Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Futebol de resultado em Joinville

28 de março de 2009 33

Lindo registro do colega Jessé Giotti do clássico/Jessé Giotti

Tigre honra a camisa e JEC salva a lavoura no final

Eram 21 títulos catarinenses em campo. Não é pouca coisa. Um clássico na mais aguda acepção do termo. Deu empate, 1 a 1. Um potente soco, um direto nos analistas que davam o Criciúma como mero participante do quadrangular.

Uma crítica que vale, em parte, para este escriba. Nunca julguei o Tigre favorito, é verdade. Mas, pelo menos, sempre fui comedido em afastar o time do Sul de qualquer possibilidade.

O JEC, por sua vez, se complicou. Para sua sorte, pelo menos na briga pela Série D, a Chapecoense também empatou.

Era um jogo chave para ambos. Duas equipes que perderam o pique na competição. Classificaram-se com antecedência – o Tigre campeão do turno, o JEC pela classificação geral.

Trata-se de uma armadilha do formulismo, na qual se enredaram estes dois gigantes do nosso futebol.

O que clube grande precisa para recuperar o fôlego, acender a chama, é justamente a fagulha de uma vitória em clássico. Ainda mais valendo muito.

A torcida jequeana, como sempre, um 12º jogador empolgante. Ao lado do tricolor do Norte, numa paixão que superar qualquer análise formal. Quer porque quer seu Joinville pujante novamente.

O Tigre, contudo, defendia seu ponto extra e tentava provar que não é o patinho feio do quadrangular.

Análise que este espaço nunca concordou. Achar que o Criciúma é carta fora do baralho é pedir para quebrar a cara feio depois.

Pois bem, com estes ingredientes, e com um empate em Chapecó que estimulava mais ainda, é que lidavam as duas equipes.

O Criciúma, bem ao estilo Leandro Machado, entrou para congestionar, contra-atacar. O Joinville se complicou taticamente com esta postura competitiva e demorou para agredir.

O JEC passou a ter mais posse de bola dos 20 minutos em diante, e colecionar tentativas e estocadas. Nada muito preciso. Mas forçou cartões ao Tigre, o que sempre mina o poder de defesa quando acontece na primeira etapa.

Ao ser agredido, ficou clara a falta de recursos do Criciúma para acalmar o jogo e tentar o contra-ataque. Um defeito crônico nos times de Leandro Machado, que sabe congestionar e defender, mas não sabe cadenciar.

O primeiro tempo fechou sem gols, no lucro para o Tigre. Um mérito do tricolor do Sul, talvez, tenha sido a humildade de jogar com o regulamento.

Alguns torcedores do Criciúma não perdoam esta postura, não gostam de ver seu time abdicar de se impor.

Cobri por um bom tempo o Tigre, conheço muitos torcedores no Sul e aqui na Capital e o espírito que gostam em seu time. E a declaração de Basílio no intervalo, de que “apanhamos muito por tentar jogar de igual para igual no returno, hoje soubemos nos defender”, não soa bem para muita gente. A verdade é que funcionou, já que, apesar da pressão, Angonese não fez defesas difíceis.

O futebol e suas lições as vezes esquecidas

Funcionaria na segunda etapa? Pergunta que me assaltava no intervalo e, imagino, estava martelando ali no fundinho do cérebro dos criciumenses.

Resposta dada muito antes do que o mais otimista criciumense esperaria. Zulu deu um giro em Alessandro Lopes e achou Kempes. 1 a 0. Jogada pela direita e mérito para Leandro Machado, que ao colocar Flavinho, liberou Michel e potencializou a carga pelo setor direito.

E agora? Vale jogar pelo resultado? Vamos combinar, tese e teoria são lindos no papel ou na tela do computador.

Com a bola rolando, a Chapecoense quase venceu um Avaí que jogava melhor. E o Tigre complicou a vida de um JEC acossado.

