Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Helton Luiz, direto de BH

21 de junho de 2008 14

Helton no Mineirão e vocês com todos os detalhes/Divulgação

Como sempre, o blog traz algo de novo para a espera dos jogos.

Hoje inova com uma parceria de alto nível. Exclusivo para vocês, o Ferinha Helton Luiz, da CBN/Diário, dá uma palhinha de como está Belo Horizonte, onde ele se encontra para dar seus furos e notícias exclusivas do Figueirense. Era para ter postado mais cedo, mas compromissos impediram de brindá-los com este presente antes. Confira os recados de Helton para os blogueiros. Tem até receita, é mole? Manda bala, Ferinha:

Enfim BH

“Confesso que estava torcendo para esta viagem chegar logo. Há quem prefira as cidades litorâneas por motivos óbvios, eu também gosto, mas é inegável que Belo Horizonte, encanta imensamente seus visitantes. E eu me sinto bem aqui.
“Belô” é cultura em cada esquina, seja na famosa região da Savassi, nas paredes da Praça da Estação, em cada curva do arquiteto Oscar Niemeyer – principalmente o Conjunto Arquitetônico da Lagoa da Pampulha. Eu fiz questão de me “perder” pela Pampulha. Uma volta pela Lagoa, perdido, sem rumo, é no mínimo agradável. Para os que não esquecem o futebol, ali fica a Toca da Raposa I e, mais acima, a Toca II, centros de treinamentos do Cruzeiro, exemplos de infra-estrutura a serem seguidos pelos clubes emergentes. Se tiver oportunidade, perca-se; não haverá arrependimento.
Além da rica história mineira o que me deixa à vontade é o povo hospitaleiro. Não se espante se ao chegar a BH você for abordado por um desconhecido com um sonoro: “Bão?!”. É a maneira simples de o mineiro dizer: “Tudo bem?”. Responda da mesma forma e já estará incorporado ao estilo “mineirim” que mistura modernidade e hábitos de interior, tranqüilidade e boemia.
E não esqueça de experimentar a culinária mineira. O feijão tropeiro, o inconfundível queijo de minas e a cachaça envelhecida são alguns dos atrativos de uma viagem gastronômica por estas bandas. Nosso amigo Rui Guimarães ficaria com inveja do Galopé que provei, sabe Castiel. É uma mistura de carne de porco com coxa de frango, num molho irresistível. Como não posso trazê-los até aqui, segue uma receita com a qual fui presenteado pela Dona Tere, cozinheira de mão-cheia, mineira de coração puro:
 
BOLO DE MANDIOCA COM ERVA-DOCE
Ingredientes:
1 kg de mandioca ralada, sem espremer
1 coco pequeno ralado, sem espremer
1 xícara (chá) de leite
3 ovos batidos
1 xícara de manteiga de garrafa
2 xícaras de queijo curado, ralado
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (chá) de erva-doce
2 xícaras (chá) de açúcar (não-refinado)
 
Como fazer:
Misturar todos os ingredientes numa vasilha e mexer com uma colher de pau. Untar um tabuleiro com manteiga, polvilhar com farinha de trigo e sacudir para tirar o excesso. Despejar a massa e levar ao forno (180 graus) por 30 a 35 minutos.
 
Deu água na boca. Vou comer alguma coisa e depois Mineirão. Onde a Seleção Brasileira “entrou em campo” com a Argentina, o Figueirense enfrenta o Cruzeiro, do articulista Adilson Batista, do goleiro Andrey e dos polivalentes Henrique e Marquinhos Paraná. Espero que o Figueirense não imite a seleção.
Abraço gente. Direto de BH, Hééééééééélton Luiz.

Postado por Marcos Castiel e Helton Luiz

Bookmark and Share

Comentários (14)

  • rafaalvinegro diz: 21 de junho de 2008

    Hoje é um verdadeiro teste para nossa equipe, a partir desse jogo vamos saber aonde podemos chegar nesse campeonato, não esquecendo que em 3 jogos fora de casa levamos 14 gols, um bom começo já seria arrumar a “cozinha”.

