Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "implicâncias implicantes"

Dos posicionamentos firmes sobre assuntos polêmicos

16 de junho de 2011 2

Sabe qual é a minha posição sobre a transposição do Rio São Francisco? Sobre a descriminalização da maconha? Sobre a hidrelétrica de Belo Monte? Pois é, eu também não sei. Não que eu não tenha uma posição sobre todas essas coisas (e muitas outras), é só que eu ainda não tive tempo de me aprofundar o bastante em nenhuma dessas questões para formar a minha opinião. Fico cada vez mais espantada sobre como as pessoas têm posições firmes sobre questões a respeito das quais não conseguem responder uma pergunta sequer com consistência.

A ideia para este post nasceu ontem, assistindo no Jornal Nacional à matéria sobre os “documentos ultrassecretos”. Vendo os personagens envolvidos e considerando o pouco que me prestei a ler sobre o assunto, concluí: tudo bem que é difícil cogitar de estar ao lado de Fernando Collor e José Sarney (não que Ideli Salvatti e Eduardo Mogadon Suplicy sejam contrapontos confortáveis), mas será que dá para discordar completamente  da não abertura de certos documentos? Sem saber quais são efetivamente os documentos e o que a abertura deles poderia provocar, eu não sei. Até agora só tomei conhecimento de opiniões, nãode  fatos (e a tal matéria do JN não foi especialmente esclarecedora).

Sinto um cansaço imenso toda vez que leio, ouço ou vejo (mais um) comentário burramente generalizador sobre políticos (todos corruptos) e professores (todos cidadãos abnegados). Sem contar os spams com powerpoints trazendo dados quase nunca conferidos sobre temas com que eu preciso concordar, senão… Quem nunca conheceu um político honesto ou um professor  mau-caráter, que ouse contestar a minha irritação.

Antes que me “acusem” de desinformada, eu mesma faço uma confissão. Eu não li sobre o assunto não por falta de acesso à informação ou por falta de tempo. Foi falta de interesse mesmo. Portanto, podem me chamar de alienada. Neste caso, mea culpa, é o que estou sendo. O post é sobre outra coisa, completamente diferente. Meu querido ex-chefe Marco Migliavacca sempre me disse que a gente não precisa ter opinião sobre tudo. Eu concordo em parte com ele. Acho importante, sim, ter posição sobre as coisas. Tenho pavor de neutralidade. Mas a gente podia deixar combinado que só se tem opinião sobre aquilo que se conhece. Que tal?

Post Lavoisier sobre comportamento em bufês

26 de maio de 2011 4

Renovei o visual do blog e decidi que precisava postar algo. Ocorre, porém, que o tempo urge, e o que me inspirou para postar hoje foi o gentil senhor que, ao se servir na minha frente no bufê, não apenas levou vários minutos para deixar a fila andar como o fez justamente porque estava catando os raviólis que continham queijo, desse modo varrendo a parte de cima de metade da porção que deveria servir várias criaturas. Achei, portanto, desnecessário reescrever o que já havia escrito em 25 de abril de 2008 neste mesmo.

Diga-me como te portas num bufê… Leia mais »

Tá ligada que Machu Picchu é uma coisa mais cultural, né?

04 de abril de 2011 0

Diálogo ouvido ontem à tarde – aos brados –  na fila do caixa de um estabelecimento da zona sul de Porto Alegre.

(É favor ler o diálogo com um foooorte sotaque portoalegreeense, daqueles com as palavras beeeem esticaaadas, saaabe?)

Perua 1 visivelmente com inveja da amiga com menos sotaque e não perua, dirigindo-se à amiga Perua 2:

- Guria, diz pra ela das tuas férias.

- Ai, guria, foi a viagem dos sonhos. Seis dias em Miami, dez no cruzeiro e mais quatro dias em Nova Iorque.

- E quanto tu pagou?

- Ai, acho que deu uns seis mil dólares.