A lesão de Ricardo Oliveira, logo depois, então, transformou a vida de Gélson num pesadelo acordado.

O ex-técnico do Criciúma não se acovardou. Abriu o time. Wagner Oliveira entrou, Fábio Oliveira, Lima. Uma aposta ousada e arriscada.

Mas assimilar um golpe desses estava difícil para o time da casa. A parte psicológica desabou.

Sentindo o quase nocaute do início da etapa, o JEC jamais voltou a agredir com perigo Angonese.

A não ser uma única vez. O suficiente.

A crônica lembrou, contudo, que futebol não tem receita. Quem bom, por este motivo é apaixonante.

No primeiro tempo, quando amassou, o JEC não achou o gol. Na segunda etapa, quando o time de Gelson levou um banho tático histórico, achou o empate.

Um pênalti de Thiago Mattos, aos 46 minutos, convertido por Lima, decretou o 1 a 1.

Melhor nem tentar entender.

Obs1: Pela imagem da TV, o pênalti foi claro. Leandro Machado, contudo, soltou marimbondos na entrevista. Dá até para entender a indignação pelo resultado, mas o treinador tem que ter cuidado com o que fala.

Obs2: Trabalhar sábado à noite, na sequência de dois jogões, dá mais alegria quando temos retorno da energia dispensada no trabalho. Das 21h20min, quando o blog registrava 283 acessos já por conta do jogo de Chapecó, até o final deste post, às 22h30min, o número chegava a 463 acessos. Viva a democracia dos blogs que permite a manifestação imediata dos pensamentos, a inclusão absoluta do cidadão na mídia. Obrigado!

Postado por Marcos Castiel

Bookmark and Share

Comentários (33)

  • Fabio diz: 29 de março de 2009

    Casteil, Avai e Criciuma estiveram com o jogo na mão e não souberam confirmar suas vitorias. O Avai saiu atras e empatou o jogo. Mas o Tigre, deu mole. Num quadrangular final é preciso matar o jogo qdo se tem oportunidade. Vai ter gente reclamando desses pontos no final. A dentendia é que dê LeãoXTigre nas finais. Dois times mais acostumados com esse tipo de campeonato e situações. Abraços

  • Evan D`silva diz: 28 de março de 2009

    Leandro Machado esta certo, reclamou com razao, ele foi ate la tomar satisfaçao d um Juiz q nao serve nem pra apitar futebol d botao, qto mais apitar um jogo do Campeao da Copa do Brasil, sua colocaçao esta errada Castiel, eu ouvi ele falando no microfone d uma radio la d Criciuma, ele estava reclamando d um penalty nao marcado em cima do Zulu, q eu acho q vc deve ter visto tb, pois vc acompanhou, to sentindo cheiro d treta, estao querendo tirar o Tigre e Chapecoense fora, mas nao vao conseguir.

    Nota do editor: devo ter perdido este lance nos 10 minutos que perdi da etapa resolvendo problemas técnicos.

  • Frank Botega diz: 29 de março de 2009

    O penalti do joinville foi sim. O resultado foi até justo, o problema é a falta de critério do árbitro. O pênalti no Zulu foi clarissimo, várias jogadas violentas não foram advertidas com cartão amarelo/vermelho deixando o jogo mais nervoso e gerando as discussões no fim do jogo. Sinceramente, só espero que os jogos das finais não sejam definidos por erros de arbitragem e sim pelo futebol das equipes.

  • glaiton Santos diz: 29 de março de 2009

    Castiel querem sequestrar você ou alguém de sua familia ahahhahah então o Renatão é bom nisso mesmo mais o bom mesmo seria seqestrar uma meia duzia de jogadores do meu Figueira ahahhahah

  • Cesar do Canto Machado diz: 29 de março de 2009

    Castiel – Antes, obrigado. Tuas palavras me incentivam cada vez mais em continuar fazendo minha parte.\valeu mesmo !!!
    Agora, o jogo Criciúma X Joinville: Para mim, foi ruim para os dois pois o Joinville jogava em casa e o Criciúma deixou fugir a chance de fazer quatro pontos, cedendo o empate no finalzinho. Logo, com a pedreira que vem por aí, entendo que ambos saíram perdendo, e muito, nesta largada.

