Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de novembro 2011

E se os alvinegros comprarem no setor G, como será gerenciada a situação da segurança na Ressacada?

30 de novembro de 2011 90

Lamentável esta situação criada sobre ingressos para o clássico de domingo na Ressacada. A diretoria do Avaí poderia ter praticado os mesmos preços que o Figueirense usou no clássico do Scarpelli para os visitantes, R$ 50. Pronto, sem polêmica, o setor do Figueira lotava, bola ao centro e o melhor time venceria.

Optou por um aumento para R$ 80, arrumou um desconforto nas relações que eram ótimas com o rival nos bastidores e estabeleceu uma mídia que não é positiva, inclusive com demandas do Ministério Público e do Procon.

Poderíamos estar falando de times, de possibilidades, mas não, estamos discutindo uma situação que não era necessária.

Uma situação que se aproxima é a seguinte: o setor G, a R$ 30, em tese é para a torcida do Avaí. Mas é quase certo que os alvinegros vão comprar ali. E se der mistura, a Polícia Militar vai garantir a situação?

Duas situações podem brotar daí e eu confesso não sei qual vai predominar. A torcida ignorar o valor e as possívesis confusões e, assim mesmo, lotar o seu setor.

Ou acusar o golpe das duas últimas derrotas no campo, do preço estabelecido e da falta de segurança e não lotar sua área.

E o mesmo vale para a nação azul. Empolgada com a chance de frear o adversário, impedindo Libertadores e a melhor colocação no Brasileiro que lhe pertence, encher seus espaços. Ou acusar o mau momento e também não comparecer.

Noves fora, podemos ter uma Ressacada vibrante, ou vazia. E eu não sei em qual destas duas situações apostar.

Bookmark and Share

R$ 80 para a torcida do Figueirense. A torcida do Avaí com camisa do time paga entre R$ 40 e R$15

29 de novembro de 2011 75

R$ 80 para a torcida do Figueirense. A torcida do Avaí com camisa do time paga entre R$ 40 e R$15

Copo meio cheio e meio cheio, meio vazio. Meio cheio? pelo menos o preço não foi de R$ 100 para o visitante; meio vazio? R$ 80 é pesado até para quem ganha um salário razoável para ir a um jogo de futebol.

O Avaí estabeleceu R$80 para todos os setores análogos ao visitante, mas estabeleceu promoções para quem vai com a camisa do Avaí, que baratem os ingressos entre R$ 15 (setor B) e R$ 40.

Veja os dados no site do Avaí, clicando aqui.

PREOCUPAÇÃO NA REUNIÃO DE TORCIDAS

Estou anexando esta informação ao post agora, às 16h37min. Na reunião entre PM, clubes, FCF e organizadas, a Gaviões compareceu, mas a Mancha Azul não se fez presente. O coronel Araújo demonstrou preocupação com a ausência.

Bookmark and Share

Agitação no Conselho do Avaí, novos preços de sócios e os ingressos dos visitantes no clássico

29 de novembro de 2011 68

O Conselho do Avaí esteve reunido ontem. Dei uma olhada nos blogs (Avaixonados, Tarnowsky, e DNA, que foram os que já trataram sobre o evento. E o clicEsportes e o site oficial do Avaí. Neles você já tem detalhes dos preços e de muito do que foi discutido e ainda causa polêmica.

Pontos positivos

- Houve real baixa nos valores para associados, com valores competitivos no mercado a aceitáveis para a atual conjuntura.

- Houve presença grande de conselheiros, o que é significado de que o clube terá amparo na Série B

- Vejo nos blogs pedidos de esclarecimentos importantes ao clube, que, parece, serão respondidos oficialmente aos conselheiros. Isso é importante se ocorrer.

Pontos negativos

- Se o afluxo de conselheiros foi significativo, o de torcedores ainda não demonstra uma mobilização.

- A oposição se manifestou ostensivamente via twitter, mas não ficou claro para mim o que realmente discordam pela aprovação em massa do plano. O máximo que compreendi é que gostariam de mais tempo de discussão e avaliação. Porque a redução nos valores, houve.

