Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Palmeiras e Figueirense comprovam: jogar por uma bola já é o cardápio indigesto pré-Copa que apresentam os times da Série A

22 de maio de 2014 16

Ao acompanhar o que apresentaram Palmeiras e Figueirense na vitória Verde; ao acompanhar o Criciúma ao superar a Chapecoense; ao constatar alguns jogos de ontem da Série A: estamos numa crise bem maior do que pensávamos no futebol brasileiro.

Diante da evidente falta de qualidade técnica dos meias disponíveis no Brasil; diante da falta de atacantes no nosso mercado; diante da baixíssima qualidade técnica dos times; e observando técnicos absolutamente conservadores, vejo um futebol absolutamente decadente.

O jogo do Figueira de hoje foi mais um no cardápio insosso, sem emoção, burocrático nesse contexto.

Já havia sido assim no ano passado. Está sendo assim, e pior, este ano.

Isso que estamos falando da elite. Na Série B, é tudo isso que eu falei elevado a potência máxima.

Bookmark and Share

Comentários (16)

  • Edson – Jec diz: 23 de maio de 2014

    Puro dar de cotovelo, o figuerinha ta na serie A apanhando igual mulher de malandro, e vem desmerecer a serie B…

  • Krall Bolshoi diz: 23 de maio de 2014

    Castiel, acho que a motivação está dentro de cada um. Vocês comemoraram e vibraram tanto com um gol de mão na final do campeonato. Você achou feio o gol do Palmeiras? Aquele toque que Marquinhos Gabriel deu para o Matheus colocar a bola na cabeça do Henrique, foi linda toda a jogada. Aquela jogada que o Volpi evitou o gol, também foi linda. O Ceni ontem mesmo tomou um gol assim, é que esse guri é muito bom goleiro. Aliás o melhor jogador do Figueirense é o Tiago Volpi, sem dúvida. Achei bem temperado o jogo. É que estava assim, se o Figueira empata, eles buscariam a vitória, mas não foi preciso se esforçarem. Deu uma moral para o Figueirense, em agradecimento por ter batido o rival gambá. Mas acho que o Figueirense está evoluindo, e com o retorno agora do Marcos Assunção a coisa vai melhorar mais ainda.

  • Carlos Cojeka diz: 23 de maio de 2014

    Castiel, parece que o time viria de carro na volta de SP pra cá, mas não deu certo, pois só tinha um GOL. Ih!

  • Carlos Cojeka diz: 23 de maio de 2014

    Quem souber do blogueiro passional do Figueirense favor avisar na redação.
    Obrigado e saudações azurras.

  • Eliakim JEC diz: 23 de maio de 2014

    Que surpeendente esse figayra não…kkkk…fogo de palha!!

    vão cair…Martinelli que o diga!!!

    JEC maior torcida de Santa Catarina!!!

  • mario diz: 23 de maio de 2014

    Meu Figueira, tem que saber, que esta disputando, um campeonato de pontos corridos, então tem que jogar para ganhar.
    Se pretende ficar na série A tem que ter 16 vitórias.
    Se quer a sul americana tem que ter 19 vitorias
    Se quer a libertadores tem que ter 23 vitórias
    Se quer ser campeão tem que ter mais de 25 vitórias.
    Resumindo tem que jogar para ganhar .
    Ex. o Criciuma tomou de 6 mais ta na frente do Santos pelo numero de vitórias.

  • Alemão diz: 23 de maio de 2014

    Concordo Castiel, e também podemos analisar esse momento por outro ângulo:

    Uma grande prova da crise que o futebol brasileiro passa é que temos 3 times catarinenses na série A.
    A que ponto chegou o futebol brasileiro que permitiu esse decréscimo de qualidade em seu principal campeonato, bastando ver a campanha dos times, em especial Figueirense e Chapecoense, ocupando a lanterna da competição.

    Apenas mais um fato para somar aos já existentes.

    É isso aí…

  • Rogério Cardozo diz: 23 de maio de 2014

    Castiel ,acho que o figueira jogou bem e perdeu por azar ,jogou melhor que o Palmeiras.Quanto a qualidade técnica do futebol brasileiro só melhorar com investimentos nas categorias de base dos times , bom jogadores bons vão tudo para o exterior e os clubes muito mal administrados.

  • Inezita Maria Cabral diz: 23 de maio de 2014

    Realmente Paulo é desanimador. Sem nenhum atrativo.! Parabéns pela análise é a triste realidade.