  • Edson diz: 30 de março de 2009

    continuando…Todo ano é a mesma reclamaçao em cima de arbitragem, o JOINVILLE vem a anos sendo prejudicado pelo Luiz Orlando, e ele sempre esta no sorteio para apitar o JEC. Como falei antes, que JOINVILLE,AVAI,CRICIUMA,FIGUEIRENSE E CHAPECONSE tomem uma iniciativa, senao vai ser sempre assim O JUIZ DEFININDO QUEM VAI SER CAMPEAO DO ESTADUAL. Tem que se acabar com esta DITADURA imposta pelo Barbudo, mas se todos continuarem a dizer AMEM, para tudo o que ele faz, entao nao adianta reclamem.

  • Fabio diz: 30 de março de 2009

    Castiel, a imprensa de Criciuma toda vem dizendo que tem esquema pra ajudar os times de Floripa. Afinal todo ano o Leão é campeão, né? Da um tempo! Ano passado não vi ninguem de Criciuma tocando tambor para o arbitro Celio Amorim que OPEROU sem anestesia o Leão em plena Ressacada.
    Edmundo apenas foi muito mal nas aplicações de cartões. Assim como em Chapeco os arbitros só davam pro time visitante.

  • SEU CUNHA diz: 28 de março de 2009

    Não sei como ainda aceitas comentários dessa criança.

    glaiton santos | sex, 27/03/09 | 08:50

    Tainha o Castiel teria que ser direto meu caro ai era demais né, quando ele fala Pobre Patrocinador, e quem não vai gostar disso é o patrocinador, indiretamente ele está alertando o patrocinador, agora se voce não quer ver dessa maneira tudo bem, mais para mim ele intimou o patrocinador, e vai que o patrocinador cobre isso do clube e ai começa a criar um clima ruim entre ambos? se liga Tainha o Castiel

  • Eduardo Medeiros diz: 29 de março de 2009

    Torci muito para a Chapecoense hj, pq como alvinegro acho time q poderia complicar os mangueanos. Acho q vou ter d secar na final mesmo, eles estão prontinhos para dominar este quadrangular. E antes q os avaianos reclamem, quero dizer que meu filho e minha esposa são avainos e me obrigaram a postar aqui no Castiel para pagar mico. Segue em frente Castija, teu blog respeita o futebol catarinense pq publica td, mesmo qdo a barra pesa para o teu lado

  • Fernando Avaiano diz: 30 de março de 2009

    Tiago, tem muita choradeira por aí. É o Marquinhos que é violento, é o Avai que tem sido beneficiado, etc e tal. Cara, futebol é dentro de campo e lá se decide. Não tem essa de pressão e condicionar a arbitragem a apitar contra o azulão, até porque os homens de preto estão apitando com correção. Se o Avai tiver que ganhar o campeonato é porque tem um elenco qualificado e bem organizado. O tigre sempre foi um grande do Estado, não precisa deste tipo de expediente para vencer o torneio.

    Nota do editor: sabe, Fernando, tenho acompanhado sua cruzada no blog contra a choradeira. Eu, que sou um crítico do atual estágio da arbitragem de SC, concordo com vc num ponto: é preciso reclamar de coisas concretas e absurdas, do contrário é aquela lenga-lenga, até chata, do futebol. Exigir qualidade, sim, ver chifre em cabeça de cavalo, não. Parabéns por sua postura.