Perua 1 se vira para a Nã0-perua:

- Tá vendo? Eu te disse que tu tá pagando muito caro essa tua viagem.

- Mas Machu Picchu é a viagem dos meus sonhos – reage a não-perua.

A Perua 2 adota um tom de voz de quem faz um alerta importante:

- Ah, tá. Mas tu tá ligada que Machu Picchu é uma coisa assim mais cultural, né?  A fulaninha foi pra lá e voltou arrasada, porque só conseguiu fazer compras no free shop.

Neste momento, eu finalmente resolvi sair de perto. Será que isso explica a gastroenterite que me vitimou ontem?

Quem precisa d'A Voz do Brasil?

15 de março de 2011 2

Da série post que devia ser tweet, mas ficou muito comprido…

E então que hoje, enquanto uma locutora língua presa lia notícias emocionantes e megarrelevantes do Judiciário n’A Voz do Brasil, centenas de motoristas ficavam praticamente parados na Avenida Beira-Rio, em Porto Alegre, porque as emissoras de rádio não podem prestar seus serviços por conta de uma lei esdrúxula!

Pavor d’A Voz do Brasil!

Bial, quem diria, é o rei dos alienados

14 de março de 2011 0

Lembro de usar muito o termo “alienado” em tom acusatório em discussões que tinha na adolescência, principalmente as que versavam sobre política ou bem-estar social de um modo geral. Olhando hoje a minha timeline do Twitter – em que ao mesmo tempo que gente se apavora com a explosão de um reator nuclear transmitida em tempo real por todos os meios de comunicação disponíveis outros tecem comentários a mim absolutamente incompreensíveis sobre o BBB 11 – percebo que a alienação ganhou uma vitrine deprimente e nonsense.

Ao fim e ao cabo, o que eu me pergunto é: o que passa pela cabeça do (um dia grande repórter que cobriu a queda do muro de Berlim in loco) Pedro Bial numa hora dessas? E mais: aquele estúdio um tsunami não pega, né?

Quem procura acha... aqui?

23 de outubro de 2010 1
Passou-se um mês desde o último levantamento e, afinal, chega o momento que todos estavam esperando! O post das buscas que trouxeram gente até aqui. Vamos, pois, ao momento oráculo de outubro.
cassia zanon - exato! ponto para você!
sapatilha chulé - chega a ser inacreditável a extensão do problema, tamanha a quantidade de vezes que esta busca aparece por aqui!
diquinha amiga +luis - serve uma diquinha inimiga?
futebol e politica não se discute - a não ser que estejamos todos do mesmo lado. inclusive fiz um post sobre isto.
como tirar chulé da sapatilha - olha, usar meia e talco, imagino que previna. mas quem sabe tu desiste de usar a sapatilha e compra umas havaianas?
“ficar é o novo ir” - depende pra onde, né?
praticando o desapego - faz bem.
ver çintas de senhora - çinto muito, mas não entendi o objetivo.
coisas aleatórias sobre ti – sobre mim? fofa, querida, expansiva, implicante, leitora voraz, geek… tá bom assim? ahhhh, era sobre TI! if, then, else, essas coisas? não entendo muito não.
o dia se espatifa – bingo!
gugol musicas tema da borboleta - oi? achou? agora me mostra o que é?
frases para alguem implicante - que tal… “deixa de ser implicante!” ou “como tu é implicante!” ou ainda “seu implicante!” e também o simples porém singelo ” feio!”
jogos de iscala - iscala??? daqueles que çobem montanha?
blog como o tempo passa - passa, mesmo. mas é divertido ainda assim.
jogo de se espatifar no chao - não, menino! vai se machucar todo!
descobriu que tenho chule - quem? e fez o quê?
transar com ninfetas é crime pelas leis - É SIM!!!!
as tela vista baby – hahahahahahaha. esta é a minha preferida
sapatilha tom cruise – na verdade ele usa salto alto, né? #baixiiiinho
dizer que estÁ tudo bem - assim, ó: “está tudo bem”.
minha sapatilha da chule - então compra uma de melhor qualidade!
falta de etiqueta no trabalho - é triste.
download livro “arquitetura da felicidade” – se descobrir onde tem, me avisa?
vendedor: alô, bom dia, poderia falar – não estou interessada, obrigada.
google.com anonimus gourmet porto alegre - tia, pede pro teu filho explicar como usa isso aqui, vai…
25 piores defeitos humanos - só 25???

