Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dois Gallos

30 de janeiro de 2008 17

Marquinho levou um banho na ala. E o Figueira mando lateral embora.../Jandyr Nascimento
Eu sou você amanhã

Sabe aquele filme %22Eu sou você amanhã%22? Bem que o Gallo tentou imitar o que o Mário Sérgio tinha de pior: o medo. Ou o que o técnico rival Ramirez já abandonou: a retranca. E entrou com três zagueiros para começar o jogo em Brusque.

Um jogador diferenciado, Wellington Amorin, daqueles que não perdoa, mata e já está entre os meus candidatos a craque do campeonato, driblou o esquema cauteloso (como se o Brusque merecesse tanta cautela, com todo respeito ao esforçado e até promissor time do Vale do Itajaí) e abriu o placar.
Depois, no segundo tempo, Amorin seria sacado do jogo, quando estava 2 a 2. Dá para entender? Logo ele, que nem cansaço aparentava?

Uma análise fria dos grupos de jogadores remeteria a um favoritismo do Figueirense no duelo. O campo encharcado (êta drenagem xoxa, hein?) e um alvinegro em marcha lenta ajudaram a derrubar qualquer teoria nos primeiros 45 minutos.

O Figueirense teve uma ótima chance de gol primeiro, mas quem merecia sair à frente no placar, pelo volume de ataques perigosos, sempre foi o Brusque. Detalhe: o gol anulado que revoltou os brusquenses nesta etapa foi muito bem invalidado pela arbitragem.

O empate, em uma das tantas avenidas concedidas pela zaga (ironia do destino, reforçada com os tais três zagueiros) serviu de caminho para o empate.

Agora, convenhamos, já estamos na 4ª rodada e a desculpa de falta de entrosamento para o Figueira não cola mais. Se o Ruy não servia, então na mesma barca se encaixaria, com perfeição, o César Prates.

Mr Hyde e Dr Jekyll

No segundo tempo, tal qual o médico e o monstro, Gallo abandonou sua versão monstrenga e medicou o time. Tirou o amarrador Prates e lançou Edu Sales. Convenhamos, estrela a segunda versão do Gallo tem.

Também tem estrela o Sales. Que golaço. Milimétrico o chute do cara. Na hora certa, no minuto inicial.

O Figueira time grande, que se impõe, contudo, não apareceu por completo, já que passou a trabalhar num 3-4-3 até aceitável, mas que só existiu pela necessidade e, não, por filosofia, o que não deixava de ser preocupante.

Afinal, contra a Chapecoense não havia sido a travadeira no meio-campo que incomodou? Então congestioná-lo com homens de habilidade duvidosa não seria a antítese do esperado? Sei, sei, o gramado era pesado, coisa e tal, mas isso é papo de time sem qualidade.

Os deuses do futebol estavam animados e interessados naquela peleja em Brusque. Tanto que o empate do time da casa foi um teste para ver se o Figueirense estaria insistindo em complicar sua briga pelo turno.

Ao final, o Figueira, junto com a chuva, molhou um pouquinho o cartão de visita que o apresenta como candidato ao título. Mas tá guardado na carteira, afinal tem os clássicos pela frente para se recuperar. Claro, se o Gallo aprendeu a lição, né?

Postado por Marcos Castiel

Bookmark and Share

Comentários (17)

  • Marcos Castiel diz: 31 de janeiro de 2008

    Já que vários blogueros se referiram à arbitragem, não fico em cima do muro: num campo pesado, com os dois times pegando pesado, a arbitragem teve desempenho acima da média. O José Acácio da Rocha errou em lances pontuais (fiquei em dúvida num pênalti, no final do jogo, para o Brusque), é um árbitro meio confuso, mas, neste jogo, foi bem.

  • newton barbosa diz: 31 de janeiro de 2008

    A verdade é que o Gallo não encontrou o time e com certeza não conhece o Campeonato Catarinense. Vejo o Figueirense insistindo com um esquema que dá muita liberdade para defensores que não tem qualidade, armarem e atacarem o tempo todo. Asprilla, Felipe Santana e Diogo estão passando por cima do meio-campo e carregando demais a bola tentando resolver o jogo em vez de jogar o feijão com arroz. O Figueirense também precisa aproveitar melhor bolas paradas, é vergonhoso 10 escanteios e ZERO

  • Zé Torcedor diz: 31 de janeiro de 2008

    Começou a mania de dizer que o Figueirense é ajudado…se a coisa fosse honesta estariamos com 10 pontos…ou aquele penalty contra o guarani também não existiu e nenhum de nós entende de futebol? Vamos parar e analisar o futebol com mais seriedade…o Figueirense sempre vai ser favorito e ainda vai crescer muito na competição…vamos ser campeões com certeza…quem viver, verá….

  • rogério diz: 31 de janeiro de 2008

    Embora torça pro Figueira, acho que com esse empate ficou difícil conquistar o campeonato. O Criciuma tá disparando, embora ele seja famoso por nadar, nadar e morrer na praia. Putz, contra o Figueira todo time catarinense come a bola, parece copa do mundo quando jogam contra o Figueira.