  • Fabio diz: 30 de março de 2009

    Castiel, se for olhar pelo angulo do povo de Criciuma. O Leão vem 11 anos sendo roubado pelas arbitragens. A Alegria AZUL tras um desepero tão grande que os caras apelam pra todo lado. Até em penalti pro JECA foi marcado pra ajudar o Avai. Não é atoa que estão na TERCEIRA divisão. AMEM!

  • Fernando Avaiano diz: 30 de março de 2009

    Fernando do Tigre, eu respeito a tua opinião, mais eu estou elogiando o nível das arbitragens este ano. Posso até morder a lingua, mais não tiveram influência nos resultados. Poxa, eu não reclamei do arbitro, repito, se erram por acaso no varejo, acertam no atacado. Olhe bem o que colequei, foi um elogio não uma crítica. Abç.

  • Paulinha diz: 29 de março de 2009

    Castiel… vc achou que foi penalt ou não?

    Nota do editor: sim, achei que foi pênalti

  • Eduardo de Amorim Stahl diz: 28 de março de 2009

    O JEC não jogou bem de novo, mas pelo menos teve raça para empatar com a tigresa. Eu só digo uma coisa: Se deixar chegar ninguém tira. Nós temos camisa porra! Vamo JEC!

  • Edson diz: 30 de março de 2009

    O pessoal de Criciuma tem mais é que parar de reclamar da arbitragem,o Criciuma so foi campeao do primeiro turno porque os arbitros detonaram o Joinville, pela campanha que fez nem teria entrado no quadrangular (ficou em sexto no geral), nós aqui de Joinville ja cansamos de reclamar de arbitros, mas nada se faz, sou a favor de (JOINVILLE,CRICIUMA,AVAI,FIGUEIRENSE E CHAPECOENSE),BOICOTAREM O PROXIMO ESTADUAL, para derrubar o barbudo,se isso nao acontecer nao adiante chorar vai ser sempre assim.

  • Kleber Pieri diz: 30 de março de 2009

    Oi Castiel, a reclamação não é contra o penalti do JEC, foi sim penalti, e sim de um não dado a favor do tigre e tb da falta de critério que esse cidadão chamado Edmundo tem pra distrubuir cartões….para um time sai caro e pra outro barato..são dois pesos e duas medidas… este senhor não tem condições de apitar um clássico

    Nota do editor: concordo que este árbitro não tem condições técnicas de apitar clássico

  • Fabiano diz: 30 de março de 2009

    Castiel, foi o melhor post que já li desde que comecei a ler blogs de vcs repórteres de floripa, será que é por que não tinha nenhum da capital jogando? Prefiro crer que não, escreveste bem neste, foi exatamente o que vi no jogo.
    Eu moro em Floripa a 11 anos já, e aprendi como muitos a amar esta cidade, mas enveredando ao futebol, a crônica esportiva da capital é sim apaixonada e parcialíssima e isso explica o ranço da torcida do interior. SC não é RS e nem SP, aqui o equilíbrio é a marca…

  • Fabiano diz: 30 de março de 2009

    continuando…SC não é RS e nem SP, aqui o equilíbrio é a marca registrada e nem de longe a capital domina o cenário. Espero que consigas enxergar isto e que consigas, como neste, manter a imparcialidade em teus comentários futuros, sob pena de perder a credibilidade com tuas cidades de interior.
    Abraço

  • Fernando Avaiano diz: 30 de março de 2009

    Existe uma convensão entre muito torcedores de colocar a culpa de maus resultados em cima da arbitragem. O juiz de Criciúma e Jec apitou muito bem, com correção. Por acaso o arbitro tem culpa que o Zulu perdeu um gol feito dentro da pequena quando o Tigre estava melhor. O penalti foi claríssimo e mais uma vez o homem preto apitou com correção. As pessoas tem que entender que a coisa se decide dentro das 4 linhas e não por pressão.