Aumento abusivo dos preço dos ingressos no clássico? 

Mudando de assunto: espero sinceramente que a diretoria do Avaí não aumente ingressos abusivamente para o clássico (se você for cadastrado, leia matéria de hj do DC, se não for, é gratuito, vale a pena).

Não seria uma atitude de cavalheiro elevar a R$ 100 ou mais o visitante. O setor do Figueira lotado é uma conseqüência que vai ocorrer pela fase do time em contraste com a do Avaí, evitar isso de forma artificial seria até ruim para a imagem avaiana.

O que pode ser feito é a venda só para sócios de ingressos que não são no setor de visitantes, para evitar mistura de torcidas.

Hoje isso deve ser definido e vamos discutir aqui.

Bookmark and Share

Bola nas Costas - 28/11

29 de novembro de 2011 4

Confira os melhores momentos do Bola nas Costas dessa segunda-feira, 28/11:

Bookmark and Share

Alerta para o clássico na Ressacada

28 de novembro de 2011 108

Uso dois vídeos feitos pelos assistentes de conteúdo do DC, Renan Koerich e André Podiacki, como alerta para o clássico do próximo domingo, entre Avaí e Figueirense.

Sei, são situações diferentes, jogos diferentes. Mas é um retrato de como se portam (ou não se comportam) torcedores em situações limite.

Num deles, a própria torcida do setor C se desentende com o pessoal do setor B. O outro, é da torcida do Corinthians.

Vejam o trabalho que tem a PM. E não será diferente na Ressacada. Agora o Avaí pode tirar o Figueira da Libertadores. De outro lado, o alvinegro pode conquistar uma vaga. É difícil, mas não impossível. Um resultado de, no máximo empate, para Coritiba e Inter, ou uma derrota do Fla (Vasco lutando pelo título) com um empate dos outros dois, mais vitória do Figueira já serve.

Portanto, jogo quente. Toda a estrutura de segurança possível e imaginável deve ser preparada. Não basta acreditar que os torcedores serão pacíficos. A grande maioria é. Mas fenômenos de massa são, às vezes, incontroláveis.

Abaixo os vídeos.

 

 

Bookmark and Share

Lições de uma decisão

27 de novembro de 2011 137

Peço desculpas aos blogueiros, costumados a um post minutos depois dos jogos. Hoje, contudo, estava ao vivo na TVCOM e no diario.com, no pré e no pós-jogo e só agora pude postar. E tenho de ser breve para continuar agora, aqui da redação do DC, a edição do caderno de esportes.

Ficam algumas lições desta reta final de campeonato do Figueirense.

A primeira, é de que a nova Arena alvinegra precisa sair do papel logo, para garantir jogos decisivos com mais infra-estrutura.

A segunda lição é de que, quando o jogo envolver uma grande torcida, é preciso ter muita cautela na comercialização dos ingressos.

No futebol, desta vez gostei do Figueirense, mesmo com a derrota. Ao contrário do que aconteceu no jogo diante do Flu, o time se portou bem, perdeu para um grande time, poderia ter empatado e poderia até ter vencido.

Agora é clássico. E uma semana grande de debate e discussão vem por aí.

 

Bookmark and Share

Um domingo alvinegro, literalmente

27 de novembro de 2011 31

Neste domingo, é o Figueirense contra os milhões do Corinthians. Milhões de torcedores, milhões em verbas, milhões em audiência.

Um gigante Golias paulista contra um Davi catarinense.

Esperamos um clima de paz, o que não é difícil entre estas duas torcidas.

Mas, na hora do jogo, serão quase 4 mil corintianos misturados com alvinegros daqui. Será um exercício de cidadania.

O clicEsportes e diário.com estão desde cedo com o cover ao vivo e as equipes pela cidade.

A CBN/Diário também informa desde cedo.

A partir das 16h, quem não foi ao jogo, pode ligar na TVCOM ou acessar o computador, que estaremos ao vivo do Scarpelli.

Sorte, Figueirense!