  • Cleisson diz: 31 de janeiro de 2008

    Uma vergonha a arbitragem, deve ter vindo à Brusque no mesmo ônibus da delegação do figueira, na dúvda era sempre para eles. Quero lembrar ao Castiel que no segundo tempo, em jogada no meio de campo próxima a lateral a bola bateu no braço sem intenção, d jogador do figueira e sobrou pra ele mesmo e ele mandou segur o jogo, lance idêntico ao do goldo brusque. Entã não venha proteger o teu figueira com essa de lance bem anulad. O Gallo vaireclamar da arbitragem agora?

  • Aulo Jardim diz: 31 de janeiro de 2008

    Felipe Santana, César e Asprilla, juntando com o tal de Marquinhos e na frente da área ainda tem o ainda o Carlinhos, como é que vamos ganhar de alguém, Jogadores sem qualidade Técnica, e ainda por cima temos que aturar a nossa IMPRENSA ESPORTIVA, fazendo cada comentário que dá até NOJO, quanta gente sem competencia falando de Futebol meu Deus, é por isso que lá fora os tiram SARRO de nós, pra falar de Futebol, tem que pelo menos ENTENDER do assunto, ta bom ?
    Socorro mãe…

  • Flávio diz: 31 de janeiro de 2008

    Grande texto. Ótima visão de futebol e muita dedicação. Parabens Castiel, o espaço está conquistado com credibilidade.

  • Fernando diz: 31 de janeiro de 2008

    Estás de brincadeira. Operaram o Brusque, um gol muito mal anulado e um penalti não marcado. Começou a operação letrada em busca do título. Isso é jogo para o trio de arbitragem sair do estádio às 05:00 da manhã dentro do camburão. Se a arbitragem fosse honesta o time do estreito só tinha 5 pontos na melhor das hipóteses.

  • Pedro Castiel diz: 31 de janeiro de 2008

    O Gallo enganou 2 meses no Inter/RS. Agora ta enganando pelas praias catarinenses.Livrem-se dele antes que o desastre seja completo, assim como fez o Colorado.

  • Leonardo Lessa diz: 31 de janeiro de 2008

    Era jogo para três pontos. O time já tinha que ter se encontrado. Mas ainda dá pra se recuperar..

  • Junior diz: 31 de janeiro de 2008

    Muito bom o teu comentário, Castiel!!! O Figueira deve crescer durante o torneio. É bom o time começar assim para perceberem que muita coisa precisa ser arrumada… tem gente na cidade achando q torce para o Real Madri, pelas goleadas aplicadas, e vão cair na real quando pegar o ALVINEGRO mais vezes campeão e único de SC na A pela frente. Só uma resalva, nosso preparo físico está deixando a desejar… volta logo Hudson Coutinho.

    Nota do editor: Muito oportuna sua lembrança sobre a questão da preparação física. Já chega a preocupar, embora a missão do preparador seja árdua: não pode pensar somente no Estadual, mas no restante da temporada…

  • luiz diz: 31 de janeiro de 2008

    belo comentario, só não concordo com referencia ao cesar prates, estava bem no jogo, e quem deveria sair era o lateral marquinho, afinal os gols sairam pelo lado dele, ahh…manda internar esse tal de fernando, só poderia ser um comentario de avaiano recalcado….

  • Marcos Castiel diz: 31 de janeiro de 2008

    Ôpa,Newton, bela observação qto às bolas paradas. Ninguém havia tocado neste detalhe ainda. No ano passado, até o Chicão (q foi embora) fazer unzinhos de falta levou um ano de seca. Bola parada hj em dia é indispensável!

  • Zé Torcedor diz: 31 de janeiro de 2008

    Começou a mania de dizer que o Figueirense é ajudado…se a coisa fosse honesta estariamos com 10 pontos…ou aquele penalty contra o guarani também não existiu e nenhum de nós entende de futebol? Vamos parar e analisar o futebol com mais seriedade…o Figueirense sempre vai ser favorito e ainda vai crescer muito na competição…vamos ser campeões com certeza…quem viver, verá….

  • Erasmo diz: 31 de janeiro de 2008

    Parabens pelo comentario.Nao da mais pra aguentar: Carlinhos,Marquinhos,Felipe Santana, Alexandre….Entrou tanto dinheiro, sera que nao dá pra trazer gente com qualidade,so jogador de custo baixo com pessima qualidade,sera mais um começo de ano de agonia?A diretoria sera que ja nao aprendeu a liçao?

  • Êmone Mattei Neto diz: 31 de janeiro de 2008

    Só mesmo a imprensa da capital para achar que o gol do Brusque foi ilegal. O Figueirense tem sérios problemas com a sua ala esquerda, ficou evidente no jogo de ontem. Os dois gols do Brusque nasceram por ali. E vamos e venhamos, teve um pênalti para o Brusque no início do jogo, mas a operação letras entrou em ação.

  • Marcelo Koerich diz: 31 de janeiro de 2008

    Viste qual jogo meu ilustre desconhecido colega Castiel? Devias estar dando graças a Deus que o Brusque não fez o terceiro, e nem o quarto. Sim, este Brusque que tu tanto substimou. Ainda bem que o meu time aplicou 6, e aí não cabe nem choradeira.

Envie seu Comentário