  • Eduardo diz: 28 de março de 2009

    Castiel,só no seu blog consegui ler algo sobre o jogo,pois a notícia no clicrbs está fraca.Como foram os tempos?Que time foi melhor?Algum jogador se destacou?O pênalti foi bem marcado?Já no jogo de Chapecó ocorreu o contrário!Seria por causa da Chapecoense?Não!É por causa do Avaí.Dar cobertura privilegiada pra time de Floripa é uma opção do meio de comunicação, mas que depois o Roberto Alves não estranhe o pessoal do interior odiar tanto os times da capital, como já o ouvi dizer mais de uma vez.

    Nota do editor: acho que a maioria das perguntas estão no post. Os tempos: JEC dominou 1º, Tigre deu um banho no segundo; Time melhor foi o Tigre no conjunto da obra; Jogador destacado: Michel e Flavinho; pênalti: bem marcado;

  • colega de trabalho diz: 29 de março de 2009

    Castija, já que estás inspirado, retifico: apesar de ser do Talese, a máxima começa com Words, não com Ideas…dás um banho!

    Nota do editor: ops, valeu. Com esta, vou dormir. Este sábado rendeu…geralmente é o pior dia de blog…hj foi um dos melhores em qualidade de troca de ideias (tenho umas repetidas…rsrsrs). Nenhum xingamento deletado, com exeção de uma ameaça (obviamente não publicada e arquivada para a coleção do delegado Renatão se precisar, claro). Para uma rodada quente como esta, vou nanar no lucro.

  • SEU CUNHA diz: 29 de março de 2009

    NO quadrangular Castiel eu acredito no equilíbrio das equipes, largaram bem Avai e Criciúma, pois não deixaram os mandantes vencerem e ainda estão com um ponto cada de vantagem conquistada pelos títulos dos turnos. Pena é o nível das arbitragens que não seguem o mesmo ritmo dos clubes. Teremos grandes jogos é o que parece e grandes desastres nas arbitragens também, uma pena. Equilíbrio sim, mais Avai e Criciúma já deram um grande passo.

    Nota do editor: concordo sobre as arbitragens. Mas, dos males, o menor. Os dois de hj saíram ilesos, quase um milagre. Agora, a rodada foi toda do Avaí. JEC e Tigre, pelo menos um, como manda a probabilidade, não vai segurar a Chapecoense no Condá. E eu acho que ninguém banca o Avaí na Ressacada. Portanto, vai dar azurra na final e mais um que, agora, ficou indefinido. Esta a tendência

  • Fernando Tigre diz: 30 de março de 2009

    Resposta ao Fernando Avaiano:
    Cada um vê o que quer ver mesmo né, neste mesmo jogo, em vinte minutos o mesmo àrbitro ao qual reclamas, expulsou injustamente o meu centro-avante, fazendo-nos jogar com um a menos o jogo inteiro, e ainda reclamas dele? Seu mal agradecido.
    Empatamos e lho demos mais um ano de fila, seu fanático!

  • Eduardo diz: 29 de março de 2009

    Isso mesmo que eu quis dizer. No blog as informações estavam bem postas, no clicesportes, uma nhaca… pelo menos a primeira notícia, porque depois que eu mandei uma reclamação pra eles, reescreveram a notícia, colocaram mais informações. As vezes dar um toque, uma reclamada, ajuda, mas não deveria ser preciso! Grande abraço.

    Nota do editor: tem que reclamar, sim, Eduardo. Pelo menos comigo, funciona. Rever posições e ideias o tempo todo é, para mim, como respirar. Se não rolar, fico sufocado. Abs, Castiel

  • Evan D`silva diz: 29 de março de 2009

    Castiel, desculpa eu falar alguma coisa d mal aih, mas eu fiquei indgnado hj, vc nao deve ter visto talvez, mas amanha com certeza vai passar na TV, o jogador do Joinville puxou a camisa do Zulu dentro da area, ele ate parou a jogada, o juiz nao deu penalty, era isso q o Machado estava reclamando no final do jogo, eu so nao lembro em qual momento foi isso e quem puxou a camisa do Zulu, qto ao futebol daqui dos EUA nao da tempo nao, soh acompanho o futebol aih do Brasil pela net msm, um abraço…