  • Quatroazeroforever diz: 23 de maio de 2014

    Enquanto Esses jogadores forem tratados iguais a mocinhas, qualquer queda, corre um batalhão de gente para fazer massagens jogar agua e outras firulas mais, carrinhos para carrega-los para fora das quatro linhas, uma viadagem total, muito riso e pouco siso, isto os deixa cheios de nhem, nhem, nhem, futebol força disposição pode esquecer, se formos analisar e observar fazendo uma comparação criteriosa, o futebol feminino hoje é bem mais disputado que o masculino. Quanto ao jogo de ontem, peguei no sono pela inoperância do Alvinegro, muito toque para traz, não consigo entender como pretendem seguir no campeonato jogando sem vontade de vencer, os nossos 3 (três) homens de frente de tão lerdos e sonolentos, vou sugerir para o próximo jogo devido ao inverno que está se aproximando, eles levem consigo para o gramado um bom cobertor e um travesseiro, assim ficaria mais condizente com a maneira que se comportam em campo, 3 (três) marmanjos bobalhões. Bem quanto ao gol que tomamos foi uma infelicidade total do nosso sistema defensivo, a começar pelo Paulo Roberto que pra não dizer muito caiu de costas quando foi recuar, O Marquinho era para estar marcando o Diogo pelas alturas do dois e o Heleno ficar no Henrique, e avisar para o Lazaroni que ele tem que defender também, mas já foi possível ver algum progresso no time apesar dessas observações, Só espero que não acordem quando o campeonato estiver acabando e não tiver mais como evitar o rebaixamento. Se nós tivéssemos em campo ontem 5 (cinco) Luans, ganharíamos a partida.

  • Inezita Maria Cabral diz: 23 de maio de 2014

    Castiel desculpe a troca do seu nome, um abraço.

  • Pedro Alvinegro diz: 23 de maio de 2014

    E o treinador acha que o time está jogando bem? Como assim? Um meia inoperante, dois laterais que não dão nem para o gasto e um time sem alma, com medo de atacar um time fraco como o Palmeiras. Que filosofia de jogo e esta? jogar sempre com medo de ser feliz. Como vamos pontuar se não fazemos gol, se não atacamos? O Palmeiras é tão fraco que, pela primeira vez, o Tiago Volpi não teve nenhum trabalho. Apenas tomou um gol por causa da eterna burrice da zaga nas bolas aéreas e nada mais. Chega! Cansei! Cancelei minha assinatura para os jogos da Série A, na TV fechada. Para que assistir, se já se sabe qual vai ser o resultado.

  • garrasdetigre diz: 23 de maio de 2014

    Na base já colocam os caras pra marcar e marcar, esquecem que tem de fazer bons jogadores para atacar. Mesmo quem tem um bom meia acaba sobrecarregando o mesmo pois é um pobre solitário no meio de um bando de marcadores. Viva o antifutebol inventado pelos sem habilidade pra equilibrar os confrontos!

  • Fernando Avaiano diz: 23 de maio de 2014

    Queriam o que, eu entendo que é mais do que esperado está campanha pífia no Brasileirão. O Figueira tem um time fraquíssimo em todos os sentidos, subiu graças a entrega do Avaí, não tem futebol, vai ser a pior campanha da história da Série A de todos os tempos juntamente com a Chape. 2 times que envergonham SC acima de tudo.

  • Eduardo Bastos diz: 23 de maio de 2014

    Treinadores de uma nota só, como o Mano Menezes, Muricy, Oswaldo de Oliveira, que cito como uma amostra do universo da imensa maioria dos treinadores do Brasil, é que levaram o futebol a esta pobreza técnica. Brasil sem representante na Libertadores, perdendo para times meia boca lá fora e dentro de casa. Gostei do Palmeiras que buscou o argentino Gareca, para tentar mudar a mesmice dos Luxemburgos, Nei Francos, Dorivais Jr etc… O futebol deu seu alerta quando o Ituano foi campeão paulista de 2014, enfiando no saco os grandes comandados por treinadores teimosos com seus antigos e ineficientes esquemas táticos de uma nota só!

  • Anderson diz: 26 de maio de 2014

    Eu olho a libertadores da América e vejo times com folhas de pagamento muito, mas muito inferiores a nossa com jogadores tão bons como até melhores do que os que temos aqui. Jogador de futebol tá supervalorizado aqui no Brasil. Aí criamos grandes expectativas com o nosso campeonato e o que vemos é isso aí, verdadeiras peladas varzeanas apresentadas e com ingresso caro. Dá nojo.

Envie seu Comentário