A NET se superando... de novo

18 de outubro de 2010 1

Minhas experiências com a NET me irritam. Mas ao menos rendem posts.

Hoje, recebi um e-mail de uma empresa de cobrança para entrar em contato com eles pelo telefone tal – em SP. No telefone tal, mandaram ligar para outro telefone – em SP, no qual me informaram que eu tinha uma pendência de agosto de 2003, referente à minha assinatura da NET em São Paulo.

Detalhe: eu havia cancelado tal assinatura em abril de 2003 e, em agosto, já era assinante NET em Porto Alegre novamente. Fui orientada pela empresa de cobrança a ligar para a NET e contestar a comunicação.

Curiosidade: em 2008, a mesma NET tentara me cobrar uma fatura atrasada de abril de 2001 – referente à minha assinatura de Porto Alegre, que havia sido cancelada em janeiro de 2001. Em abril de 2001 eu era assinante NET em São Paulo. Na época, uma tia advogada me disse para não me estressar, já que dívidas com mais de cinco anos não podem ser cobradas.

Pergunta: quem paga os três telefonemas (dois interurbanos) que fiz hoje por conta disso?

A NET, essa musa inspiradora

28 de setembro de 2010 0

Tenho uns truques sujos no que diz respeito a inspiração para posts para este humilde. Alguns ativos -como ver o que as pessoas andam buscando para chegar até aqui -, outros passivos. O truque de hoje se encaixa na segunda categoria. Eu me aproveito das ligações esquizofrênicas de telemarketing que recebo. E dentre essas, a NET se destaca. Sempre.

Toca o celular. “Número desconhecido.” Pode ser da RBS, melhor atender.

- Senhora Cássia?

- Sim.

- Boa tarde. Aqui é da NET Serviços, tudo bem com a senhora?

Estou em cima da hora para uma reunião. Não vai rolar.

- Tudo.

- Então, dona Cássia, estou lhe ligando para estar lhe falando a respeito de benefícios a que a senhora, como cliente antiga da NET tem direito.

Estou louca ou ela ligou para o meu celular e não perguntou se eu podia falar naquele momento?

- Ah, querida, eu não posso falar agora, estou entrando numa reunião.

- Em que outro horário eu posso estar ligando, senhora Cássia?

- Tu vais me oferecer algum produto?

- Na verdade não é produto, senhora Cássia, mas benefícios da NET.

- E esses benefícios são de graça?

- Como assim, senhora Cássia?

- Os benefícios vão me custar quanto na fatura da NET?

- Aí depende dos benefícios que a senhora escolher.

Oi?!?

- Ah, então deixa, querida. Eu não tenho interesse. Obrigada.

- Mas, dona Cássia, a senhora não usa Internet?

- Sim, mas eu estou satisfeita com o meu plano de internet, obrigada.

- Mas a senhora não quer nem saber dos benefícios?

Pensando na reunião, começo a perder a paciência.

- Não, obrigada. Além disso, eu prefiro ter o mínimo de contrato possível com a NET.

- Mas a senhora vai economizar dinheiro.

- Não, obrigada.

- Muito dinheiro.

Nossa? Será que a NET vai me dar o prêmio da Megasena?

- Eu realmente não estou interessada.

A moça adota um tom agressivo e desafiador:

- A senhora quer dizer que não quer economizar?

- Não é isso, mas eu realmente não tenho interesse.