    Nota do editor: ok, Evan. Keep going, ideas are something untochble, but hurts. Lembrei desta frase, se não me engano do grande Gay Talese, maior repórter norte-americano da história. Só desculpe-me se errei a ortografia, meu inglês escrito está para lá de mofado e não vou fazer buscas no google esta hora, né?. Abs, Castiel

  • Marcio Tigrão diz: 30 de março de 2009

    o seu comentário só não foi ótimo, porque vc deixou de citar PÉSSIMA arbitragem. O penalti foi. Agora ele deixou de expulsar três jogadores do jvlle e um do criciúma. As entradas dos jogadores do jvlle no michel e basilio foram criminosas. O penalti não marcado no zulu. O criciúma foi prejudicado pela arbitragem. Ele como arbitro é um excelente…

  • Tiago diz: 30 de março de 2009

    Completando o comentario do Fernando Tigre na sua resposta ao Fernando Avaiano.
    Nesse mesmo jogo, o marquinho deu um cotovelada num jogador do Tigre aos 4 minutos do primeiro tempo e o arbitro, NADA.

  • Rômulo Freitas diz: 30 de março de 2009

    Mais uma vez a zaga do Tigre fazendo besteira. Todo jogo é assim. Se dessa vez não errou feio entregando gol, como tem feito, fez o pênalti que gerou o empate.

  • Fernando Avaiano diz: 30 de março de 2009

    Os arbitros podem ter errado no varejo mais não no atacado. Ë uma faltinha aqui, um amarelinho alí, mais no geral estão apitando muito bem. O nível da arbitragem esta muito bom este ano, espero que continue assim. O Edmundo e o Jeferson apitaram relativamente bem os jogos, mais prejudicados por alguns erros dos bandeiras. E jogos muito difíceis. Todavia, nos lances capitais acertaram com perfeição. O penalti do Jec foi e o do Avai não foi. Mais precisa dar amarelo para o Marquinhos?

  • Carlos Eduardo diz: 29 de março de 2009

    Edmundo Alves do Nascimento, O pior árbitro de Santa Catarina. Geladeira nele.

  • Fernando Avaiano diz: 30 de março de 2009

    Meu Deus, lá veio o Tiago falar de um jogo da 3ª rodada do returno. Se é assim, no ano passado o Avai foi roubado no 2º turno com 3 penaltis claríssimos, até a imprensa de Criciúma concordou. É muita choradeira para uma torcida só.

  • Eduardodo@hotmail.com diz: 29 de março de 2009

    Sou torcedor do Criciúma,mas para alegria do SEU CUNHA, acho que o Avaí já tá final. Parece que o time na engrenando, lembrando o futebol da série B no ano passado. Aqui em casa, é só tristeza. Eu, porque acho que o meu time não vai para as finais e, se não melhorar a zaga, vai mal na C, e minha esposa, que é Figueirense, nem há o que falar né, só tristeza… mas pego de leve no pé dela, rss. Por falar em Criciúma, foi a alegria do returno: os jogos eram sinônimo de gol, fazia e tomava um monte

    Nota do editor: Eduardo, o Criciúma mandou bem hoje, você está muito pessimista. Jogo fora de casa, estádio lotado, ponto extra. Tá na briga.

  • jean diz: 30 de março de 2009

    Castiel, qm vc acha que tem o melhor time do quadrangular?Qual eh o seu palpite?

    Nota do editor: o melhor time é o Avaí. Meu palpite: Avai x Chapecoense na final. Mas é só palpite. Antes da primeira rodada, levava fé no Joinville, acho que tem um bom grupo de jogadores. Mas está acusando o golpe, não sei se a parte psicológica não vai travar o time. O equilíbrio é muito grande.

Envie seu Comentário