  • Oisvaldo diz: 21 de junho de 2008

    Até tú Caistiel…O Ferinha é chegado numa mandioca é? gosta de bolo de mandioca…

  • glaiton santos diz: 21 de junho de 2008

    E aqui a receita é simples, e vai funcionar, estamos todos fazendo uma corrente de pensamentos positivos e com tainha e cerveja porque nas nossas casa pode rsrsrsrs, Saudações Alvinegras o Clube do Futuro.

  • Helton Luiz diz: 22 de junho de 2008

    Caros amigos, espero que tenham gostado das palavras. Segundo Dom Castiel, a parceria continua, com ou sem receita.
    Aos curiosos, Dona Tere é daquelas mulheres da melhor idade, de avental, óculos e de sorriso fácil.
    Seus malandros (risos)
    A cada viagem um pouco do que acontece por lá, nosso itinerário, coisas extra-campo. Para que a “viagem” de vocês também aconteça.
    Um grande abraço
    Até a próxima e nos ouvimos na CBN
    Hééééééééélton Luiz

  • Ilhéu do mundo diz: 21 de junho de 2008

    Concordo Cesar. Temos que valorizar o que é nosso na Ilha. O que é nosso no Brasil. O que é nosso no mundo. Ou sua cabeça é tão pequena que não percebe a globalização…Ora, o que é bom deve ser valorizado, sim, seja de onde for…tem gente que pensa pequeno mesmo…

  • Alvinegro Ponta das Canas diz: 21 de junho de 2008

    Vê se dá uma sorte para nós aí, Ferinha…Quem conhece vc sabe que, se precisar, é só vc largar a latinha, aquecer e entrar em campo…

  • glaiton santos diz: 21 de junho de 2008

    Lateral direito já, foi tudo ali sem contar um zagueiro, mais a vida segue, Saudações Alvinegras.

  • Flávio diz: 21 de junho de 2008

    Ótimo texto, Hélton! BH é tudo isso mesmo. O caderno de viagens do DC que se cuide. Agora, que tal a Dona Tere?

  • Carlos Cojeka diz: 23 de junho de 2008

    Hélton, é mais bonita que a fisioterapeuta que atendeu o Silveira? Hehehehe. Parabéns pelos comentários. Abraços, George

  • Alex diz: 21 de junho de 2008

    É isso aí Ilheu do Mundo!!!
    Infelizmente ainda tem “gente” que tem esse pensamento ridiculo e tolo de bairristinha…

  • Roberto Rodrigues diz: 21 de junho de 2008

    Muito bom trabalho. Mais uma vez o blog saiu da mesmice. O mineiro do sul de Minas então é uma coisa do outro mundo. Ainda não se “corrompeu” com as coisas da grande capital. È reservado, qual alemão de Pomerode. Custa a se abrir. É contido nas palavras. Desconfiado. Será seu confidente depois de muito tempo de observação. E seu amigo também. Eles não são invenção da mídia não. São autênticos e conservadores. Só o que os nivela a nós pelo Brasil afora é o futebol. Ainda bem!

  • César diz: 21 de junho de 2008

    Tem que valorizar o que é daqui e não o que é de fora!

  • Felipe Salviano diz: 21 de junho de 2008

    Castiel, ouvi vc no debate de sábado da CBN com, o bom humor de vcs ao tratar o futebol dá leveza ao programa, e um show de informação…agora leio o Hélton aqui…mt legal voces mostrarem essa versatilidade nós só temos a ganhar…um banho!!!

  • Eduardo Medeiros diz: 21 de junho de 2008

    Ferinha, se comporta em Belô, hein? Eu sou ouvinte da CBN e fã do Hélton Luiz, o cara dá um banho! E ainda aparece por aqui para mostrar que sabe escrever bonito, agora ficou perfeito!

Envie seu Comentário