O tom vira praticamente desaforado:

- A senhora está me dizendo que não gosta de economizar dinheiro?

Pronto. Acabou a paciência e estou oficialmente atrasada para a reunião.

- Não, querida, não gosto. Eu gosto de gastar bastante.

- Então tá, a senhora que sabe.

- Obrigada.

Superego, chulé e felicidade - das buscas que me divertem

20 de setembro de 2010 0

Não tenho sobre o que escrever? Meus problemas sempre acabam quando dou uma espiada nas buscas que têm trazido gente até este humilde. E os seres consultantes do grande oráculo gúgol não cessam de me espantar. Vamos então ao que rolou por aqui nos últimos 30 dias.

frases de implicancia – se tá querendo colar é porque a implicância não é genuína. implicâncias são belas geradoras de frases per se.

felicidade é - se descobrir, me conta?

fromspring.me - é FORMspring, criatura! e eu acho um saquinho, to be quite honest.

pontos que eu faco em cruz - como eu vou saber, se é tu quem faz?

www.fromspring.me - enquanto não mudar o que tá errado, vai continuar caindo aqui!

cassia zanon - presente!

o dia se espatifa - achou!

dona de casa - só nas horas vagas, obrigada.

sapatilha chulé - não tenho. o chulé, i mean. sapatilhas eu tenho. #adoro

cassia - yo!

frases sobre lixo - oi? era um tema de escola? que medo desses alunos de hoje, meu deus.

como tirar chule de sapatilha - no meu tempo tinha um talco chamado tênis pé baruel. não sei se funciona, mas, sei lá, tenta.

alain de botton - adoro. escrevi sobre ele algumas vezes por aqui, mas tô com preguiça de dar link neste momento.

etiqueta ao longo dos tempos - a teoria melhorou bastante, já a prática… dose…

frase de implicancia - no singular dá igual que no plural, viu?

chulé sapatilha - tá feia a coisa, hein, amiga?

carl hiaasen caça turistas - ótimo livro! achou já? não empresto, mas posso vender. caro :-p

cronica zaffari ricardo freire - achou? é muito bacana, mas não sei se ainda está na web :-(

significado de implicancia - (im.pli.cân.ci:a) sf. 1. Manifestação ou sensação de má vontade, de antipatia; BIRRA; CISMA; IMPLICAÇÃO: Tenho implicância com bajuladores. [ antôn.: Antôn.: empatia, simpatia. ] 2. Impertinência, provocação: Não cedeu o lugar por pura implicância. [F.: implicar + -ância] Tá lá no aulete.uol.com.br, o melhor dicionário de português de acesso livre online. #ficaadica

frases sobre chulé - sério??? pra quê, pelamor?

www.clicrbs.com.brcom.br - não, assim não vai rolar. tenta de novo: www.clicrbs.com.br.

fromspring - tu tá brincando comigo, né?

cameron diaz chulé – amiga, se ela tem chulé ou não não interessa! vai cuidar da tua sapatilha, que é melhor…

www.semprefeliz,com.br - só se o ser for idiota, né? ou estiver sempre chapado… tira a vírgula e vê se funciona.

como tirar chulé de sapatilhas - a esta altura tu já descobriu? já pensou em botar fora?

paco sanchez - querido! baita professor! me acho só por ter tido aulas com ele…

cronica de ferias humoristica - problema com plurais, we have?

dialogos comidas - pode desenvolver melhor? diálogos sobre comida? diálogos com comida? diálogos depois da comida?

frase de sapatilha - hahahaha

borboletas no estomago - azar, eu curto

denise fraga penelope cruz - ainda vou usar essas buscas como prova científica de que, sim, as duas foram separadas no nascimento. só que uma tem um cabeleireiro melhor…

sapatilha da chule - dá! tu ainda não percebeu? compra sandália! ou usa com meia de algodão, quem sabe?

porto alegre melhor lugar para se ficar - eu curto a minha casa.