Bookmark and Share

Espião? Ahahahahahah

26 de novembro de 2011 26

Piada tem hora. Esta notícia veiculada pelo Globo.com (clique aqui e confira) é válida para o folclore do futebol. E só.

Ora, todos conhecem por A + B como joga o Figueirense. Seus pontos fortes e fracos.

Agora achar que o Jorginho, neste treino citado, ensaiou alguma jogada pontual é, no mínimo, ingenuidade. Para não dizer outra coisa. Aliás, as constatações do tal Mauro são absolutamente conhecidas de qualquer garoto acima de 7 anos de idade que entenda de futebol.

O treino em que Jorginho posicionou jogadores para bolas paradas e em que distribuiu taticamente a equipe pensando no adversário foi totalmente fechado.

Bookmark and Share

Vamos torcer para Julio Cesar jogar pelo Figueirense, domingo, contra o Corinthians

25 de novembro de 2011 73

Contra o Fluminense, a história daquela partida poderia ter sido diferente. Se Aloísio marca aquele gol, cara a cara, no primeiro tempo, ou se o pênalti é marcado e o Figueira sai na frente, a coisa seria diferente. O Flu passaria a ter de agredir, e o famoso contra-ataque alvinegro estaria à espreita. O “se” não joga, mas ensina muita coisa para o futuro.

 A mecânica do Figueira funciona melhor com Nem e Julio Cesar. Nem continuou jogando bem naquela partida. O problema foi Aloísio. Sem querer queimar o atleta. Pelo contrário. Merece quantas chances forem necessárias. Mas precisaria um ajuste tático, ele gosta de jogar diferente.

Pois bem, diante deste quadro, atualmente julgo fundamental que Julio Cesar volte ao time. Se puder jogar só 45 minutos, que comece jogando e seja substituído no intervalo. Agora, se não tiver condições, então o melhor é não arriscar.

Neste caso, eu utilizaria Nem e Héber. Este um jogador que perdeu espaço e o técnico deve ter suas razões. Mas esta ali, já mostrou qualidade e pode dar sua contribuição.

Bookmark and Share

Alguém tem que avisar ao Figueirense sobre o fato de o Corinthians já ser o campeão brasileiro. Não precisa nem entrar em campo no Scarpelli

24 de novembro de 2011 71

Pelo menos é este o encaminhamento de alguns dentro do clube, nos bastidores, da torcida e, também, de grande parte da mídia.

Tem um ditado muito usado pelo mané: “jogo é jogado, lambari é pescado”.

Lembro sempre desta sabedoria quando leio matérias como esta (clique aqui e confira) da Folha de São Paulo.

É um jornal muito conceituado, porém algumas vezes arrogante. E, nesta matéria, já trata de como serão entregues as faixas de campeão, diante do Palmeiras. É só um exemplo.

Tá certo, é necessário anteceder uma “possibilidade”, mas ouvi alguém dizer por aí que já há champanhas compradas com antecedência em uma casa noturna da cidade, com câmeras já sendo instaladas para registrar o brinde. Aí já passa apenas de uma prévia preparação.

É bom não esquecer que a “consciência” de que pode algo, às vezes, é um passo para desandar a maionese. É o caso do Figueira contra o Flu. A empolgação, a vontade, a confiança, viraram uma sonora goleada.

O Figueira, tenho certeza, aprendeu sua lição. E o Timão? E sua torcida?

Posé, não esqueçam, que o Figueira fazer o “crime” não será uma zebra. E o Flu conseguir duas vitórias também não. Ou o Vasco conseguir vitórias não é nada anormal. Eu sugeriria calma aos fieis, mas acho que, neste momento, não escutam mais nada.

E à assessoria de imprensa do Figueira não é preciso nem recomendar. Competentes, já devem ter clipado todo este oba-oba. Não é preciso mais que 15 minutos com um vídeo de matérias dos jornais paulistas, um print screen do site corintiano e duas ou três declarações de torcedores do Timão para que o time catarinense entre em campo mordendo a grama.

Bookmark and Share