minhas

29 de agosto de 2008 0

O Fábio, que trabalha comigo, começou uma dieta. Já está pondo em prática o hábito de comer de três em três horas.

- Só ainda não comecei a comer as coisas certas - ressalva.

Hoje à tarde, conferindo os ingredientes do bolo que estava lanchando:

- Hm, tem glúten. Então é por isso que a minha bunda está grande.

Postado por Cássia Zanon

Eu confesso, aconteceu comigo

25 de agosto de 2008 8

A pessoa chega ao bar onde tem uma mesa reservada no nome dela. A pessoa resolve mandar um torpedo avisando uma amiga que já está lá. Ao mesmo tempo, a pessoa larga a bolsa nas costas da cadeira e começa a se sentar. Só que a bolsa da pessoa derruba a cadeira, e a ausência do assento da cadeira no lugar esperado derruba a pessoa no chão. Em câmera lenta. Como é esperado de todo tombo que resulta apenas num grande mico.

- A senhora machucou alguma coisa? – pergunta o garçom, solícito.

- Só a dignidade.

Postado por Cássia Zanon

De deixar saudade

23 de agosto de 2008 0

Chega de Saudade é uma grande reunião de craques. O elenco é excelente, a trilha, bárbara, o filme da Laís Bodanzky, uma delícia. A Tônia Carrero, o Stepan Nercessian, o Paulo Vilhena, a Maria Flor, a Betty Faria, a Cássia Kiss e todo o enorme elenco – incluindo o vozeirão de Marku Ribas – fazem valer a pena cada minuto diante da TV. Dá vontade de sair dançando.

E faz pensar se a gente está realmente aproveitando o que devia aproveitar.

Postado por Cássia Zanon

Do nome das coisas

21 de agosto de 2008 3

Estava esperando no bar da firma para pedir um suco e um sanduíche quando ouço a querida da Helena, que trabalha no Marketing, pedir:

- Um iogurte de chocolate, por favor.

Olhei curiosa. Nunca tinha visto um iogurte de chocolate.

- É este, o Chandele – ela completou.

Tive que rir. Aliás, tivemos que rir. Foi a melhor maneira que já vi de se auto-enganar sobre a própria dieta. Porque, pensem bem, quando alguém perguntasse o que ela tinha comido no café da manhã, a resposta seria das mais lights possíveis:

- Ah, só um iogurte.

Gostei. Vou adotar.

Postado por Cássia Zanon

Só tem tu, vai tu mesmo...

21 de agosto de 2008 3

– Vocês têm suco natural?

- De abacaxi.

- Com hortelã?

- Sim.

- Eu quero um, por favor.

*

- Moço, este suco está com gosto de pasta de dente. O hortelã é em folha?

- Não. É licor de menta.

Postado por Cássia Zanon

Quando errado é melhor

20 de agosto de 2008 3

Vocês não acham que “desvaziar” é muito melhor do que “esvaziar”?

Eu acho.

Postado por Cássia Zanon

Milagres acontecem

18 de agosto de 2008 0

O Márcio atualizou o blog!

Postado por Cássia Zanon

Momento recordar é viver

18 de agosto de 2008 0

Hoje foi dia de fazer post pra um vizinho. No Dando as Caras, blog do projeto Caras Novas deste ano, está a minha contribuição como “cara velha”.

Dá um pulo lá e aproveita para conferir os posts da moçada que está entrando nesta vida agora.

Postado por Cássia Zanon

Hão coisas que me irritam muito

12 de agosto de 2008 3

Será que custa tanto assim introjetar a regrinha básica segundo a qual o verbo haver não varia quando é usado com o sentido de ter/existir? Porque é uma coisa que me incomoda deveras. Principalmente quando cometida por autoridades, senadores, deputados, enfim, pessoas que, teoricamente, têm no vernáculo uma importante ferramenta de trabalho.

Gente, assim ó: nunca houveram nem haverão essas coisas. Nunca. Custa aprender pelo menos isso?

Pela atenção, obrigada.

Postado por Cássia Zanon