querido diário de agosto dia 12 - oi?

o dia 1 - é o primeiro dia do mês

crônica de cada escolha uma renúncia - verdade. não fiz uma crônica sobre isso, mas concordo.

e obrigatorio ter razão social - obrigatório não é, mas ajuda, né?

autores de filmes - quais? meus preferidos são italianos, judeus ou descendentes.

melissa x chulé - que fixação!

chulé de sapatilha - vou transformar o blog em um blog temático: sapatilha se espatifa.

reciclar é preciso livro - depende do livro. tem coisa que eu não dou, não empresto e não troco, sorry.

o’que quer dizer as tela vista baby - hahahahahaha! eu me divirto…

o que é falta de etiqueta - é grosseria, falta de noção… entendeu?

sapatilhas sao chule - não, não é bem assim. uma coisa é uma coisa, outra coisa… bom, outra coisa fede.

vizinhos indecentes - ui! me conta!

blog super ego - duas coisas meio contraditórias. se meu superego funcionasse direito, provavelmente eu não teria este blog. mas, enfim.

Jogo de se espatifar, sapatilha com chulé e mais buscas que trouxeram gente até aqui

26 de julho de 2010 2

Mais de dois meses se passaram, e chega o momento de fazer um novo levantamento das buscas que trouxeram internautas (incautos ou não) até este humilde. Vamos às respostas da vez.

samantha gailey depoimento completo em português – não tem aqui. mas já que puxaram o assunto, eu gostei de o polanski ter sido libertado. #prontofalei

como fico sabendo se uma pessoa É cadastrada – onde? independentemente… não sei.

jornalista rbs colorada gaucha – presente! embora eu ache que tenha muitas outras  qualidades e defeitos que me identifiquem além desses.

frases sobre educação – oi? tentando colar para um trabalho de pedagogia ou é impressão minha?

sapatilha de plastico popular – bá, não recomendo. deve dar muito chulé.

frases de implicancia a homem – tenho muitas. mas procuro reservá-las aos dias de TPM.

arquivo by cobaia – oi?

dave eggers histórias curtíssimas – tem isso é? não li. dele, recomendo fortemente Uma comovente história de espantoso talento, sobre o qual ainda escreverei um dia.

praticando o desapego – sempre. infelizmente, nem sempre com sucesso.

como fazer uma melissa dar de si? – pedindo com jeitinho, de repente?

como tirar chulé sapatilha – jogando ela no lixo e comprando uma nova?

carnaval iscala rio – não intendi a pergunta

jogo de se espatifar – não conheço. mas não me convida pra jogar, por favor… #medo

Felicidade é quando o último canapé da bandeja sobra para você. – Bem disse o Luis Fernando Verissimo na crônica pra qual eu dei link aqui

denise fraga penelope cruz – sim, sim, também acho iguais. cansei de dizer.

cronicas sempre feliz com voçe – com voçê, eu não çei…

home lenoxx ht 718 reclamação – pra mim não reclamaram, não

+denise+fraga+penelope+cruz – idênticas!

eu não quero mais blog – então termina com ele, ora!

frases implicantes - tenho muitas. confere na categoria “implicâncias implicantes

como ganham os vendedores de emprestimos – enganando os coitados que tiram os empréstimos.

menino do pijama listrado corby – lindo livro! não vi o filme.

música bonita – uma só?

não quero ter razão quero ser feliz – bem o disse o maior poeta brasileiro vivo: ferreira gullar

idéias de tweets - vai inventar os teus!

como fazer buscas no google - acesse www.google.com e digite a busca no campo de busca :-)

arquitetura da felicidade 500 dias com ela – sim, escrevi sobre os dois aqui

aste la vista baby significado – hahahaha. de novo?

calçados de plastico dão chulé??? – que que tu acha? (melissa não dá, incrivelmente…)

terapia x criatividade – parece que a terapia ganhou a partida. triste, mas é a realidade.